Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
Projecto da Casa da U. Porto
Você está em: Início > PRODEI013
Autenticação




Mapa das Instalações
Edifício A (Administração) Edifício B (Aulas) - Bloco I Edifício B (Aulas) - Bloco II Edifício B (Aulas) - Bloco III Edifício B (Aulas) - Bloco IV Edifício C (Biblioteca) Edifício D (CICA) Edifício E (Química) Edifício F (Minas e Metalurgia) Edifício F (Minas e Metalurgia) Edifício G (Civil) Edifício H (Civil) Edifício I (Electrotecnia) Edifício J (Electrotecnia) Edifício K (Pavilhão FCNAUP) Edifício L (Mecânica) Edifício M (Mecânica) Edifício N (Garagem) Edifício O (Cafetaria) Edifício P (Cantina) Edifício Q (Central de Gases) Edifício R (Laboratório de Engenharia do Ambiente) Edifício S (INESC) Edifício T (Torre do INEGI) Edifício U (Nave do INEGI) Edifício X (Associação de Estudantes)

Teste e Qualidade de Software

Código: PRODEI013     Sigla: TQS

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Engenharia de Software

Ocorrência: 2018/2019 - 1S Ícone do Moodle

Ativa? Sim
Página Web: http://moodle.up.pt/
Unidade Responsável: Departamento de Engenharia Informática
Curso/CE Responsável: Programa Doutoral em Engenharia Informática

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
PRODEI 3 Plano de estudos Oficial 1 - 6 28 162

Docência - Horas

Teórico-Práticas: 2,00
Tipo Docente Turmas Horas
Teórico-Práticas Totais 1 2,00
Ana Cristina Ramada Paiva 2,00

Língua de trabalho

Português - Suitable for English-speaking students

Objetivos

Familiarização com a terminologia usada em teste de software. Conhecer e saber aplicar as técnicas principais de teste para controlo de qualidade de software. Conhecer algumas normas existentes para assegurar a qualidade em processos de desenvolvimento de software.

Resultados de aprendizagem e competências

No final da unidade curricular os estudantes deverão conhecer os conceitos de teste de software, as técnicas de conceção de casos de teste e quando as usar, e conhecer e saber aplicar as diferentes ferramentas de teste de software existentes.

Modo de trabalho

Presencial

Programa

1. Conceitos básicos de qualidade de software: noção de qualidade; atributos e métricas de qualidade segundo a norma ISO 9126; fatores de qualidade; custos de qualidade; verificação e validação versus garantia de qualidade. 2. Teste de software: conceitos básicos e definições; técnicas de conceção de casos de teste (testes de caixa negra e de caixa branca); testes unitários e "test-driven development"; testes de integração; testes de sistema (teste através da interface para o utilizador, teste de desempenho, fiabilidade, disponibilidade, compatibilidade, etc.); teste baseado em modelos; testes de aceitação; planeamento e documentação de testes; reporte e seguimento de problemas; métricas relacionadas com testes; gestão do processo de testes; automatização dos testes. 3. Inspeções, revisões e outras técnicas de análise estática de software.

Bibliografia Obrigatória

Burnstein, Ilene; Practical software testing. ISBN: 0-387-95131-8
Aditya P. Mathur; Foundations of Software Testing, Addison-Wesley, 2008. ISBN: 8131716600

Bibliografia Complementar

Kent Beck; Test Driven Development: By Example, Addison-Wesley, 2002. ISBN: 978-0321146533
Rick Mugridge, Ward Cunningham; Fit for Developing Software: Framework for Integrated Tests, Prentice Hall PTR, 2005. ISBN: 978-0321269348
Mark Utting, Bruno Legeard; Practical Model-Based Testing: A Tools Approach, Morgan Kaufmann, 2006. ISBN: 978-0123725011

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

As aulas teóricas são usadas para exposição formal da matéria, acompanhada da apresentação de casos e sua discussão. Nas aulas laboratoriais, os alunos terão a oportunidade de realizar pequenos projetos e realizar um trabalho de exploração de ferramentas de teste. Este trabalho será dividido em duas fases: na primeira fase, os alunos terão que preparar a apresentação de uma ferramenta de teste e elaborar um exercício prático de utilização; na segunda fase, os alunos terão que produzir um relatório com um levantamento e comparação de ferramentas de teste de um determinado tipo.

Software

JUnit / NUint / TestNG
Websecurify
TestMaker
Hudson
WebTst
SpecExplorer (VS2010)
Jester
RATS
Vienna

Palavras Chave

Ciências Tecnológicas > Engenharia > Engenharia de computadores
Ciências Tecnológicas > Tecnologia > Tecnologia de computadores > Tecnologia de software

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída sem exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Trabalho de campo 50,00
Trabalho prático ou de projeto 50,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Estudo autónomo 50,00
Frequência das aulas 42,00
Trabalho de investigação 50,00
Trabalho laboratorial 20,00
Total: 162,00

Obtenção de frequência

Nota mínima de 50% na avaliação de frequência.

Fórmula de cálculo da classificação final

Aula prática: 50% 
Projeto: 50%

Avaliação especial (TE, DA, ...)

Os trabalhos são obrigatórios para todos os alunos, mesmo para os alunos dispensados de frequência às aulas.

Melhoria de classificação

As classificações obtidas ser melhoradas na edição seguinte da disciplina.

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2019 © Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2019-04-23 às 02:19:54 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais