Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
edp
Você está em: Início > EIC0023
Autenticação




Mapa das Instalações
Edifício A (Administração) Edifício B (Aulas) - Bloco I Edifício B (Aulas) - Bloco II Edifício B (Aulas) - Bloco III Edifício B (Aulas) - Bloco IV Edifício C (Biblioteca) Edifício D (CICA) Edifício E (Química) Edifício F (Minas e Metalurgia) Edifício F (Minas e Metalurgia) Edifício G (Civil) Edifício H (Civil) Edifício I (Electrotecnia) Edifício J (Electrotecnia) Edifício K (Pavilhão FCNAUP) Edifício L (Mecânica) Edifício M (Mecânica) Edifício N (Garagem) Edifício O (Cafetaria) Edifício P (Cantina) Edifício Q (Central de Gases) Edifício R (Laboratório de Engenharia do Ambiente) Edifício S (INESC) Edifício T (Torre do INEGI) Edifício U (Nave do INEGI) Edifício X (Associação de Estudantes)

Bases de Dados

Código: EIC0023     Sigla: BDAD

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Sistemas de Informação

Ocorrência: 2013/2014 - 2S (de 10-02-2014 a 06-06-2014) Ícone do Moodle

Ativa? Sim
Página e-learning: https://moodle.fe.up.pt/
Unidade Responsável: Departamento de Engenharia Informática
Curso/CE Responsável: Mestrado Integrado em Engenharia Informática e Computação

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
MIEIC 168 Plano de estudos a partir de 2009/10 2 - 6 56 162

Docência - Horas

Teóricas: 2,00
Teórico-Práticas: 2,00
Tipo Docente Turmas Horas
Teóricas Totais 1 2,00
João Pedro Carvalho Leal Mendes Moreira 2,00
Teórico-Práticas Totais 7 14,00
Sérgio Sobral Nunes 4,00
João Pedro Carvalho Leal Mendes Moreira 4,00
Carla Alexandra Teixeira Lopes 6,00

Língua de trabalho

Português - Suitable for English-speaking students

Objetivos

ENQUADRAMENTO

Sistemas de Informação (SI) é ums área fundamental em engenharia informática. Bases de dados são repositórios de dados necessários em qualquer SI. A unidade curricular de bases de dados é uma unidade chave na área de SI. O objetivo principal desta unidade curricular é preparar os alunos para projetar e desenvolver sistemas de bases de dados que atendam às necessidades dos utilizadores de acordo com os objetivos de gestão organizacionais.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Este é um curso introdutório sobre bases de dados. Aborda o paradigma relacional. Abrange o desenho (modelo UML), construção (linguagem de definição de dados SQL), consulta (linguagem de manipulação de dados SQL) e gestão (optimização, controlo de acesso e políticas de concorrência) de bases de dados relacionais. Intorduz, ainda, o conceito de bases de dados multi-dimensionais.

DISTRIBUIÇÃO PERCENTUAL

Componente científica: 50% Componente tecnológica: 50% 

Resultados de aprendizagem e competências

RESULTADOS DE APRENDIZAGEM

Após a conclusão desta unidade o aluno deve ser capaz de:

- Mapear o modelo de classes UML para o modelo relacional

- Usar álgebra relacional para bases de dados de consulta

- Criar uma base de dados relacional na 3ª forma normal

- Consultar bases de dados relacionais SQL usando a linguagem SQL

- Aceder a uma base de dados através de interfaces do utilizador

- Usar transações e concorrência que garantam a integridade dos dados de uma base de dados

- Explicar as principais características de um sistema de gestão de bases de dados.

Modo de trabalho

Presencial

Pré-requisitos (conhecimentos prévios) e co-requisitos (conhecimentos simultâneos)

PRÉ REQUISITOS

Conhecimentos básicos de álgebra.

Programa

1. Diagrama de classes UML 2. Modelo entidade-associação (E-A) 3. Modelo relacional, normalização e mapeamento de UML e E-A para relacional 4. Linguagem de definição de dados SQL e restricões de integridade 5. Álgebra relacional como linguagem de interrogação 6. Linguagem de manipulação de dados SQL 7. Vistas e índices 8. Desenho de interfaces 9. SQL na arquitectura cliente-servidor 10. Controlo de acessos 11. Transacções, controlo de concorrência e recuperação 12. Armazéns de dados

Bibliografia Obrigatória

Ullman, Jeffrey D; A First Course in Database Systems. ISBN: 0-13-861337-0

Bibliografia Complementar

Raghu Ramakrishnan, Johannes Gehrke; Database management systems. ISBN: 0-07-116898-2 (Capítulos 18 a 20)
Ralph Kimball, Margy Ross; The data warehouse toolkit. ISBN: 0-471-20024-7

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

Utilizam-se as aulas teóricas para exposição dos assuntos do programa e exemplos de aplicação. As aulas práticas decorrem em laboratório, com recurso a sistemas de gestão de bases de dados do mercado. Nas aulas resolver-se-ão exercícios e efectuar-se-ão pequenos desenvolvimentos.

Software

SQLite

Palavras Chave

Ciências Físicas > Ciência de computadores > Gestão de bases de dados

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída com exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Exame 70,00
Participação presencial 0,00
Trabalho escrito 7,50
Trabalho laboratorial 22,50
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Estudo autónomo 60,00
Frequência das aulas 52,00
Trabalho laboratorial 50,00
Total: 162,00

Obtenção de frequência

Para a obtenção de frequência, os estudantes não poderão exceder o número limite de faltas às aulas teórico-práticas. É necessário obter a classificação mínima de 10,0 valores (em 20) na componente de avaliação distribuída para acesso ao exame. A avaliação distribuída é determinada pela avaliação de um trabalho de grupo. Os estudantes que obtiveram frequência na edição anterior podem optar por guardar a referida classificação. Perdem esse direito se fizerem a entrega final do trabalho da avaliação distribuída na edição em curso.

Fórmula de cálculo da classificação final

Nota Final = 0,7*Exame + 0,3*Avaliação Distribuída, se Exame >= 8,0.

Nota Final = min{9; 0,7*Exame + 0,3*Avaliação Distribuída}, se Exame < 8,0

A componente de avaliação distribuída consiste na avaliação de um trabalho de grupo. Esse trabalho será avaliado em três momentos diferentes: cada uma das duas primeiras entregas vale 25% da avaliação distribuída. A última vale 50% da avaliação distribuída.

Avaliação especial (TE, DA, ...)

Os estudantes com estatuto especial que submeterem trabalho na avaliação distribuída na edição em curso serão avaliados através das regras normais de avaliação tal como consta em 'Obtenção de Frequência' sendo a classificação final obtida de acordo com a rúbrica 'Fórmula de cálculo da classificação final'.

Caso não se submetam a nenhuma componente da avaliação distribuída serão avaliados por exame nas épocas legalmente previstas. Nestes casos, a classificação final será 100% da classificação obtida no exame.

Os dirigentes associativos (DA) estão sujeitos às regras normais de avaliação.

Melhoria de classificação

É possível melhorar a classificação final através de um segundo exame a realizar em época prevista para esse efeito. A classificação final é obtida pela média ponderada entre a nota do exame e a avaliação disribuída, sendo os pesos de 70% e de 30% respetivamente.

Observações

Lingua de ensino alternativa: Inglês

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2017 © Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2017-05-27 às 11:10:48