Saltar para:
Logótipo SIGARRA U.Porto
This page in english A Ajuda Contextual não se encontra disponível Autenticar-se
Você está em: U. Porto > Memória U.Porto > Antigos Estudantes Ilustres U.Porto: Abi Feijó

Memória U.Porto

Antigos Estudantes Ilustres da Universidade do Porto

Abi Feijó

Fotografia de Abi Feijó Abi Feijó
1956-
Professor e realizador de cinema de animação



Álvaro Graça de Castro Feijó, nome de batismo do Abi Feijó, nasceu em Braga, a 18 de Junho de 1956.

Fez o curso de Arte Gráfica e Design da Escola Superior de Belas Artes do Porto, concluíndo-o em 1980.

Imagem do filme 'Oh que calma!' de Abi FeijóDurante a licenciatura descobriu as potencialidades artísticas do Cinema de Animação no Cinanima – Festival Internacional de Cinema de Animação, em Espinho, cujos ateliers, orientados por Gaston Roch e "Le Colodion Humide", frequentou em 1978 e 1979.
Nesta área realizou outros cursos e ateliers, em Portugal, em França e no Canadá. Do estágio no Estúdio Francês de Animação do Office National du Film du Canada, em 1984, orientado por Pierre Hébert, resultou o seu primeiro filme de animação "Oh que Calma!".

Em 1987 fundou no Porto o Filmógrafo – Estúdio de Cinema de Animação do Porto Lda, centrado no filme de autor e numa visão artesanal do cinema de animação, e no qual foi produtor, realizador e animador, até 2004.

Imagem do filme 'Os Salteadores' de Abi FeijóNo Cinema de Animação realizou também "A Noite saiu à Rua" (1987), "Os Salteadores" (1993), um aclamado desenho animado a grafite sobre papel que adapta um conto homónimo de Jorge de Sena, e "Clandestino" (2000), uma animação de areia com imagens texturadas, que partiu da adaptação de um conto de José Rodrigues Miguéis. Este último co-produzido pela Rádio Televisão Portuguesa e pelo Office National do Canada.

Paralelamente à sua atividade artística, Abi Feijó também desenvolveu uma carreira no ensino, como professor universitário e formador. Lecionou a cadeira de Design Gráfico na ESBAP (1980-1983), foi professor nos Cursos de Cinema de Animação da Cooperativa Árvore (desde 1980) e dos Ateliers Infantis de Cinema de Animação do Arbusto (1985-1990). Ensinou Cinema de Animação na Universidade Católica Portuguesa, Pólo do Porto (1998/2001), e desde 2002 é docente de Cinema de Animação na Escola Superior Artística do Porto. Foi Professor convidado The Tainan National University of the Arts, em Taiwan (Fevereiro-Abril de 2005, Abril-Maio de 2006 e Março-Abril de 2007) e Professor da Escola Polivalente Artística Árvore, no Curso Profissional de Cinema de Animação (2006-2007).

Imagem do filme 'Clandestino' de Abi FeijóDo seu vasto curriculum constam também a organização e orientação de inúmeros ateliers de desenho de animação no país (Porto, Coimbra, Viana do Castelo, Vila do Conde, etc.), e em Espanha, França e Brasil, em escolas, universidades, círculos artísticos, cineclubes, associações variadas, festivais e jornadas de cinema. Dirigiu os ciclos de cinema de Animação dedicados às cinematografias do Canadá, da Grã-Bretanha, da Holanda e "O Mais Jovem Cinema de Animação", retrospetivas da Casa da Animação (exposições, ciclos de cinema de animação e workshops) e foi responsável pelos workshops da Casa da Animação.

Casa da Animação - PortoFeijó, foi aliás, o fundador da Casa da Animação – Associação Cultural, no Porto, um centro cultural dedicado ao Cinema da Animação, que presidiu entre 1999 e 2004 e da qual é Sócio-honorário, desde 2005. Foi também criador da Ciclope Filmes, Unipessoal Lda (2002), uma nova produtora de animação, na qual é responsável pela produção.

É membro da ASIFA (Associação Internacional do Filme de Animação), desde 1985, instituição da qual foi presidente (2000-2002), membro da direção (1997-2003) e vice-presidente do Workshop Group (de 1995-2000). É também membro fundador da Cartoon Portugal, membro do concelho consultivo do IPACA/ICAM (1994-1998), e membro da Associação Portuguesa de Produtores de Animação.

Participou em mais de uma dezena de júris nacionais e internacionais de cinema (júri internacional Cinanima'1997, júri de Seleção Cinanima'1980; júri das longas-metragens Cinanima'05; júri da Competição Nacional Vila do Conde'1998; júri de nomeação dos Globos de Ouro'2002, SIC/Caras; Júri Novos Realizadores, Fantasporto'2002; júri de seleção Hiroshima'1996, Japão; júri de competição Marly-le-Roy'1997, França; júri internacional Granada'2000 Festival Internacional dos jovens realizadores; júri de Seleção – curtas e longas-metragens Annecy'2001, França; júri Méliés d'Or 2002, Bélgica; Júri Internacional Siena'2002; júri internacional Animadrid'2002, Espanha; Júri Internacional Teheran'2003, Irão; júri Internacional Natita'2003, Itália; júri internacional Regensburg'05; Concurso de Apoio Financeiro a Séries de Animação do ICAM 2006 e Júri Filmes Estudantes Stuttgart'07).

Foi convidado a apresentar a sua obra e a participar em programas televisivos, fóruns, conferências e festivais de cinema nacionais e internacionais, alcançou cerca de 40 prémios e menções em diversos Festivais Internacionais, e em 1996 foi distinguido com a Medalha de Mérito Cultural, grau de ouro, da Câmara Municipal do Porto.
(Universidade Digital / Gestão de Informação, 2009)

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2019 © Universidade do Porto Termos e Condições Acessibilidade Índice A-Z Livro de Visitas
Última actualização: 2016-06-22 Página gerada em: 2019-01-23 às 10:07:56