Descobrir a Cidade
Torre dos Clérigos, um dos ícones do Porto.

Descobrir o Porto significa ir ao encontro de tantas surpresas quantas uma das cidades mais antigas da Europa pode proporcionar. Povoada por igrejas, monumentos e museus representativos das mais diversas fases da evolução histórica, a cidade “Invicta” possui um dos mais ricos patrimónios artísticos, culturais e históricos em Portugal. Isso mesmo foi reconhecido pela UNESCO em 1996, com a classificação da parte antiga da cidade como património mundial, e com a eleição do Porto como Capital Europeia da Cultura em 2001.

Mas o Porto é, também, uma cidade que se descobre numa pequena viela ou num recanto de uma rua estreita; numa caminhada matinal junto ao Rio Douro ou num almoço na Praça da Ribeira; a assistir a um pôr-do-sol numa esplanada da Foz, ou à mesa de um restaurante tradicional; e sempre no diálogo com o “saber a Porto” dos seus habitantes. Ficam algumas sugestões que convidam à exploração e à aventura:

Museus, Exposições e Galerias

Para além dos incontornáveis museus da Universidade, o Porto conta com vários espaços museológicos, de natureza mais regional ou mesmo nacional. Há museus gratuitos, outros têm descontos para estudantes ou têm um dia por semana com entrada livre. Dos museus da cidade, destaca-se o Museu de Arte Contemporânea de Serralves, inaugurado em 1999 e projetado por Álvaro Siza Vieira. Destaca-se, ainda, o Museu Nacional Soares dos Reis, localizado no Palácio das Carrancas, que expõe regularmente todo o tipo de obras de arte dos séculos XIX e XX, mas sobretudo pinturas e esculturas, para além de artes decorativas.

Monumentos

A riqueza histórica e arquitetónica do Porto está patente na grande diversidade de monumentos existentes, bem como na riqueza cultural da cidade, que lhe vale a classificação de Património Mundial. Por toda a cidade existem marcos históricos, apesar de estarem maioritariamente concentrados na parte antiga da cidade (centro histórico e ribeira). Percorram os Aliados, subam aos Clérigos, visitem a Sé do Porto e ficarão a saber porquê.

Parques e Jardins

O Porto não é apenas uma cidade para estudar e trabalhar, mas também para passar tempos de lazer. Para isso, existe uma grande diversidade de parques e jardins um pouco por toda a cidade, dos quais se destacam o parque da cidade, os jardins da Casa de Serralves e os jardins do Palácio de Cristal. Todos eles contribuem para uma maior qualidade de vida no Porto, proporcionando momentos de bem-estar e descontração.

Cruzeiros no Rio Douro

Uma das melhores formas de desfrutar do encanto do Porto e do seu rio é fazer um passeio no Douro. Durante praticamente todo o ano partem da Praça da Ribeira diversas embarcações. As viagens disponíveis podem ser mais ou menos longas, dependendo daquilo que os visitantes pretendem. Existem diversos operadores, que propõem percursos alternativos.

O Vinho do Porto e as Caves

O Porto é uma cidade que apela aos sentidos, e como tal, para além de ser uma cidade a ver e a sentir, é também uma cidade a provar. Mundialmente famoso, o Vinho do Porto marca a cidade que lhe dá o nome, seja pelo elo que criou com os ingleses, seja pelas caves que ladeiam o rio na margem de Gaia. De facto, sendo um vinho proveniente das terras xistosas do Alto Douro, envelhece nos armazéns situados na margem sul do rio Douro, em Vila Nova de Gaia, na semiobscuridade das peculiares caves, em cascos de carvalho ou em garrafas. Por isso mesmo visitar as caves do vinho do Porto constitui um momento único e quase obrigatório.