Saltar para:
Logótipo SIGARRA U.Porto
This page in english A Ajuda Contextual não se encontra disponível Autenticar-se
Você está em: U. Porto > Memória U.Porto > Camilo Castelo Branco: Publicações

Memória U.Porto

Camilo Castelo Branco

Publicações

1845 Os Pundonores Desagravados Verso
O Juizo Final Verso
O Sonho do Inferno Verso
1846 Agostinho de Ceuta Teatro representado em 1846, em Vila Real, e editado em 1847
Primeiros trabalhos jornalísticos
Correspondência de Vila Real para o Periódico dos Pobres no Porto, publicada a 7 de Agosto
Artigo para o Nacional: "A Órfã do Castêdo", sob o pseudónimo Um Académico Conimbricense, publicado em 20 de Novembro
1848 Em folha anónima, Maria, não me mates que sou tua mãe! Narrativa
A Murraça Verso
1849 Colabora nos jornais O Nacional, O Ecco Popular e o Jornal do Povo
O Marquês de Torres Novas Teatro
O Caleche Miscelânea
O Último Ano de Um Valido Miscelânea
1850 Anátema Primeiro Romance que começa a publicar n’ A Semana
O Lobisomem Teatro, texto editado postumamente em 1990
Soneto - Pelo Casamento da Filha de Columbano Pinto Ribeiro Verso
1851 Inspirações Verso
Anátema Romance
1852 O Cristianismo Jornal
Salvé Rei! Verso
Hosana! Verso
1853 A Cruz com Augusto Soromenho Jornal
1854 Redactor d’ O Porto e a Carta, ao lado de Luís de Lemos
Primeiro e único número de O Bico de Gaz
Um Livro Miscelânea
Duas épocas da Vida Verso
Folhas Caídas, Apanhadas na Lama Verso
Mistérios de Lisboa Romance
À Senhora Laura Geordano Verso
Cenas Contemporâneas I Romance
1855 Cenas Contemporâneas II Miscelânea
O Livro Negro do Padre Diniz Romance
1856 Colabora nos jornais O Porto, a Carta, O Clamor Público e A Aurora do Lima
Director literário d’ A Verdade
Cenas Contemporâneas III Romance
Hino Consagrado a El-Rei D. Pedro V Verso
Onde Está a Felicidade? Romance
Um Homem de Brios Romance
Justiça Teatro
1863 Anos de Prosa Romance
Aventuras de Basílio Fernandes Enxertado Romance
O Bem e o Mal Romance
Estrelas Propícias Romance
Memórias de Guilherme do Amaral Romance
Noites de Lamego Miscelânea
Cenas Inocentes da Comédia Humana Miscelânea
Agulha em Palheiro Romance
1864 Amor de Salvação Romance
A Filha do Dr. Negro Romance
No Bom Jesus do Monte Narrativa
Vinte Horas de Liteira Romance
1865 Divindade de Jesus e Tradição Apostólica Miscelânea
Esboços de Apreciações Literárias Crítica
O Esqueleto Romance
Horas de Paz Miscelânea
Luta de Gigantes Narrativa
O Morgado de Fafe Amoroso Teatro
A Sereia Romance
1866 A Enjeitada Romance
O Judeu Romance
O Olho de Vidro Romance
A Queda dum Anjo Romance
O Santo da Montanha Romance
1867 A Bruxa do Monte Córdova Romance
A Doida do Candal Romance
Cavar em Ruínas Miscelânea
Coisas Leves e Pesadas Miscelânea
O Senhor do Paço de Ninães Romance
1868 Com Ana Plácido funda e dirige A Gaseta Literária do Porto
Mosaico e Silva de Curiosidades Históricas, Literárias e Biográficas Miscelânea
Mistérios de Fafe Romance
O Retrato de Ricardina Romance
O Sangue Romance
As Virtudes Antigas ou A Freira Que Fazia Chagas e o Frade Que Fazia Reis Narrativa
1869 Os Brilhantes do Brasileiro Romance
1870 D. António Alves Martins, Bispo de Viseu Biografia
O Condenado Teatro
A Mulher Fatal Romance
Teatro Cómico Teatro
1871 Voltareis, Ó Cristo? Narrativa
1872 Livro de Consolação Romance
Quatro Horas Inocentes Miscelânea
A Espada de Alexandre Diversos
O Carrasco de Victor Hugo José Alves Romance
A Infanta Capelista Não entrou no mercado
1873-1874 O Visconde de Ouguela Biografia
O Demónio de Ouro Romance
Ao Anoitecer da Vida/últimos Versos Verso
Correspondência Epistolar Entre José Cardoso Vieira de Castro e Camilo Castelo Branco Epistolografia
Noites de Insónia Miscelânea
O Regicida Romance
1875-1876 A Filha do Regicida Romance
A Caveira da Mártir Romance
Novelas do Minho Romance
Curso de Literatura Portuguesa Crítica
1879 Cancioneiro Alegre de Poetas Portugueses e Brasileiros Antologia
Sentimentalismo e História História
Eusébio Macário Romance
1880 Suicida Narrativa
Luís de Camões Biografia
História e Sentimentalismo História
A Corja Romance
Ecos Humorísticos do Minho Miscelânea
1882 Perfil do Marquês de Pombal História
Narcóticos Miscelânia
A Brasileira de Prazins Romance
1883 D. Luís de Portugal Neto do Prior de Crato História
1884 O General Carlos Ribeiro Biografia
O Vinho do Porto Narrativa
Maria da Fonte História
1885 Serões de S. Miguel de Ceide Miscelânea
1887 A Lira Meridional Crítica
Boémiado Espírito Miscelânea
Esboço de Crítica-Othelo, O Mouro de Veneza Crítica
Vulcões de Lama Romance
1888 Nostalgias Versos
1889 Delitos da Mocidade Miscelânea
Vida de José do Telhado Narrativa
1890 Nas Trevas/Sonetos Sentimentais e Humorísticos Versos

Polémicas

As polémicas e a actividade polemista tiveram lugar de destaque na produção literária de Camilo. A sua capacidade de escárnio e a sua agressividade eram temidas por todos quantos se tornavam alvo das suas críticas e zombarias.
Até ao momento determinaram-se trinta e seis polémicas produzidas por Camilo, enquadradas em sete áreas.

Religião 1850 Eu e o Clero – com Alexandre Herculano
1852 Racionalismo e Fé – com Pedro de Amorim Viana
com o Jornal do Povo
1853 com A Nação
1854 com A Família Católica
1859 com João Félix Rodrigues e O Eco Popular
1872 com o padre Júlio da Rocha Soares de Carvalho
1883 Questão da Sebenta
Literatura 1865-1866 Bom Senso e Bom Gosto
1872-1873 Questão Faustiana
1874 com Silva Pinto
1879 sobre o Cancioneiro Alegre
1881 Modelo de Polémica Portuguesa – com Alexandre da Conceição
1886-1887 com Eça de Queirós
História 1866 relacionada com o patriotismo de frei Bartolomeu dos Mártires
1877 com Manuel Pinheiro Chagas
1884 com Oliveira Martins
1887 com Martins Sarmento (polémica amigável)
Conflitos Pessoais 1850 com D. Januária d'Azevre e Ruibarbo
1850-1851 com António Aires de Gouveia
com João Augusto Novais Vieira
1859 com Augusto Soromenho
1880 com a princesa Rattazzi
Sobre Direitos Autorais 1874 com Anselmo Evaristo de Morais Sarmento
1879 com António Maria Seabra de Albuquerque e com J.M. da Cunha Seixas
1886 Lugan & Genelioux
Carácter Familiar 1852 Interveio na desavença conjugal do barão do Bolhão
Outras 1851 com Miguel Sotto-Mayor e Silva Túlio
1853 com O Brás Tisana e J.M. da Silva Vieira
1879 com Cipriano Jardim
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2021 © Universidade do Porto Termos e Condições Acessibilidade Índice A-Z Livro de Visitas
Última actualização: 2009-08-10 Página gerada em: 2021-10-15 às 22:19:27