Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Você está em: Início > Notícias > Docente da FLUP recebe prémio do Vaticano

Docente da FLUP recebe prémio do Vaticano

Professor Luís Alberto Casimiro



A Tese de Doutoramento de Luís Alberto Casimiro, docente de História da Arte da Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP), recebeu prémio atribuído pelo Vaticano.

O trabalho de investigação subordinado ao tema "A anunciação do Senhor na pintura Quinhentista Portuguesa" (1500-1550). Análise geométrica, iconográfica e significado iconológico" foi galardoado com o prémio anual das "Pontificie Accademie in Mariologia 2010".

A Tese teve como orientador Científico o Prof. Doutor Fausto Sanches Martins, CSsR, da Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Submetida à apreciação e discussão do Júri, presidido pela Prof.ª Doutora Maria de Lurdes Correia Fernandes, Vice-Reitora da Universidade do Porto e constituído pelos Prof. Doutores Vítor Serrão da Universidade de Lisboa, Nelson Correia Borges da Universidade de Coimbra, Natália Marinho Ferreira-Alves, Joaquim Jaime Ferreira-Alves, Agostinho Marques Araújo, Fausto Sanches Martins e Lúcia Cardoso Rosas da Universidade do Porto, foi aprovada, por unanimidade, em provas públicas, que decorreram no edifício da Faculdade de Letras do Porto, no dia 30 de Março de 2005.

Dividido em dois volumes, num total de 2144 páginas, trata, de forma inédita, o tema da Anunciação na pintura portuguesa, na primeira metade do século XVI. O autor procura comprovar a existência de um esquema geométrico de composição que esteve na génese estrutural das pinturas, o qual terá sido utilizado, também, com a finalidade de reforçar a mensagem subjacente ao tema. Para tal, propõe a aplicação do que designou por "Método Geométrico", como complemento do "Método Iconográfico e Iconológico", desenvolvido por Erwin Panofsky.

Luís Alberto Casimiro, começa por esclarecer as questões teológicas mais importantes que se prendem com o tema da Anunciação. Para isso, analisa a perícopa do Evangelho de S. Lucas e as suas relações com certas passagens do Antigo Testamento; expõe comentários e sermões dos Padres da Igreja; sintetiza um estudo sobre angelologia, completamente inédito entre nós, bem como apresenta diversas reflexões dos teólogos do Renascimento. Neste debruçar-se sobre as fontes foram, também, incluídos vários textos apócrifos do Antigo e do Novo Testamento, bem como escritos de importantes figuras da Igreja com destaque para S. Tomás de Aquino e S. Bernardo de Claraval. A finalidade desta primeira fase era esclarecer a variedade e complexidade dos elementos simbólicos presentes nas pinturas, permitindo, pois, uma análise iconográfica mais aprofundada.

Numa segunda etapa, é explicado o modo como se pretende utilizar o "Método Geométrico". Para tal efectua um estudo sobre a perspectiva linear, as suas origens e as respectivas leis internas, apresentando e analisando os tratados mais importantes do Renascimento relacionados com a perspectiva. É desenvolvido, de forma exaustiva, um estudo sobre os rectângulos, usados como «marco» das pinturas, e as regras geométricas que permitem definir, no seu interior, um conjunto variado de linhas de força e de espaços privilegiados, tal como eram entendidos na época em estudo. Assim, se garante o necessário rigor científico na aplicação das respectivas leis geométricas sobre as pinturas.
A utilização desta metodologia sobre as cerca de 50 pinturas portuguesas da Anunciação da primeira metade do século XVI, veio comprovar o conhecimento das leis da perspectiva por parte dos pintores bem como a tese da existência de um esquema geométrico de composição, em muitas pinturas analisadas, confirmando, portanto, a sua utilização como forma de proporcionar os diversos elementos pictóricos e reforçar a respectiva mensagem iconográfica.

Trata-se, pois, de uma obra de grande valor para a Historiografia da Arte Portuguesa não só pelo facto de analisar exaustivamente a iconografia da Anunciação, mas porque introduz, nesse estudo, a vertente geométrica, numa dimensão nunca antes ensaiada.

O Professor Luís Alberto Casimiro é natural de Vilar Formoso, Guarda, frequentou o curso de Engenharia Electrotécnica e de Computadores na FEUP, licenciou-se em Pintura pela Faculdade de Belas Artes da UPorto. Actualmente é professor auxilar convidado da FLUP e regente das disciplinas de Iconografia, História da Pintura em Portugal, História da Arte e Cultura I e História Urbana.

O prémio será entregue pelo Secretário de Estado, Sua Eminência o Cardeal Tarcisio Bertone, durante uma sessão pública das Academias Pontifícias no dia 16 de Dezembro, pelas 17h, na Aula Magna do "Pontificio Consiglio della Cultura.




Anunciação. Jorge Afonso (atr. 1520-1525)
Museu de Setúbal/ Convento de Jesus
Justificação Geométrica para a colocação e dimensão da auréola da Pomba do Espírito Santo
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2020 © Faculdade de Letras da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2020-09-21 às 14:36:51 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais