Saltar para:
Logótipo
Você está em: Início > 500504

Dissertação

Código: 500504     Sigla: 500504

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
CNAEF Arquitetura e urbanismo

Ocorrência: 2020/2021 - A Ícone do Moodle

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Arquitectura (A)
Curso/CE Responsável: Mestrado Integrado em Arquitetura

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
MIARQ 407 MIARQ 5 - 30 - 810

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Maria José Lopes Casanova Regente
Carla Alexandra Garrido Oliveira Regente

Docência - Horas

Orientação Tutorial: 4,00
Tipo Docente Turmas Horas
Orientação Tutorial Totais 1 4,00
Maria José Lopes Casanova 2,00
Carla Alexandra Garrido Oliveira 2,00
Mais informaçõesA ficha foi alterada no dia 2020-09-01.

Campos alterados: Objetivos, Resultados de aprendizagem e competências, Métodos de ensino e atividades de aprendizagem, Observações, Melhoria de classificação, Obtenção de frequência, Programa, Fórmula de cálculo da classificação final

Língua de trabalho

Português - Suitable for English-speaking students

Objetivos

Nos termos do artigo 20.º n.º 1 alínea b) do Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de Março, a estrutura do “ciclo de estudos conducente ao grau de mestre integra uma dissertação de natureza científica ou um trabalho de projecto, originais e especialmente realizados para este fim, (…) consoante os objectivos específicos visados, nos termos que sejam fixados pelas respectivas normas regulamentares (…).”

A Unidade Curricular Dissertação integra dois espaços curriculares complementares:

1) a Orientação individual, conducente a elaboração e entrega de Dissertação, desenvolvida pelo Estudante e com supervisão do Orientador;
2) um tempo curricular autónomo, plenário e presencial, constituído como tempo colectivo sistemático, paralelo e complementar ao trabalho específico de orientação individual.

Este tempo curricular autónomo, designado como ‘UC Dissertação’ assim diferenciando-o da Orientação individual, tem como objectivos apoiar a estruturação de um plano de trabalho de investigação bem como a definição da respectiva orientação, no sentido do seu desenvolvimento conducente à elaboração de uma dissertação de natureza científica. A abordagem da Unidade Curricular é feita de modo transversal e abrangente, cabendo, paralelamente, ao Orientador a condução efectiva e específica da investigação de cada Estudante.

A elaboração do Plano e o desenvolvimento da Dissertação enquanto trabalho de investigação deve envolver a análise de situações novas, a recolha de informação pertinente, o desenvolvimento e selecção ou concepção da abordagem metodológica e dos instrumentos de resolução do problema proposto, a sua resolução, o exercício de síntese e elaboração de conclusões.

A dissertação elaborada pelo estudante é sujeita a apresentação pública e a discussão dos resultados alcançados perante um júri especificamente nomeado para o efeito, pela Comissão Científica do Mestrado Integrado em Arquitectura, MIArq.

Resultados de aprendizagem e competências

No âmbito da Unidade Curricular, é objectivo o desenvolvimento e aprofundamento de capacidades para elaboração e apresentação de um Plano de Dissertação, documento central de referência e discussão com o orientador a submeter à aprovação da Comissão Científica do MIArq. À aprovação deste documento segue-se a elaboração, a construção e apresentação da Dissertação, requerimento e prestação de prova pública, cumprindo o calendário correspondente a uma das épocas, Normal e Especial, de Conclusão de Curso do respectivo ano lectivo.

Modo de trabalho

Presencial

Pré-requisitos (conhecimentos prévios) e co-requisitos (conhecimentos simultâneos)

Conforme Regulamento do Curso de MIArq da FAUP.

Programa

Enquanto espaço sistemático de enquadramento colectivo, a abordagem didáctico-pedagógica deste tempo curricular assenta na realização de Seminários Temáticos, conduzidos por convidados - docentes FAUP, investigadores CEAU-FAUP, alumni FAUP -, em que a sequência das sessões procura esclarecer progressivamente questões como:

- definição e circunscrição de tema, campo disciplinar, objecto, problemas de investigação e objectivos;

- aproximação metodológica, em paralelo com a construção e interpretação de um corpo de referências;

- dialéctica entre interrogação, articulação de referências heterogéneas, clarificação, e exposição-comunicação;

- subordinação a uma determinada estrutura formal e normas de referenciação, tanto científicas como específicas à natureza do problema;

- condições para a proposta de orientação.

A exposição de experiências de investigação concretas, nas áreas temáticas e disciplinares específicas a cada convidado, procura suscitar o debate em torno de diferentes interesses, temas, estratégias metodológicas e níveis de desenvolvimento das diversas investigações em curso ou a desenvolver.

Sempre que possível estabelecer-se-á contacto dos estudantes com a estrutura e projectos de investigação em curso no Centro de Estudos de Arquitectura e Urbanismo, CEAU-FAUP.

O programa organiza-se em duas sequências, em correspondência com as datas-limite para a submissão dos Planos de Dissertação, em Época Normal e em Época Especial de Conclusão de Curso. Cada uma das partes percorre sensivelmente a mesma sequência no que respeita a objectivos, sendo que a diversidade de perspectivas e abordagens propiciada por diferentes convidados, em cada um dos dois ciclos, possibilitará ao estudante o aprofundamento das questões inerentes a um processo de investigação em diferentes fases do seu desenvolvimento.

Bibliografia Obrigatória

Ramírez Juan Antonio 1948-2009 948-2009; Como escribir sobre arte y arquitectura. ISBN: 84-7628-171-4
STAKE, Robert; A arte da investigação com Estudos de Caso, Fundação Calouste Gulbenkian: Lisboa, 2012. ISBN: ISBN: 978-972-31-1187-3 ( [1995]. )
BORDEN, Ian ; The dissertation. ISBN: 0-7506-4769-8

Bibliografia Complementar

Eco Umberto 1932-2016; Como se faz uma tese em ciências humanas
KRÜGER, Mário; A arte da investigação em Arquitectura, Em cima do joelho #5, 2001
LAMEIRA, Gisela; A investigação disciplinada. Propostas pragmáticas de (re)aproximação entre teorias e práticas arquitectónicas, Revista de História da Arte #10: 94-109, 2012
CEIA, Carlos; Normas para apresentação de trabalhos científicos, Presença, 2005. ISBN: ISBN: 972-23-1874-8

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

A disciplina é leccionada em regime tutorial, com sessões plenárias semanais que integram sessões de apoio / debate e Seminários Temáticos, segundo programação definida de acordo com o calendário académico.

As sessões temáticas concorrem para dois pontos de situação - consistindo na elaboração de esboço do Plano de Dissertação -, com datas alternativas conforme o estudante pretenda cumprir a Época Normal ou a Época Especial de Conclusão de Curso. A entrega e apresentação do esboceto é opcional, bonificando contudo a assiduidade em uma presença; ficará igualmente ao critério do estudante efectuar ambos os pontos de situação.

A submissão do Plano de Dissertação, elaborado em coordenação com o Orientador e mediante a sua aprovação, cumprirá o calendário publicado anualmente pela Comissão Científica do MIArq no portal académico da FAUP.

Tipo de avaliação

Avaliação por exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Defesa pública de dissertação, de relatório de projeto ou estágio, ou de tese 100,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Elaboração de relatório/dissertação/tese 759,00
Frequência das aulas 51,00
Total: 810,00

Obtenção de frequência

Para obtenção de frequência são condições:

1) A submissão do Plano de Dissertação e respectiva aprovação pela Comissão Científica do MIArq;

2) a entrega da Dissertação e requerimento de Prova Pública (Requerimento de aceitação da entrega e Declaração do Orientador de que a Dissertação cumpre as condições para ser apresentada para discussão).


1. O Plano de Dissertação a submeter à Comissão Científica do MIArq será constituído pelas seguintes partes:

- conjunto de dois requerimentos, respectivamente subscritos pelo estudante e pelo orientador (três no caso de co-orientação), disponibilizados no portal académico da FAUP;

- elementos de identificação (1 página): nome e número do estudante; título e eventual subtítulo; nome do orientador (eventual co-orientador) e respectiva(s) instituição(ões) de filiação; a co-orientação será fundamentada pelo estudante no corpo do plano, bem como pelo orientador no respectivo requerimento, ficando sujeita a aprovação;

- corpo (cerca de 1500-2000 palavras): deverá esclarecer quanto ao tema e objecto, problemas e objectivos, opções metodológicas e estrutura provisória, recursos de trabalho e corpo de referências (base de dados própria, bibliográficas, documentais ou arquivísticas);

- eventuais anexos (máximo 3-5 páginas): iconografia (desenho, cartografia, fotografia); infografia comparativa (quadros, tábuas, cronologias); cronograma-tarefas de desenvolvimento; outros específicos à natureza do problema.

Os campos apontados não constituem um guião obrigatório nem necessariamente explícito, indicando apenas os aspectos que deverão ficar esclarecidos.

1.1 Uma vez aprovado, o Plano de Dissertação é válido até que a Dissertação seja apresentada, desde que se mantenham inalterados Orientador e Tema, bem como o sentido global do Título.

Quaisquer alteração(ões) de Orientador ou Tema definidos em Plano aprovado pela Comissão Científica do MIArq implica(m) a apresentação de novo plano.

Relativamente ao Título, são admitidos acertos não substanciais entre Título provisório (definido no Plano) e Título definitivo aquando da submissão da Dissertação.


2. Para a apresentação da Dissertação e requerimento de Prova Pública são condições mínimas de aceitação:

2.1 Cumprimento da assiduidade no tempo curricular autónomo designado como UC Dissertação:

- a assiduidade mínima é estabelecida em 50% e vigora a partir do ano lectivo 2019-2020;

- esta obrigatoriedade não se aplica aos estudantes que tenham estado inscritos na UC em anos anteriores;

- uma vez cumprida a assiduidade mínima obrigatória em ano lectivo anterior, ou em dois semestre consecutivos, esta é válida até à entrega da Dissertação;

- os estudantes que comprovem a sua condição de Trabalhador-Estudante regem-se pelo regime que consta do Código do Trabalho do Estatuto do Trabalhador-Estudante e legislação que regulamenta aquele código;

- outras situações extraordinárias relativas ao cumprimento da assiduidade mínima obrigatória deverão ser apresentadas junto das docentes; em caso de necessidade será recomendada a exposição da situação em requerimento apresentado nos Serviços Académicos e dirigido à Directora do Curso de Miarq, anexando para apreciação o(s) documento(s) considerado(s) pertinente(s);

- no caso de deferimento da situação de excepção requerida, a submissão à Comissão Científica do MIArq, seja do Plano de Dissertação seja da Dissertação para prestação de Prova Pública, deverá ser acompanhada por documento do Orientador confirmando conhecimento da situação do estudante.

2.2 Declaração do estudante de que a Dissertação é original e expressamente elaborada pelo próprio para a prova.

2.3 Declaração do Orientador de que a Dissertação cumpre as condições necessárias para ser apresentada para discussão em prova pública.

2.4 Dissertação em formato digital:

- a capa da Dissertação deverá obedecer ao Modelo de capa para Dissertação de Mestrado publicado no portal académico da FAUP;

- da primeira página devem constar as seguintes indicações: FAUP, Dissertação de Mestrado Integrado em Arquitectura, ano lectivo, título, nome e número do estudante, e identificação do orientador e eventual co-orientador;

- o tipo e tamanho de letra devem obedecer a princípios gerais da submissão de trabalhos académicos (a título indicativo, 10 a 12 para corpo do texto, e para notas de pé de página nunca inferior a 9);

- a dimensão do trabalho não deverá exceder as 200 páginas incluindo escrita e imagens;

- resumos em português e em inglês (abstract) são parte integrante da Dissertação, bem como o sumário da estrutura do trabalho e outros índices (de ordenação de elementos tratados, como por exemplo referências de figuras inscritas no trabalho), incluindo as referências bibliográficas ou outras fontes do trabalho;

- a estrutura e conteúdos das partes ou capítulos são da responsabilidade do estudante, que deve gozar da liberdade para a sua realização coadjuvado pelo orientador;

- tendo em conta a entrega e consequente leitura em formato digital, o sumário deverá conter ligações dinâmicas para cada uma das partes da sua estrutura;

- o tamanho do ficheiro deverá ser de forma a que a sua visualização seja rápida, sem contudo comprometer a qualidade dos conteúdos.


3. Após apresentação, discussão e aprovação em Prova Pública perante Júri especificamente nomeado para o efeito, deverão ser entregues no Serviço de Expediente da FAUP um exemplar em papel e outro em suporte digital da Dissertação (incluindo até 6 palavras-chave), contendo revisão de gralhas bem como a inclusão de eventuais recomendações de revisão propostas pelo Júri. Apenas com esta entrega poderá o estudante solicitar a certidão de grau, comprovativa da conclusão do ciclo de estudos.

4. Deverão ser cumpridos os prazos estabelecidos no Calendário dos prazos de Dissertação publicado anualmente pela Comissão Científica do MIArq no portal académico da FAUP.

Fórmula de cálculo da classificação final

A classificação da Dissertação corresponde àquela decorrente da respectiva defesa pública, atribuída pelo júri nomeado para o efeito pela Comissão Científica do MIArq.

À Dissertação será atribuída uma classificação da escala numérica inteira de 0 a 20, bem como uma menção qualitativa, com as seguintes quatro classes, previstas no Decreto-Lei n.º 42/2005, de 22 de Fevereiro:

10 a 13 – Suficiente

14 e 15 – Bom

16 e 17 – Muito bom

18 a 20 – Excelente

Ao grau académico de Mestre em Arquitectura é atribuída uma classificação final expressa no intervalo 10-20 da escala numérica inteira de 0 a 20, bem como o seu equivalente na escala europeia de comparabilidade de classificações.

O cálculo da classificação final de curso é feito de acordo com a seguinte fórmula:

CF = 0,80 x CMCC + 0,20 x CD

CF – classificação final;

CMCC – classificação média da componente curricular, arredondada às centésimas (ponderada pelas unidades de crédito ECTS, das classificações de todas as unidades curriculares que a compõem);

CD – classificação da dissertação.

Provas e trabalhos especiais

n.a.

Trabalho de estágio/projeto

n.a.

Avaliação especial (TE, DA, ...)

n.a.

Melhoria de classificação

Não há lugar a melhoria de classificação (conforme “Esclarecimento: Melhoria de nota à Unidade Curricular Dissertação”, disponível na página do curso ‘Mestrado Integrado em Arquitectura’).

Observações

Esta informação não dispensa a consulta dos seguintes diplomas:

- Regulamento Geral dos Ciclos de Estudos Integrados de Mestrado da Universidade do Porto;

- Regulamento do Mestrado Integrado em Arquitectura da Universidade do Porto;

- Regulamento Geral para Avaliação dos Discentes de Primeiros ciclos, de Ciclos de Estudos Integrados de Mestrado e de Segundos Ciclos da Universidade do Porto.


Excepcionalmente, de acordo com a evolução que se venha a registar da pandemia provocada pela COVID-19, e em função das orientações que venham a ser emanadas pela DGS, Direcção Geral de Saúde, poderão verificar-se alterações ao regime de funcionamento dos tempos lectivos presenciais:

- o Modo de Trabalho poderá realizar-se com transmissão síncrona das aulas por meios telemáticos;

- a presença será alternativamente física ou telemática, sendo que a presença física de estudantes na sala de aula estará condicionada ao cumprimento das medidas de segurança segundo actualização periódica.

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2021 © Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2021-05-15 às 04:39:47 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais