Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Você está em: Início > Publicações > Visualização > Alimentação Vegetariana em Idade Escolar

Alimentação Vegetariana em Idade Escolar

Título
Alimentação Vegetariana em Idade Escolar
Tipo
Livro
Ano
2016
Autores
Pinho, J.P.
(Autor)
Outra
A pessoa não pertence à instituição A pessoa não pertence à instituição A pessoa não pertence à instituição Sem AUTHENTICUS Sem ORCID
Silva, S.G.
(Autor)
Outra
A pessoa não pertence à instituição A pessoa não pertence à instituição A pessoa não pertence à instituição Sem AUTHENTICUS Sem ORCID
Borges, C.
(Autor)
Outra
A pessoa não pertence à instituição A pessoa não pertence à instituição A pessoa não pertence à instituição Sem AUTHENTICUS Sem ORCID
Santos, Cristina
(Autor)
FCNAUP
Santos, Alejandro
(Autor)
FCNAUP
Antonio Guerra
(Autor)
FCNAUP
Classificação Científica
CORDIS: Ciências da Saúde
FOS: Ciências médicas e da saúde
Outras Informações
Resumo: A infância e a adolescência são períodos de um rápido crescimento físico e desenvolvimento cognitivo e de aquisição de competências sociais e comportamentais. Durante estes períodos, é necessária uma ingestão alimentar apropriada para cada grupo etário de forma a assegurar um crescimento adequado e um bom estado de saúde. As necessidades nutricionais de crianças e adolescentes são diferentes das dos adultos e mudam à medida que o processo de desenvolvimento ocorre. A aquisição de hábitos alimentares saudáveis, nesta fase, poderá assegurar que estes perdurem ao longo do ciclo de vida. Neste manual entende-se por ¿dieta vegetariana¿ um padrão alimentar que utiliza predominantemente produtos de origem vegetal, podendo ou não incluir laticínios ou ovos. Este padrão de consumo alimentar tem sido largamente estudado nos últimos anos, nomeadamente na prevenção de algumas doenças crónicas frequentes na nossa sociedade. À semelhança de outros padrões alimentares, o padrão vegetariano, quando bem planeado pode fornecer todas as necessidades nutricionais de crianças e adolescentes. O aporte energético deverá ser adequado a cada idade e o crescimento monitorizado. Deve ser dada particular atenção à ingestão proteica, de ácidos gordos essenciais, ferro, zinco, cálcio, iodo e vitaminas B12 e D. A ingestão de alimentos fortificados e/ou a suplementação, em alguns casos, poderá ser necessária. De modo a estruturar uma alimentação adequada para crianças e adolescentes que seguem um padrão alimentar vegetariano é importante ter em consideração os seguintes aspetos: A alimentação deverá ser completa, equilibrada e variada. Alimentos como cereais, hortícolas, fruta, leguminosas, frutos gordos, sementes e os seus derivados deverão estar contemplados no dia alimentar do padrão vegetariano. Deve ser assegurada uma ingestão energética adequada. A inclusão de alimentos energeticamente densos como leguminosas (feijão, lentilhas, grão de bico, favas, etc.) e seus derivados, frutos gordos (nozes, amêndoas, avelãs, etc.) e cremes de frutos gordos (manteiga de amendoim, creme de avelãs, etc.) poderá ser vantajosa. Para que as necessidades proteicas sejam atingidas e ocorra uma normal retenção de azoto, é essencial que a ingestão energética seja adequada e exista variedade nos alimentos ingeridos, nomeadamente alimentos ricos em proteína, como as leguminosas, pseudocereais (quinoa, amaranto), cereais integrais, laticínios (ou alternativas vegetais) e ovos. A combinação de fontes proteicas de diferentes grupos de alimentos como frutos gordos, sementes, cereais e leguminosas deve ser encorajada. No entanto, a combinação dos mesmos na mesma refeição acredita-se não ser necessária. (...)
Abstract: Infancy and adolescence are periods of rapid physical growth and cognitive development, as well as of acquisition of social and behavioural skills. During these periods, appropriate food intake is needed for each age group in order to ensure adequate growth and a good health condition. Nutritional needs of children and adolescents are different from those of adults and they change as the development process takes place. The acquisition of healthy food habits at this stage may ensure that these habits remain throughout the cycle of life. In this manual, ¿vegetarian diet¿ is perceived as a food pattern which uses predominantly plant-based products, where dairy products or eggs may or may not be included. This pattern of food intake has been studied extensively in recent years, namely within the scope of prevention of some frequent chronic diseases which occur in our society. Alike other food patterns, when properly planned the vegetarian pattern can fulfil all nutritional needs of children and adolescents. Energy intake should be adequate to age and growth should be monitored. Special attention should be paid to protein intake, essential fatty acids, iron, zinc, calcium, iodine and vitamins B12 and D. Intake of fortified food products and/ or supplementation may, in some cases, be necessary. So as to structure a proper diet for children and adolescents who follow a vegetarian food pattern, it is important to consider the following aspects: The diet should be complete, well-balanced and varied. Food products such as cereals, vegetables, fruit, legumes, oleaginous fruits, seeds and their derivatives should be included on the vegetarian day¿s food pattern. Adequate energy intake should be ensured. The addition of energetically dense food products such as pulses (beans, lentils, chickpeas, broad beans, etc.) and their derivatives, oleaginous fruits (whole nuts, almonds, hazelnuts, etc.) and shortening of oleaginous fruits (peanut butter, hazelnut spread, etc.) may be advantageous. So that protein needs are achieved, and normal nitrogen retention occurs, it is essential that energy intake is adequate and there is variety in the ingested food, namely with food products rich in protein, such as pulses, pseudocereals (quinoa, amaranth), whole grain cereals, dairy products (or plant-origin alternatives) and eggs. The combination of protein sources of different food groups such as oleaginous fruits, seeds, cereals and pulses should be encouraged. However, their combination in the same meal is believed not to be necessary. (...)
Tipo (Avaliação Docente): Científica
Notas: Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável
ISBN: 978-972-675-240-0
Documentos
Não foi encontrado nenhum documento associado à publicação com acesso permitido.
Publicações Relacionadas

Da mesma editora

3. ¿Alimentos fornecedores de proteínas no cabaz de alimentos do POAPMC: valor nutricional, conservação e utilização (2018)
Livro
Bernardino, F.; Sousa, S.M.; Fernandes, I.; Gregório, Maria João; Graça, Pedro
Refugee Reception: Food and Nutrition Needs in Emergencies (2016)
Livro
Valdievesso, R.; Gregório, Maria João; Sousa, S.M.; Santos, Cristina; Graça, M.R.; Correia, A.; Salvador, C.; Filipe, J.; Carriço, J.; Guerra, A.; Graça, Pedro
Receitas com enlatados: Alimentação Saudável à Base de Conservas de Pescado "Made in Portugal" (2018)
Livro
Sousa, S.M.; Gregório, Maria João; Bernardino, F.; Fernandes, I.; Anjo, C.; Martins, S.; Bica, M.; Bandarra, N.; Carvalho, T.; Graça, Pedro
Proposta de ferramenta de avaliação qualitativa de ementas destinadas a idosos (2017)
Livro
Ferreira, A.; Gregório, Maria João; Santos, Cristina; Graça, Pedro
Padrão Alimentar Mediterrânico: Promotor de Saúde (2016)
Livro
Pinho, Inês; Rodrigues, Sara; Franchini, Bela; Graça, Pedro

Ver todas (11)

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2019 © Reitoria da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2019-03-26 às 18:58:54 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais