Saltar para:
Logótipo
This page in english A Ajuda Contextual não se encontra disponível Autenticar-se
FCUP
Você está em: Início > Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior 2019-2020
Autenticação




Mapa das Instalações
FC6 - Departamento de Ciência de Computadores FC5 - Edifício Central FC4 - Departamento de Biologia FC3 - Departamento de Física e Astronomia e Departamento GAOT FC2 - Departamento de Química e Bioquímica FC1 - Departamento de Matemática

Concursos Especiais de Acesso e
Ingresso no Ensino Superior 2019-2020

a) Estudantes aprovados nas provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos

São abrangidos por este concurso, os estudantes aprovados nas provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos.
CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DE ACESSO AO CICLO DE ESTUDOS
Aprovação em prova especial prevista no Decreto-Lei n.º 64/2006, de 21 de março, numa das provas de acesso a realizar por ciclo de estudos, fixadas pela FCUP, realizada no ano de 2019 ou num dos 3 anteriores, na FCUP ou noutra instituição que o Conselho Científico da FCUP delibere aceitar.
CRITÉRIOS e SUBCRITÉRIOS DE SELEÇÃO E SERIAÇÃO DOS CANDIDATOS
Por ordem decrescente do valor:
  • Classificação na prova especial.
CRITÉRIO DE DESEMPATE DE CANDIDATOS
Critérios para aplicação sucessiva, por ordem decrescente do valor:
  • Diferença entre 2019 e o ano de realização da prova especial de acesso;
  • Idade.

Legislação Aplicável:

b) Titulares de um diploma de especialização tecnológica (TDET)

São abrangidos por este concurso, os titulares de um diploma de especialização tecnológica, na área (CNAEF) indicada na tabela abaixo, e que tenham realizado os exames nacionais do ensino secundário correspondentes às provas de ingresso exigidas para o ingresso no ciclo de estudos em causa através do regime geral de acesso e ingresso regulado pelo D.L. nº 296-A/98, de 25/09, com classificação não inferior a 95 pontos.
Ciclo de estudosÁrea (CNAEF)
Arquitetura PaisagistaArquitetura e urbanismo (581)
BiologiaBiologia e Bioquímica (421)
BioquímicaBiologia e Bioquímica (421)
Ciência de ComputadoresCiências Informáticas (481)
Engenharia Agronómica (*)Engenharia e técnicas afins (520)
Ciências e Tecnologia do AmbienteCiências do Ambiente (422) ou Tecnologia de Proteção do Ambiente (851) ou Ambientes Naturais e Vida Selvagem (852) ou Serviços de Saúde Pública (853) ou Proteção do Ambiente - Programas não classificados noutra área de formação (859)
FísicaFísica (441)
GeologiaCiências da Terra (443)
MatemáticaMatemática (461) ou Estatística (462) ou Matemática e Estatística - programas não classificados noutras áreas de formação (469)
QuímicaQuímica (442)
Mestrado Integrado em Engenharia FísicaFísica (441) ou Ciências físicas (440) ou Engenharia e técnicas afins (520)
Mestrado Integrado em Engenharia de Redes e Sistemas InformáticosCiências Informáticas (481)
(*) Curso registado na DGES, aguarda publicação em DRE (reformulação do ciclo de estudos de Ciências de Engenharia).
CRITÉRIOS e SUBCRITÉRIOS DE SELEÇÃO E SERIAÇÃO DOS CANDIDATOS
Por ordem decrescente do valor, a média ponderada de dois fatores:
  • (60%) - Classificação da(s) prova(s) de ingresso;
  • (40%) - Classificação do curso de especialização tecnológica, normalizada para a escala inteira de 200.
CRITÉRIO DE DESEMPATE DE CANDIDATOS
Por ordem decrescente do valor, normalizado para a escala inteira de 20:
  • Média ponderada pelos créditos das classificações obtidas em unidades curriculares do curso de especialização tecnológica.

Legislação Aplicável:

d) Titulares de outros cursos superiores (TOCS)

São abrangidos por este concurso, os titulares do grau de bacharel, licenciado, mestre ou doutor do Ensino Superior Português e titulares do previsto no artigo 26º do D.L 113/2014 de 16/07.
CRITÉRIOS e SUBCRITÉRIOS DE SELEÇÃO E SERIAÇÃO DOS CANDIDATOS
Por ordem decrescente do valor, normalizado para a escala inteira de 20:
  • Classificação do curso superior, assumindo 16 no caso de doutoramento.
CRITÉRIO DE DESEMPATE DE CANDIDATOS
Preferência sucessiva aos titulares do previsto no artigo 26º do D.L 113/2014 de 16/07, titulares de bacharelato, licenciatura, mestrado e doutoramento.

Legislação Aplicável:

Recomendar Página Voltar ao Topo