Saltar para:
Logótipo
Você está em: Início » MI127

Saúde das Populações

Código: MI127     Sigla: SPOP

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Medicina

Ocorrência: 2022/2023 - 2S Ícone do Moodle

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Departamento de Ciências da Saúde Pública e Forenses, e Educação Médica
Curso/CE Responsável: Mestrado Integrado em Medicina

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
MIMED 289 Plano Oficial 2021 1 - 3 28 81

Língua de trabalho

Português - Suitable for English-speaking students

Objetivos

A unidade curricular tem como objetivo permitir aos estudantes a aquisição de conhecimentos sobre princípios e conceitos em saúde das populações e a sua aplicação na compreensão dos processos de saúde e doença.

Os conteúdos programáticos desta Unidade Curricular são de natureza abrangente, compatível com o objectivo de compreender globalmente os princípios básicos e os principais problemas relacionados com a saúde das populações, e ajudar a compreender a integração dos médicos numa equipa mais alargada de profissionais que age antes e depois da intervenção curativa.

A Unidade providencia ferramentas para um melhor pensamento crítico sobre a diversidade e complexidade dos fatores que influenciam a saúde dos indivíduos e das populações. Utiliza uma abordagem baseada na evidência para analisar os determinantes de saúde e da doença e as melhores opções de intervenção para promover e preservar a saúde.

Resultados de aprendizagem e competências

Os estudantes deverão saber descrever e compreender os principais padrões de ocorrência de doença na população e os seus determinantes; Deverão saber descrever e compreender as condições demográficas, sociais, económicas, antropológicas, comportamentais, físicas e biológicas que influenciam ou interagem com o estado de saúde das populações; Deverão ser capazes de compreender os processos base da investigação de surtos; Deverão adquirir capacidade crítica para uma melhor compreensão dos principais desafios da saúde pública global.

Modo de trabalho

Presencial

Programa

Perspectiva histórica da Saúde Pública; Transição demográfica, epidemiológica e nutricional, Globalização e saúde; Padrões de ocorrência de doença na população, A carga global de doença; Fontes de informação em saúde; Determinantes ambientais e comportamentais da saúde; Determinantes sociais, culturais, económicos da saúde nas populações;  Prevenção e controlo dos riscos (abordagem individual vs. populacional); Doenças transmissíveis sob controlo e emergentes; Saúde internacional; Populações e mobilidade; A saúde e o acesso aos cuidados de saúde. Desigualdades e Iniquidades em saúde; Saúde Materno Infantil, Planos e programas de saúde. Identificar prioridades e definir estratégias em saúde populacional baseadas na evidência.

 

 

Bibliografia Obrigatória

Denise Seabert; James F. McKenzie; Robert R. Pinger; An Introduction to Community & Public Health, (10th edition), Jones & Bartlett Publishers, 2021

Bibliografia Complementar

Richard Riegelman, Brenda Kirkwood (editors); Public health 101: Healthy people-Healthy populations., 2nd ed. Burlington, MA: Jones and Bartlett Learning, 2014

Observações Bibliográficas

A bibliografia incluirá também artigos científicos relevantes para os tópicos de estudo.

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

Tendo a unidade curricular 3ECTs, estima-se um total de 81 horas de trabalho do estudante, das quais 28,5 são de contacto, distribuídas da seguinte forma:

Uma sessão teórica semanal de 51 min (total: 10 sessões - 8,5h)

Uma sessão teórico-prática semanal de 150 min (total: 6 sessões - 15h)

Três seminários de 90 min- 4,5h

A estimulação de discussões de grupo tendo como base “case-studies” e sessões de discussão ativa sobre pros e contras de uma determinada temática, são propostas como opções mais efetivas para a aquisição de capacidades.


Tipo de avaliação

Avaliação distribuída com exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Exame 70,00
Participação presencial 10,00
Trabalho laboratorial 20,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Estudo autónomo 53,00
Frequência das aulas 28,00
Total: 81,00

Obtenção de frequência

Assistência a pelo menos 75% das sessões teórico-práticas

Fórmula de cálculo da classificação final

A avaliação da aprendizagem consistirá de uma prova escrita, com respostas por escolha múltipla e listas de correspondência, correspondendo a 70% da classificação final. Os 30% restantes serão obtidos através de avaliação realizada durante as sessões teórico práticas (10% para a participação nas sessões teórico práticas e 20% para a apresentação oral de um “case-study” por um grupo de trabalho).

A participação nas sessões teórico práticas incluem o envolvimento ativo na discussão dos temas propostos.

Avaliação especial (TE, DA, ...)

No caso de a avaliação distribuída não ser possível cumprir, como é o exemplo dos trabalhadores estudantes, estes serão avaliados a esta componente (30%) através de um trabalho escrito alternativo. Os estudantes que se encontrem nesta situação devem comunicar ao responsável da UC (através do secretariado do Departamento epimed@med.up.pt), no máximo até 3 semanas após o inicio do ano letivo, para que possa ser proposto o referido tema e formato do trabalho.

Melhoria de classificação

A melhoria de classificação será apenas realizada através da componente correspondente ao exame final.
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2024 © Faculdade de Medicina da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2024-07-25 às 08:42:59
Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais | Denúncias | Política de Captação e Difusão da Imagem Pessoal em Suporte Digital