Saltar para:
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
Você está em: Início » MI220
Autenticação




Esqueceu-se da senha?

Morfofisiologia dos Sistemas Reprodutor e Endócrino

Código: MI220     Sigla: MSRE

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Medicina

Ocorrência: 2020/2021 - 1S (de 14-09-2020 a 07-02-2021) Ícone do Moodle

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Departamento de Biomedicina
Curso/CE Responsável: Mestrado Integrado em Medicina

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
MIMED 295 Mestrado Integrado em Medicina- Plano oficial 2013 (Reforma Curricular) 2 - 6 57 162

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Célia da Conceição Duarte Cruz Regente
André Pedro Leite Martins Lourenço Regente
Armando Cardoso Regente

Docência - Horas

Teorico-Prática: 1,21
Práticas Laboratoriais: 2,50
Seminário: 0,11
Outras: 0,25
Tipo Docente Turmas Horas
Teorico-Prática Totais 20 24,20
João Manuel Palmeira Rocha Neves 0,20
André Pedro Leite Martins Lourenço 0,70
João Sérgio de Lima Soares Neves 0,647
Marina Felicidade Dias Neto 0,139
António Avelino Ferreira Saraiva Silva 1,81
Ricardo Manuel Alves Monteiro Fontes Carvalho 0,066
José Paulo Alves Vieira de Andrade 0,20
Susana Isabel Ferreira da Silva de Sá 0,40
Fábio Sousa Nunes 0,524
Francisco Aguiar Vasques Novoa Faria 0,691
António Henrique Pereira Neves 0,20
Tiago Alexandre Ferreira Tuna 0,28
João Carlos Bettencourt de Medeiros Relvas 0,83
Joana Oliveira Miranda 0,322
Marta Ramos Tavares da Silva 0,444
Pedro Miguel Gonçalves Teixeira 0,167
Mavilde Rodrigues Arantes da Silva Longarito 0,28
Mariana Isabel Fragão Rocha Marques 0,483
Ana Rita Gonçalves Cardoso 0,177
Célia da Conceição Duarte Cruz 1,81
Mariana Marques Santos Pintalhão 0,735
Joaquim Adelino Correia Ferreira Leite Moreira 0,10
Joana Maria de Pinho Ferreira Gomes 1,42
Catarina Afonso Couto e Vale 0,16
Sílvia Marta Araújo Oliveira 0,358
Paulo Manuel Barreiros de Castro Chaves 0,67
António Manuel Coelho Gaspar 0,236
Ana Filipa Oliveira Moleiro 0,062
Pedro Filipe Vieira Pimentel Nunes 0,651
Andre Filipe Mendes Leite Moreira 0,356
Carla Alexandra Ribeiro dos Santos Araújo 0,092
Diogo Alexandre Santos Ferreira 0,30
Jose Pedro Oliveira Pinto 0,453
Madalena Pereira de Sousa Von Hafe Pérez 0,16
Marta Borges Canha 1,042
Ricardo José Araújo Ladeiras Lopes 0,453
Ricardo Luís Castro e Silva Ferreira 0,122
Rui João Gonçalves Cerqueira 0,113
Isaura Ferreira Tavares 1,25
Francisco Pereira Gonçalves 0,483
Luís Carlos Ferreira Mendonça 0,262
Roberto Liberal Fernandes Roncon Albuquerque 0,648
Rodrigo Manuel Robalo Curado de Vilares Morgado 0,177
Armando Cardoso 0,15
Gabriel Faria Da Costa 0,224
Rafael Clara Martins 0,182
Práticas Laboratoriais Totais 20 50,00
Diogo Alexandre Santos Ferreira 0,60
Ana Filipa Oliveira Moleiro 0,124
Andre Filipe Mendes Leite Moreira 0,712
Francisco Aguiar Vasques Novoa Faria 1,382
Francisco Pereira Gonçalves 0,965
Jose Pedro Oliveira Pinto 0,906
Luís Carlos Ferreira Mendonça 0,525
Madalena Pereira de Sousa Von Hafe Pérez 0,321
Mariana Marques Santos Pintalhão 1,469
Marta Borges Canha 2,083
Pedro Filipe Vieira Pimentel Nunes 1,302
Roberto Liberal Fernandes Roncon Albuquerque 1,296
Sílvia Marta Araújo Oliveira 0,716
João Manuel Palmeira Rocha Neves 0,22
Joaquim Adelino Correia Ferreira Leite Moreira 0,20
Ana Rita Gonçalves Cardoso 0,354
Marina Felicidade Dias Neto 0,279
Isaura Ferreira Tavares 2,50
Célia da Conceição Duarte Cruz 3,61
Susana Isabel Ferreira da Silva de Sá 0,46
Marta Ramos Tavares da Silva 0,888
Ricardo José Araújo Ladeiras Lopes 0,906
Ricardo Manuel Alves Monteiro Fontes Carvalho 0,131
Catarina Afonso Couto e Vale 0,321
Pedro Miguel Gonçalves Teixeira 0,335
Rodrigo Manuel Robalo Curado de Vilares Morgado 0,354
João Carlos Bettencourt de Medeiros Relvas 1,67
Ricardo Luís Castro e Silva Ferreira 0,243
Gabriel Faria Da Costa 0,449
Joana Oliveira Miranda 0,644
Vasco Miguel Clara Lopes Galhardo 3,61
António Avelino Ferreira Saraiva Silva 3,61
Joana Maria de Pinho Ferreira Gomes 2,83
Fábio Sousa Nunes 1,049
Armando Cardoso 0,50
Mariana Isabel Fragão Rocha Marques 0,965
Paulo Manuel Barreiros de Castro Chaves 1,33
Mavilde Rodrigues Arantes da Silva Longarito 1,00
José Paulo Alves Vieira de Andrade 0,45
António Henrique Pereira Neves 0,65
João Sérgio de Lima Soares Neves 1,294
Rui João Gonçalves Cerqueira 0,226
António Manuel Coelho Gaspar 0,472
Carla Alexandra Ribeiro dos Santos Araújo 0,184
Rafael Clara Martins 0,365
André Pedro Leite Martins Lourenço 1,39
Tiago Alexandre Ferreira Tuna 0,65
Outras Totais 5 1,25
Ana Rita Gonçalves Cardoso 0,019
Isaura Ferreira Tavares 0,08
André Pedro Leite Martins Lourenço 0,08
Célia da Conceição Duarte Cruz 0,085
Fani Lourença Moreira Neto 0,08
José Paulo Alves Vieira de Andrade 0,08
Vasco Miguel Clara Lopes Galhardo 0,08
Ana Filipa Oliveira Moleiro 0,019
Joana Maria de Pinho Ferreira Gomes 0,08
António Avelino Ferreira Saraiva Silva 0,08
Carla Alexandra Ribeiro dos Santos Araújo 0,019
Paulo Manuel Barreiros de Castro Chaves 0,08
Susana Isabel Ferreira da Silva de Sá 0,08
Daniel Humberto Pozza 0,08
João Carlos Bettencourt de Medeiros Relvas 0,08
Catarina Afonso Couto e Vale 0,019
Joaquim Adelino Correia Ferreira Leite Moreira 0,08
Armando Cardoso 0,08
Andre Filipe Mendes Leite Moreira 0,019
António Manuel Coelho Gaspar 0,019
Mais informaçõesA ficha foi alterada no dia 2020-09-14.

Campos alterados: Fórmula de cálculo da classificação final, Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

Língua de trabalho

Português - Suitable for English-speaking students

Objetivos

No final desta unidade curricular o estudante deverá:

- Descrever os princípios gerais da Anatomia, Histologia e Fisiologia dos Sistemas Reprodutor e Endócrino. Familiarizar os alunos com a terminologia anatómica, estimulando a capacidade de observação e dotando-os da técnica de descrição pelo recurso a terminologia adequada;

- Descrever as estruturas macroscópica e microscópica normais e modo de funcionamento do sistema reprodutor e do sistema endócrino;

- Adquirir uma base de conhecimentos que possa ser utilizada nos vários campos da morfofisiologia e aplicada posteriormente noutras unidades curriculares do curso e na futura vivência clínica;

Outras competências a adquirir no decorrer do semestre:

- Capacidade de resolução de problemas;

- Autoaprendizagem;

- Pensamento crítico;

- Capacidade de avaliação prática do funcionamento dos vários aparelhos e sistemas;

- Identificação de problemas morfofisiológicos em casos clínicos selecionados.

Para o efeito adotar-se-á uma abordagem integrada morfofuncional com o envolvimento de Anatomistas, Histologistas e Fisiologistas.

Resultados de aprendizagem e competências

Outras competências a adquirir no decorrer do semestre:

 - Capacidade de resolução de problemas e aplicação prática dos conhecimentos;

 - Autoaprendizagem;

 - Pensamento crítico;

 - Capacidade de avaliação prática do funcionamento do sistema endócrino e do sistema reprodutor;

 Para o efeito adotar-se-á uma abordagem integrada morfofuncional com o envolvimento de Anatomistas, Histologistas e Fisiologistas.

Modo de trabalho

Presencial

Pré-requisitos (conhecimentos prévios) e co-requisitos (conhecimentos simultâneos)

Bases morfofisiológicas do funcionamento da célula, tecidos e sistemas

Programa

Princípios gerais de fisiologia do sistema endócrino. Fisiologia do eixo hipotálamo-hipófise. Tiróide. Paratiroides. Fisiologia óssea. Suprarrenal. Pâncreas endócrino. Equilíbrio calórico. Regulação do apetite. Regulação do metabolismo corporal. Avaliação do estado nutricional. Fisiopatologia da obesidade e da caquexia. Fisiologia do aparelho reprodutor feminino. Fisiologia do sistema reprodutor masculino. Fisiologia sexual. Adaptações fisiológicas à gravidez. Fisiologia da placenta. Menopausa e andropausa. Envelhecimento: diminuição da reserva funcional dos órgãos. Fisiologia do Stress. Metabolismo das Lipoproteínas.

 

Histologia e Embriologia das Glândulas Endócrinas: Sistema Hipotalamo-Hipofisário; Epífise; Tiróide e Paratiróide; Suprarrenal; Pâncreas Endócrino. Desenvolvimento do Sistema Urogenital. Histologia do Sistema Reprodutor Feminino; Histologia do Sistema Reprodutor Masculino.

 

Anatomia das glândulas tireoideia e paratireoideias. Glândulas suprarrenais. Aparelho genital feminino. Mama. Aparelho genital masculino.

Bibliografia Obrigatória

Walter F. Boron and Emile L; Medical Physiology, Boulpaep Editors, 2012
Hall J.E. ;Guyton and Hall, 12th Edition; Textbook of Medical Physiology, Saunders Elsevier, 2011
Kierszenbaum, A. L., & Tres, L; Histology and cell biology: an introduction to pathology, Elsevier Health Sciences, 2012
Young, B. Lowe, J.S., Stevens, A., & Heath, J.W; Wheater's Functional Histology - A Text and Colour Atlas , Churchill Livingstone, 2009
R. L. Drake, W. Vogl, A. W. M. Mitche; GRAY’S ANATOMY FOR STUDENTS, Elsevier Churchill Livingstone, 2010
Sadler, T.W; Langman's Medical Embryology , 12ª Ed, Williams and Wilkins, 2012
S. Standring; Gray's Anatomy, Elsevier Churchill Livingstone, 2015
R. Drake, A. W. Vogl, A. Mitchell ; Gray's Anatomy for Students, , Elsevier Churchill Livingstone, 2019

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

O ensino da Unidade Curricular é distribuído sob a forma de aulas teóricas integrativas, aulas teórico-práticas, e aulas práticas. O ensino será ajustado ao contexto de pandemia em curso.


Histologia e Embriologia:

- As aulas teórico-práticas serão à distância, utilizando a plataforma Zoom. As turmas serão divididas em duas partes, reunindo com o docente no horário da sua turma.


Fisiologia:

- As aulas serão presenciais, no horário definido, tendo em consideração as regras de segurança recomendadas. Assim, cada turma será dividida em duas metades, que alternarão a presença na FMUP semanalmente. As aulas terão transmissão síncrona através da plataforma Zoom, para que a metade que está ausente possa também acompanhar a aula.

Anatomia:
- A componente prática de cada aula teórico-prática será presencial, no horário definido, tendo
em consideração as regras de segurança recomendadas. Assim, cada turma será dividida em
duas metades. Em cada semana apenas uma das metades terá aula presencial, com a duração
de 2 horas.

Tipo de avaliação

Avaliação por exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Exame 100,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Estudo autónomo 105,00
Frequência das aulas 57,00
Total: 162,00

Obtenção de frequência

De acordo com o regulamento pedagógico em vigor na FMUP.

Fórmula de cálculo da classificação final

O exame final consta de uma prova prática e de uma prova teórica.


A prova prática (P) será realizada para os três componentes para avaliação dos conhecimentos obtidos em Histologia e Embriologia, em Anatomia e em Fisiologia. Os detalhes serão dados a conhecer atempadamente e serão ajustados às condições sanitárias à data das provas práticas.


No caso da componente de Histologia e Embriologia, há lugar a avaliação contínua prática durante as aulas, com um peso de 50% da nota prática final desta componente.

No caso da avaliação prática da componente de Fisiologia, os estudantes realizarão 2 avaliações práticas (testes de formato verdadeiro e falso no moodle, sem desconto) durante o semestre. Será feita uma avaliação no início da aula relativo à aula anterior e uma avaliação no final da aula relativo à aula dessa semana. A média destas avaliações corresponderá a 100% da nota prática final desta componente. Este modelo será aplicado aos alunos que não têm frequência prévia à disciplina. Para os alunos que efetuarem esta avaliação, não estará disponível a avaliação prática final na época normal. Cada aluno terá apenas duas possibilidades de realizar a avaliação. Se estes alunos tiverem aprovação à avaliação prática realizada durante o semestre, poderão efetuar o exame teórico na época de recurso, sem necessidade de repetirem a avaliação prática. Para os restantes alunos, e na época de recurso, será efetuado exame prático em plataforma Moodle, com recurso a vigilância via Zoom, antecedendo o exame teórico, de acordo com o calendário de exames.

A avaliação prática da componente de Anatomia será em modo de exame final.

Todas as provas práticas serão classificadas na escala de 0-20 valores. A classificação final da componente prática da unidade curricular será a média ponderada das classificações obtidas em Anatomia (13%), Fisiologia (53%) e Histologia e Embriologia (34%). A classificação final obtida nesta avaliação prática será utilizada para a obtenção da classificação final de Morfofisiologia dos Sistemas Reprodutor e Endócrino.


Os alunos que reprovarem ou faltarem à avaliação prática de (total ou parcialmente) desta UC na época normal terão que repetir a avaliação prática na época de recurso, de acordo com o disposto para cada componente.

Serão admitidos a exame teórico os estudantes que, no conjunto das provas práticas, obtiverem uma classificação média mínima de 10 valores. Esta classificação mantém-se válida para as outras épocas de avaliação do ano letivo em curso para os estudantes que reprovem (ou faltem) na prova teórica.

 

A prova teórica (T) contempla perguntas de resposta aberta e curta e perguntas de escolha múltipla e engloba a avaliação dos conhecimentos obtidos em Histologia e Embriologia, em Anatomia e em Fisiologia. A classificação final da prova teórica da unidade curricular será a média ponderada das classificações obtidas em Anatomia (13%), Fisiologia (53%) e Histologia e Embriologia (34%)


Serão considerados aprovados no exame teórico os estudantes que obtiverem a classificação mínima de 10/20 valores. 


O cálculo da classificação final (CF) será feito de acordo com a seguinte fórmula:

                                       CF = (2T + P) / 3

T: nota do exame teórico
P: nota do exame prático


Para melhoria de classificação os estudantes terão que realizar novamente as provas práticas e teóricas, na época de recurso, sendo usadas as novas classificações para o novo cálculo da classificação final.

Provas e trabalhos especiais

N/A

Trabalho de estágio/projeto

N/A

Avaliação especial (TE, DA, ...)

De acordo com as normas estabelecidas pelo Conselho Pedagógico da FMUP

Melhoria de classificação

Os estudantes que desejarem fazer melhoria da classificação obtida nesta UC terão que repetir os exames práticos e teóricos de Anatomia, Histologia e Embriologia, e Fisiologia.

Observações

N/A
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2021 © Faculdade de Medicina da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2021-08-01 às 06:39:08 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais