Saltar para:
Logótipo
Você está em: Início > Q3002
Mapa das Instalações
FC6 - Departamento de Ciência de Computadores FC5 - Edifício Central FC4 - Departamento de Biologia FC3 - Departamento de Física e Astronomia e Departamento GAOT FC2 - Departamento de Química e Bioquímica FC1 - Departamento de Matemática

Química Biológica

Código: Q3002     Sigla: Q3002     Nível: 300

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Química

Ocorrência: 2018/2019 - 1S Ícone do Moodle

Ativa? Sim
Página Web:
Unidade Responsável: Departamento de Química e Bioquímica
Curso/CE Responsável: Licenciatura em Química

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
L:B 5 Plano de Estudos Oficial 3 - 6 56 162
L:CC 0 Plano de estudos a partir de 2014 2 - 6 56 162
3
L:F 0 Plano de Estudos Oficial 2 - 6 56 162
3
L:G 0 Plano estudos a partir do ano letivo 2017/18 3 - 6 56 162
L:M 1 Plano de Estudos Oficial 2 - 6 56 162
3
L:Q 37 Plano estudos a partir do ano letivo 2016/17 3 - 6 56 162

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Maria Fernanda Martins Borges Regente
Eduardo Jorge Figueira Marques Regente

Docência - Horas

Teórica: 2,00
Teorico-Prática: 2,00
Tipo Docente Turmas Horas
Teórica Totais 1 2,00
Eduardo Jorge Figueira Marques 1,00
Maria Fernanda Martins Borges 1,00
Teorico-Prática Totais 1 2,00
Eduardo Jorge Figueira Marques 1,00
Maria Fernanda Martins Borges 1,00

Língua de trabalho

Português

Objetivos

Esta unidade curricular tem como objetivo principal apresentar uma visão coerente e integrada dos fundamentos químicos dos principais fenómenos biológicos, começando por uma descrição das bases moleculares da vida e prosseguindo pela descrição e racionalização físico-química de processos biológicos vitais e grandes vias metabólicas dos seres vivos.

Resultados de aprendizagem e competências

Pretende-se os estudantes desenvolvam as seguintes capacidades e competências: 1. Identificar os principais componentes químicos dos sistemas biológicos, caraterizar a sua estrutura e conhecer as suas principais funções. 2. Aplicar os princípios básicos da energética a processos que ocorrem nos sistemas vivos. 3. Reconhecer o papel das enzimas como catalisadores biológicos e compreender a cinética associada ao seu funcionamento. 4. Conhecer os fundamentos dos principais processos metabólicos e compreender o seu significado biológico.

Modo de trabalho

Presencial

Programa

A - AULAS TEÓRICAS

1. AS BASES MOLECULARES DA VIDA E PROCESSOS QUÍMICOS EM SISTEMAS BIOLÓGICOS
1.1 Constituintes químicos relevantes dos sistemas biológicos.
Água. Iões com importância biológica. Hidratos de carbono. Lípidos. Proteínas. Ácidos nucleicos. Enzimas, co-enzimas e cofactores.
1.2 Armazenamento e transmissão da informação genética. 
1.3. Catabolismo e anabolismo; principais vias metabólicas.
Glucólise. Nucleogénese. Ciclo de Krebs. Fosforilação oxidativa. Comparação da eficiência energética da fosforilação oxidativa e da fosforilação ao nível do substrato. Fotossíntese.

2. PROCESSOS FÍSICO-QUÍMICOS: AUTO-ORGANIZAÇÃO, TRANSPORTE E CATÁLISE
2.1 Auto-Agregação e Biomembranas.
Fenómenos de auto-agregação molecular: micelas, lipossomas, membranas e sistemas concentrados. A célula e as membranas biológicas. Estrutura e composição das membranas. Compartimentalização.
2.2 Bioenergética
Estado padrão bioquímico; termodinâmica das reações bioquímicas; acoplamento. Permeabilidade membranar; transporte ativo e transporte passivo. Potencial electroquímico de membrana. Energética do transporte activo. Teoria quimiosmótica.
2.3 Cinética Enzimática
Equações básicas da cinética enzimática; equação de Michaëlis-Menten. Inibição enzimática. Efeito do pH e da temperatura na velocidade das reações enzimáticas.


B - AULAS TEÓRICO-PRÁTICAS Resolução de exercícios e apresentações orais de tópicos seleccionados.

BIBLIOGRAFIA 1. D. J. Nelson; M. M. Cox, Principles of Biochemistry, W.H. Freeman and Company, 4th edition, New York, 2005. 2. A. Quintas; A. P. Freire; M.J. Halpern, Bioquímica – Organização Molecular da Vida, Lidel, Lisboa, 2008. 3. I. Blei; G. Odian, General, Organic and Biochemistry, 2nd edition, W.H. Freeman and Company, New York, 2006. 4. R. Chang, Physical Chemistry for the Biosciences, University Science Books, California, 2005. 5. P. W. Atkins; J. De Paula, Physical chemistry for the life sciences, Oxford University Press, 2005.

Bibliografia Obrigatória

000088543. ISBN: 978-0-7167-4339-2
000096606. ISBN: 978-972-757-431-5
000086332. ISBN: 0-7167-3746-9
000087496. ISBN: 1-891389-33-5
000089321. ISBN: 0-1992-8095-9 (Oxford)

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

A unidade curricular engloba aulas téoricas, nas quais se pretende a participação interessada e ativa dos estudantes, e aulas téorico-práticas, que compreendem a resolução e discussão de exercícios por grupos de estudantes, bem como apresentações orais sobre temas previamente escolhidos.

Palavras Chave

Ciências Físicas > Química
Ciências Físicas > Química > Bioquímica

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída com exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Exame 80,00
Participação presencial 20,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Apresentação/discussão de um trabalho científico 22,00
Estudo autónomo 84,00
Frequência das aulas 56,00
Total: 162,00

Obtenção de frequência

A frequência das aulas teórico-práticas é obrigatória. O aluno perde a frequência se exceder um número de faltas igual a 1/4 das aulas calendarizadas.

Fórmula de cálculo da classificação final

A avaliação envolve duas componentes:
(i) avaliação contínua, nota N(AC);
(ii) provas escritas, nota NE.

A nota final NF será calculada da seguinte forma:
 
NF = 0.20 x N(AC) + 0.80 x NE
 
As provas escritas consistem na realização de 2 testes (T1 e T2) durante o semestre letivo, sendo: 

NE = 0.50 x T1 + 0.50 x T2  

A aprovação na UC implica cumulativamente nota T1 ≥ 8 (em 20), nota T2 ≥ 8 (em 20), NE ≥ 10 (em 20) e NF ≥ 10.

A classificação NE é recalculada para 16.0 valores (80% de NF)
A nota N(AC) corresponde a 4.0 valores (20% de NF) e resulta da avaliação efetuada nas aulas teórico-práticas.
No exame de época normal, os estudantes poderão realizar a parte T1 e/ou parte T2 caso não tenham obtido nota mínima (8). No exame de época de recurso, poderão realizar parte T1 e/ou parte T2 para aprovação ou melhoria.

Avaliação especial (TE, DA, ...)

Os alunos com o estatuto de Trabalhador-Estudante que não possam frequentar as aulas teórico-práticas deverão contactar os docentes da disciplina no sentido da respectiva nota N(AC) ser substituída pela nota de um trabalho monográfico ou apresentação oral.

Melhoria de classificação

Os estudantes poderão melhorar a sua classificação final por melhoria da componente NE, através da realização de qualquer uma partes T1 ou T2 no exame de época de recurso.

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2022 © Faculdade de Ciências da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2022-10-06 às 11:19:53 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais | Denúncias