Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Você está em: Início > Publicações > Visualização > “Um amor sublime”: expetativas de idosos e profissionais, acerca da integração de animais em estruturas residenciais para idosos

“Um amor sublime”: expetativas de idosos e profissionais, acerca da integração de animais em estruturas residenciais para idosos

Título
“Um amor sublime”: expetativas de idosos e profissionais, acerca da integração de animais em estruturas residenciais para idosos
Tipo
Tese
Ano
2018-11-14
Autores
Sara Alexandra Ferreira Correia
(Autor)
FPCEUP
Ver página pessoal Sem permissões para visualizar email institucional Pesquisar Publicações do Participante Sem AUTHENTICUS Sem ORCID
Classificação Científica
FOS: Ciências sociais > Psicologia
Outras Informações
Resumo: A relação com o animal de estimação é uma importante fonte de afeto. Os benefícios do contacto com animais estão amplamente estudados, inclusive na idade mais avançada. A entrada para uma instituição é uma das decisões mais difíceis na vida de um idoso, envolvendo perdas e corte de laços, incluindo com o seu animal de estimação. O presente estudo procura contribuir para uma compreensão do papel do animal na vida do idoso e da sua (possível) integração, em estruturas residenciais para idosos. Foi realizado um estudo qualitativo e de carácter exploratório, com recurso a entrevistas semiestruturadas. Participaram 35 indivíduos, de ambos os sexos, nomeadamente quinze idosos, onze técnicos e nove colaboradores. Os participantes idosos, seis homens e nove mulheres têm idades compreendidas entre os 66 e os 98 anos (M = 80,06; DP = 10,04). O grupo dos técnicos é constituído por 11 participantes, nove do sexo feminino e dois do sexo masculino, com idades compreendidas entre os 24 e os 63 anos (M = 36,75 e DP= 10,24). Os nove colaboradores são todos do sexo feminino e com idades compreendidas entre os 22 e os 52 anos (M = 37,44 e DP= 10,99). Os resultados permitem concluir que para o idoso, o animal é como um membro da família ou um amigo. As principais vantagens em ter um animal de estimação são a companhia, a segurança física e emocional. Relativamente às desvantagens destacam-se o possível comportamento agressivo do animal e a transmissão de doenças. Perante uma eventual institucionalização, a maioria dos idosos manifesta vontade em levar o seu animal, contudo assume que as instituições não autorizam a entrada e permanência. Os profissionais reconhecem os benefícios da relação entre o idoso e o seu animal de estimação, no entanto revelam que as instituições não estão preparadas para os receber conjuntamente. As questões de saúde, logísticas e internas constituem os principais entraves apontados.
Idioma: Português
Nº de páginas: 72
Documentos
Nome do Ficheiro Descrição Tamanho
Sara Alexandra Ferreira Correia “Um amor sublime”: expetativas de idosos e profissionais, acerca da integração de animais em estruturas residenciais para idosos 1177.14 KB
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2019 © Reitoria da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2019-05-27 às 15:08:13 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais