Saltar para:
Logótipo SIGARRA U.Porto
This page in english A Ajuda Contextual não se encontra disponível Autenticar-se
Você está em: U. Porto > Memória U.Porto > Antigos Estudantes Ilustres U.Porto: Sérgio Fernandez

Memória U.Porto

Antigos Estudantes Ilustres da Universidade do Porto

Sérgio Fernandez

Fotografia de Sérgio Fernandez Sérgio Fernandez
1937-
Arquiteto e professor universitário



Sérgio Leopoldo Fernandez Santos nasceu no Porto em 1937.

Frequentou o curso de Arquitetura na Escola Superior de Belas Artes do Porto, tendo participado, enquanto aluno, no CIAM (Congresso Internacional de Arquitetura Moderna), em Otterloo, em 1959.

Depois de concluídos os estudos universitários passou a lecionar e a desempenhar outros cargos de responsabilidade, primeiro na ESBAP e depois na Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto. Integrou os Conselhos Diretivos e Pedagógicos do Curso de Arquitetura da ESBAP (1976-1983), foi Vice-Presidente do Conselho Diretivo (1988-1994) e Diretor do Centro de Estudos da FAUP (1990-1997) e, a partir de 1987, passou a membro efetivo do Conselho Científico da FAUP. Em Novembro de 2006 jubilou-se nessa Faculdade como Professor Agregado.

Durante os anos setenta e oitenta orientou seminários integrados nos International Course on Housing Planning and Building do Bowcentrum, Roterdão (1977-1983), leccionou no Departamento de Arquitectura da Faculdade de Engenharia da Universidade de Angola (1981), foi convidado pela Academia Estatal de Belas Artes de Tbilisi, Geórgia, para lecionar no International Students Practical Seminar ("Artist and the City Environment" (1988) e participou no Seminário "Design Management", organizado pela University of Industrial Arts, de Helsínquia, Finlândia (1989).

Na década seguinte, associou-se ao "One Day Conference on Post Graduate Architectural Education, a Meeting for European Architectural School Representatives", no Berlage Institute, em Amesterdão (1993), regeu um curso sobre Arquitectura Contemporânea Portuguesa na Faculdade de Arquitectura da Universidade de S. Paulo e proferiu conferências nas faculdades de Arquitetura das universidades de Belém do Pará, de Fortaleza e do Rio de Janeiro (1994); esteve presente no Encontro Internacional "L' Architettura e il suo Insegnamento: Prospettive del Mestiere e della Scuola", organizado pelo Dipartimento di Projettazione dell' Architettura – Politecnico di Milano; liderou a Delegação Portuguesa que integrou os trabalhos do programa da Comunidade Europeia-MED-CAMPUS-AMIE no Architectuurinstituut, em Roterdão (1995) e dirigiu uma equipa no Workshop de Arquitectura Citemor 96, Montemor-o-Velho (1996).

Entre 1997 e 2005 regeu a Cadeira de Projeto I, do curso de Arquitetura da Universidade do Minho.

Prémio SECILNa viragem do século dirigiu uma equipa presente no Workshop de Internacional de Arquitetura "Coimbra: Um Novo Mapa" (2000), fez parte do Júri para o Projeto de Reconversão da Rua da Sofia, em Coimbra (2003), participou no I Foro do Feísmo, Diputación de Ourense (2004), chefiou a equipa Norte do Inquérito à Arquitetura Portuguesa do Século XX, 2004/2005, da Ordem dos Arquitetos, associou-se ao Congresso Teatros Históricos, da Póvoa de Lanhoso (2005), ministrou um Curso de Arquitetura (2005) na Universidade ISTHMUS, na cidade do Panamá e presidiu ao Júri do Prémio Secil de Arquitetura 2005/2006.

Ao longo da sua carreira colaborou com os mestres Viana de Lima e Arménio Losa. Tem trabalhado sozinho em Arquitetura, mas também em co-autoria com Pedro Ramalho e com Alexandre Alves da Costa e José Luís Gomes no "Atelier15, Arquitectura Lda".

Cine-Teatro Constantino Nery, em MatosinhosDa sua vasta obra, premiada e em grande parte publicada, sobressaem os Edifícios Residenciais da Pasteleira, Porto (1965), uma obra em parceria com Pedro Ramalho, a Casa de Caminha ou Casa Alcina (1971-1973), a Operação SAAL do Bairro Leal, na Rua das Musas, Porto (1974-1978), o Complexo Turístico de Moledo (1980), o Jardim Infantil de Moledo (1988), a Residência de Estudantes Lisboa, Expo'98 (1996-1998); e obras em co-autoria com Alves Costa, como o Estudo de Recuperação e Valorização Patrimonial da Aldeia de Idanha-a-Velha (últimos 15 anos), o restauro do Cine-Teatro Constantino Nery em Matosinhos (inaugurado em 2008), o Complexo Residencial de Viana do Castelo (2005) e a intervenção no Convento de Santa Clara-a-Velha, de Coimbra (inaugurada em 2009).

Casa de Caminha de Sérgio FernandezSérgio Fernandez é, também, autor de artigos editados em obras portuguesas e estrangeiras ("Architectures à Porto", "Tendenze dell' Architettura Contemporânea", "Casabella", "Lotus International", "Wonen Tabk" e "Electa") e do livro "Percurso da Arquitectura Portuguesa 1930-1974", publicado pela FAUP em 1985. É co-autor da obra "Pedro Ramalho: projectos e obras de 1963-1995", publicada em 1995 pela Associação dos Arquitetos Portugueses, Conselho Directivo Regional do Norte.

A 22 de Outubro de 2008/2009 inaugurou o ano letivo da Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto com uma conferência proferida no auditório Fernando Távora.

Livro Só Nós e Santa TeclaEm Março de 2009 recebeu o Prémio AICA 2008 (Associação Internacional de Críticos de Arte/Ministério da Cultura), na categoria de Arquitetura, juntamente com Alexandre Alves Costa (1939-), atribuído pela qualidade das suas intervenções no património construído e dos novos projetos, bem como pela excelência da atividade pedagógica que ambos desenvolveram na FAUP. Sensivelmente na mesma altura, Fernandez assistiu à apresentação, no Cinema Passos Manuel, no Porto, da obra "Só nós e Santa Tecla", sobre a Casa de Caminha que riscara nos anos setenta.
(Universidade Digital / Gestão de Informação, 2010)

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2019 © Universidade do Porto Termos e Condições Acessibilidade Índice A-Z Livro de Visitas
Última actualização: 2016-06-29 Página gerada em: 2019-01-23 às 18:36:19