Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
Formação Online da Biblioteca
Você está em: Início > EBE0200

Fundamentos de Física

Código: EBE0200     Sigla: FFIS

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Ciências de Base

Ocorrência: 2020/2021 - 1S Ícone do Moodle

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Departamento de Engenharia Física
Curso/CE Responsável: Mestrado Integrado em Bioengenharia

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
MIB 109 Plano de estudos oficial 1 - 6 70 162

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Paulo Manuel de Araújo Sá Regente

Docência - Horas

Teórico-Práticas: 3,00
Práticas Laboratoriais: 2,00
Tipo Docente Turmas Horas
Teórico-Práticas Totais 1 3,00
Paulo Manuel de Araújo Sá 3,00
Práticas Laboratoriais Totais 5 10,00
Margarida Sarmento e Cunha Abrunhosa de Brito 4,00
Paulo Manuel de Araújo Sá 4,00
Cláudia Cristina Ferreira de Almeida 2,00
Mais informaçõesA ficha foi alterada no dia 2020-09-28.

Campos alterados: Resultados de aprendizagem e competências, Métodos de ensino e atividades de aprendizagem, Fórmula de cálculo da classificação final, Componentes de Avaliação e Ocupação, Obtenção de frequência, Programa, Observações, Melhoria de classificação

Língua de trabalho

Português

Objetivos

São objetivos desta unidade curricular que os estudantes:

- adquiram conhecimentos fundamentais de física geral, em particular de ótica geométrica (teoria paraxial) e de mecânica clássica newtoniana, incluindo o movimento harmónico simples (MHS) e alguns conceitos sobre ondas;

- desenvolvam o raciocínio e adquiram competências na resolução autónoma e crítica de problemas;

- adquiram uma disciplina de trabalho continuado ao longo do semestre;

- tenham uma atitude respeitadora de valores éticos, tais como o respeito mútuo e a honestidade.

Resultados de aprendizagem e competências

No final desta unidade curricular, o estudante deve ser capaz de:

  - usar corretamente as leis que regem os fenómenos estudados;

 - usar vocabulário técnico apropriado para explicar os conceitos e os fenómenos estudados, bem como descrever algumas das suas aplicações práticas;

 - ter uma atitude critica perante os resultados finais obtidos, recorrendo à análise dimensional, a estimativas das ordens de grandeza esperadas, ao estudo da interdependência entre as grandezas envolvidas e ao estudo do comportamento da solução em casos-limite.

 

As competências que são objeto do processo de avaliação (teste de avaliação distribuída e exame final) são as seguintes:

 - uso correto das leis que regem os fenómenos estudados.

 - atitude critica perante os resultados finais obtidos.

 

Modo de trabalho

Presencial

Programa

1- ÓTICA GEOMÉTRICA: TEORIA PARAXIAL

● o caráter da luz: ondulatório e corpuscular; o conceito de onda; ondas progressivas; ondas longitudinais e transversais; polarização; ondas sinusoidais e caraterísticas gerais das ondas; a propagação retilínea da luz; as leis da reflexão e da refração; o princípio de Fermat; o princípio de Huygens; espelhos planos e esféricos; lentes delgadas; noções sobre instrumentos óticos; o olho humano

2- MECÂNICA CLÁSSICA

● unidades e dimensões; álgebra de vetores; equilíbrio de corpos rígidos – estática; cinemática: movimento unidimensional e movimento a duas dimensões; movimento harmónico simples (MHS); as leis de Newton; trabalho, energia e potência; conservação da energia; considerações energéticas relativamente ao MHS; conservação da quantidade de movimento; o momento angular e a lei de conservação do momento angular

Bibliografia Obrigatória

Hugh D. Young, Roger A. Freedman; University physics. ISBN: 0-201-84769-8
Silvestre, A. J. e P.I.C. Teixeira ; Mecânica: uma Introdução, Edições Colibri/Instituto Politécnico de Lisboa, 2013. ISBN: 978-989-689-295-1

Bibliografia Complementar

Paul A. Tipler, Gene Mosca; Physics for scientists and engineers. ISBN: 0-7167-4389-2
H. Moysés Nussenzveig; Curso de física básica. ISBN: 85-212-0046-3 (vol.1)
H. Moysés Nussenzveig; Curso de física básica
H. Moysés Nussenzveig; Curso de física básica. ISBN: 85-212-0163-X (vol.4)
Eugene Hecht ; José Manuel N. V. Rebordão; Óptica. ISBN: 972-31-0542-X
M. M. R. R. Costa e M.J.B.M.de Almeida; Fundamentos de Física, 3ª edição revista, Almedina, 2012. ISBN: 978-972-40-4841-3

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

    • As aulas TEÓRICO-PRÁTICAS (TP) são aulas expositivas onde o docente apresenta a matéria a lecionar e discute e resolve problemas ilustrativos dessa mesma matéria.

    Estas aulas são aulas não presenciais (aulas remotas), sendo utilizada a plataforma “zoom” para as lecionar.

 As aulas PRÁTICAS/LABORATORIAIS (PL) são aulas presenciais, compostas por duas partes:

  parte da aula : exposição e discussão da resolução de problemas ilustrativos da matéria lecionada nas aulas TP; esta parte será realizada pelo docente da turma;

2ª parte da aula : resolução pelos estudantes de problemas ilustrativos da matéria lecionada nas aulas teórico-práticas (TP).

 

  1. A avaliação desta unidade curricular é do tipo “avaliação distribuída ( 2 minitestes + 2 testes)”, com possibilidade de acesso ao recurso.

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída sem exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Teste 100,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Estudo autónomo 92,00
Frequência das aulas 70,00
Total: 162,00

Obtenção de frequência

Para poder obter aprovação à unidade curricular na ÉPOCA NORMAL, um estudante:

 

- não deve ter excedido o número limite de faltas às aulas práticas (25 % do número de aulas previstas);

- deve ter realizado os dois (2) mini testes;

- deve ter realizado os dois (2) testes;

- Cada uma das componentes da avaliação tem uma classificação mínima sem a qual o estudante, independentemente da classificação final obtida, não é aprovado. Essa classificação mínima de cada componente é:

  MT  30% de 5 valores = 1,5 valores

T  30% de 15 valores = 4,5 valores

 

Para poder comparecer ao exame da época de RECURSO, um estudante:

 - não deve ter excedido o número limite de faltas às aulas práticas (25 % do número de aulas previstas)



TE, TI:

  Os estudantes que durante o ano letivo de 2020/2021 têm estatuto de trabalhador estudante ou trabalhador independente estão dispensados de frequência às aulas TP ou PL, exceto aquelas em que houver lugar a testes (T).

Contudo, estes estudantes deverão submeter-se à avaliação em 2020/2021, de acordo com as regras indicadas para “Novos estudantes”.

 

 




Fórmula de cálculo da classificação final

1 - NOVOS ESTUDANTES:

 

CF = 1º MT + 1º T + 2º MT + 2º T

 

CF  (0 - 20 valores) – Classificação Final

1º MT  (0 – 2,5 valores) – 1º mini teste (“moodle” ; remoto)

1º T (0 – 7,5 valores) –  1º teste (presencial)

2º MT  (0 – 2,5 valores) – 2º mini teste (“moodle”; remoto)

2º T (0 – 7,5 valores) –  2º teste (presencial)

 

NOTA:

 

Os MINI TESTES têm um valor correspondente a 25% da classificação final (no máximo 5 valores), contribuindo os TESTES com os restantes 75% (no máximo 15 valores).

 

 

1º MINI TESTE

12,5 %

2,5 valores

1º TESTE

37,5 %

7,5 valores

2º MINI TESTE

12,5 %

2,5 valores

2º TESTE

37,5 %

7,5 valores

  

(i)- resolução individual remota (utilizando o “moodle”) de dois (2) mini testes de escolha múltipla. A esta componente é atribuída uma classificação máxima de 5 valores.

(ii)- resolução individual presencial de dois (2) testes. A esta componente é atribuída uma classificação máxima de 15 valores.



2 – OBSERVAÇÃO:

 

ESTUDANTES COM CLASSIFICAÇÃO DE FREQUÊNCIA DE TRABALHOS PRÁTICOS DE LABORATÓRIO EM 2019/2020:

 

Como não há componente laboratorial no corrente semestre letivo de 2020/2021, estes estudantes deverão realizar os dois mini testes e os dois testes previstos para o corrente ano letivo de 2020/2021.

► Contudo, se assim o entenderem, estes estudantes ficam dispensados de comparecerem às aulas PL que decorrerão ao longo do presente semestre letivo.


 

OS DOIS (2) TESTES E OS DOIS (2) MINI TESTES SÃO DE REALIZAÇÃO OBRIGATÓRIA

Provas e trabalhos especiais

 

Avaliação especial (TE, DA, ...)

 A classificação obtida no exame de época especial é a atribuída ao estudante.

Melhoria de classificação

Através de Exame Final da Época de Recurso. 

Observações

- Para além dos tempos letivos, estima-se que os estudantes dediquem ao estudo da unidade curricular "Fundamentos de Física" um período de tempo que se deve situar entre 5 a 8 horas semanais.

- O atendimento aos estudantes é realizado mediante combinação direta entre os estudantes interessados e os docentes.

 

- Nos dois (2) mini testes, nos dois (2) testes e no exame de recurso poderá ser utilizado um formulário que será atempadamente fornecido (colocado em "conteúdos").

- É permitida a utilização de máquinas de calcular simples.

Informação sobre a unidade curricular será colocada em:

 - SIGARRA:

           - página da unidade curricular “Fundamentos de Física”:

                                       -   “CONTEÚDOS”

 

- Qualquer tentativa de FRAUDE durante o processo de avaliação distribuída leva à perda de frequência e não admissão a exame.

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2020 © Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2020-10-26 às 12:44:40 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais