Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Você está em: Início > Publicações > Visualização > Motivação para a saúde: fatores explicativos da adesão à prevenção do cancro do colo do útero

Motivação para a saúde: fatores explicativos da adesão à prevenção do cancro do colo do útero

Título
Motivação para a saúde: fatores explicativos da adesão à prevenção do cancro do colo do útero
Tipo
Tese
Ano
2018-11-14
Autores
Joana Filipa Alves Veloso da Costa
(Autor)
FPCEUP
Ver página pessoal Sem permissões para visualizar e-mail institucional Pesquisar Publicações do Participante Sem AUTHENTICUS Sem ORCID
Classificação Científica
FOS: Ciências sociais > Psicologia
Outras Informações
Resumo (PT): A mudança comportamental em saúde é um grande desafio em contextos práticos. Por este motivo, compreender a motivação dos indivíduos para se envolverem em comportamentos de prevenção de saúde é fundamental. O Cancro do Colo do Útero é um dos cancros com maior incidência nas mulheres de todo o mundo, apesar de ser um dos mais evitáveis. O principal objetivo deste estudo foi compreender o papel dos fatores motivacionais no envolvimento de jovens universitárias em comportamentos relacionados com a prevenção do CCU. Utilizou-se um questionário de base teórica construído para o efeito, avaliando o conhecimento, a motivação, a intenção e o comportamento relacionados com a prevenção do CCU. Adicionalmente, o estudo procurou explorar, através de entrevistas individuais, as perspetivas das estudantes universitárias relativamente aos fatores que consideram fundamentais para promover a adesão aos comportamentos preventivos, a importância de utilizar o vídeo como recurso nessa área e a natureza de algumas lacunas no conhecimento e na realização dos comportamentos associados à prevenção do CCU. Participaram no estudo 71 estudantes universitários do sexo feminino. As entrevistas semi-estruturadas foram realizadas com uma amostra independente de 10 estudantes universitárias. Os resultados mostram que as estudantes universitárias têm um conhecimento moderado sobre o CCU e, em geral, apesar de motivadas, não realizam os principais comportamentos preventivos. A análise da regressão aponta para a autoeficácia e a proximidade com o cancro, como preditores significativos da adesão aos comportamentos preventivos do CCU nesta população. Adicionalmente, nas entrevistas individuais, as estudantes consideram a frequência e atratividade da informação, o conhecimento, a proximidade, a iniciativa própria, o conhecimento consciente, a suscetibilidade percebida e o custo, como fatores que podem contribuir para aumentar a sua adesão aos comportamentos preventivos. Este estudo permitiu compreender dimensões relevantes na prevenção do CCU, o que pode contribuir para a elaboração de programas de promoção da saúde, em particular com recurso ao vídeo.
Idioma: Português
Nº de páginas: 66
Documentos
Não foi encontrado nenhum documento associado à publicação com acesso permitido.
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2020 © Reitoria da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2020-02-25 às 10:42:14 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais