Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Logótipo
Você está em: Início > Notícias > Seminário Internacional "Trabalho Sexual, Políticas e Direitos Humanos"

Notícias

Seminário Internacional "Trabalho Sexual, Políticas e Direitos Humanos"

13 de dezembro | 14h30 | Auditório 1

A FPCEUP – Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto acolhe o Seminário Internacional "Trabalho Sexual, Políticas e Direitos Humanos", em antecipação do Dia Internacional contra a Violência sobre Trabalhadorxs do Sexo.

O seminário acontece no dia 13 de dezembro de 2017, entre as 14h30 e as 18h30, no Auditório 1.

Inscrição

A entrada é gratuita, mas exige inscrição aqui.
Será atribuído um certificado de presença aos participantes inscritos.

Programa

14h30    Abertura
               Fernando Barbosa, Vice-Diretor da FPCEUP
               José Luís Fernandes, Diretor do CCCD
               Alexandra Oliveira, Docente na FPCEUP

15h00    Conferência por Pye Jakobsson (Rose Alliance)
               Apresentação: Isabel Soares, Porto G/APDES
               Comentário: Ludmylla Pimentel, Porto G/APDES

16h10    Intervalo

16h25    Exibição do filme “Normal: Real stories from the sex industry” de Nicola Mai (2012)
               Apresentação e comentário por Mara Clemente, ISCTE/IUL

17h35    Apresentação do GIITS – Grupo Interdisciplinar de Investigadores sobre o Trabalho Sexual
               Alexandra Oliveira, FPCEUP
               Fernando Bessa Ribeiro, UM
               Mara Clemente, CIES-IUL do ISCTE-IUL
               Fernanda Belizário, CES–UC
               Conceição Nogueira, FPCEUP
               Maria José Magalhães, FPCEUP

18h15    Encerramento 


poster trabalho sexual

Sobre Pye Jakobsson

É co-fundadora da Rose Alliance, a associação de trabalhadores do sexo sueca, e foi presidente da The Global Network of Sex Work Projects durante 4 anos. Foi também uma das fundadoras do ICRSE - International Committee on the Rights of Sex Workers in Europe – e é membro da organização de trabalhadores do sexo australiana Scarlet Alliance.
Na área do HIV tem sido membro de diversas organizações e comissões, tais como da Developed Country Delegation to the Global Fund (desde 2015), do extinto UNAIDS Steering Committtee on HIV and Sex Work, do Advisory Group to the GCWA - Global Coalition on Women and AIDS (entre 2013 e 2017), do grupo de peritos conselheiros do LEAHN -Law enforcement and HIV Network e consultora do HRI - Harm Reduction International (entre 2010 e 2013).
Conduziu e publicou investigação com base comunitária, designadamente uma avaliação de necessidades de serviços para trabalhadores do sexo na Suécia e Finlândia, uma pesquisa sobre saúde sexual e trabalho sexual na Suécia e uma outra sobre as experiências de discriminação entre trabalhadores do sexo na Suécia.
Foi trabalhadora do sexo durante 30 anos, incluindo em Portugal. Atualmente, divide o seu tempo entre Estocolmo e a Austrália.
 
Sobre Mara Clemente
É investigadora de pós-doutoramento no Centro de Investigação e Estudos de Sociologia do Instituto Universitário de Lisboa (CIES/ISCTE-IUL) e investigadora associada do Observatório da Emigração (OEm) do mesmo instituto. Está atualmente a realizar um projeto sobre tráfico de mulheres para exploração sexual com objetivo de estudar as políticas e práticas de proteção das pessoas traficadas em Portugal. É doutorada em Teoria e Pesquisa social pela Sapienza, Universidade de Roma, com uma dissertação baseada numa investigação sobre prostituição de menores de idade e “turismo sexual” na República Dominicana. Esta tese de doutoramento foi adaptada para publicação na Nuova Cultura, em 2011, tendo como título “Storie dominicane. Uno studio qualitativo della prostituzione minorile in contesti di turismo sessuale”. Tem participado em vários projetos de investigação na Europa e na América do Sul, integrando grupos de investigação académicos e projetos de investigação-ação de diferentes organizações não-governamentais nacionais e internacionais. Os seus interesses de investigação relacionam-se com o género, as migrações e o trabalho sexual. Mara é professora convidada no curso Empowering Women in the XXI Century do Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL) e o AIM Overseas, no curso de Mestrado Migration and Development da Sapienza Universidade de Roma.
 
Sobre o GIITS - Grupo interdisciplinar de investigadores sobre trabalho sexual
Foi formado em maio de 2017 e conta atualmente com 19 investigadores/as de diferentes disciplinas científicas. Os objetivos do grupo são reunir os investigadores que, em Portugal, estudam o trabalho sexual ou que tenham interesse por esta temática e/ou temas conexos; partilhar conhecimento científico e discutir criticamente temas, trabalhos e acontecimentos relacionados com o trabalho sexual; intervir no espaço público de debate e impulsionar e organizar eventos científicos sobre o tema do trabalho sexual. Para fazer parte do grupo é necessário ser investigador numa universidade ou instituto de investigação português e/ou ter experiência de investigação, teórica e/ou empírica, sobre trabalho sexual e/ou temas conexos em Portugal, bem como subscrever o manifesto fundador. Fazem parte do grupo: Alexandra Oliveira (FPCE-UP), Fernando Bessa Ribeiro (UM), Manuel Carlos Silva (CICS.Nova_UMinho), Mara Clemente (CIES-IUL do ISCTE-IUL), Maria Johanna Schouten (UBI), Octávio Sacramento (UTAD), Manuela Tavares (CIEG-ISCSP), Nelson Ramalho (CIES–IUL), Filipa Alvim (ISPA), Fernanda Belizário (CES–UC), Rafaela Granja (CES-UC), Conceição Nogueira (FPCE-UP), Lorenzo Bordanaro, Marta Graça (CIDTFF–UA), Maria José Magalhães (FPCE-UP), João Leal Amado (FD–UC), Inês Ferreira Leite (FD–UL), Carla Cerqueira (U. Lusófona do Porto), Rita Alcaire (CES–UC).
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2018 © Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2018-09-20 às 22:00:48 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais