Saltar para:
Logótipo SIGARRA U.Porto
This page in english A Ajuda Contextual não se encontra disponível Autenticar-se
Você está em: U. Porto > Memória U.Porto > Antigos Estudantes Ilustres U.Porto: José Sousa Caldas

Memória U.Porto

Antigos Estudantes Ilustres da Universidade do Porto

José Sousa Caldas

Fotografia de José Sousa Caldas José Sousa Caldas
1894-1965
Escultor



Monumento ao Dr. Lourenço Peixinho em Aveiro de José Sousa CaldasJosé Fernandes de Sousa Caldas nasceu em Vila Nova de Gaia a 18 de Maio de 1894. Era filho do escultor de arte sacra José Fernandes Caldas e afilhado do escultor José Joaquim Teixeira Lopes.

Frequentou a Academia Portuense de Belas Artes, onde foi discípulo dos mestres António Teixeira Lopes, que muito o influenciou, de José de Brito e de Marques de Oliveira. Em 1911, com 17 anos de idade, concluiu o curso de Escultura.

Em 1922 começou a lecionar na Escola Industrial Infante D. Henrique, no Porto, passando depois para a Escola Industrial Passos Manuel, em Vila Nova de Gaia, da qual veio a ser diretor. Seguidamente, transferiu-se para a Escola Industrial Faria de Guimarães (atual Escola Secundária Artística de Soares dos Reis), onde desempenhou as funções de professor e diretor e na qual se manteve até 1964.

Na área da formação pedagógica assumiu importantes cargos: foi presidente do júri de exames na Escola "O Comércio do Porto" e na Escola de Artes e de Ofícios Soares Bastos; na Escola Industrial de Emídio Navarro, na Escola Industrial Passos Manuel, na Escola Industrial Baltazar do Couto, em Águeda, e na Escola de Velho Cabral, em Ponta Delgada, exerceu as funções de vogal do júri no concurso para mestre de Marcenaria. Foi membro da Inspeção na Escola Industrial e Comercial Nuno Álvares e vogal da Comissão de Reforma do Ensino Técnico.

Estátua do Dr. Joao das Regras no Palácio da Justiça do PortoA sua obra escultórica, muito premiada e reveladora da constante preocupação com a busca da beleza e da perfeição, e que retrata proeminentes figuras da cultura, da economia e da religião, encontra-se dispersa por vários espaços públicos nacionais, figurando em museus como o Museu do Chiado, em Lisboa, o Museu Nacional de Soares dos Reis, no Porto, o Museu do Abade de Baçal, em Bragança, e o Museu de Ílhavo. Entre muitos exemplos do seu trabalho podem salientar-se os retratos em mármore e bronze do Dr. Couto Soares, do Barão de Nova Sintra, do Maestro Hernâni Torres, do Dr. Alfredo Magalhães, do Dr. Sousa Júnior e do Dr. Pinheiro Torres; o Monumento aos mortos da Grande Guerra e a Homenagem ao Dr. Lourenço Peixinho, em Aveiro; o Cardeal Cerejeira, em Lousada; Diogo Cassels, em Vila Nova de Gaia; o Abade de Baçal, em Bragança; o Dr. Rebelo Moniz, em Resende; o Dr. Joaquim Borges, em Vila Nova de Tazem; o Alfredo Coelho, em Lisboa; o Papa Pio X, no Seminário da Sé do Porto; o Dr. João de Almeida, no Hospital da Misericórdia de Lamego; a estátua do Dr. João das Regras no recinto externo da fachada posterior do Palácio da Justiça do Porto, a Ternura, no Palácio de Cristal, o baixo-relevo Ódio da frontaria do Teatro de S. João, entre outros.

Este escultor dinâmico e homem comunicativo e sensível morreu em 1965.
(Universidade Digital / Gestão de Informação, 2009)

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2018 © Universidade do Porto Termos e Condições Acessibilidade Índice A-Z Livro de Visitas
Última actualização: 2016-06-22 Página gerada em: 2018-12-13 às 04:41:53