Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Você está em: Início > Publicações > Visualização > “Os (in)visíveis”: estudo sobre menores não acompanhados: refugiados que fazem sexo para sobrevivência em Atenas

“Os (in)visíveis”: estudo sobre menores não acompanhados: refugiados que fazem sexo para sobrevivência em Atenas

Título
“Os (in)visíveis”: estudo sobre menores não acompanhados: refugiados que fazem sexo para sobrevivência em Atenas
Tipo
Tese
Ano
2020-12-04
Autores
Inês Dias Meireles
(Autor)
FPCEUP
Ver página pessoal Sem permissões para visualizar e-mail institucional Pesquisar Publicações do Participante Sem AUTHENTICUS Sem ORCID
Classificação Científica
FOS: Ciências sociais > Psicologia
Outras Informações
Resumo (PT): Na Grécia, a exploração sexual de Menores Não Acompanhados (MNA) é cada vez mais relatada e visível em parques públicos e praças em Atenas, onde rapazes adolescentes são explorados sexualmente por homens mais velhos em troca de pagamento. A presente investigação, sendo um estudo exploratório, tem como objetivo primordial analisar e descrever a realidade dos MNA que fazem sexo para sobrevivência nas ruas de Atenas. Para a sua concretização, esta investigação adotou uma metodologia qualitativa, tendo sido conduzidas vinte e três entrevistas individuais semiestruturadas, designadamente a oito jovens refugiados do sexo masculino; a doze profissionais que colaboraram ou colaboram com Organizações Não Governamentais (ONG) Gregas e/ou Internacionais e, ainda, três entrevistas foram realizadas a um dono de um restaurante, ao rececionista de um cinema pornográfico e a um residente de uma zona em que o fenómeno tem lugar. Para a realização desta investigação recorreu-se, também, à observação participante. Os dados obtidos foram, posteriormente, sujeitos a uma análise de conteúdo de tipo categorial. Os resultados indicam que os MNA viajam para a Europa, como consequência de uma variedade de configurações e experiências. Uma vez na Grécia, estas crianças experienciam fatores de risco específicos ao nível da proteção, migração e asilo, direitos económicos, sociais e culturais e nível de vida adequado e, ainda, a respeito da igualdade e não discriminação, que aumentam a sua vulnerabilidade e envolvimento em atividades de cariz exploratório e perigoso, nomeadamente, trocas sexuais comerciais para sobrevivência. Os MNA que se envolvem neste tipo de atividades são um grupo heterogéneo do ponto de vista das suas características sociodemográficas e, relativamente às motivações, estas estão relacionadas com fatores económicos e sociais. Para além disso, esta realidade é caraterizada por ter impacto nos MNA, dado que pode acarretar diversos perigos e consequências para o seu futuro. É proposta uma combinação de abordagens de prevenção primária e intervenção secundária, sobretudo, ao nível da redução de risco, a fim de diminuir significativamente a vulnerabilidade dos MNA à exploração sexual. Em suma, o estudo apresenta-se como um contributo para colmatar a pouca investigação existente sobre a temática e para melhor compreender as caraterísticas gerais e especificidades que constituem o fenómeno do sexo para sobrevivência que é realizado pelos MNA, podendo assim constituir um incentivo para futuras investigações nesta área e intervenções com esta população.
Idioma: Português
Nº de páginas: 107
Documentos
Nome do Ficheiro Descrição Tamanho
Dissertação Mestrado_Inês Meireles “Os (in)visíveis”: estudo sobre menores não acompanhados: refugiados que fazem sexo para sobrevivência em Atenas 953.86 KB
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2024 © Reitoria da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2024-07-25 às 11:59:48 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais | Denúncias