Saltar para:
Logótipo SIGARRA U.Porto
This page is not available in english A Ajuda Contextual não se encontra disponível Autenticar-se
Hoje é domingo
Você está em: U. Porto > Memória U.Porto > Doutores Honoris Causa pela Universidade do Porto - Germano Silva

Memória U.Porto

Doutores Honoris Causa pela Universidade do Porto

Germano Silva


Fotografia de Germano Silva

Proposta: Reitor da Universidade do Porto
Data: 3 de novembro de 2016


D. Manuel Clemente, Germano Silva, Sebastião Feyo de Azevedo e Luís Miguel Duarte / D. Manuel Clemente, Germano Silva, Sebastião Feyo de Azevedo and Luís Miguel DuarteAntónio Germano Silva nasceu em S. Martinho de Recezinhos, Penafiel, a 13 de outubro de 1931.
Com um ano de idade veio com a família para o Porto, cidade onde vive.

Depois de concluir a Instrução Primária, começou a trabalhar aos 11 anos para ajudar o pai, guarda-freios da Companhia Carris de Ferro do Porto, no sustento da família. Trabalhou como marçano numa retrosaria da rua de Santa Catarina e depois como operário nas já desaparecidas Fábrica de Fósforos (rua do Progresso) e Fábrica de Lanifícios (rua de Serralves), em Lordelo do Ouro.

Nos anos cinquenta frequentou o Curso Geral de Comércio da Escola Comercial de Oliveira Martins, em horário pós-laboral, o que permitiu a sua entrada, como escriturário, na Secretaria do Hospital de Santo António.
Em 1956 ingressou no Jornal de Notícias como colaborador desportivo e passados três anos foi admitido nos quadros redatoriais deste periódico portuense, onde veio a fazer toda a sua carreira, de estagiário a chefe de Redação. Aposentado desde 1996, mantém no JN a popular coluna dominical "À Descoberta do Porto".

Livro e Germano Silva Porto Revisitado, 2016 / Book of Germano Silva Porto Revisitado, 2016Foi correspondente no Porto do semanário Expresso e delegado do semanário O Jornal (já desaparecido), do vespertino Jornal Novo e das revistas O Século Ilustrado, Flama e Visão. Para esta última continua a escrever uma crónica semanal dedicada às “Histórias Portuenses”.

Foi, ainda, dirigente sindical (inscrito no Sindicato dos Jornalistas, no qual se filiou em 1960 e tem o número 49) e membro do Conselho de Imprensa (já extinto). Integrou os corpos dirigentes do Teatro Experimental do Porto, da Árvore – Cooperativa de Actividades Artísticas CRL e da Associação dos Jornalistas e Homens de Letras do Porto, instituição da qual é Presidente da Assembleia-geral.

Germano Silva é sócio fundador do Lugar do Desenho – Fundação Júlio Resende (e membro do seu Conselho Fiscal), membro da Comissão de Toponímia da Câmara Municipal do Porto e conselheiro da Porto Vivo, SRU – Sociedade de Reabilitação Urbana da Baixa Portuense, S.A.

É autor de inúmeras obras sobre o Porto, tais como Fontes e Chafarizes do Porto (2000), O Elevador dos Guindais (2003), O Porto a pé: um guia para o ajudar a descobrir a cidade (2007) e Caminhar pelo Porto (2014), além das compilações das crónicas dominicais publicadas no Jornal de Notícias (desde À descoberta do Porto, de 1999, ao mais recente Porto revisitado de 2016). É coautor do Dicionário de personalidades portuenses do século XX (2001); e continua a orientar passeios pelo Porto, para instituições como o Jornal de Notícias, a Porto Lazer e a U.Porto.

Em 2001 doou ao Arquivo Histórico Municipal do Porto centenas de documentos – desde pergaminhos a fotografias -, datados do século XV ao XX. Compõem a Coleção Germano Silva.

Germano Silva foi distinguido pelas Câmaras Municipais do Porto (2005) e de Penafiel (2007) com as medalhas de mérito de ouro.

A 3 de novembro de 2016 a Universidade do Porto atribuiu-lhe o título de Doutor Honoris Causa, por proposta do Reitor, Sebastião Feyo de Azevedo, aprovada por unanimidade pelo Senado da Universidade (reunião de 15 de junho 2016). O elogiador do novo doutor foi o Professor Catedrático da FLUP Luís Miguel Duarte; o padrinho do doutoramento o cardeal patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, ex-bispo do Porto. Na tarde desse dia as comemorações prosseguiram com a conferência – Sentimento e razão – os historiadores da cidade do Porto, organizada pelo Jornal de Notícias no Pátio das Nações do Palácio da Bolsa e que contou com a participação dos historiadores Francisco Ribeiro da Silva e Amândio Barros e o historiador de arte Ferrão Afonso. Foi moderada pelo jornalista David Pontes. Houve também lugar para uma visita à exposição biográfica O Porto no Coração, conduzida pelo homenageado. Encontra-se patente na galeria de exposições da Casa do Infante. A data da inauguração desta exposição - 13 de outubro – coincidiu com o dia em que Germano Silva completou 85 anos.
(Universidade do Porto Digital / Gestão de Documentação e Informação, 2016)

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2019 © Universidade do Porto Termos e Condições Acessibilidade Índice A-Z Livro de Visitas
Última actualização: 2018-11-12 Página gerada em: 2019-05-26 às 19:11:38