Álvaro Siza Vieira apresenta o projeto do edifício da Faculdade de Arquitetura (1992)
Álvaro Siza Vieira apresenta o projeto do edifício da Faculdade de Arquitetura (1992)

A história da Universidade do Porto está impressa na paisagem e na própria identidade da cidade do Porto. Isso mesmo está patente no vasto património edificado que se projeta desde o centro histórico até às zonas mais periféricas do Porto, tendo como face mais visível os edifícios centenários que albergam a Reitoria e várias faculdades e centros de investigação da Universidade.

Dos espaços que incorporam a presença da U.Porto na cidade, destaca-se o Edifício Histórico da Universidade, localizado na Praça Gomes Teixeira (conhecida como Praça dos Leões). Palco do ensino e investigação prestados por várias faculdades e outros organismos da U.Porto ao longo de mais de cem anos, mas também de manifestações e incêndios de grandes proporções, a “casa mãe” da Universidade resistiu a mais de dois séculos de história. Desde 2005, acolhe os serviços da Reitoria e parte dos museus da Universidade.

Do leque de edifícios históricos da U.Porto fazem também parte o antigo edifício da Escola Médico-Cirúrgica do Porto, que acolheu a Faculdade de Medicina (até esta ser transferida para o Hospital de S. João, em 1960) e o Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (entre 1975 e 2012); o Palacete Braguinha (sede da Faculdade de Belas Artes); ou os antigos edifícios da Faculdade de Engenharia (Rua dos Bragas, atual Faculdade de Direito) e de Farmácia (Rua Aníbal Cunha), inaugurados em 1937, por ocasião do Centenário da Academia Politécnica.

Para além dos espaços de ensino, e projetando-se para além dos limites cidade do Porto, um roteiro pela história da U.Porto inclui também passagens pelo poético Jardim Botânico do Porto, o imponente Observatório Meteorológico da Serra do Pilar (sede do Instituto Geofísico da Universidade do Porto), a Estação de Zoologia Marítima (o primeiro aquário do Porto, criada em 1914 na Foz do Douro) ou o futurista Observatório Astronómico Professor Manuel de Barros, situado em Vila Nova de Gaia.

Paralelamente, o edificado da U.Porto foi reforçado ao longo do tempo com edifícios modernos e harmoniosamente integrados na paisagem urbana. Exemplo deste processo iniciado nos anos 90, e acentuado nos últimos anos, é o edifício projetado pelo famoso arquiteto Álvaro Siza Vieira (antigo estudante e professor da Universidade) para acolher, desde 1992, a Faculdade de Arquitetura. Neste lote podemos também encontrar o complexo do ICBAS e da Faculdade de Farmácia na Rua D. Manuel II (Polo I); os complexos das faculdades de Letras (1995) e de Ciências (2005) no Campo Alegre (Polo 3); e os edifícios das faculdades de Medicina Dentária (1997), Desporto, (1997), Engenharia (2000), Psicologia e Ciências da Educação (2006), e Medicina (2012), do INESC ou do UPTEC, todos eles situados na zona da Asprela (Polo II).

A este património junta-se ainda um conjunto de espaços e espólios museológicos de riqueza incalculável. Grande parte destes “tesouros” reunidos ao longo dos anos estão abertos ao público nos diversos museus da U.Porto.

Conheça alguns dos edifícios da U.Porto.