Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Você está em: Início > Notícias > Oficina de criatividade e improvisação musical para guitarristas e baixistas

Notícias

Oficina de criatividade e improvisação musical para guitarristas e baixistas

22 Set '20 | 15h00- 19h30

Oficina de criatividade e improvisação musical para guitarristas e baixistas Casa Comum (Reitoria da U.Porto)

Durante a tarde serão experimentadas técnicas e exercícios de criatividade conjunta, em que  os participantes serão convidados a improvisar, seguindo as direções do formador.

Espera-se uma tarde bem passada, em que de forma descomprometida o grupo de participantes criará elementos que serão desenvolvidos na apresentação pública final, que decorrerá à noite nas NOITES NO PÁTIO DO MUSEU.

As portas serão então abertas a quem queira assistir ao resultado do trabalho realizado. Todos serão bem-vindos e ninguém saberá ao certo o que irá acontecer.  É essa a magia da improvisação - a vertigem da performance sem rede.

A oficina destina-se a guitarristas e baixistas, independentemente do nível e experiência de cada um, devendo todos trazer guitarra ou baixo elétrico e respetivo amplificador (com potência suficiente para se fazer ouvir ao lado de uma bateria), cabo e caso queiram pedais de efeitos.

 Formador - Pedro ‘Peixe’ Cardoso
 Baterista - António Serginho


___________

Requisitos: os participantes deverão ter experiência musical em guitarra ou baixo (independentemente do nível de experiência).

Material:
os participantes deverão obrigatóriamente trazer guitarra ou baixo elétrico e respetivo amplificador com potência suficiente para se fazer ouvir ao lado de uma bateria, e caso queiram pedais de efeitos.

Lotação:
esta oficina está limitada a 25 participantes.


Inscrição:
a participação é gratuita. Inscrição através do FORMULÁRIO

__________

Sobre Pedro Cardoso (Peixe):

Pedro Cardoso (Peixe) nasceu a 12 de Fevereiro de 1974 na cidade do Porto. Estudou Guitarra clássica no Conservatório de Música do Porto, guitarra Jazz na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (ESMAE) e pintura na Faculdade de Belas Artes do Porto (FBAUP).Foi guitarrista da banda Ornatos Violeta, hoje considerada uma das mais importantes bandas portuguesas de sempre, marcando de forma incontornável a chamada “música moderna portuguesa” e com quem editou os álbuns Cão! (1997) e O Monstro Precisa de Amigos (1999).

Em 2002, após a separação dos Ornatos, formou a banda de rock Pluto e a banda de jazz DEP, editando em 2004 os álbuns Bom Dia e Esquece Tudo o Que Aprendeste.

2010 foi o ano da edição de Joyce Alive com o grupo Zelig e mais tarde em 2012 de Apneia, o seu primeiro álbum de guitarra solo.

Foi também o criador da OGBE (Orquestra de Guitarras e Baixos Elétricos), projeto que dirige e que conta com o apoio do serviço educativo da Casa da Música, com quem colabora regularmente quer como formador quer como músico.

Durante o seu percurso musical, colaborou com vários músicos e agrupamentos, tais como: Dead Combo, Drumming, Remix Ensemble, Carlos Bica, Maria João, Joana Sá, Adrien Utley, John Ventimiglia, Perico Sambeat e David Fonseca entre outros. Ao lado do Teatro Bruto e da encenadora Ana Luena, colaborou na criação do concerto encenado “Still Frank” e assinou a banda sonora da peça “Estocolmo” de Daniel Jonas e também de “Comida”, “O filho de mil homens” e “O amor dos infelizes” de Valter Hugo Mãe. Para cinema criou com o grupo Zelig a banda sonora de “O universo de Mya” de Miguel Clara Vasconcelos e o filme-concerto “Bucking Broadway“ de John Ford, encomenda do festival de curtas metragens de Vila do Conde.

Como compositor para outros intérpretes, escreveu a peça Três Histórias (para guitarra elétrica e percussão) para o grupo Drumming e em parceria com a compositora Ângela da Ponte criou a peça Despique para três bandas filarmónicas. Assinou também duas canções para a cantora Cristina Branco. Motor foi o seu segundo registo a solo, tendo sido editado a 9 de Março de 2015.

Entre 2015 e a atualidade criou várias bandas sonoras e desenhos de som para dança contemporânea, colaborando com André Braga e Joana Providência. Em 2019 editou com Frankie Chavez o álbum “Miramar” e voltou aos concertos com os Ornatos Violeta por ocasião dos vigésimo aniversario do álbum “O Monstro Precisa de Amigos”.



cartaz

Contacto: cultura@reit.up.pt

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2020 © Reitoria da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2020-09-21 às 12:03:15 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais