Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Você está em: Início > Mudança Par Instituição/Curso - restantes anos curriculares - 2018/2019

Mudança Par Instituição/Curso - restantes anos curriculares - 2018/2019

Cursos/CE disponíveis

Mestrado Integrado

Descrição

Mudança de par instituição / curso é o ato pelo qual um estudante se matricula e/ ou inscreve em par instituição / curso diferente daquele em que, em anos letivos anteriores, realizou uma inscrição. A mudança de par instituição / curso pode ter lugar com ou sem interrupção de matrícula e inscrição numa instituição de ensino superior.

Destinatários

1.Podem requerer a mudança de curso os estudantes que:

  1. tenham estado matriculados e inscritos noutro par instituição/curso e não o tenham concluído;
  2. tenham realizado os exames nacionais do ensino secundário correspondentes às provas de ingresso para o Mestrado Integrado em Medicina Veterinária (Biologia e Geologia e Física e Química), no âmbito do regime geral de acesso;
  3. tenham obtido, nos exames referidos na alínea anterior, a classificação mínima de 135 valores em cada exame.
2. O regime de mudança de par instituição/curso não é aplicável a estudantes que frequentem um curso técnico superior profissional ou curso estrangeiro de nível correspondente.

3. Podem ainda candidatar-se à mudança de par Instituição /curso os estudantes que tenham ingressado no ensino superior através das provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior para maiores de 23 anos desde que, cumulativamente:
- Tenham obtido nessas provas a classificação final mínima exigida pelo ICBAS para o ingresso no curso a que se candidatam através daquele regime de ingresso;

- Tenham realizado nesse âmbito, as provas escritas exigidas pelo ICBAS para o ingresso no curso a que se candidatam e tenham obtido a classificação mínima exigida.

4. Podem ainda requerer a mudança para um par instituição/curso os estudantes titulares de cursos de ensino secundário não portugueses legalmente equivalentes ao ensino secundário português, com provas homólogas (aplicação do artigo 20.º-A do Decreto-Lei n.º 296-A/98, de 25 de setembro, na sua redação atualizada pelo Decreto-Lei n.º 90/2008, de 30 de maio e na Deliberação n.º 1882/2016, de 16 de dezembro).
 

NOTA: não podem candidatar-se a este regime de mudança de par instituição/ curso os estudantes que ingressaram no ensino superior com a titularidade de um diploma de especialização tecnológica nem os estudantes que ingressaram no ensino superior com a titularidade de um diploma de técnico superior profissional.

Classificação mínima e fórmula da nota de candidatura

Os candidatos devem ter realizado os exames nacionais de ensino secundário correspondentes às provas de ingresso para o curso a que se candidata, nos seguintes termos:

Mestrado Integrado em Medicina Veterinária

Provas de Ingresso Nota mínima

02 Biologia e Geologia

135 valores

07 Física e Química

135 valores

Pré-requisitos

pré-requisito do grupo A (comunicação interpessoal).

Vagas

Curso/CE Fase Vagas Ano Curricular
Mestrado Integrado em Medicina 1
Mestrado Integrado em Medicina Veterinária 1 12

Candidaturas

Prazos

  INÍCIO FIM
Candidaturas 30/07/18 10/08/18
Resultados Provisórios - 17/08/18
Audiência dos Interessados 20/08/18 31/08/18
Resultados Finais - 10/09/18
Reclamações 11/09/18 01/10/18
Matrículas 11/09/18 14/09/18
Decisões sobre as Reclamações - 03/10/18
Matrículas para as Reclamações 04/10/18 09/10/18

Critérios de seriação

  • Os critérios são de aplicação subsidiária:

    Mestrado Integrado em Medicina Veterinária

1º critério

Valor obtido na seriação efetuada com base na aplicação complementar das seguintes fórmulas:

Fórmula A

A = NI - AC, em que NI é igual ao número de inscrições no curso e AC corresponde ao ano curricular em que se encontra inscrito no curso à data de candidatura, sendo os candidatos escalonados da seguinte forma:

  1. candidatos com valor igual a zero;
  2. candidatos com valor igual a um;
  3. candidatos com valor igual a dois;
  4. candidatos com valor igual a três;

(…)

n.º candidatos com valor igual a n.

O escalonamento dos candidatos alocados ao mesmo nível pela aplicação da fórmula A, será efetuado pela aplicação da fórmula B:

Fórmula B

B = (330-NC)/60, em que NC é igual ao número de créditos realizados no curso de origem, sendo os candidatos escalonados da seguinte forma:

  1. candidatos com valor igual a 4,5;
  2. candidatos com valor igual a 3,5;
  3. candidatos com menor valor compreendido entre 4,51 e 4,67;
  4. candidatos com menor valor compreendido entre 3,51 e 3,67;
  5. candidatos com valor igual a 2,5;
  6. candidatos com menor valor compreendido entre 2,51 e 2,67;
  7. candidatos com maior valor obtido, se inferior a 4,5 e excluídos dos pontos anteriores;
  8. candidatos com menor valor obtido, se superior a 4,67.

2º critério

Melhor média aritmética simples (até às décimas) das classificações obtidas nas unidades curriculares realizadas no curso de origem;

3º critério

Menor idade considerando a idade do candidato em AMD (à data, i.e., dia do término do prazo de candidatura).

Nota: Quando se trate de unidades curriculares realizadas em estabelecimentos de ensino superior estrangeiro cuja classificação se encontre numa escala de classificação idêntica à portuguesa (10 a 20, na escala inteira de 0 a 20) mantém-se a classificação obtida. Quando o estabelecimento de ensino superior estrangeiro adote uma escala diferente daquela, a classificação resultante da conversão proporcional da classificação obtida para a escala de classificação portuguesa – conforme anexo ao Regulamento da Universidade do Porto sobre o mesmo assunto.

INDEFERIMENTO LIMINAR

Serão liminarmente indeferidos as candidaturas:

  1. Que não preencham as condições habilitacionais específicas;
  2. Que não sejam instruídas com os documentos referidos no quadro “documentos”;
  3. Cuja taxa de candidatura não se encontre paga.

Documentos a entregar

  1. Documento de identificação (Cartão de Cidadão/Bilhete de Identidade/ Passaporte) ou declaração contendo os dados de identificação (obrigatório);
  2. Historial da candidatura ao ensino superior ou Ficha ENES onde constem as classificações obtidas nas provas de ingresso definidos para o curso do ICBAS a que se candidata, não arredondadas, na escala de 0 a 200.
  3. Declaração emitida pela instituição de ensino superior de origem onde constem o número de inscrições efetuadas no curso de origem e o ano curricular da última inscrição efetuada, as unidades curriculares realizadas com a indicação das respetivas classificações finais (expressa em escala de 0 a 20 valores e arredondada às unidades) e os respetivos ECTS. *

 * Os candidatos que frequentem ou tenham frequentado qualquer uma das unidades orgânicas da Universidade do Porto estão dispensados da entrega dos documentos referidos no nº 3.

Aplicação do Art. 20º- A, do Decreto-Lei n.º 296 - A/98

Os estudantes que concluíram o ensino secundário não português e que pretendam substituir as provas de ingresso por exames finais de disciplinas de cursos não portugueses, legalmente equivalentes aos cursos do ensino secundário português, nos termos do artigo 20.º-A do Decreto-Lei n.º 296 -A/98, de 25 de setembro, devem, em substituição do documento referido no n.º 2, entregar os seguintes documentos: 

  1. Documento comprovativo da equivalência do curso do ensino secundário não português a um curso do ensino secundário português, emitido pela autoridade legalmente competente para a atribuição da equivalência, incluindo a classificação final do curso;**
  2. Documento comprovativo das classificações obtidas nos exames de ensino secundário não portugueses, homólogos aos exames nacionais do ensino secundário português, correspondentes às provas de ingresso portuguesas, pela aplicação do artigo 20.º -A do Decreto-Lei n.º 296 -A/98, de 25 de setembro;***
  3. Declaração emitida pelos serviços oficiais de educação do respetivo país que ateste que os exames das disciplinas de ensino secundário se referem a exames de âmbito nacional ou que, não o sendo, tenham tal reconhecimento e da qual conste:***
    • a escala de classificações utilizada nesse país;
    • a classificação mínima que permite ao candidato aceder ao ensino superior nesse país.


** Poderá consultar informação sobre procedimento de equivalência ao ensino secundário português no seguinte endereço:
http://www.dge.mec.pt/equivalencias-estrangeiras

*** Os documentos referentes a habilitações obtidas no estrangeiro, devem ser autenticados pelos serviços oficiais de educação do respetivo país e reconhecidos pela autoridade diplomática ou consular portuguesa, ou trazer a apostilha da Convenção de Haia, bem como ser acompanhados da respetiva tradução.

 Estudantes que ingressaram através de modalidade especial de acesso – Maiores de 23 anos

Os estudantes titulares de ensino secundário português que ingressaram no ensino superior português através das provas para maiores de 23 anos devem cumprir, como condição habilitacional prévia, e conforme exigido pelo ICBAS para o ingresso no ciclo de estudos integrado de mestrado em medicina veterinária pela via de ingresso por maiores de 23 anos:

  • Aprovação nas provas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ciclo de estudos integrado de Mestrado em Medicina Veterinária em instituição de ensino superior portuguesa, por maiores de 23 anos, com uma classificação mínima de 10 valores, na escala numérica inteira de 0 a 20;
  • Ter realizado, no âmbito das provas referidas, as provas escritas específicas de Biologia e de Química, com a classificação mínima de 7 valores em cada prova.

Assim, devem em substituição dos documentos referidos nos n.º 2 e 3, entregar:

  • Documento emitido pela instituição de ensino superior de origem comprovativo da aprovação nas provas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ciclo de estudos integrado de mestrado em medicina veterinária, por maiores de 23 anos, do qual conste:
a) a classificação final nas provas,
b) a classificação obtida em cada uma das provas escritas específicas de Biologia e de Química.


NOTA: Os candidatos que tenham realizado as provas especialmente destinadas a avaliar a capacidade para frequência do ciclo de estudos integrado de mestrado em medicina veterinária do ICBAS, por maiores de 23 anos, estão dispensados da entrega do documento referido.

Emolumentos

A candidatura está sujeita ao pagamento, não reembolsável, de 55 euros.

Procedimento para geração de Referências Multibanco:
1. Clicar na imagem Associar referência MB para pagamento associada ao emolumento de candidatura.
2. Confirmar os dados apresentados e clicar em "Atribuir", ficando automaticamente com a referência associada.
3. Clicando em "voltar à conta corrente" irá novamente encontrar a referência gerada.

Nota:

O não pagamento da taxa de candidatura até ao termo do prazo fixado para a apresentação de candidaturas acarreta a exclusão da mesma.

Procedimentos

  1. Escolha o ciclo de estudos/curso e o regime de acesso pretendido (Concursos de Ingresso).
  2. Selecione “Apresentar a candidatura”. Se já é estudante do ICBAS, terá de se autenticar com o utilizador e senha de estudante.
  3. Preencha o formulário de candidatura e anexe os documentos solicitados. Nota: os campos a vermelho são de preenchimento obrigatório.
  4. Submeta a candidatura. Se ao tentar submeter for detetado um erro (ex.: campos obrigatórios por preencher), o sistema emite uma mensagem de alerta.
    Se a informação for submetida com sucesso, deverá verificar todos os dados introduzidos e confirmar ou editar os dados.
  5. Após confirmação da submissão da candidatura receberá informação sobre a forma de pagamento do respetivo emolumento (nota: as referências multibanco poderão demorar algum tempo a serem geradas).
  6. Qualquer problema que tenha na submissão da candidatura deverá ser reportado para candidaturas@icbas.up.pt, durante o prazo para apresentação das candidaturas.

Legislação Aplicável

Portaria nº 181-D/2015, de 19 de junho

Decreto-Lei nº 36/2014 de 10 de março
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2019 © Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2019-04-21 às 02:02:26 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais