Saltar para:
Logótipo SIGARRA U.Porto
This page in english A Ajuda Contextual não se encontra disponível Autenticar-se
Você está em: U. Porto > Memória U.Porto > Antigos Estudantes Ilustres U.Porto: Alcino Soutinho

Memória U.Porto

Antigos Estudantes Ilustres da Universidade do Porto

Alcino Soutinho

Fotografia do Arquiteto Alcino Soutinho/Photo of the Architect Alcino Soutinho Alcino Soutinho
1930-2013
Arquiteto e professor universitário



Foto do Complexo habitacional da Quinta das Sedas, Matosinhos/Photo of the Residential complex of Quinta das Sedas, MatosinhosAlcino Peixoto de Castro Soutinho nasceu em Vila Nova de Gaia, a 6 de novembro de 1930.
Em 1948 ingressou no curso de Escultura da Escola Superior de Belas Artes do Porto, que concluiu em 1957, ano em que começou a exercer a profissão de arquiteto em regime liberal.

Em 1959 apresentou uma proposta para o Monumento aos Calafates em colaboração com o escultor Lagoa Henriques (1923-2009) e com o colega Álvaro Siza Vieira (1933-), o qual se destinava à I Exposição Extraescolar dos Alunos da ESBAP. No entanto, este projeto não chegou a ser concretizado.

Em 1961 interrompeu temporariamente a sua atividade profissional para fazer investigação em Itália, na área da Museologia, financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian. Em paralelo, trabalhou na Fundação das Caixas de Previdência até 1971, instituição para a qual projetou diversas habitações económicas no Norte do país.

O seu vasto currículo é marcado por diversas experiências profissionais. Lecionou na ESBAP e, depois, na Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto entre 1972 e 1999 (quando se jubilou era professor associado de nomeação definitiva). Foi consultor do CRUARB (Comissariado para a Renovação Urbana da Área Ribeira-Barredo), entre 1993 e 1997; Assessor da Administração do Porto de Lisboa para o Reordenamento da Zona Ribeirinha entre Algés e a Matinha, entre 1996 e 2002; presidiu ao Centro Português de Design (1998-2001), à Assembleia-geral da Cooperativa de Atividades Artísticas Árvore (2003-2006) e à Ordem dos Arquitetos (1999-2002).

Fotografia do interior da Câmara Municipal de Matosinhos/Photo of the City Council of MatosinhosAlcino Soutinho é autor de um diversificado conjunto de edifícios, como, por exemplo, do Castelo do Prado, do Edifício Delfim Pereira da Costa, do Palácio da Enseada e da Quinta das Sedas, em Matosinhos. De vários equipamentos, como o Auditório, a Biblioteca Florbela Espanca, a Câmara Municipal e a Torre Sinhá em Matosinhos. Da Bolsa de Derivados do Porto, da Marginal de Vila do Conde, de complexos habitacionais e de habitações unifamiliares - a de José Grade, em Portimão; a de Pinto Sousa e de Pina Vaz, ambas em Ofir; a de Pedro Soares, em Afife; a de Joaquim Matias, no Barreiro e a de António Santos, no Porto.

O Arquiteto também concebeu projetos para museus e faculdades. Foi o caso do Museu do Neorrealismo, em Vila Franca de Xira, da Casa-museu Guerra Junqueiro, no Porto, do Centro Cultural de Alfândega da Fé, do Museu de Aveiro, do Museu/Biblioteca Amadeo de Souza Cardoso, em Amarante, da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto e das faculdades de Química e de Cerâmica, em Aveiro.

Foto do Museu Municipal Amadeo de Souza Cardoso, Amarante/Photo of the Municipal Museum Amadeo de Souza Cardoso, in AmaranteNo âmbito das suas atividades como académico e como arquiteto proferiu conferências, participou em debates e mostrou a sua arte em exposições em Portugal e no estrangeiro. Publicou obras em livros e revistas de arquitetura (Portugal, Espanha, França, Holanda, Alemanha e Itália) e tem feito parte de júris de concursos públicos de Arquitetura e Planeamento. Entre estes destacam-se a Sala de Leitura da Biblioteca Municipal do Porto, o Reordenamento das Margens do Rio Tâmega após a construção da Barragem do Torrão, o Concurso de Ideias para louças e equipamentos sanitários para a Fundação de Serralves, a Valorização da Igreja de Santa-Clara-a-Velha, em Coimbra, a Remodelação dos Banhos de S. Paulo para a nova sede da Associação dos Arquitetos Portugueses e ainda as Novas Instalações da Secção Regional Norte da Associação dos Arquitetos Portugueses, os Novos Mercados do Porto, para a Câmara Municipal do Porto, o Concurso para o Logotipo do Núcleo Empresarial da Região de Vila Real, o Concurso para a Residência do Embaixador de Portugal em Brasília, o Concurso para Ampliação da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, o Teatro Constantino Nery, em Matosinhos e o Centro Cultural de Gaia, em Vila Nova de Gaia.

Foto da Pousada de D. Diniz, Vila Nova de Cerveira/Photo of Pousada de D. Diniz, Vila Nova de CerveiraCom a Pousada de S. Diniz de Vila Nova de Cerveira (1982), Alcino Soutinho obteve o prémio "Europa Nostra", da International Federation of the Protection of Europe's Cultural and Natural Heritage. E o prémio AICA (1984), da Secção Portuguesa dos Críticos de Arte, com o projeto Biblioteca-Museu Amadeo de Souza Cardoso e o Edifício dos Paços do Concelho, em Amarante.

Alcino Soutinho foi condecorado com a Medalha de Mérito das câmaras municipais de Matosinhos (1988) e de Vila Nova de Gaia (1992), com a Comenda da Ordem Militar de Santiago de Espada (1993), com o título de Cidadão Honorário da Câmara Municipal de Matosinhos (2007) e com a Medalha de Mérito Cultural da Secretaria de Estado da Cultura (2013). Era membro da Associação Portuguesa de Designers, do Conselho Científico da Escola Superior de Arte e Design (ESAD), do Comité Científico da Revista Housing (Itália), da Comissão Consultiva para a atribuição de Bolsas de Estudo de Especialização do Serviço de Belas-Artes, da Fundação Calouste Gulbenkian.

Morreu no Porto a 24 de novembro de 2013, aos 83 anos de idade.
(Universidade Digital / Gestão de Informação, 2013)

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2019 © Universidade do Porto Termos e Condições Acessibilidade Índice A-Z Livro de Visitas
Última actualização: 2016-07-05 Página gerada em: 2019-01-23 às 18:37:10