Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
FCUP
Você está em: Início > Notícias > Docente da FCUP ajuda a criar sistema para detetar fake news de forma automática
Autenticação




Mapa das Instalações
FC6 - Departamento de Ciência de Computadores FC5 - Edifício Central FC4 - Departamento de Biologia FC3 - Departamento de Física e Astronomia e Departamento GAOT FC2 - Departamento de Química e Bioquímica FC1 - Departamento de Matemática

Informações

Docente da FCUP ajuda a criar sistema para detetar fake news de forma automática

Projeto pretende ajudar o utilizador comum e também os jornalistas a analisar e identificar informação falsa

O docente da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP), Álvaro Figueira, faz parte da equipa do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC) está a desenvolver o projeto “Detecting Fake News Automatically”, que tem objetivo de ajudar o utilizador comum, e sobretudo os jornalistas, a analisar e identificar informação com elevada probabilidade de ser falsa, e também a filtrar o conteúdo mais relevante nas redes sociais. 

“O sistema extrai várias informações do post, que considera relevantes. Os indicadores (mais de 100) podem ser psicolinguísticos (por exemplo tentar associar qual a emoção mais predominante no texto), ou estatísticos sobre o texto (por exemplo a frequência de verbos, adjetivos ou entidades) e vão ser posteriormente passados para um modelo de aprendizagem automática, que aprendeu a fazer a distinção com casos previamente conhecidos e que já tinham sido referenciados como fake news no passado. Com base nessa aprendizagem, o modelo classificará com uma certa probabilidade o novo post como sendo ou não fake news”, explica Álvaro Figueira, professor no Departamento de Ciência de Computadores da FCUP e investigador do INESC TEC. 

De acordo com um comunicado do INESC TEC, "recorrendo a técnicas de data mining, aprendizagem automática, processamento em linguagem natural, reconhecimento de entidades mencionadas, análise de sentimento, entre outras, os investigadores esperam que a solução desenvolvida ofereça um maior grau de segurança e garantia de veracidade sobre o conteúdo que se lê nas redes sociais".

“Pretendemos que o sistema utilize a mensagem escrita do post e toda a informação associada a esta, ou seja, os likes, partilhas, comentários, bem como a informação sobre o utilizador que publicou o post. A nossa convicção é que esta informação adicional, associada à mensagem propriamente veiculada, contribua para gerar uma confiança superior na classificação dada pelo sistema”, acrescenta o investigador. Este projeto surgiu como output do projeto REMINDS, no qual se pretendeu construir um sistema capaz de detetar automaticamente quais os posts das redes sociais (Facebook e Twitter) mais relevantes para o público em geral, de acordo com critérios jornalísticos, após as eleições norte-americanas de 2016, numa altura em que o problema das fake news ganhou uma maior dimensão e em que empresas tecnológicas e a comunidade científica começaram a trabalhar numa solução. No contexto pandémico atual, há variáveis que mudam e é necessário adaptar o sistema a novos desafios.

“Um dos principais desafios que o projeto enfrenta é a mudança de domínio e contexto temporal em que uma fake news pode surgir. Por exemplo, uma fake news num contexto político tem algumas propriedades textuais e lexicais diferentes de uma fake news num contexto da saúde. Portanto, tentar desenvolver um sistema que seja capaz de capturar este tipo de diversidade tem sido uma tarefa desafiante. A pandemia por covid-19, tendo um domínio e contexto específicos, tem sido um caso de estudo muito interessante no universo das fake news. É a nossa opinião que o sistema será capaz de adaptar-se e detetar fake news em qualquer domínio, contribuindo para mitigação deste tipo de conteúdos nas redes sociais”, conclui Álvaro Figueira.

No âmbito deste projeto está ainda a ser desenvolvida pelo estudante do doutoramento em Ciência de Computadores da FCUP, Nuno Guimarães, que é também investigador no INESC TEC,  a tese com o título "Analyzing and Developing Veracity Indicators for Building an Automatic Detector of Fake News Online". Este trabalho desenvolvido na FCUP está a ser supervisionado pelos investigadores do INESC TEC Álvaro Figueira e Luís Torgo.

fakenews


Divulgue os seus eventos e projetos | comunica@fc.up.pt 


Renata Silva. SICC. 26-05-2020
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2021 © Faculdade de Ciências da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Última actualização: 2013-10-23 I  Página gerada em: 2021-10-18 às 22:29:43 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais