Saltar para:
Logótipo SIGARRA U.Porto
This page in english Ajuda Autenticar-se
Você está em: U. Porto > Notícias > Termografia aplicada à Medicina vence o iUP25k

Termografia aplicada à Medicina vence o iUP25k

O projeto TerMonitor conseguiu o prémio de 15 mil euros



De entre as melhores ideias de negócio finalistas, a aplicação de termografia à Medicina, uma técnica de remoção de "bugs" à distância, um dispositivo de carregamento de baterias de pacemakers através de ondas sonoras e uma aplicação de apoio à terapia da fala distinguiram-se e foram as quatro grandes vencedoras da 3ª edição do iUP25k - Concurso de Ideias de Negócio da Universidade do Porto. A sessão final decorreu no passado dia 15 de Maio, no edifício da Reitoria, juntando dezenas de pessoas.

O TerMonitor foi o vencedor do primeiro prémio, no valor de 15 mil euros. Ganhou com a solução inovadora de um sistema em que se aplica a termografia (medição da temperatura por imagem) à Medicina. António Silva, membro da equipa e estudante de doutoramento em Engenharia Mecânica na Faculdade de Engenharia da U.Porto revela que a ideia "surgiu de uma necessidade apresentada pela comunidade médica", pelo que idealizaram a "primeira empresa de termografia para aplicações médicas, capaz de fornecer serviços, aplicações e soluções completas para análise e diagnóstico" através de imagens termográficas.

Um dos exemplos demonstrados prende-se com a "monitorização de doentes de forma a prevenir o aparecimento de úlceras de pressão", também conhecidas como escaras. Dada a oportunidade de colocar em prática a ideia, a TerMonitor "irá existir e será muito em breve uma realidade quer em Portugal quer no mercado internacional", acrescenta António Silva. Da sua equipa fazem igualmente parte Miguel Neves (estudante de mestrado em Medicina pela Faculdade de Medicina da U.Porto), Conceição Granja (estudante de doutoramento em Engenharia Química e Biológica pela FEUP) e Eduardo Tejera (doutorado em Ciências Farmacêuticas pela Faculdade de Farmácia da U.Porto).

Passando para a área da informática, foi o projeto Remote Debugging Service que alcançou o 2º lugar do iUP25k, com o prémio de 5 mil euros. A ideia partiu de Rui Maranhão (doutor em Ciências de Computação pela TUDelft, Holanda), professor auxiliar no departamento de Engenharia Informática da FEUP e de André Riboira, estudante de doutoramento em Engenharia Informática também na FEUP. O conceito é facilmente explicado por André Riboira com uma analogia: é semelhante a um "hospital de software". Assim, tal como são "realizados exames e diagnósticos com base na análise desses exames, também o serviço que propomos faz testes ao software e com base nesses resultados diagnostica quais os problemas", reduzindo "em cerca de 75% no tempo utilizado em tarefas de teste e localização de falhas".

Em 3º lugar e com prémio idêntico ficou a equipa do SoundPace composta por Bruno Bragança e Jorge Carvalho, ambos estudantes de mestrado em Bioquímica na Faculdade de Ciências da U.Porto e Carlos Silva, estudante de mestrado integrado em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores da FEUP. Como esclarece Jorge Carvalho, o dispositivo médico centra-se "na capacidade de carregamento autónomo e programado das baterias de pacemakers cardíacos através de ondas sonoras", onde poderá ser colmatada a "necessidade periódica de substituição da pilha". Acrescenta ainda que o próximo passo a tomar é a criação de um protótipo do SoundPace.

Por último, a Menção Honrosa "Prémio do Público", selecionada pelo público que assistiu à sessão, foi atribuída à equipa do projeto Linguinhas, que tem como base uma plataforma móvel, interativa e informativa de apoio à terapia da fala, dedicada às crianças, pais e terapeutas. Os prémios foram entregues por Jorge Gonçalves, vice-reitor para a Inovação e Desenvolvimento da U.Porto, e pelo diretor do Santander Universidades, Marcos Ribeiro.

Recorde-se que o iUP25k é uma iniciativa lançada em 2010 pela U.Porto, através do seu Clube de Empreendedorismo (CEdUP) e da Universidade do Porto Inovação (UPIN), com o objetivo principal de distinguir iniciativas empreendedoras e promover o aparecimento de projetos empresariais que se revelem inéditos na comunidade, por parte de estudantes ou antigos estudantes da U.Porto.
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2020 © Universidade do Porto Termos e Condições Acessibilidade Índice A-Z Livro de Visitas
Página gerada em: 2020-08-04 às 21:54:14