Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Logótipo
Você está em: Início > P502

Modelos Construtivistas e Sistémicos

Código: P502     Sigla: MCS

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Psicologia

Ocorrência: 2020/2021 - 1S Ícone do Moodle

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Psicologia
Curso/CE Responsável: Mestrado Integrado em Psicologia

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
MIPSI 136 Plano Oficial 3 - 3 30 81

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Mariana Teixeira Lopes Veloso Martins Regente

Docência - Horas

Teórica: 1,50
Teorico-Prática: 0,50
Tipo Docente Turmas Horas
Teórica Totais 3 4,50
Mariana Teixeira Lopes Veloso Martins 4,50
Teorico-Prática Totais 3 1,50
Mariana Teixeira Lopes Veloso Martins 1,50

Língua de trabalho

Português - Suitable for English-speaking students
Obs.: Português

Objetivos

Através da confrontação com a pluralidade de discursos e de propostas de estratégias de intervenção no âmbito das perspetivas sistémicas e construtivistas  espera-se que o/a estudante: (a) adquira e analise criticamente diferentes conceptualizações (i) do funcionamento e desenvolvimento psicológicos, (ii) da teoria da disfuncionalidade psicológica, (iii) de estratégias de intervenção psicológica e (iv) dos processos de mudança psicológica; (b) adquira conceitos relativamente aos procedimentos e estratégias de intervenção psicológica nestes contextos teóricos; (c) apresente e discuta a pluralidade de discursos e de propostas de intervenção destas perspetivas; (d) analise criticamente as diferentes perspetivas, identificando as suas principais potencialidades e limitações; (e) se situar perante a diversidade de modelos de intervenção psicológica explorados ao longo da sua formação no primeiro ciclo (e.g., behavioristas, cognitivistas, psicanalíticos, humanistas, construtivistas, sistémicos)

Resultados de aprendizagem e competências

Resultados de aprendizagem

É esperado que as/os  estudante sejam capazes de:
Conhecer diferentes modelos psicológicos em distinções a nível ontológico, epistemológico e axiológico

Problematizar e discutir as diferenças epistemológicas associadas aos diferentes modelos teóricos em psicologia

Compreender as implicações para a pratica psicológica da decisão acerca do Modelo ou perspectiva epistemológica em que se insere

Modo de trabalho

Presencial

Programa

I-Expressão das epistemologias sistémica e construtivista na psicologia
II - Conceitos chave, contextualização histórica e cultural
III - Teorias sistémicas e teorias construtivistas
IV - Aplicações das teorias a populações e temáticas específicas
V - Psicoterapias
VI - A pessoa e o papel do psicólogo

Bibliografia Obrigatória

Carr Alan; Family therapy. ISBN: 0-471-49124-1
Feixas Viaplana Guillem; Constructivismo y psicoterapia. ISBN: 84-330-1519-2
Mahoney Michael J.; Processos humanos de mudança. ISBN: 0-465-03118-8
Dallos, R., & Draper, R.; An introduction to family therapy: Systemic theory and practice. , McGraw-Hill Education, 2010

Bibliografia Complementar

Ferreira, R. F., & Abreu, C. N. (Eds).; Psicoterapia e construtivismo: Considerações teóricas e práticas., Porto Alegre: ArtMed, 1998
Gonçalves Óscar F.; Viver narrativamente. ISBN: 972-8535-36-8
Guidano Vittorio F.; The^self in process. ISBN: 0-89862-447-9
Watzlawick Paul; Pragmática da comunicação humana. ISBN: 85-316-0314-5
Neimeyer, R. A. ; The development of personal construct psychology. , Lincoln, Nbs: University of Nebraska., 1985

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem


  • Métodos de exposição oral dos temas programáticos em situação de sala de aula e em grande grupo, i.e.,total dos alunas/os inscritos na disciplina;

  • Criação de oportunidades de discussão alargada a partir dos contributos da docente e dos/as estudantes;

  • Leitura, reflexão e sistematização de conhecimentos e competências a partir da literatura proposta e da pesquisa autónoma; 

  • Role-play

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída sem exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Teste 100,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Estudo autónomo 51,00
Frequência das aulas 30,00
Total: 81,00

Obtenção de frequência

Os estudantes que não estejam abrangidos por condições especiais deverao fazer os dois testes escritos

Fórmula de cálculo da classificação final

A avaliação das aprendizagens assume a forma de avaliação distribuida (com dois testes),  sem exame final mas com época de recurso que coincidirá com a epoca de melhoria de nota. A nota mínima no primeiro teste deverá ser de 8 valores. 

Provas e trabalhos especiais

n./a.

Trabalho de estágio/projeto

n./a.

Avaliação especial (TE, DA, ...)

A avaliação dos estudantes abrangidos por regimes especiais obedece ao disposto nas normas da FPCEUP (art.11).

Melhoria de classificação

Está prevista uma prova, na época de recurso, para os alunos que: a) tenham faltado ou não tenham obtido aproveitamento nos testes; b) tendo tido aproveitamento, desejem melhorar a classificação na disciplina.


- A classificação final na unidade curricular é a mais elevada, entre aquela que havia sido obtida inicialmente e a que resultar da melhoria de classificação efetuada.

Observações

Segue o Regulamento da Avaliação dos discentes da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da UP (art. 11);

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2021 © Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2021-08-04 às 10:02:19 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais