Saltar para:
Logótipo
Você está em: Início > Notícias > Parceria FAUP | Petites Folies - Porto Design Biennale 2021 | Percurso instalações site-specific

Parceria FAUP | Petites Folies - Porto Design Biennale 2021 | Percurso instalações site-specific

26 de junho, 3 e 10 de julho de 2021

O projeto Petites Folies sobre o Douro, atividade satélite da Porto Design Biennale 2021 organizada pelos Professores Ana Neiva (FAUP) e João Nuno Gomes (ESAD), resulta de uma parceria entre a FAUP e a ESAD e propõe um conjunto de instalações / objetos / espaços arquitetónicos site-specific, em espaço público, reconfigurando as realidades locais e redefinindo os percursos citadinos a partir da criação de novos pontos e enquadramentos da paisagem: Outras Paisagens.

Abertura instalações in situ

26 Junho, Sábado
17h00 - Abertura @ Largo de Santa Catarina
Objeto 1 - Largo de Santa Catarina
+ Percurso até Objeto 2 - Plataforma FAUP 


03 Julho, Sábado
17h00 - Abertura @ Museu Romântico - Quinta da Macieirinha
Objeto 3 - Museu Romântico - Quinta da Macieirinha
+ Percurso até Objeto 4 - Mirador do Horto das Virtudes


10 Julho, Sábado
17h00 - Abertura @ Passeio das Fontainhas
Objeto 5 - Passeio das Fontainhas
+ Percurso até Objeto 6 - Lavadouro das Fontainhas


Mapa das instalações e percursos

Petites Folies sobre o Douro

Coloca-se a experiência espacial em destaque, a redescoberta do corpo a partir da escala do objeto, e a descoberta da cidade a partir da construção de novos pontos aglutinadores, de atração e referência. A partir de uma lógica pedonal, estreitamente articulada com a proposta curatorial de Alastair Fuad-Luke, propomos um percurso arquitetónico que ofereça pontos de paragem para novas descobertas, do outro e de outras paisagens: uma pausa para olhar e re-conhecer.

A rede de intervenção articula espaços de escalas e naturezas distintas que partilham, como denominador comum, a oportunidade de contemplação de uma paisagem mais vasta a partir da definição de novos enquadramentos, redescobrindo novas perspetivas sobre o Douro.
A partir da ocupação inesperada de espaços institucionais – uma escola de arquitetura e um museu –, conjuntamente com sítios de elevado património humano e natural – um lavadouro comunitário e um horto real – hoje integrados no espaço público da cidade, estabelece-se um novo percurso, habitualmente oculto dos comuns trajetos diários.
A rede tem nos seus extremos dois pequenos e marginais lugares – o Miradouro de Santa Catarina e o Lavadouro das Fontainhas – entremeados por espaços com tempos, vivências e atividades altamente variáveis e surpreendentes: uma área expectante da Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto, recatadas plataformas nas imediações do Museu Romântico da Quinta das Macieirinhas e do Passeio das Fontainhas, e um solarengo jardim no Parque da Horta das Virtudes.

A renovação destes lugares é realizada por equipas de estudantes de duas escolas de arquitetura e design, a Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto (FAUP) e a Escola Superior de Artes e Design (ESAD), a partir de uma cooperação estabelecida entre ambas, por iniciativa de dois dos seus docentes, Ana Neiva e João Nuno Gomes.

O projeto, integralmente assente em processos experimentais, desenvolve-se ao longo de quatro momentos: um workshop de arquitetura e design, a construção dos objetos in situ, a fruição dos objetos pela comunidade alargada, durante o período da bienal e, por fim, e a sua transformação em contributo social futuro.
  • Ao longo de dez dias, os alunos desenvolverão o projeto de um espaço-objeto que terá como área máxima 9m2, e que deverá ser exclusivamente construído com recurso a painéis OSB e a barrotes de madeira tratada de casquinha. Excetuando estas condicionantes é dada completa liberdade conceptual aos participantes para o desenho dos objetos.

  • Os seis objetos resultantes do workshop serão construídos pelos alunos envolvidos, divididos em duas equipas que avançam simultaneamente, construindo em três fases a rede de objetos que reconfiguram os percursos entre a Foz e a Baixa.

  • No final de cada semana de trabalho terá lugar um momento de abertura e visita às estruturas recém-concluídas. Ao fim das três semanas previstas para a construção de todos os objetos da rede, dar-se-á início ao percurso completo entre todos os pontos. As estruturas farão parte da rede de espaços da bienal acolhendo o podcast Voices from the Atelier.

  • Com o encerramento da bienal prevê-se a venda, em leilão, destas estruturas – objetos artísticos – cuja receita retribuirá a favor de associações de apoio social das respetivas freguesias.

  • As Petites Folies sobre o Douro, estruturas arquitetónicas experimentais e site-specific, exploram novas formas de levar a arquitetura e o design à cidade, através de um discurso curatorial de alcance alargado, diluindo o encerramento disciplinar arquitetónico e a fronteira com a esfera pública.

Workshop de Arquitetura e Design

Ao longo de dez dias, os alunos desenvolverão o projeto de um espaço-objeto que terá como área máxima 9m2, e que deverá ser exclusivamente construído com recurso a 10 painéis OSB 2500x1250x15mm e a 40 barrotes de madeira tratada de casquinha, com  secção 70x70mm e 6m de comprimento. As ligações serão realizadas por aparafusamento e será disponibilizada tinta para que o objeto na paisagem adquira uma dimensão artificial em diálogo com o existente. Será ainda desejável que os mesmos sejam passíveis de ser transportados em camião, após a sua construção. Excetuando estas condicionantes será dada completa liberdade conceptual aos participantes para o desenho dos objetos. As estruturas, dever-se-ão relacionar com a envolvente, conter espaço interior e proporcionar, a partir da sua experiência, uma nova perspetiva sobre a envolvente.

Os dez dias de atividades (duas semanas) serão distribuídos entre os espaços da FAUP e da ESAD.

Os espaços-objetos serão desenvolvidos no contexto de um Workshop de Arquitetura e Design + Autoconstrução aberto a estudantes da FAUP* e ESAD. 
*O workshop é especialmente dedicado a estudantes inscritos no 5.º ano.

— Coordenação
Ana Neiva (FAUP) e João Nuno Gomes (ESAD)

— Tutores
João Cruz, Mariana Sá, Nuno Melo e Sousa, Paulo Seco, Pablo Rebelo e Soraia Fernandes

Instalação in situ

Os seis objetos resultantes do workshop de arquitetura e design serão construídos pelos alunos envolvidos, divididos em duas equipas que avançam simultaneamente em pontos simétricos da rede. Durante cinco dias, contando com o apoio dos professores, monitores e de um técnico a operar uma serra circular, os grupos iniciais de quatro alunos serão reforçados  pelos  colegas  participantes  na  autoconstrução  destas  estruturas.  Durante três semanas serão construídos, em paralelo, os seis objetos-espaços. A instalação será acompanhada por registo vídeo / fotográfico de todo o processo e partilha simultânea nas redes sociais de ambas as instituições, como meio de divulgação da iniciativa e processo/testemunho para futura aprendizagem.

Estudantes selecionados

Os estudantes foram seleccionados através da média ponderada entre a disponibilidade demonstrada (40%) e a carta de motivação enviada (60%). No caso dos alunos da FAUP, foi adicionado o critério de preferência de estudantes inscritos no 5º ano.

Para além dos 36 estudantes selecionados ficou estabelecida uma lista de 8+8 estudantes suplentes.


Petites Folies - Estudantes seleccionados (PDF)

Mais informações em portodesignbiennale.pt e esad.ptA Porto Design Biennale é promovida pelos municípios do Porto e Matosinhos e organizada pela ESAD / esad–idea. O projeto Petites Folies sobre o Douro é uma parceria entre a FAUP e a ESAD.

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2021 © Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2021-06-24 às 07:30:32 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais