Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Logótipo
Você está em: Início > E528

Mentoria Interpares no Ensino Superior

Código: E528     Sigla: MIES

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Ciências da Educação

Ocorrência: 2021/2022 - 1S

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Ciências da Educação
Curso/CE Responsável: Licenciatura em Ciências da Educação

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
LCED 17 Plano Oficial 3 - 3 28 81

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Maria Teresa Guimarães de Medina Regente

Docência - Horas

Teorico-Prática: 2,00
Tipo Docente Turmas Horas
Teorico-Prática Totais 1 2,00
Elisabete Maria Soares Ferreira 1,00
Maria Teresa Guimarães de Medina 1,00

Língua de trabalho

Português

Objetivos

Reconhecendo a importância crescente que Programas de Mentoria Interpares têm vindo a assumir nos processos de integração e vivência no Ensino Superior, em Portugal e no contexto internacional, são objetivos desta UC:
- Promover o conhecimento e a reflexão sobre a relevância de processos democráticos, dignos e solidários de integração e vivência no ensino superior;
- Potenciar o conhecimento e a análise crítica de diferentes experiências e práticas de mentoria interpares no Ensino Superior;
- Contribuir para uma intervenção mais sustentada e refletida nos programas de mentoria em que os estudantes participam e para a promoção e consolidação de lógicas e dinâmicas de comunicação e de relação interpares horizontais e solidárias;
- Reforçar os processos de formação inerentes à participação em Programas de Mentoria Interpares e potenciar as aprendizagens e o desenvolvimento de competências transversais dos estudantes;
- Estimular a participação na conceção e implementação de programas de mentoria, assentes em lógicas democráticas e inclusivas, em diferentes contextos de inserção social e profissional.

Resultados de aprendizagem e competências

Assumindo a relevância de processos democráticos e solidários de integração e vivência no Ensino Superior e a importância que, a esse nível, podem desempenhar Programas de Mentoria Interpares, assumem-se como competências principais a adquirir pelos estudantes:
- Conhecimento do processo de democratização do ensino superior português e dos desafios que se colocam aos estudantes e às instituições a nível da promoção de processos democráticos e solidários de integração, acolhimento e vivência académica;
- Problematização dos conceitos de mentoria e de tutoria na sua relação com os processos de integração e vivência no ensino superior;
- Conhecimento, análise e reflexão crítica sobre diferentes programas de mentoria interpares no ensino superior – processos de implementação, lógicas de ação, eixos estruturantes, modos de organização e funcionamento;
- Análise das dimensões educativas subjacentes a programas de mentoria interpares e das suas potencialidades a nível das aprendizagens e do desenvolvimento de competências pessoais, sociais e transversais relevantes;
- Análise de potencialidades e condições de implementação e intervenção em programas de mentoria em diferentes contextos.

Modo de trabalho

Presencial

Pré-requisitos (conhecimentos prévios) e co-requisitos (conhecimentos simultâneos)

Conhecimentos resultantes da experiência de ser mentor

Programa

1 – Democratização do Ensino Superior em Portugal e processos de integração e vivência académica

  1. Ensino Superior em Portugal – breve caraterização
  2. Processos de transição para o ensino superior - desafios pessoais e institucionais e dinâmicas de integração
  3. Ser estudante do ensino superior – diferentes lógicas e vivências académicas, processos de formação e de desenvolvimento pessoal e social

2 – Mentoria/Tutoria no Ensino Superior

  1. Problematização dos conceitos de mentoria, tutoria e sua incidência a nível do Ensino Superior
  2. A Carta de Mentoria/Tutoria Interpares – princípios orientadores para a integração e vivência solidárias no Ensino Superior
  3. Dimensões éticas subjacentes aos programas de mentoria interpares no Ensino Superior
3. Apresentação e análise da experiência da mentoria FPCEUP, do Programa Tranaversal de Mentoria Interpares da U. Porto (Mentoria U. Porto) e de outros programas de mentoria no ensino superior em Portugal
  1. A Mentoria FPCEUP e a Mentoria U. Porto
  2. Identificação e análise de outros programas e redes de Mentoria/Tutoria Interpares no Ensino Superior – conceções, procedimentos e experiências;
  3. Avaliação de programas de Mentoria Interpares no Ensino Superior - dimensões de análise e procedimentos
4. Dimensões formativas da Mentoria Interpares
  1. Processos educativos informais e não formais em contexto de mentoria interpares;
  2. Aprendizagens e desenvolvimento de competências (pessoais, transversais, relacionais, comunicacionais e profissionais)
5. Programas de mentoria interpares em diferentes contextos - processos de implementação e de desenvolvimento

Bibliografia Obrigatória

Correia, José Alberto; Qualidade e democracia no Ensino Superior: relato e fundamentação de uma experiencia de gestão, Trabalho & Educação, v.28 (1), 251-265, 2019 (https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/9862/9940)
Diana Amado Tavares; O^superior ofício de ser aluno. ISBN: 978-972-618-487-4
Idalgo, Gabriel, Correia, José A. & Medina, Teresa ; A crise do trabalho nos discursos de universidades públicas portuguesas: a epistemologia do contrabandista na sociedade do conhecimento, Trabalho & Educação, v.28 (1), 13-27, 2019 (https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/9794/9924)
Sá, M. J., Ferreira, E., & Ramos, K. ; Saberes e fazeres docentes: uma reflexão sobre autonomia e sucesso no ensino superior, Revista Educação PUCRS – FACED, 38(2), 280-288, 2015 (http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faced/article/view/16498/13666)
Torres, Flora ; Vivências no ensino superior: a experiência da mentoria na FPCEUP. Dissertação de Mestrado, FPCEUP: Dissertação Mestrado, 2016 (https://repositorio-aberto.up.pt/bitstream/10216/89269/2/170292.pdf)
Torres, Flora, Medina, Teresa, Pinto, Isabel, Ferreira, Elisabete & Barbosa, Raquel; Mentoria FPCEUP – processos participativos, democráticos e solidários de integração no ensino superior, Editora FE/ Unicamp , 2020 (no prelo)
Oliveira, Bárbara Sofia Miranda; A mentoria interpares na FPCEUP [Documento eletrónico] : efeito na integração académica e noutros indicadores de ajustamento desde 2012-2013 a 2015-2016, Porto:FPCEUP. Dissertação de Mestrado, 2016 (https://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/87724)

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

A UC pressupõe lógicas de trabalho pedagógico que implicam a participação dos estudantes no decurso das aulas, na atividade como mentores/as e em trabalho autónomo.
Atividades de contacto: Exposição dialogada; debate; trabalhos de grupo; reflexão e partilha de experiências em torno dos processos de integração e de diferentes vivências no ensino superior e na mentoria interpares; orientação tutorial.
Trabalho autónomo: Pesquisa bibliográfica; pesquisa e identificação de diferentes programas de mentoria interpares no Ensino Superior; identificação e problematização de diferentes eixos e dinâmicas de intervenção da Mentoria U. Porto, enquanto programa transversal e nas faculdades em que os estudantes estejam inseridos.

Software

Não se aplica

Palavras Chave

Ciências Sociais > Ciências da educação

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída com exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Trabalho escrito 40,00
Apresentação/discussão de um trabalho científico 60,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Estudo autónomo 51,00
Frequência das aulas 30,00
Total: 81,00

Obtenção de frequência

Em termos de princípios gerais, a avaliação nesta disciplina está articulada com o seu estatuto teórico-prático pelo que se considera que “um aluno cumpre a assiduidade a uma disciplina se, tendo estado regularmente inscrito, não exceder o número limite de faltas correspondente a 25% das aulas previstas art. 9º, ponto 2 do Regulamento de Avaliação.

Fórmula de cálculo da classificação final

A avaliação dos estudantes inclui componentes de trabalho de grupo (organização de um fórum sobre Mentoria Interpares no Ensino Superior e elaboração e apresentação de uma comunicação sobre uma dimensão do trabalho de Mentoria Interpares, a determinar coletivamente, problematizando-a a partir dos conteúdos da UC e das experiências dos membros do grupo enquanto mentores – peso de 60% na classificação final) e de trabalho individual (elaboração de relatório reflexivo sobre o programa de Mentoria Inperpares em que está integrado e sobre a sua participação nele, articulando-o com o programa, a bibliografia e as dinâmicas coletivas vivenciadas na UC  – peso de 40%).

As duas componentes de avaliação serão classificadas numa escala de 0 a 20 valores.

 

Provas e trabalhos especiais

Não se aplica

Trabalho de estágio/projeto

Não se aplica

Avaliação especial (TE, DA, ...)

Os estudantes que não tenham a assiduidade mínima obrigatória e que, nos termos do regulamento de avaliação, não sejam a ela obrigados, terão que elaborar um relatório reflexivo sobre o programa de Mentoria em que estejam integrados e sobre a sua participação nele, articulando-o com o programa, a bibliografia e as dinâmicas coletivas vivenciadas na UC. Este relatório terá um peso de 100% na classificação final.
 Os estudantes que se encontrem nestas circunstâncias terão, obrigatoriamente, que contactar as docentes até ao fim da 2ª semana de aulas, para delinear processos de  apoio e acompanhamento ao estudo e ao trabalho a realizar.

Melhoria de classificação

A melhoria da classificação pode ser efetuada na componente individual de avaliação, através da reformulação do relatório reflexivo.

Observações

Podem inscrever-se na UC os estudantes da FPCEUP e outros estudantes da UPorto que sejam mentores e integrem o Programa Transversal de Mentoria Interpares da UPorto, nas respetivas faculdades.

 

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2021 © Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2021-09-22 às 17:02:34 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais