Saltar para:
Logótipo
This page in english A Ajuda Contextual não se encontra disponível Autenticar-se
FCUP
Você está em: Início > Palestras nas Escolas

Palestras nas Escolas ATUALIDADES > INICIATIVAS > FCUP NAS ESCOLAS


A FCUP organiza um conjunto de palestras disponíveis para os estudantes do ensino básico e secundário, cujo principal objetivo consiste em despertar o interesse pelas diversas áreas das ciências. Os docentes e investigadores deslocam-se às escolas através de marcação prévia e a disponibilidade está condicionada pela avaliação logística para as escolas não localizadas no Grande Porto.



Palestras do Departamento de Biologia


  • Biodiversidade nas zonas costeiras
    Público alvo: escolas do ensino básico, 5ºano ao 8º anos
    Atividade: é um conjunto de actividades apoiadas e explicadas por monitores
    Material necessário: A transportar pelo Dep. Biologia: aquários, bombas de ar, lupa, extensão eléctrica, tabuleiros, bidão para transporte de água do mar, frascos para transporte de organismos, caixas de arrumação. Para agendar uma palestra, contactar Paulo Talhadas dos Santos


Palestras do Departamento de Ciência de Computadores


  • Iniciação à programação
    Público alvo: alunos do 7º ao 10º
    Atividade: Palestra e desenvolvimento de programas
    Material necessário: data-show e computadores para os alunos (2-3 alunos por computador máximo) Para agendar uma palestra, contactar Pedro Brandão


Palestras do Departamento de Física e Astronomia




Palestras do Departamento de Química e Bioquímica


  • Química da Cerveja
    Público-alvo: 10-12º Ano
    Material necessário: Vídeo Projetor
    Breve descrição:Com esta palestra, os estudantes ficarão a conhecer os vários processos industriais do fabrico de uma cerveja, desde a cevada ao produto final. Os aspetos bioquímicos e enzimáticos do processo de maltagem e brassagem, a fermentação e a componente sensorial também serão abordados nesta palestra, com exemplos práticos. Os alunos terão oportunidade de observar e distinguir as características sensoriais das matérias-primas, em particular a cevada, o malte e o lúpulo.
  • A química no espaço virtual
    Público-alvo: 10-12º Ano
    Material necessário: Vídeo Projetor
    Esta palestra pretende mostrar o papel que um computador pode desempenhar na química, ao simular com realismo as experiências que são realizadas no laboratório e aquelas que são impossíveis/difíceis/perigosas de desempenhar. A palestra pretende ainda apresentar aos estudantes imagens de simulações de sistemas atómicos, fazê- los ver a matéria tal como ela é realmente é à escala atómica. A palestra pretende ser uma janela para ver o mundo invisível dos átomos e moléculas.
  • Materiais do dia-a-dia. Onde está a Química, a Física e a Tecnologia?
    Público-alvo: 9-12º Ano
    Material necessário: Vídeo Projetor
    Breve descrição: No dia-a-dia usamos materiais comuns, banais, mais ou menos sofisticados/avançados. A química, a física e a tecnologia associada à produção, desenvolvimento e conhecimento dos materiais é fascinante! Este tema é apresentado de forma simples, interativa (incluindo demonstrações prática). É feita uma abordagem direta, interrogativa e provocatória sobre o conhecimento das propriedades, funcionalidades e aplicação prática de uma série de materiais que todos pensamos conhecer.
  • Química Nuclear: dos conceitos às aplicações
    Público-alvo: 9-12º Ano
    Material necessário: Vídeo Projetor
    Breve descrição: Pretende-se aumentar o conhecimento dos estudantes para o entendimento de questões fundamentais do mundo actual relacionadas com Química Nuclear. Foca-se a importância das modernas tecnologias e as aplicações energéticas e em vários outros domínios: medicina, química, astronomia, metrologia, controle de qualidade, controle ambiental, conservação de alimentos, arqueologia, estudos geológicos etc. Por outro lado os riscos de poluição ambiental provocados pela sua utilização não podem ser ignorados.
  • Catálise e Catalisadores: um trajeto verde rumo a um desenvolvimento sustentável
    Público-alvo:9-12º Ano
    Material necessário: Data-show e mesa para as demonstrações
    Breve descrição: Catálise e Catalisadores são conceitos que fazem parte dos 12 Princípios da Química Verde e consequentemente, as suas contribuições para o desenvolvimento sustentável da sociedade é aceite atualmente como uma das grandes metas e desafios da Química atual. Dentro da área da Catálise e Catalisadores destacam-se os processos catalíticos que usam catalisadores heterogéneos (sólidos), que quando comparados com os catalisadores homogéneos (líquidos), são tipicamente mais estáveis, são facilmente separados do meio reacional e são reutilizáveis, permitindo o desenvolvimento de processos químicos mais limpos e ecossustentáveis. Nesta palestra, irão ser apresentados os princípios gerais da Catálise, os diversos tipos de reações catalíticas e catalisadores com recurso a vários exemplos onde se pode reconhecer a sua importância no desenvolvimento sustentável: i) processos catalíticos heterógeneos – catálise química - para a produção de bioprodutos e biocombustíveis a partir da valorização da biomassa, como produtos alternativos aos obtidos a partir do petróleo; ii) processos catalíticos ativados por radiação UV/visível – fotocatálise - para a degradação de poluentes em águas, permitindo melhorar a qualidade da água, e iii) processos electrocatalíticos – eletrocatálise – para a produção de energia limpa: pilhas de combustível.
  • Alimentação: Do período Quinhentista ao Contemporâneo
    Público-alvo: 10-12º Ano
    Material necessário: Vídeo Projetor
    Breve descrição: A alimentação é uma ciência que tem evoluído muito ao longo dos tempos. Inicialmente havia uma concepção filosófica-metafísica (filosofia médica clássica) do “alimento” baseado na doutrina proposta por Cláudio Galeno (médico e filósofo romano do ano 129 d.C.) conhecida como teoria dos quatro humores. Até então as três componentes Culinária, Dietética e Medicinal eram vista em conjunto. A partir do século XVIII com a afirmação das ciências naturais, o conhecimento científico introduziu alguma racionalidade separando as três componentes e desenvolveu-se um novo conceito de “Qualidade Alimentar” focada essencialmente em três aspetos: nutricional; sensorial; segurança alimentar (química e microbiológica).
  • Nanoquímica e Nanotecnologia: rumo aos Têxteis do Futuro
    Público-alvo: 9-12º Ano
    Material necessário: Data-show e mesa para as demonstrações
    Breve descrição: Nos últimos tempos, tem havido uma procura crescente por novos produtos têxteis e peças de vestuário com propriedades inovadoras e high-tech para um vasto leque de aplicações, desde o Desporto, Moda e Decoração até à Proteção, Transporte e Saúde. A Nanoquímica e a Nanotecnologia têm assumido um papel de destaque na Indústria Têxtil e do Vestuário para a criação e desenvolvimento desses novos produtos. Estas ciências têm permitido desenvolver novos nanomateriais cujas propriedades físico-químicas podem ser controladas minuciosamente, nomeadamente grafeno, nanotubos de carbono, nanopartículas de sílica, dióxido de titânio e nanopartículas metálicas. Através da incorporação desses nanomateriais em substratos têxteis é possível conferir novas funcionalidades de valor acrescentado às peças de vestuário, como por exemplo propriedades de auto-limpeza, repelência à água e à sujidade, termocromismo, proteção à radiação ultravioleta, retardância à chama, propriedades anti-microbianas, entre outras. Por outro lado, a redução das dimensões dos materiais incorporados nos têxteis permite proporcionar maior conforto, leveza e flexibilidade, sem comprometer o aspeto e o toque. Nesta palestra serão apresentados diversos exemplos do contributo da Nanoquímica para a produção de uma nova geração de têxteis funcionais e inteligentes que tem vindo a revolucionar a nossa Sociedade.
  • Combustíveis verdes: as alternativas de futuro aos combustíveis fósseis
    Público-alvo: 9-12º Ano
    Material necessário: Data-show e mesa para as demonstrações
    Breve descrição: A utilização massiva dos combustíveis fósseis a que se tem assistido desde há muitos anos faz antever uma possível escassez no futuro, o que terá consequências muito importantes em termos de sociedade e economia. Paralelamente, a sua utilização em grande escala origina também a emissão de gases de efeito de estufa para o ambiente (por ex. CO2 e vapor de água), contribuindo para as alterações climáticas que se observam hoje em dia. É por isso um dos grandes desafios do século XXI encontrar combustíveis alternativos ecossustentáveis, designados combustíveis verdes. Neste contexto, a produção de biocombustíveis a partir dos diferentes tipos de biomassa existentes no planeta, apresenta-se como uma das alternativas mais promissoras. Assim, nesta palestra serão apresentados diversos exemplos da utilização de diferentes tipos de biomassa e resíduos industriais para a produção de biocombustíveis, como por exemplo a produção de biodiesel.
  • Nanomateriais moles auto-organizados: o que são e para que servem?
    Público-alvo: 10-12º Ano
    Material necessário: Data-show e mesa para as demonstrações
    Breve descrição: Géis, lipossomas, nanoemulsões e cristais líquidos são exemplos de materiais moles que estão organizados à nano-escala. São constituídos por moléculas—como por ex., lípidos, tensioativos e polímeros—com propriedades fascinantes de auto-agregação. Como e porque se formam estes nanomateriais? Qual a sua estrutura à escala microscópica? Para que servem? Desde a formulação de medicamentos e conceção de écrãs LCD à produção de alimentos e tintas, passando pelos materiais avançados e a nanotecnologia, veremos como a área da Química dos materiais moles tem estado na vanguarda de diversas inovações tecnológicas e tem trazidos inúmeros benefícios à sociedade.
  • Química em Ação
    Público-alvo: 9-11º Ano
    Material necessário: Data-show e mesa para as demonstrações
    Breve descrição: A Química tem uma importância inquestionável e determinante em áreas tão diversas quanto as da pesquisa de recursos à aplicação de produtos, da produção de energia à indústria farmacêutica, da agricultura à arte. No âmbito desta ação de divulgação, realizam-se algumas experiências simples que evidenciam a presença da Química no nosso quotidiano.
  • Bebés, Diabetes, Próteses, Navios e Torres de Refrigeração – há uma Química que os une...
    Público-alvo: 10-12º Ano
    Material necessário:Data-show e mesa para as demonstrações
    Breve descrição: Uma das maiores ameaças atuais em Saúde Pública é o surgimento de bactérias e outros microorganismos patogénicos multi-resistentes aos antibióticos convencionais. É do senso comum que tal situação tem impacto direto na eficácia de tratamentos usados contra diferentes infeções, desde uma simples faringite, até situações mais graves, como tuberculose, ulceração crónica do pé diabético, ou mesmo infeções profundas associadas à implantação de próteses dentárias ou ortopédicas. Em qualquer um destes contextos, um dos problemas mais difíceis de combater são os biofilmes, colónias complexas de bactérias, que são como “pequenas cidades bacterianas” que se instalam na lesão ou na superfície da prótese e têm grande resistência à antibioterapia. O que talvez não seja tão conhecido é o facto de que são estes mesmos biofilmes os responsáveis por surtos de Legionella provenientes de canalizações, sistemas de ar condicionado ou torres de refrigeração, ou, por exemplo, pelo gasto crescente de combustível em navios, à medida que envelhecem. A palestra pretende abordar este problema e uma das formas como a Química está a pensar dar-lhe solução. E é aí que os bebés entram na história...
  • Química e Nano(bio)tecnologia
    Público-alvo: 10-12º Ano
    Material necessário:Projetor multimédia.
    Breve descrição: Conversa com os estudantes sobre o que é a nanotecnologia e a bionanotecnologia e qual o papel da química nestas novas tecnologias. Apresentação de alguns exemplos de produtos já comercializados, bem como de produtos em desenvolvimento e discussão sobre o impacto da nanotecnologia na sociedade atual e futura.
  • Máquinas moleculares: da biologia para a alta-tecnologia
    Público-alvo: 10-12º Ano
    Material necessário: Projetor multimédia.
    Breve descrição: Máquinas moleculares são moléculas ou agregados moleculares capazes de desempenhar uma função mecânica em resposta a um estímulo físico ou químico. Tendo como inspiração os sistemas biológicos, as máquinas moleculares são consideradas o futuro da nanotecnologia, em aplicações que irão desde os computadores moleculares de alto desempenho até nanorobots para aplicações médicas.
  • Química, alquimia, cultura científica, filosofia e religião
    Público-alvo: 10-12º Ano
    Material necessário: Projetor multimédia.
    Breve descrição: A Ciência em geral e a Química, em particular, desbravam os "mistérios da natureza", com uma aproximação e uma metodologia próprias. Estas abordagens conferem às ciências uma robustez e uma relevância social e intelectual impressionante. Era quase inimaginável a vida de hoje em dia sem a ciência e os seus contributos, para a compreensão do mundo e para a base da tecnologia de que nos servimos para qualificar a nossa vida. A química, neste contexto, assume papel particular. As questões sobre 'o livro da natureza' não esgotam as perguntas do homem e os cruzamentos com outras questões de natureza filosófica, artística e religiosa estão em cima da mesa. A alquimia, nos primórdios da química, é um exemplo de uma combinação algo 'explosiva' entre a questão científica e a questão religiosa e metafísica. Da alquimia se parte para o olhar contemporâneo e uma cosmovisão onde podem coexistir e até se compatibilizar as questões científicas e as questões filosóficas e religiosas.
  • Histórias com Química
    Público-alvo:1-4º Ano
    Material necessário: Projetor multimédia.
    Breve descrição: Contando histórias nas quais os valores e o conteúdo informativo podem ser apresentados, principalmente, por meio de aspetos lúdicos, distribuindo informações científicas ao longo de uma narrativa ficcional, onde há lugar para coloridas naves espaciais e viagens no interior das estrelas, ou ainda conversas com um mocho sobre a densidade e elementos químicos, poderá contribuir para despertar curiosidade e preparar o cérebro dos mais jovens para o processamento de conhecimentos mais intrincados. Nesta iniciativa, onde as informações precisas e complexas do meio científico são condensadas em linguagem acessível e histórias que se desejam que sejam atraentes, bem como em propostas práticas e experiências simples, o convite é fascinante: experienciar o território das histórias e do lúdico para nele aprender, com fascínio, o grande fascínio da química.
  • Simulações computacionais – a Química in silico
    Público-alvo:10-12º Ano
    Material necessário: Projetor multimédia.
    Breve descrição: A contínua evolução dos computadores e dos algoritmos de cálculo permite o estudo de modelos moleculares cada vez maiores e realistas, tornando a química computacional estratégica no plano do desenvolvimento tecnológico, especialmente nas áreas da química biológica e na conceção de novos fármacos, catalisadores e novos materiais. Não é de estranhar, portanto, que a comunidade científica internacional tenha reconhecido o valor desta área ao atribuir dois prémios Nobel da Química, em 1998 e 2013, a trabalhos de desenvolvimento de metodologias de química computacional. Nesta palestra mostra-se a importância crescente da química computacional na investigação científica e no desenvolvimento tecnológico em contexto industrial. Apresentam-se também exemplos de modelação e visualização de estruturas moleculares usando programas específicos de acesso livre que qualquer estudante/professor pode descarregar da internet e manipular facilmente no seu computador pessoal.
  • Vibrações moleculares e efeito de estufa: uma perspetiva química
    Público-alvo:10-12º Ano
    Material necessário: Projetor multimédia.
    Breve descrição: As problemáticas do efeito de estufa e do aquecimento global do nosso planeta têm despertado um crescente interesse na sociedade. Por isso, a sua abordagem foi introduzida nos programas de algumas disciplinas científicas do ensino secundário. Este assunto é normalmente analisado de uma forma qualitativa e os gases de estufa são identificados tendo em conta se absorvem ou não radiação eletromagnética na região do infravermelho (IV). Uma abordagem deste tipo é bastante limitada e não permite que o estudante aprenda a correlacionar a contribuição de um gás para o efeito de estufa com as suas propriedades físico-químicas. Para este efeito, é necessário considerar as frequências e intensidades das bandas de absorção dos gases de estufa no infravermelho (tendo em conta a sua sobreposição com o espetro de emissão da terra), o seu tempo de vida na atmosfera e as suas emissões resultantes de atividades humanas. Nesta palestra, será abordado o problema do efeito de estufa dentro de uma perspetiva química. Neste contexto, serão discutidas as caraterísticas essenciais que deve apresentar gás de estufa eficiente, designadamente: (i) absorver significativamente radiação IV nas janelas espetrais da Terra, (ii) apresentar um tempo de vida médio na atmosfera elevado e (iii) ser emitido em grandes quantidades devido a atividades humanas.
  • A água
    Público-alvo:10-12º Ano
    Material necessário: Vídeo Projetor.
    Breve descrição: Todos sabemos que a água desempenha um papel fundamental na vida e no equilíbrio ambiental do nosso planeta, onde existe em abundância nos estados sólido, líquido e gasoso. Esta relevância da água deriva das suas peculiares propriedades físico-químicas. Serão discutidas características e consequências dessas propriedades, com especial relevo para aquelas que decorrem das ligações de hidrogénio, quer na água líquida, quer na água sólida (gelo).
  • A cor das plantas e dos Alimentos
    Público-alvo:10-12º Ano
    Material necessário: Vídeo Projetor.
    Breve descrição: A cor é um dos fenómenos da natureza mais extraordinários que acompanha o homem ao longo da sua evolução, tendo um papel importante na sociedade, quer do ponto de vista comunicacional, como na orientação da forma como nos vestimos e como comemos, podendo ainda desencadear um conjunto vasto de emoções. Por estas e outras razões, a cor tem sido intensamente estudada e, de um modo geral, resulta da interação da luz (visível) com a matéria envolvendo fenómenos físicos (p. ex. dispersão da luz), químicos (presença de composto com grupos cromogénicos ) e físico-químicos (ex. iridescência).
  • Química, sustentabilidade e ambiente.
    Público-alvo:10-12º Ano
    Material necessário: Vídeo Projetor.
    Breve descrição: A química foi e continuará a ser uma ciência central para o desenvolvimento da humanidade e das Sociedades. A sustentabilidade dos compostos e novos materiais propostos para satisfazer as necessidades básicas e tecnológicas das gerações futuras depende do seu desempenho na interação com o ambiente e com o Homem. Nesta palestra serão abordados vários episódios da evolução do contributo da química para o desenvolvimento da humanidade, da sustentabilidade desse contributo e o seu impacto no ambiente.


Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2017 © Faculdade de Ciências da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Última actualização: 2017-09-18 I  Página gerada em: 2017-12-17 às 06:06:47