Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
FMUP
Você está em: Início » MI117
Autenticação




Esqueceu-se da senha?

Introdução à Investigação em Saúde

Código: MI117     Sigla: IIS

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Medicina

Ocorrência: 2019/2020 - 2S (de 10-02-2020 a 31-07-2020) Ícone do Moodle

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Departamento Medicina da Comunidade, Informação e Decisão em Saúde
Curso/CE Responsável: Mestrado Integrado em Medicina

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
MIMED 340 Mestrado Integrado em Medicina- Plano oficial 2013 (Reforma Curricular) 1 - 3 28 81

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
José Alberto da Silva Freitas Regente
Luís Filipe Ribeiro de Azevedo Regente

Língua de trabalho

Português - Suitable for English-speaking students

Objetivos

Um dos pressupostos do curso de Medicina é a integração da componente de investigação e do trabalho experimental, sendo por isto importante a inclusão, logo no primeiro ano do curso, de uma UC dedicada à apresentação do contexto de investigação em saúde desenvolvido na FMUP bem como aos formalismos da investigação, nas suas diferentes componentes, enquanto métodos genéricos e transversais de investigação em saúde, habitualmente utilizados em investigação clínica, laboratorial ou epidemiológica.

A metodologia de investigação em saúde, tanto a que envolve a participação de humanos como a laboratorial, reveste-se de procedimentos precisos que lhe conferem garantias de qualidade na descoberta e aplicação da evidência científica. Nesta UC pretende-se dotar os estudantes das bases necessárias para definir e planear tal investigação. Assim, surge como imprescindível a exploração dos conceitos de protocolo de investigação, permitindo uma abordagem faseada e planeada ao processo de investigação, e de interpretação e divulgação de resultados de investigação científica.

Acresce que nesta UC procurar-se-á ainda pôr em contacto os seus estudantes com a realidade da investigação biomédica, clínica e epidemiológica da Faculdade e da UP através da organização de seminários de investigação, visando dar a conhecer aos estudantes diversos exemplos de investigação em Saúde e principais grupos de investigação da UP.

Resultados de aprendizagem e competências

No final desta unidade curricular os estudantes deverão ser capazes de planear e avaliar criticamente um trabalho de investigação, criando as bases fundamentais que lhes permitam assegurar uma adequada disseminação, interpretação e utilização da ciência biomédica.

Modo de trabalho

Presencial

Programa


• Medicina e ciência:
   - o método clínico;
   - o método científico;
   - investigação laboratorial, epidemiológica, clínica e em serviços de saúde;
   - investigação de translação.
• Abordagem faseada à concretização de um trabalho de investigação;
• Formulação de questões e pesquisa bibliográfica;
• Desenho de estudos:
   - estudos experimentais e observacionais
• Métodos e instrumentos para a:
   - recolha de dados;
   - avaliação da reprodutibilidade e validade de medidas e escalas de medição;
   - seleção de participantes – especificação, amostragem e recrutamento;
• Erros aleatórios e sistemáticos e noções de precisão e validade;
• Protocolos de investigação:
   - abordagem faseada à descrição e concretização de um trabalho de investigação;
   - gestão e planeamento de projetos;
• Interpretação e divulgação de resultados.


Bibliografia Obrigatória

Hulley SB, Cummings SR et al; Designing Clinical Research. Fourth edition., Lippincott Williams and Wilkins, 2013
Kumar R.; Research methodology: a step by step guide for beginners, SAGE Publications Ltd., 2014
Greenhalgh T; How to Read a Paper: The Basics of Evidence-based Medicine and Healthcare. Sixth Edition., John Wiley & Sons Ltd., 2019

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

A unidade curricular terá uma duração de 30 horas de contacto; 12 horas de aulas teóricas e 18 horas de aulas teórico-práticas e seminários.

Após a exposição teórica de cada tópico, haverá lugar à resolução de exercícios práticos que permitirão explorar cada uma das vertentes e fases de execução de um trabalho de investigação em saúde. Existirão também uma série de seminários para a apresentação de exemplos de trabalhos de investigação desenvolvidos na FMUP e na UP.

As aulas serão apoiadas por uma plataforma de e-learning otimizada para o ensino e aprendizagem da unidade curricular.

A avaliação terá duas componentes:

(1) Avaliação distribuída (30%): Incidirá na avaliação da participação dos estudantes no processo de ensino/aprendizagem da UC (vale 1/3 da avaliação distribuída) e na avaliação do aproveitamento dos seminários (vale 2/3 da avaliação distribuída).

A avaliação do aproveitamento dos seminários será feita através de uma prova escrita, juntamente com o exame final. Para todos os efeitos, a prova de avaliação dos seminários é uma componente de avaliação independente do exame final da UC, que decorre, no entanto, a seguir a este e terá uma duração máxima de 20 minutos. A cotação da prova de avaliação dos seminários será feita numa escala de 0-20 valores, de forma independente do exame final, correspondendo a 2/3 da avaliação distribuída, isto é, a um máximo de 4 valores da classificação final da UC. Para obter aprovação na UC será exigida uma nota mínima de 9,5 valores na prova de avaliação dos seminários.

(2) Avaliação final ou exame teórico (70%): O exame versará o conteúdo teórico do programa da unidade curricular sendo constituído por: (a) questões de resposta fechada, simples e múltipla, (b) questões abertas de resposta breve e (c) exercícios numéricos. O exame final da UC será realizado no fim do período letivo do semestre e terá uma duração máxima de 75 minutos. Para obter aprovação na UC será também exigida uma nota mínima de 9,5 valores no exame teórico.

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída com exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Exame 70,00
Participação presencial 10,00
Trabalho escrito 20,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Estudo autónomo 51,00
Frequência das aulas 30,00
Total: 81,00

Obtenção de frequência

Para obter aprovação na UC será exigida uma nota mínima de 9,5 valores na prova de avaliação dos seminários, será também exigida uma nota mínima de 9,5 valores no exame teórico e, finalmente, será necessário obter uma avaliação final (ver abaixo) mínima de 9,5 valores.

Fórmula de cálculo da classificação final

A avaliação terá duas componentes:

(1) Avaliação distribuída (30%): Incidirá na avaliação da participação dos estudantes no processo de ensino/aprendizagem da UC (vale 1/3 da avaliação distribuída) e na avaliação do aproveitamento dos seminários (vale 2/3 da avaliação distribuída). A avaliação do aproveitamento dos seminários será feita através de uma prova escrita, juntamente com o exame final. Para todos os efeitos, a prova de avaliação dos seminários é uma componente de avaliação independente do exame final da UC, que decorre, no entanto, a seguir a este e terá uma duração máxima de 20 minutos. A cotação da prova de avaliação dos seminários será feita numa escala de 0-20 valores, de forma independente do exame final, correspondendo a 2/3 da avaliação distribuída, isto é, a um máximo de 4 valores da classificação final da UC. Para obter aprovação na UC será exigida uma nota mínima de 9,5 valores na prova de avaliação dos seminários.

(2) Avaliação final ou exame teórico (70%): O exame versará o conteúdo teórico do programa da unidade curricular sendo constituído por: (a) questões de resposta fechada, simples e múltipla, (b) questões abertas de resposta breve e (c) exercícios numéricos. O exame final da UC será realizado no fim do período letivo do semestre e terá uma duração máxima de 75 minutos. Para obter aprovação na UC será também exigida uma nota mínima de 9,5 valores no exame teórico.

Provas e trabalhos especiais

A avaliação do aproveitamento dos seminários será feita através de uma prova escrita, juntamente com o exame final. Para todos os efeitos, a prova de avaliação dos seminários é uma componente de avaliação independente do exame final da UC, que decorre, no entanto, a seguir a este e terá uma duração máxima de 20 minutos. A cotação da prova de avaliação dos seminários será feita numa escala de 0-20 valores, de forma independente do exame final, correspondendo a 2/3 da avaliação distribuída, isto é, a um máximo de 4 valores da classificação final da UC. Para obter aprovação na UC será exigida uma nota mínima de 9,5 valores na prova de avaliação dos seminários.

Trabalho de estágio/projeto

Não se aplica

Avaliação especial (TE, DA, ...)

As avaliações especiais possíveis nesta unidade curricular incluem as situações habituais, nomeadamente, para estudantes com estatuto de trabalhador-estudante ou dirigentes associativos.
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2021 © Faculdade de Medicina da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2021-03-08 às 22:49:38 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais