Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Logótipo
Você está em: Início > E200

História da Educação Contemporânea

Código: E200     Sigla: HEC

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Educação

Ocorrência: 2021/2022 - 2S Ícone do Moodle

Ativa? Sim
Página Web: https://sigarra.up.pt/fpceup/pt/ucurr_geral.ficha_uc_view?pv_ocorrencia_id=406206
Unidade Responsável: Ciências da Educação
Curso/CE Responsável: Licenciatura em Ciências da Educação

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
LCED 26 Plano Oficial 1 - 6 57 162

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
José Pedro de Melo Rosa Amorim Regente

Docência - Horas

Teorico-Prática: 3,00
Tipo Docente Turmas Horas
Teorico-Prática Totais 3 9,00
José Pedro de Melo Rosa Amorim 9,00

Língua de trabalho

Português - Suitable for English-speaking students

Objetivos

-Tomar contacto com a metodologia da investigação histórica -Compreender a História da Educação, como domínio científico integrante das Ciências da Educação.
-Analisar, numa perspectiva sócio-cultural, a passagem da educação do espaço doméstico para o público, os interesses que se moveram a favor e contra a escola pública.
-Conhecer agentes e formas de circulação e de apropriação de discursos pedagógicos.
-Problematizar, a partir da cultura material escolar, o modo como se concretizou no  contexto português a escolarização e as propostas pedagógicas a ela associada .
-Compreender a educação como parte da herança cultural.

 

Resultados de aprendizagem e competências

Resultados de aprendizagem 
-manifesta  conhecimento histórico sobre a realidade educativa portuguesa e ocidental, na análise dos diversos contextos de educação, na perspetiva sóciocultural e da cultura material ;

-perspetiva as práticas educativas na dialética das tradições, dos discursos científicos e das utopias pedagógicas.
 



Competências:

- pratica a investigação em História da Educação: 
       - analisa testemunhos
       -organiza documentação histórica
      - elabora trabalho escrito com base em interpretação de fontes, raciocínio analógico e          argumentos 
- desenvolve atitudes de valorização da herança educativa.

Modo de trabalho

Presencial

Pré-requisitos (conhecimentos prévios) e co-requisitos (conhecimentos simultâneos)

Não se aplica.

Programa

1. Breve abordagem à metodologia da investigação histórica.

2. A família, a religião, o Estado promotores de formas de educação escolar. 2.1. O público e o privado em educação. 2.2 A questão do método de ensino-aprendizagem no centro do saber pedagógico e das práticas docentes (séculos XVII e XVIII).

 3. Contributos do Iluminismo, Liberalismo, Republicanismo,  Socialismo e Marxismo na fundamentação e constituição da escola pública em Portugal (séc. XVIII ao XX). 3.1.Continuidades e rupturas no pensamento pedagógico, nas reformas educativas e nas práticas pedagógicas em Portugal. 3.2. As grandes exposições industriais e coloniais e seu impacto na educação: da coisificação do outro através do zoo humano ao estudo das "raças" e à justificação do colonialismo como ação civilizadora. 

 4. O sistema de ensino em Portugal (séc.XIX e XX):estruturação da rede escolar, da formação de professores, da universalização do acesso à educação.4.1. A circulação de atores e discursos científicos em educação e sua influência na organização do tempo, dos espaços, dos materiais pedagógicos e das práticas de ensino. 4.2. Educação e trabalho: do ensino profissional ao ensino técnico  e à "escola única" no século XX.
4.3. A importância do período revolucionário para a expansão da educação.

5. Periodização sociopolítica e periodização educacional: diferenciação e caracterização. A educação no pós II Guerra Mundial: ciência e utopia em educação.

Bibliografia Obrigatória

Adão, Áurea; Estado Absoluto e Ensino das Primeiras Letras. As Escolas Régias (1772-1794) , Fundação Calouste Gulbenkian,, 1997
Barroso, João,; Os Liceus. Organização Pedagógica e Administração (1836-1960), Fundação Calouste Gulbenkian,, 1995
Caruso, Marcelo; Dussel, Inês; ; La invención del aula. Una genealogia de las formas de enseñar, Ed. Santilhana.
Escolano Benito, Agustín; Tiempos y espacios para la escuela. Ensayos históricos. , Editorial Biblioteca Nueva, 2000
Felgueiras, M. L.; Menezes, M.C. (org.); ; Rogério Fernandes. Questionar a Sociedade, interrogar a História, (re)pensar a Educação., FPCE/Afrontamento, Porto,, 2004
Felgueiras, Margarida Louro; Para Uma História Social do Professorado Primário, em Portugal, no séc. XX, Porto: Campo das Letras / CIIE - FPCEUP, 2008
Gondra, José G.(org.), ; História, Infância e Escolarização, 7 Letras, Rio de Janeiro, , 2002
Fernandes Rogério; A^pedagogia portuguesa contemporânea
Martins,Ernesto Candeias (org.; Actas do Vº Encontro Ibérico de História da Educação. , Alma Azul, 2005
Escolano, Agustin e Fernandes, Rogério; Los caminos hacia la modernidad educativa
Escolano Benito Agustín 1941- 340; Los^caminos hacia la modernidad educativa en Espana y Portugal (1800-1975). ISBN: 84-922389-7-6

Bibliografia Complementar

Correia, José Alberto, Stoleroff, Alan D., Stoer, Stephen, R.,; A ideologia da modernização no sistema educativo em Portugal, Cadernos de Ciências Sociais, nº 12/13, Janeiro , 1993
Vidal, Diana Gonçalves(org.); Grupos escolares (1893-1971), Mercado das Letras, Campinas,S.P., , 2006
Araújo, Helena Costa;; “Precocidade e “retórica” na construção da escola de massas em Portugal”, in Educação, Sociedade e Culturas, nº 5, , CIIE/Afrontamento, 1996
Nóvoa, António; Evidentemente - Histórias da Educação , Asa
Chateau, Jean; Os grandes pedagogos, Livros do Brasil
Nóvoa, António; Idem, Os Professores e as Reformas de Ensino na Viragem do Século (1886-1906) , Asa
Martins, Ernesto Candeias (Coord./Org.); António S. Faria de Vasconcelos nos meandros do Movimento da Escola Nova: pioneiro da educação do futuro., Câmara Municipal de Castelo Branco, 2019. ISBN: 987-989-691-808-8

Observações Bibliográficas

Outra bibliografia específica a cada temática será indicada nos sumários e nas aulas.

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

As atividades de contactos decorrerão segundo uma metodologia mista, de exposição teórica e de debate em grande ou pequenos grupos sobre textos e materiais de análise (imagens, vídeos,pesquisas realizadas pelas/os estudantes). Os estudantes são encorajados a prepararem questões e a dinamizarem as aulas. 
Trabalho de grupo  sobre um  tema à escolha, de entre um conjunto proposto ,  com tarefas específicas para cada elemento. Como resultado, cada grupo apresentará  um poster a meio do semestre e um texto escrito de 10 pág., que exige um aprofundamento e apropriação coletiva do trabalho produzido por cada elemento no grupo. Este momento para apresentação e debate de resultados dos trabalhos de grupo, de forma a constituirem-se sínteses temáticas por grandes períodos histórico-educacionais, é previamente calendarizado com os estudantes, na primeira aula.  
A divisão de temáticas por grupos e a apresentação dos resultados é feita com toda a turma; os grupos organizam a pesquisa e a análise de textos e sínteses, cuja orientação é garantida pelas tutorias obrigatórias, realizadas com os pequenos grupos.
Estão previstas: 

-Participação nas Jornadas de Inverno de História da Educação, Herança Cultural e Museologia e visitas de estudo e/ou em seminários com especialistas, seguido de debate, sempre que for oportuno.

Actividades de trabalho autónomo - Leitura e análise de textos da bibliografia recomendada para cada tema e  trabalho de pesquisa, interpretação e redação do texto final. 
Todas as sínteses realizadas pelos grupos  serão apresentadas e debatidas no grupo turma. 

 

Software

www.noethemi.up.pt
eubuildit.net
Entrevista TV Paulo Freire - Museus escolares
DVD História(s) da História da Educação.

Palavras Chave

Ciências Sociais > Ciências da educação
Humanidades > História
Ciências Sociais > Estudos culturais

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída com exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Trabalho escrito 20,00
Apresentação/discussão de um trabalho científico 20,00
Participação presencial 15,00
Exame 45,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Estudo autónomo 40,00
Frequência das aulas 45,00
Trabalho de investigação 10,00
Trabalho escrito 15,00
Apresentação/discussão de um trabalho científico 10,00
Total: 120,00

Obtenção de frequência

A modalidade de avaliação adoptada é a avaliação distribuída com exame final. Seguindo os princípios desta modalidade a avaliação da UC contempla três instrumentos: Avaliação da Participação activa nas aulas TP e no trabalho de grupo;avaliação do poster, do texto escrito  e sua apresentação; realização de exame final.
1.PARTICIPAÇÃO ATIVA:o resultado desta atividade deve traduzir-se no colocar de questões nas aulas ou de as dinamizar a partir de um texto ou outro material adequado; presença nas sessões tutoriais, realização atempada das tarefas no grupo. 
2. REALIZAÇÃO E APRESENTAÇÃO DO POSTER E DO TEXTO ESCRITO:supõe a pesquisa individual e de grupo, que se deve traduzir na apresentação oral, no decurso do semestre  de um póster com um texto escrito,em grupo mas com contribuições individuais, de dez páginas.
3. REALIZAÇÃO DE EXAME FINAL:deve mostrar conhecimento do desenvolvimento das temáticas apresentadas nas aulas, assim como do trabalho individual investido na unidade curricular.
A não realização de qualquer dos três elementos da avaliação implica a não existência de elementos suficientes para o/a aluno/a ser avaliado. A não entrega do Trabalho Escrito do grupo  ou não participação nas apresentações orais (do póster e da defesa do trabalho de grupo) implica uma classificação de zero em qualquer das componentes em falta. É exigido um mínimo de 10 valores em qualquer das parcelas (participação;poster com Trabalho escrito e apresentação oral em turma; exame final). A não presença nos tutoriais de orientação será tida em conta na componente "Participação presencial". 

Fórmula de cálculo da classificação final

Participação activa nas aulas e presençã nos tutoriais - 15%.

1 poster  e sua apresentação (20% ) com 1 trabalho de grupo escrito, de 10 pág., com tarefas individualizadas – 25%= 45%

Exame final - 40% 

A classificação de cada uma destas parcelas da avaliação é calculada na escala de 0 a 20. É necessária avaliação positiva mínima (10 valores) em cada uma das componentes para obter aprovação na UC. 

Provas e trabalhos especiais

Os/as estudantes são estimulados a participar nas Jornadas Internacionais de Inverno de História da Educação e Herança Cultural e sempre que possível, em seminários e visitas.

Trabalho de estágio/projeto

Não se aplica. 

Avaliação especial (TE, DA, ...)

Para os estudantes trabalhadores que por impossibilidade de horário não possam frequentar regularmente as aulas, a participação no trabalho de grupo será substituída por um trabalho ecrito individual, sob orientação da regente da UC. Nas apresentações orais (em poster)terá que respeitar o calendário coletivamente negociado. Os estudantes nesta situação terão de assinar junto da regente da UC o esquema de trabalho a realizar e respectivo calendário. Deverão realizar duas sessões tutoriais ao longo do semestre. 

Melhoria de classificação


Da apresentação oral do poster e  do trabalho escrito, que compõem a avaliação, não há  possibilidade de recurso. 
O trabalho escrito poderá ser reformulado, exigindo nesse caso mais pesquisa e reelaboração aprofundada do texto inicial. 

Observações

As normas de avaliação poderão ser alteradas após a sua análise pelo Conselho Pedagógico.

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2021 © Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2021-09-22 às 17:09:44 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais