Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Logótipo
Você está em: Início > E607

Trabalho, Economia e Justiça Social

Código: E607     Sigla: TEJS

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Educação de Adultos

Ocorrência: 2021/2022 - 2S Ícone do Moodle

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Ciências da Educação
Curso/CE Responsável: Licenciatura em Ciências da Educação

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
LCED 37 Plano Oficial 3 - 6 57 162

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Henrique Malheiro Vaz Regente

Docência - Horas

Teorico-Prática: 3,00
Tipo Docente Turmas Horas
Teorico-Prática Totais 2 6,00
Elsa Maria Guedes Teixeira 3,00
Henrique Malheiro Vaz 3,00

Língua de trabalho

Português

Objetivos

- Explicitar a evolução e transformação das relações entre contextos de formação e trabalho na génese dos modelos sociais e económicos; - Compreender a aticulação das formas de proteção social e do trabalho na génese da justiça social; - Compreender o valor-trabalho na aceção das ciências económicas; - Aprofundar a pertinência da unidade curricular para a formação de um Mediador Socioeducativo e da Formação, particularmente no campo da educação e do trabalho.

Resultados de aprendizagem e competências

Após a conclusão da UC, espera-se que os estudantes expressem os seguintes resultados:

1 – Ao nível dos conhecimentos

- Compreender a centralidade do trabalho nas sociedades contemporâneas e as suas possíveis reconfigurações face ao modelo socioeconómico dominante

- Compreender a relevância das ciências económicas no estudo das sociedades, e nomeadamente os modelos económicos vigentes e seus constrangimentos sobre o trabalho

- Compreender a noção de justiça social à luz, quer do laço social mediado pelas instâncias produtivas (as formas de protecção social), quer das novas reconfigurações do trabalho

2 – Ao nível das aptidões

- Ser capaz de analisar a complexidade da estrutura central que é o trabalho nas suas articulações com os modelos e correntes económicas, bem como com pressupostos de justiça social

- Ser capaz de problematizar cenários sociais que melhor harmonizem as dimensões do trabalho, da economia e da justiça social na procura de situações de maior equidade social

3 – Ao nível das competências

- Analisar trajectórias de vida, a sua articulação com situações de trabalho e o incremento de percursos formativos adequados

- Analisar o trabalho na sua relação com os saberes académicos e com os saberes desenvolvidos no seu exercício

Modo de trabalho

Presencial

Pré-requisitos (conhecimentos prévios) e co-requisitos (conhecimentos simultâneos)

Não aplicável

Programa

A disciplina situa-se no 6º semestre de formação, antecipando a transição dos estudantes para o mercado de trabalho ou para percursos académicos posteriores. Entende-se, por isso, de pertinência acrescida a introdução à organização do trabalho – à discussão do e sobre o trabalho – na sua articulação com a ciência e as teorias económicas e com os postulados da justiça social. A estruturação da disciplina acentua as transformações do trabalho humano à luz da história e da contemporaneidade, considerando nesta análise a sua articulação com as mudanças estabelecidas nos contextos formais de ensino e formação. É ainda em torno da centralidade do trabalho na vida dos sujeitos e dos modelos de organização social que se explora a dimensão da justiça social, procurando articular a contextualização das transformações do trabalho e da sua organização, designadamente no que à desvinculação do laço social diz respeito, com os contextos privilegiados ou a privilegiar na intervenção dos mediadores socioeducativos.

PROGRAMA

Módulo I - Trabalho
1.1. Centralidade do trabalho na sociedade
1.2. Relações entre sistemas de formação e trabalho
1.3. Qualificaçõe,s competências e inserção profissional
1.4. Desintegração do trabalho ou a sua reconfiguração
Módulo II - Economia
2.1. A economia enquanto ciência
2.2. Do fordismo aos regimes de acumulação flexível
2.3. Uma economia de aprendizagem
Módulo III - Justiça social
3.1. Laços entre o trabalho e a proteção social
3.2. Redistribuição, reconhecimento e participação

 

Bibliografia Obrigatória

Arendt Hannah; Condition de l.homme moderne. ISBN: 2-266-04387-0
Boltanski Luc; The^new spirit of capitalism. ISBN: 978-1-84467-165-6
Castel Robert; Les^métamorphoses de la question sociale. ISBN: 2-07-040994-5
Correia José Alberto; Sociologia da educação tecnológica. ISBN: 972-674-160-2
Fraser Nancy; Qu'est-ce que la justice sociale? Reconnaissance et redistribution, La Découverte, 2011. ISBN: 978-2-7071-6789-7
Fitoussi Jean-Paul; A^nova era das desigualdades. ISBN: 972-8027-65-6
Gorz André; Métamorphoses du travail quête du sens. ISBN: 2-7186-0340-2
Harvey David; The Condition of Postmodernitiy, Basil Blackwell, 1989
Polanyi Karl; A Grande Transformação. As origens da nossa época, Campus, 1980
Rifkin Jeremy; O fim dos empregos. ISBN: ISBN 85-346-0571-8
Rosanvallon Pierre; A^crise do estado-providência
Sennett Richard; A Corrosão do Carácter: as consequências do trabalho no novo capitalismo, Terramar, 2000
Stiglitz, Joseph; Greenwald, Bruce; Por uma sociedade de aprendizagem. Repnsar, o crescimento, o desenvolvimento e o comércio livre, Bertrand Editora, 2017. ISBN: 978-972-25-3050-7
Weber Max; A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo, Editorial Presença, 1983

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

- A estruturação do trabalho orienta-se segundo uma modalidade de ensino à distância, tendo por suporte materiais disponibilizados na plataforma moodle.

- As sessões são estruturadas em torno de uma abordagem da temática da aula em ppt (aula com suporte audio e vídeo), acompanhada de textos ou outros materiais de apoio.  São disponibilizadas aos estudantes cerca de 5 dias antes da sessão online, servindo esta fundamentalmente para discutir os temas tratados, colocar dúvidas e prestar esclarecimentos.

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída com exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Exame 50,00
Trabalho escrito 50,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Estudo autónomo 133,00
Frequência das aulas 29,00
Total: 162,00

Obtenção de frequência

Não aplicável

Fórmula de cálculo da classificação final

Em conformidade com os objetivos da disciplina, a avaliação distribui-se do seguinte modo:

1 – Realização de uma reflexão crítica no final do 1º módulo da UC.
Esta componente tem uma ponderação de 50% da nota final.

2 - Realização de uma reflexão crítica sobre os 2º e 3º módulos da UC.
Esta componente tem uma ponderação de 50% da nota final.

Provas e trabalhos especiais

Não aplicável

Trabalho de estágio/projeto

Não aplicável

Avaliação especial (TE, DA, ...)

A modalidade de avaliação de estudantes com estatutos especiais organiza-se nos mesmos parâmertros dos demais estudantes, salvaguardando os prazos a que estes se podem propor.

Melhoria de classificação

O/A estudante pode-se propor a melhoria de nota mediante a realização de exame, incidindo a mesma sobre uma ou a outra das reflexões críticas requeridas.

Observações

 A conclusão da unidade curricular implica sempre a realização dos dois momentos de avaliação e, no caso de não conclusão destes, o docente assegura o "congelamento" da avaliação realizada até ao máximo de dois semestres após a mesma, período a seguir ao qual o estudante é de novo obrigado a realizar a integralidade da avaliação.

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2021 © Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2021-09-22 às 16:22:21 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais