Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Você está em: Início > Cursos/CE > CE

Cursos

Doutoramento em Ciências de Enfermagem

Comissão Cientifica:
- Prof.ª Doutora Corália Vicente
- Prof.ª Doutora Maria do Céu Barbieri
- Prof.ª Doutora Maria Manuela Martins
- Prof.ª Doutora Carmen de la Cuesta
- Prof. Doutor José Alberto Correia

O Programa Doutoral em Ciências de Enfermagem da Universidade do Porto, publicado pela Deliberação nº 3085/2009, no Diário da República, 2ª série, nº 218, de 10 de Novembro de 2009, vem dar continuidade ao Doutoramento em Ciências de Enfermagem, aprovado pela resolução n.º 6/SC/2001, de 16 de Março da Universidade do Porto, publicado pela Resolução nº 75/2001 (2ª série), no Diário da República, 2ª série, nº 155, de 6 de Julho de 2001, dotando assim os profissionais de Enfermagem de habilitações profissionais e científicas apropriadas, designadamente as constantes do DR n.º 74/2006 de 24 de Março.

Este programa resulta de uma parceria entre o ICBAS UP e a ESEP e rege-se por um Protocolo entre as duas instituições.

O objecto de estudo da enfermagem, que urge especificar, fortalecer e delimitar, pelo que o programa doutoral em enfermagem terá uma vertente essencial de natureza científica, dado que é fundamental que os doutorandos recontextualizem os seus saberes e conhecimentos de modo a terem um papel relevante em equipas de saúde multidisciplinares, tanto ao nível da concepção, como da prática de cuidados de enfermagem, da investigação e da docência.
O programa visa a análise dos problemas de saúde e a identificação dos elementos que caracterizam o cuidado de enfermagem, privilegiando a mobilização e recontextualização do conhecimento em enfermagem. Visa ainda o desenvolvimento de competências na construção da enfermagem como disciplina científica, promovendo a interligação da investigação e das práticas no cuidar, com o intuito de fomentar transições saudáveis (desenvolvimentais, situacionais, saúde/doença e organizacionais) e acompanhar indivíduos ou grupos, face às estratégias adaptativas causadas pela doença e outros processos de vida.

Objectivos específicos:Os objectivos específicos para a formação do doutorando visam ir ao encontro do exigido pela legislação em vigor para atribuição do grau de Doutor, aqui integrados do seguinte modo: a) Desenvolver a capacidade de compreensão e de sistematização num domínio científico de especialização em ciências de enfermagem; b) Aquisição de competências científico-técnicas e de metodologia de investigação das ciências de enfermagem; c) Promover a capacidade de projectar, adaptar e realizar investigação de elevada qualidade em ciências de enfermagem, assente em valores éticos e de integridade académica; d) Conseguir que o trabalho do doutorando tenha uma divulgação alargada, e um reconheci-mento internacional, mormente através de publicações em fóruns de referência e indexados; e) Desenvolver a análise crítica, bem como a avaliação e síntese de ideias novas e complexas; f) Promover a capacidade e vontade de comunicar com os pares, a restante comunidade aca-démica e a sociedade em geral sobre a área em que se especializa; g) Fomentar a integração do indivíduo numa sociedade baseada no conhecimento, dotando o formando de capacidades acrescidas para ajudar a promover o progresso em vários contextos.

Habilitações de acesso: Detentores do grau de Licenciatura ou equivalente legal em Enfermagem.

Entre outros requisitos implementa-se como condição absoluta para entrega e defesa pública da Tese a integração na mesma de um mínimo de 1 artigo original (full length paper) em que o doutorando é o 1º autor, aceite ou já publicado em revista internacional da especialidade
.
MUITO IMPORTANTE:

Os candidatos com graus académicos obtidos em Instituções de Ensino Superior Estrangeiro, deverão ter o seu grau reconhecido/registado em Portugal.(Decreto-Lei nº. 341/2007)

Para mais informações, deverá consultar a Direção Geral do Ensino Superior

Legalização dos documentos passados em países estrangeiros
Art.º 440.º do Código do Processo Civil (Lei n.º 41/2013)

"1 - Sem prejuízo do que se encontra estabelecido em regulamentos europeus e em outros instrumentos internacionais, os documentos autênticos passados em país estrangeiro, na conformidade da lei desse país, consideram-se legalizados desde que a assinatura do funcionário público esteja reconhecida por agente diplomático ou consular português no Estado respetivo e a assinatura deste agente esteja autenticada com o selo branco consular respetivo. 
2 - Se os documentos particulares lavrados fora de Portugal estiverem legalizados por funcionário público estrangeiro, a legalização carece de valor enquanto se não obtiverem os reconhecimentos exigidos no número anterior."

Para mais informações, deverá consultar o Instituto de Registos e Notariados

Só são elegíveis à bolsa da FCT candidatos de estados terceiros, se forem detentores de título de residência válido (há pelo menos dois anos em Portugal de forma ininterrupta em 31 de agosto do ano que pretende ingressar) ou beneficiários do estatuto de residencia de longa duração, à data da candidatura.

 Informações

Candidaturas:  Ano letivo 2016/2017

N.º de vagas: 15
 

1.ª FASE - 15 vagas 
2.ª FASE - Não há vagas sobrantes da 1.ª fase 

São ainda disponibilizadas 5 vagas ao abrigo de Protocolos/Acordos (número máximo de admissões de eventuais candidatos ao abrigo de projetos ERASMUS ou de natureza semelhante nos quais a U.Porto participa)

CALENDARIZAÇÃO

1.ª Fase

2.ª Fase

Apresentação das candidaturas

02/05 a 27/05 01/09 a 23/09
Afixação de resultados provisórios 13/06 10/10
Audiência prévia 14/06 a 28/06 11/10 a 24/10
Afixação de resultados definitivos 29/06  25/10
Apresentação de reclamação dos candidatos 30/06 a 01/07 26/10 a 27/10
Publicação da decisão de reclamações 04/07 a 08/07 28/10 a 04/11
Realização de matrículas * 04/07 a 08/07  28/10 a 04/11

Eventual colocação de suplentes

11/07 a 12/07  08/11/ a 09/11
Publicação de vagas sobrantes para a fase seguinte  13/07  10/11
Modo de notificação dos candidatos Edital eletrónico e mensagem de correio eletrónico

As entrevistas de seriação do Doutoramento em Ciências de Enfermagem serão presencialmente ou por Skype, nos dias 30 de Maio e 1 de Junho das 14:30h às 17:30H na sala de reuniões do ICBAS (Sala Abel Salazar). 

* no Gabinete de Pós-Graduação link: 
https://sigarra.up.pt/icbas/pt/noticias_geral.ver_noticia?p_nr=13746

Creditação de Formação e Experiência Profissional

 

 Apresentação do pedido (no ato da inscrição) 04/07 a 08/07
 Publicação de resultados  28/07
 Alteração da inscrição resultante do processo de creditação  01/08


- Início do Ano letivo: 02/01/2017
- Duração normal do ciclo de estudos: 4 anos (8 semestres)

Procedimento de Candidatura:disponível na pasta documentos (disponível no módulo "Opções" do lado direito).


No módulo on-line deverá disponibilizar:

1 - Documento de Identificação _ Fotocópia do bilhete de identidade ou do passaporte ou do cartão de cidadão - Facultativo para o cartão do cidadão
2 - Fotocópia do Certificado de Habilitações que inclua a data e classificação obtida
3 - Curriculo Vitae
4 - Certidão de conclusão de licenciatura em Enfermagem, para candidatos com grau obtido fora de Portugal o comprovativo da equivalência atribuída por uma escola em Portugal ou caso não o possuam, o programa do curso, onde constem todas as unidades curriculares efectuadas, carga horária e classificação obtida
5 - Certidão de conclusão de mestrado se apropriado
6 - Uma carta do candidato a detalhar os seus objectivos e motivações para frequentar o programa de doutoramento que deve incluir o endereço de e-mail de dois Professores, a serem contactados pela Direcção para apoiarem a candidatura

Nota: A candidatura só é válida após a recepção de todos os documentos solicitados.

Propina:

- Tempo integral: ¤ 2750,00 /ano 
- Tempo parcial: ¤ 1650,00 /ano (60% do valor do TI)

- Estudantes abrangidos pelo Estatuto de Estudante Internacional (Aprovado pelo Decreto-Lei 36/2014 de 10 de março)

- Tempo integral: ¤ 6000,00 /ano 
- Tempo parcial: ¤ 3600,00 /ano 


O Estudante Internacional, encontra todas as respostas de que precisa para estudar na Universidade do Porto,
no link: https://sigarra.up.pt/up/pt/web_base.gera_pagina?p_pagina=gateway-estudantes-internacionais


Estudantes internacionais da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) 

- Tempo integral: ¤ 3000,00 /ano 
- Tempo parcial: ¤ 1800,00 /ano 

A liquidar de acordo com o Regulamento de Propinas da U.Porto, disponibilizado na opção Documentos (menu lado direito). 

- No caso de candidatos bolseiros, terão de apresentar declaração da entidade financiadora que ateste que se responsabiliza pelo pagamento da propina. Caso no acto da matrícula não disponha ainda da declaração da entidade financiadora, deverá fazer prova de que lhe foi atribuída uma bolsa, entregando a declaração da entidade mais tarde.

Taxa de matrícula e seguro escolar:

- Taxa de candidatura: ¤ 55,00 (não reembolsável)
- Taxa de matrícula: ¤ 100,00
A pagar no ato da matrícula de acordo com a Tabela de Emolumentos da Universidade do Porto

- Seguro: ¤ 2,00 (valor sujeito a atualização, a pagar no ato da matrícula).

  


Contactos

Para qualquer esclarecimento relativo ao processo de candidatura p.f. contacte: 
Ana Paula de Lima Pereira 

Secretariado de Pós-Graduação/Doutoramentos 

Horário de Atendimento:
10h:00 - 12h:00
14h:00 - 15h:30

Dados Gerais

Código Oficial: 5676
Diretor: Corália Vicente
Sigla: CE
Grau Académico: Doutor
Tipo de curso/ciclo de estudos: Doutoramento
Início: 2009/2010
Duração: 8 Semestres

Planos de Estudos

Diplomas

  • Doutoramento em Ciências de Enfermagem (240 Créditos ECTS)

Áreas Científicas Predominantes

Cursos/Ciclos de Estudos Antecessores

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2017 © Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2017-07-25 às 23:46:31