Saltar para:
Logótipo
Você está em: Início > Notícias > Notícia | Equipa liderada por docente da FFUP vence Prémio Inovação Bluepharma - Universidade de Coimbra 2023

Notícia | Equipa liderada por docente da FFUP vence Prémio Inovação Bluepharma - Universidade de Coimbra 2023

Lucília Saraiva, e a sua equipa multidisciplinar desenvolveram composto inovador no tratamento de cancros agressivos

 

A equipa liderada por Lucília Saraiva, docente da Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto (FFUP), e que integra investigadores do REQUIMTE e do Instituto de Investigação e Inovação em Saúde (i3S), venceu o Prémio Inovação Bluepharma Universidade de Coimbra 2023.

O composto anticancerígeno, inovador no tratamento de cancros agressivos, foi o grande vencedor, entre os 19 projetos a concurso.

Esta tecnologia inovadora no âmbito do tratamento oncológico procura apresentar-se como uma esperança para os mais de 1,5 milhões de pacientes que, atualmente, se estima  sofrerem de cancros agressivos como o do ovário, pâncreas e mama, sem opção terapêutica para além da quimioterapia convencional.

Para Lucília Saraiva, este é um prémio muito prestigiado que tem reconhecido os melhores trabalhos na área da inovação aplicada à saúde. Refere também a docente que “é um reconhecimento da qualidade do nosso trabalho, um incentivo para toda a equipa e um estímulo para um ainda longo e duro caminho que temos pela frente.”

A equipa vai receber um prémio monetário de 20 mil euros que, no futuro, pode traduzir-se num investimento suplementar de 30 mil euros (quando confirmada a viabilidade de mercado do projeto). O valor vai ser aplicado “em estudos de validação da atividade anticancerígena do composto nos quatro tipos de cancro” que estão a estudar, referem.

Para além de Lucília Saraiva, integram a equipa do inovador projeto: Ana Catarina Matos (FFUP e REQUIMTE), Ângela Carvalho, Hugo Prazeres e José Luís Costa (i3s), Maria José Umbelino Ferreira (FFUL) e ainda Silva Mulhovo, da Universidade de Pedagógica de Moçambique, numa colaboração frutífera ente várias instituições.

A equipa formou, entretanto, uma empresa chamada BEAT Therapeutics. focada no desenvolvimento de soluções para o tratamento de doenças como os cancros agressivos do ovário, pâncreas e mama triplo-negativo e próstata resistente à castração. Falamos de um composto – descoberto e testado com sucesso pela equipa – inovador devido tanto às suas origens como aos seus efeitos. Tem vindo a mostrar resultados promissores e pode ser quatro vezes mais eficaz do que a quimioterapia na redução de tumores.

 


 
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2024 © Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2024-07-13 às 20:20:48 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais | Denúncias