Saltar para:
Logótipo SIGARRA U.Porto
This page in english A Ajuda Contextual não se encontra disponível Autenticar-se
Hoje é domingo
Você está em: U. Porto > Memória U.Porto > Antigos Estudantes Ilustres da Universidade do Porto: Manuel de Sousa Avides

Memória U.Porto

Antigos Estudantes Ilustres da Universidade do Porto

Manuel de Sousa Avides

Retrato de Manuel de Sousa Avides / Portrait of Manuel de Sousa Avides Manuel de Sousa Avides
1854-1920
Médico e político



Manuel de Sousa Avides, filho de José de Sousa Avides e de Maria do Carmo, nasceu no Porto a 19 de Setembro de 1854.

Ainda muito jovem emigrou com os seus familiares para o Rio de Janeiro. Nesta cidade brasileira realizou os estudos e licenciou-se em Medicina.

No regresso a Portugal repetiu os exames na Escola Médico-Cirúrgica do Porto, onde apresentou a dissertação inaugural ("dissertação para acto grande") intitulada "Do tratamento do tetano traumatico" (1878), orientada por José Carlos Lopes Júnior e dedicada à Escola Médico-Cirúrgica. Depois de ter efetuado uma especialização em Dermatologia, estagiou em hospitais europeus, designadamente em Paris, Berlim e Viena.

Fotografia de Manuel de Sousa Avides / Photo of Manuel de Sousa AvidesRegressado ao Porto, exerceu medicina e associou-se ao Partido Regenerador. Iniciou, então, uma intensa carreira política. Integrou a Câmara dos Pares no Parlamento, ao ser eleito em representação do Porto em 1890 e em 1894. De seguida, foi eleito deputado pelo Porto em 1895, 1900, 1901, 1904, 1906 e 1908. Nas câmaras dos pares e dos deputados centrou a sua atenção na resolução dos problemas da sua cidade natal.

Manuel de Sousa Avides desempenhou, igualmente, os cargos de Conselheiro (por Decreto de 12 de Agosto de 1904), de Vereador da Câmara Municipal do Porto (em 1893 e 1905) e de Presidente da Câmara Municipal do Porto (de 2 de Janeiro de 1902 a 5 de Janeiro de 1905).

Após a instauração da República, abandonou a vida política e dedicou-se à administração empresarial e corporativa. Dirigiu a Companhia de Seguros Urbana Portuguesa e integrou os corpos gerentes do Banco Aliança. Foi membro da Irmandade da Lapa e Provedor da Ordem de Cristo.

Foi distinguido com a Comenda da Ordem de Cristo e com a Grã-cruz de Isabel a Católica, conferida pelo governo de Espanha.

Morreu no Porto em 1920.
(Universidade Digital / Gestão de Informação, 2011)

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2018 © Universidade do Porto Termos e Condições Acessibilidade Índice A-Z Livro de Visitas
Última actualização: 2016-07-06 Página gerada em: 2018-12-16 às 11:42:57