Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Logótipo
Você está em: Início > Cursos/CE > MCED > Informação para Candidatos

Cursos

Mestrado em Ciências da Educação

Dados Gerais

Código Oficial: 6031
Sigla: MCED

Diplomas

  • Mestrado em Ciências da Educação (120 Créditos ECTS)
  • Curso de Mestrado em Ciências da Educação (60 Créditos ECTS)

Unidades Curriculares

Análise Crítica das Teorias em Educação

MED101 - ECTS Espera-se que os estudantes, na sequência do processo de reflexão desenvolvido no âmbito desta unidade curricular, possam:

1. Interpelar os ditos e os não-ditos das abordagens teóricas que visam sustentar quer as reflexões quer as intervenções que configuram, balizam e identificam a área da Educação como uma área de referência nas sociedades contemporâneas;
2. Discutir e reflectir sobre a crise que atravessa o mundo educativo, enquanto expressão, também, das modalidades de que dispomos para pensar a educação.

Deste modo, pretende contribuir-se para que os estudantes desenvolvam competências que lhes possibilitem analisar criticamente os dispositivos, os contextos ou os projectos de educação que possam ocorrer tanto no domínio formal como no domínio não-formal.

Análise de Políticas Educativas

DE203 - ECTS A unidade curricular Análise de Políticas Educativas visa munir os estudantes com competências de análise dos textos, dos discursos e dos processos políticos em educação (eles próprios, porventura, também considerados como ‘textos’ e como ‘discurso’), identificando aí a acção dos diferentes agentes do processo político em educação e respectivas consequências. Assim, a APE pretende alargar a análise da natureza dos discursos às práticas políticas e à análise dos seus ‘efeitos’ sociais e educativos. Dado o perfil dos graduados que se pretende formar, esta última dimensão visa incrementar a reflexividade individual, social e profissional e, nesses termos, criar as condições de exercício de ‘imaginação sociológica’, isto é, a competência para configurar e propor alternativas.

Assim, os objectivos visados são:

- Identificar as matrizes discursivas de dadas políticas educativas.
 Relacionar o campo das ciências sociais e da teoria social com o da análise das políticas educativas.

- Conhecer teorias e metodologias utilizadas no estudo das políticas de educação.
 Identificar diferentes metodologias e técnicas de análise de políticas educativas
 Discutir as implicações teórico-metodológicas das diferentes abordagens.

- Analisar textos de política educativa
- Analisar textos de política educativa
 Identificar, através de análise, os ‘temas’ políticos de dadas políticas educativas (e.g., individualismo, natureza humana, o consenso keynesiano sobre o Estado-Providência, o mercado como regulação e educação).
 Cartografar dadas políticas educativas através da construção de grelhas de análise a partir das perspectivas teóricas trabalhadas.
 Analisar e categorizar os argumentos políticos veiculados pelas escolas de pensamento político (e.g. escola austríaca e a escola de Chicago).
 Analisar a reconfiguração das instituições públicas, sobretudo as educativas.
 Identificar os impactes da Teoria da Escolha Pública e da Teoria da Agência nas políticas da educação.

- Relacionar os mandatos educativos aos níveis global, nacional e local (e suas interacções)
 Identificar analiticamente os impactes da globalização/europeização em dadas políticas.
 Identificar consequências para as políticas educativas da especificidade da situação portuguesa no contexto europeu de desenvolvimento.

-Analisar as políticas educativas em Portugal no contexto da rede global da sociedade e da economia do conhecimento.
 Extrair consequências para o contexto português da reconfiguração do mandato endereçado ao sistema educativo pela sociedade e economia do conhecimento

Avaliação Para o Aperfeiçoamento da Formação

DE104 - ECTS 1. Conhecer os modelos de avaliação dentro dos parâmetros de qualidade, bem como os sistemas de avaliação de instituições e os que se relacionam com a acreditação, a certificação e a auditoria das acções formativas:
2. Compreender a necessidade e importância da realização da avaliação de instituições para fundamentar o desenho e desenvolvimento de planos de formação.
3. Conhecer e diferenciar as diferentes perspectivas e modos de realizar avaliação de instituições.
4. Conhecer os diferentes âmbitos ou variáveis sobre os quais incide a avaliação de instituições.
5. Conhecer e pôr em prática a avaliação de instituições desde a perspectiva de diferentes modelos de gestão da qualidade: EFQM e ISO 9001:2000.

Construção de Identidades e Formação de Professores

OP101 - ECTS LEARNING OUTCOMES
- reconhecer na emergência do próprio conceito de crise da identidade docente a falência dos modos de relação e de saber modernos;
- caracterizar e analisar o estado actual da identidade dos professores portugueses em função dos modelos e políticas de formação de professores;
- identificar perspectivas, modelos e políticas de formação de professores pertinentes para a construção de novas identidades profissionais docentes enquanto dimensão subjectiva da profissionalização dos professores;
- analisar criticamente projectos e/ou discursos sobre a formação inicial e contínua de professores, enquanto participantes da construção de novas identidades profissionais docentes, tendo em vista a profissionalização dos professores.
COMPETÊNCIAS
- conceber, organizar, gerir e avaliar, individualmente e em equipa, projectos de formação inicial e contínua de professores;
- exercer funções de assessoria e consultoria a programas e políticas de formação contínua e inicial de professores orientadas para um perfil de professor profissional;
- liderar e/ou animar processos e projectos de formação inicial e contínua através da mobilização pessoal e colectiva dos professores ou formadores;
- agir em contextos de formação de professores (ou para ela vocacionados) tendo por referencial o modelo do professor profissional e o desenvolvimento profissional contínuo.

Consultoria I

OP104 - ECTS Esta disciplina assume os seguintes objectivos de aprendizagem:
- desenvolver conhecimentos e competências no domínio das metodologias de intervenção em educação e formação,
- perspectivar as potencialidades de modalidades colaborativas da consultoria em termos de processo e de resultados;
- propiciar o conhecimento e a reflexão sobre as potencialidades e os limites das modalidades de consultoria em diversos contextos educacionais e formativos.

Consultoria III

OP108 - ECTS Capacitar os estudantes para:
- a análise crítica de projectos de consultoria em contextos de educação e formação;
- derivar alternativas de intervenção em consultoria adequadas ao "problema", população e contexto;
- implementar projectos de consultoria em contextos de educação e formação, com a consciência dos problemas que se colocam à sua legitimidade, mobilização e eficácia;
- justificar a opção por modalidades de consultoria colaborativas, atentas às dimensões organizacionais e do contexto de trabalho e empoderantes dos profissionais envolvidos.

Contextualização e Profissionalização I

OP105 - ECTS LEARNING OUTCOMES
- reconhecer na emergência do próprio conceito de crise de identidade a falência dos modos de relação e de saber modernos;
- caracterizar e analisar o estado actual da identidade dos formadores em função dos sistemas educativos e dos modelos e políticas de formação;
- identificar perspectivas, modelos e políticas de formação pertinentes para a construção de identidades profissionais no domínio da formação e para o desenvolvimento profissional em geral
- analisar criticamente projectos e/ou discursos sobre a formação, tendo em vista os processos de profissionalização.
COMPETÊNCIAS
- conceber, organizar, gerir e avaliar, individualmente e em equipa, projectos de formação inicial e contínua;
- exercer funções de assessoria e consultoria a programas e políticas de formação;
- liderar e/ou animar processos e projectos de formação inicial e contínua através da mobilização pessoal e colectiva dos professores ou formadores;
- agir em contextos de formação (ou para ela vocacionados) tendo por referencial a profissionalização da formação e o desenvolvimento profissional contínuo.

Educação, Lazer e Desenvolvimento Humano

DE101 - ECTS A principal finalidade desta unidade curricular consiste em dotar os estudantes de um conjunto de competências que lhes permita promover processos de reflexão sustentados e consequentes, capazes de apoiar a concepção, implementação e avaliação de projectos de intervenção tanto no domínio da educação não-formal, como no domínio das iniciativas relacionadas com o entretenimento, o lazer e a recreação que expressam as potencialidades do processo de afirmação e de participação dos indivíduos como actores no seio das comunidades em que vivem. Nesta unidade curricular, que se encontra subdividida em dois módulos: (i) «Intervenção educativa em contextos educativos não-formais» e (ii) «Educação, intervenção comunitária e desenvolvimento local», pretende-se, então, estimular o estudo e a abordagem das perspectivas e dos modelos teóricos que, permitam produzir leituras e acções tão sustentadas quanto credíveis acerca das referidas temáticas. Num segundo momento visa-se propiciar a criação de momentos de cooperação, de reflexão e de debate que favoreçam:
a apropriação da informação mais significativa, no que às temáticas em apreço diz respeito;
o aprofundamento e contextualização do espaço teórico que essas mesmas temática delimitam;
a produção de leituras interpelativas relacionadas com a temática em causa.

Resultados esperados

Através da formulação dos objectivos enunciados pretende-se que os estudantes possam:

•Ler e interpretar textos de referência no domínio da reflexão sobre as referidas temáticas;
•Participar em debates subsequentes à leitura desses textos ou à organização de palestras sobre tais temáticas;
•Produzir documentos de reflexão pessoal que contribuam quer para uma discussão consequente acerca dos desafios que, do ponto de vista teórico, se colocam a quem aborda estas temáticas, quer para alargar o espaço de reflexão sobre outras problemáticas adjacentes.

Escola e Trabalho Docente

DE103 - ECTS Pretende-se possibilitar a compreensão, teoricamente fundamentada, de problemáticas actuais no campo do trabalho docente e da formação de professores, considerando o seu impacto na acção educativa escolar e na vida das escolas. Pretende-se, assim e em primeiro lugar, proporcionar uma reflexão a partir da análise de políticas de formação de professores sobre as relações entre os paradigmas no campo da formação de professores e as possibilidades de transformação do trabalho docente. Em segundo lugar, visa-se discutir a gestão e a organização do trabalho pedagógico na sala de aula como variável decisiva que permite configurar esse trabalho, abordando-se os diferentes paradigmas em função dos quais se afirmam os diversos modelos que balizam essa gestão e essa organização.

OBJECTIVOS

a) Problematizar os campos do trabalho docente e da formação de professores, tendo em conta a sua interrelação;
b) Conhecer e compreender os sistemas conceptuais e práticos que configuram a formação de professores;
c) Adquirir uma perspectiva crítica sobre as políticas e as práticas no campo da formação de professores.
d) Estimular o estudo e a abordagem das perspectivas e dos modelos teóricos que, do ponto de vista do seu contributo para a reflexão sobre a temática da gestão e organização do trabalho pedagógico, permitem produzir leituras e acções tão sustentadas quanto credíveis acerca da referida temática;
e) Propiciar a criação de momentos de cooperação, de reflexão e de debate que favoreçam:
a apropriação da informação mais significativa, no que à temática em apreço diz respeito;
o aprofundamento e contextualização do espaço teórico que essa mesma temática delimita;
a produção de leituras interpelativas das diferentes perspectivas e modelos teóricos relacionados com a temática em causa.

COMPETÊNCIAS

a) Analisar criticamente projectos de formação de professores, tendo em conta as problemáticas socioeducativas em que se inserem, emitindo pareceres, juízos e recomendações nesse domínio;
b) Mediar processos de tomada de decisão, em contextos de formação de professores;
c) Identificar problemas no domínio da educação escolara e do trabalho docente, concebendo e implementando projectos de formação de professores que se lhes adeqúem;
Através da formulação dos objectivos enunciados pretende-se que os estudantes possam:
d) Ler e interpretar textos de referência no domínio da reflexão sobre a temática em causa;
e) Participar em debates subsequentes à leitura desses textos ou à organização de palestras sobre a referida temática;
f) Produzir documentos de reflexão pessoal sobre a temática da gestão e organização do trabalho pedagógico, onde se contribua quer para uma discussão consequente acerca dos desafios que, do ponto de vista teórico, se coloca a quem aborda esta temática, quer para alargar o espaço de reflexão sobre outras problemáticas adjacentes à mesma.

Formação e Profissionalidades para a Infância

OP102 - ECTS Objectivos de aprendizagem
-conhecer o campo epistemológico e discursivo sobre a infância e as suas relações com a profissionalização e as profissionalidades para a infância;
-conhecer o campo da formação inicial dos profissionais da infância e compreender as suas implicações nas respectivas profissionalidades, na educação das crianças e nos seus mundos da vida;
-configurar atitudes éticas, cientificamente informadas, na formação dos profissionais da infância;
-compreender as implicações para a educação das crianças das lógicas e das racionalidades curriculares da formação dos profissionais da infância;
- construir uma perspectiva socialcrítica sobre a educação da infância e das profissionalidades que se têm «fabricado» para esse efeito.


Competências a formar
-analisar criticamente os saberes e as concepções sobre a infância que configuram o campo da formação dos profissionais da infância e o seu impacto na educação das crianças e nas profissionalidades que se pretendem formar;
-desenvolver projectos de investigação, intervenção e de formação focalizados no campo das profissionalidades para a infância;
-emitir juízos e pareceres no domínio da formação dos profissionais da infância;
-realizar serviços de consultadoria no âmbito da concepção de planos de estudos e da organização curricular relativas à formação dos profissionais da infância;
-mediar processos de produção de saberes sobre as crianças, designadamente entre os profissionais da infância e os profissionais da sua formação.

Gestão da Formação

DE204 - ECTS 1.Conhecer o quadro normativo e os instrumentos de financiamento e de apoio à Formação Contínua da UE e de alguns dos seus Estados.
2.Valorizar a pertinência de uso dos diferentes modelos de análise de mercado formativo, detecção de necessidades formativas, planificação estratégica e avaliação da Formação Contínua.
3.Saber usar referências teóricas e normativas para a administração e supervisão eficaz de Centros, Programas e Serviços de Formação Contínua.

Inovação I

OP107 - ECTS A intenção desta Unidade Curricular é promover e aprofundar conhecimentos sobre a inovação na sociedade actual e sobre as diversas formas de inovação em situações de ensino e aprendizagem. Importa discutir as características da inovação e/ou de uma ideia inovadora, bem como de que forma essas características se relacionam com a mudança.
Desenvolver uma compreensão clara sobre:
1. estratégias de inovação, sua implementação e consequências;
2. importância do diálogo social e da aprendizagem experiencial nas práticas de inovação;
3. uso das TIC na implementação do currículo e desenvolvimento de métodos de trabalho educativo com suporte nas TIC.


Inovação III

OP110 - ECTS A.
De Formaçao: fornecer instrumentos conceptuais de natureza sociológica capazes de problematizar a família contemporânea enquanto espaço de diferença; situar a emergência e desenvolvimento da família como instituição educativa no quadro da modernidade e da contemporaneidade; elucidar os campos, práticas e contextos privilegiados de intervenção em educação familiar como sejam a educação e a formação parental, a intervenção sócio-educativa com os pais e a substituição familiar.

DE Aprendizagem:
desenvolver competências de pesquisa sobre as famílias enquanto agentes educativos.

Competencias:
- analisar processos e programas de educaçao parental/intervençao familiar
- formular problemas educativos e definir estrategias de intervençao na perspectiva das Ciencias da educaçao
B -
Nesta disciplina procura-se dar a conhecer o movimento associativo português, situando-o em função de diferentes momentos socio-políticos. Por um lado, visa-se o aprofundamento de uma reflexão crítica sobre as experiências actuais, nomeadamente no que se refere à sustentabilidade do movimento associativo e, por outro lado, defende-se uma formação no âmbito do desenvolvimento de estratégias de animação sociocultural, assentes em lógicas de democracia participativa.

Competências visadas
O trabalho nesta disciplina contribui para o desenvolvimento das capacidades de concepção e análise de projectos no campo do associativismo e da animação sociocultural e de planificação de dispositivos de intervenção no campo da educação não formal.





-

Investigação sobre as Práticas Profissionais dos Formadores III

OP109 - ECTS No final da unidade curricular, os estudantes devem ser capazes de:
- desenvolver projectos de desenvolvimento local e/ou de formação de adultos;
- comparar criticamente diferentes contextos de projectos de desenvolvimento local e/ou de formação de adultos.

Metodologias de Intervenção em Educação

MED102 - ECTS Esta disciplina visa:
- capacitar os estudantes com conhecimentos e competências no no domínio das metodologias de intervenção em educação,
- capacitar os estudantes com conhecimentos e competências de diversos métodos de intervenção,
- propiciar a reflexão sobre as especificidades da intervenção educativas em contextos de exclusão e junto de grupos em situação de discriminação.

Políticas Sociais, Governamentalidade e Lazer

DE201 - ECTS As transformações que se vêm operando na organização do trabalho, fundamentalmente resultantes dos progressos tecnológicos, pressupõem a libertação de tempos até aí condicionados ao exercício do trabalho, mas fundamentalmente de uma ocupação desses tempos (idealmente) enriquecedora dos indivíduos e da qualidade de vida. No entanto, a perda de força da noção de propriedade social, inscrita na relação salarial, parece anunciar novas assimetrias na detenção da propriedade e, em decorrência, a fragilização do laço social.
Se se afigura inquestionável o acréscimo de tempo livre, é aquilo que as sociedades escolham fazer com ele que determinará o incremento qualitativo da vida dos seus cidadãos; se a escolha é o desemprego ou se a escolha é o lazer, fará a diferença substantiva da organização e desenvolvimento das sociedades contemporâneas.
São objectivos da Unidade Curricular:
- Aprofundar historicamente a noção de «tempo social» enquanto conceito aglutinador da norma, dos valores e da ética social
- Problematizar a transição de uma sociedade centrada no tempo social «trabalho» para uma sociedade centrada no tempo social «lazer»
- Identificar os modos de habilitação do lazer, nomeadamente no campo educativo formal, não formal e informal
- Identificar os modos de (re)habilitação do trabalho num contexto de transição para a sociedade do lazer

Questões Aprofundadas em Políticas da Diferença

DE102 - ECTS A educação, sobretudo a formal, tem como enquadramento o Estado, a economia e a sociedade civil, e visa a formação de cidadãos, de trabalhadores e o desenvolvimento dos indivíduos e grupos. Estando a educação organizada em torno deste triplo mandato, num primeiro momento do seu desenvolvimento histórico, as diferenças (de etnia, de género, de idade, de modo de vida, etc.) não apareciam como um centro de preocupação política. Com o surgimento do capitalismo “desorganizado” e com a crescente afirmação das identidades dos grupos, dos indivíduos e dos denominados “novos movimentos sociais”, em contexto de globalização, aquele triplo mandato é reconfigurado, quer em torno das novas exigências da economia global, quer através do aparecimento do que se poderia chamar “novas formas de cidadania”.
A Unidade Curricular de Questões Aprofundadas de Política da Diferença visa analisar as relações emergentes entre a educação, o desenvolvimento económico e social e as diferenças nas suas mais diversas dimensões: sala de aula, sistema educativo, mercado de trabalho, etc. A análise das políticas da diferença será levada a cabo através dos cinco ‘lugares’ em que os mandatos educativos e as diferenças se confrontam: o corpo, o trabalho, a cidadania, a identidade e o território

Assim, os objectivos perseguidos são:

- Identificar a matriz moderna dos discursos em educação
 Relacionar os mandatos endereçados à educação com os actuais desenvolvimentos das políticas e do campo social da educação.

- Relacionar os mandatos educativos aos níveis global, nacional e local (e suas interacções)

- Conhecer teorizações sobre o modo como o Estado, a economia e a sociedade se estão a desenvolver e a reconfigurar os mandatos educativos

- Caracterizar as formas emergentes de cidadania com base na afirmação identitária e da reflexividade social

- Analisar os ‘lugares’ (o corpo, trabalho, cidadania, identidade e território) na sua interacção com a educação
 Identificar em textos de políticas educativas e de educação os impactes dos ‘lugares’ analisados.

-Analisar as políticas educativas em Portugal no contexto da rede global da sociedade e da economia do conhecimento.
 Extrair consequências para o contexto português da reconfiguração do mandato endereçado ao sistema educativo pela “Europa do conhecimento

Socioantropologia do Desenvolvimento e da Cultura

DE202 - ECTS
O domínio de educação e diversidade cultural tem como propósito principal aprofundar questões relacionadas com uma educação (escolar e contínua), sensível à troca entre universos de sentido diferentes e, em grande medida, incomensuráveis, no apelo a um procedimento hermenêutico, não confinado a simples método de interpretação mas como tese; por outro lado, facilitadora de uma leitura crítica do quadro do nosso tempo, tendo por referência a interferência das relações de produção, experiência e poder nas políticas sociais, económicas e culturais dos estados-nação, em tempo de globalização. Rentabilizando conhecimentos adquiridos e desenvolvidos em anos recentes, através de investigação no campo da educação para a multiculturalidade, esta especialização proporcionará, aos formandos e formandas, a possibilidade, não só de conhecer e reflectir sobre conceitos e práticas desenvolvidas nesse campo, como envolver-se num projecto de investigação que se informa e se operacionaliza na mesma base.
Neste sentido, com Questões Aprofundadas de Socioantropologia do Desenvolvimento e da Cultura, pretende-se equipar cognitivamente os/as estudantes para as tarefas inerentes à análise e compreensão das relações entre educação, desenvolvimento e cultura sob o impacto da globalização, e seus efeitos.

Assim, os objectivos perseguidos são:

- Conjugar uma formação aprofundada da área da sociologia e da antropologia com os desígnios da investigação em educação e diversidade cultural.
- Preparar especialistas em ciências da educação para a investigação e a intervenção nos múltiplos processos do desenvolvimento e da cultura.
- Qualificar para o exercício de funções de animação comunitária e de formação permanente e para a coordenação de projectos e actividades de formação contínua de docentes na área da educação e diversidade cultural.

Dotar mestrandas/os de competências para:
- manipular noções operatórias fundamentais no domínio da antropologia e da sociologia;
- comprender a realidade social como um todo articulado;
- agir em grupos socio-culturalmente heterogéneos;
- produzir conhecimento inerente às práticas investigativas.

Sociologia dos Dispositivos de Mediação

OP103 - ECTS

Violência de Género na Escola e na Família

OP111 - ECTS Esta unidade curricular estrutura-se em três eixos: o primeiro o do conhecimento teórico, envolvendo as/os estudantes nas diferentes perspectivas teóricos, assim como as diferentes abordagens epistemológicas para conhecer o fenómeno da violência de género, com maior incidência nos contextos escolares e familiares; o segundo, o do desenvolvimento de competências de análise crítica e reflexiva acerca dos modelos de intervenção e de prevenção da violência e das respostas das políticas sociais em Portugal e noutros contextos; o terceiro, a construção de dispositivos de intervenção de profissionais das Ciências da Educação no campo da prevenção da violência de género em contextos de educação formal e familiares.
Objectivos gerais:
Aprofundar conceitos acerca da violência de género a partir de diferentes perspectivas teóricas;
Analisar criticamente contextos educativos e mecanismos de poder na construção social de uma cultura de tolerância à violência de género;
Reflectir sobre a articulação entre as dinâmicas do poder, os movimentos sociais e a mudança na construção sócio-histórica em torno da violência de género
Identificar e analisar perspectivas, modelos e políticas sociais na resposta à violência de género;
Conceber a intervenção educativa em projectos sócio-culturais na prevenção da violência de género numa perspectiva multidisciplinar.
Competências a desenvolver:
Posicionar-se criticamente face a diferentes perspectivas teóricas em torno das dinâmicas da violência de género;
Desenvolver dispositivos de análise de situações, contextos e mecanismos indutores de violência;
Realizar diagnósticos e elaborar projectos de intervenção na prevenção da violência na escola e na família;
Desenvolver competências de escuta, de indentificação dos sinais do processo de vitimização, de atendimento e de intervenção em situações que envolvam dinâmicas de violência;
Desenvolver competências de trabalho em rede e em parceria interinstitucionais e pluridisciplinares para coordenar recursos no combate à violência de género.

Cidadanias e Diversidade

MED201 - ECTS Procura trazer para a formação de estudantes questões postas pelo confronto com cidadania na sua relação com o estado, com comunidades, na sua relação entre inidividuos, na sua acepção estreita com direitos civis, políticos, sociais e com os de nova geração, culturais. A partir dái, incide sobre inclusão/exclusão e a diversidade socio-cultural.

Objectivos da formação
. ler e interpretar a realidade social na sua complexidade;
. debater conceitos de cidadania, inclusão/exclusão, diversidade cultural
. conhecer contribuições marcantes nas questões mencionadas
. identificar processos e contextos sociais geradores de exclusão/ inclusão

Competências (relativas ao perfil)
. análise crítica de dispositivos e contextos sócio-educativos em torno da igualdade e diversidade, da protecção social, da produção e acesso à cultura;
. investigação em educação, por referência a contextos de educação formal e não-formal e de natureza social, cultural

Resultados da aprendizagem
. análise crítica de dispositivos e contextos sócio-educativos em torno da igualdade e diversidade, da protecção social, da produção e acesso à cultura;
. concepção de projectos sócio-educativos e comunitários;


Currículo, Gestão e Avaliação Educacional

DE303 - ECTS APRESENTAÇÃO
Esta unidade curricular visa criar condições que permitam aos estudantes do mestrado em Ciências da Educação, que frequentam o domínio “Currículo, Gestão e Avaliação Educacional”, um aprofundamento teórico dos campos que o atravessam e que seja mobilizável no desenvolvimento de competências de análise de quadros normativos de referência e de situações e contextos concretos, tais como o recente quadro normativo de gestão educacional e de autonomia das escolas, as orientações curriculares para os ensinos básico e secundário e a avaliação das escolas destes níveis de ensino.
No quadro do perfil de formação definido para os estudantes do 2º ciclo de Ciências da Educação, é intenção desta unidade curricular criar condições que permitam o desenvolvimento de competências de problematização e de reflexividade sobre o sistema educacional em geral e sobre processos de governação das escolas e de organização e desenvolvimento do currículo, em particular, susceptíveis de gerarem novas leituras dessas situações, em si configuradoras de propostas alternativas. Assim, pretende-se com esta unidade curricular construir instrumentos analíticos, teoricamente sustentados, que apoiem a compreensão destas situações educacionais.

OBJECTIVOS
- Aprofundar conhecimentos teóricos relacionados com o currículo, a gestão e a avaliação educacional;

- Caracterizar discursos legais, discursos académicos e discursos da instituição escolar que orientam e configuram o currículo, a gestão e a avaliação educacional nos ensinos básico e secundário;

- Caracterizar, nas perspectivas política, sociológica e organizacional, processos de governação democrática das escolas em Portugal;

- Identificar as implicações de uma liderança responsável e ao serviço da comunidade na mediação e nos resultados organizacionais, na articulação com os Stakeholders e na percepção do risco e dos limites da tomada de decisão;

- Desenvolver pequenas pesquisas que tenham como focos de estudo situações relacionadas com o currículo, gestão e avaliação educacional.

COMPETÊNCIAS
- Capacidade de leitura/estudo de situações relacionadas com o currículo, a gestão e avaliação educacional e o governo das escolas, fundamentadas em quadros teóricos de referência

- Capacidade de assegurar a concretização de intervenções nos domínios do currículo, da gestão e da avaliação educacional e do governo das escolas ajustadas à diversidade e complexidade das situações
- Capacidade de configurar mediações em processos de organização e desenvolvimento do currículo, de gestão e avaliação educacional que favoreçam a qualidade educativa e o sucesso escolar.



Desenvolvimento Local e Formação de Adultos - Avaliação para o Aperfeiçoamento da Formação

DE304 - ECTS - Debater o estatuto de cientificidade da avaliação
- discutir princípios subjacentes ao conceito de avaliação;
- problematizar aspectos da tensão controlo/avaliação e objectividade/subjectividade;
- analisar processos de exercício de poder através da avaliação e respectivas consequências;
- discutir implicações de processos de negociação sobre o desenho da avaliação;

Desenvolvimento Local e Formação de Adultos - Contextualização e Profissionalização

OP203 - ECTS Objectivos (learning outcomes)
- Reflectir sobre as configurações do modelo de educação escolar, de forma a explicitar o campo de debate em torno da Escola e da educação escolar;
- Confrontar os espaços de educação formal com os espaços de educação não-formal, como operação decisiva no âmbito de interpelação dos desafios educativos que se colocam nas sociedades contemporâneas;
- Conhecer conceitos, teorias e informações que permitam uma análise crítica dos sistemas, modalidades e processos de formação na sua relação com a profissionalização;
- Analisar e realizar investigação sobre os sistemas, modalidades e dispositivos de formação em Portugal;
- Reflectir sobre o sentido e o papel do conhecimento e da sua produção, nos dispositivos de formação e de profissionalização;
- Relacionar características da formação, percursos de vida e desenvolvimento profissional.
Competências
- Analisar, individualmente e em cooperação, modelos de formação em diferentes contextos práticos, identificando componentes, opções, impactos e sua inserção sócio-política ou institucional;
- Identificar, individualmente e em cooperação, fundamentos epistemológicos e metodológicos que subjazem a diferentes perspectivas e bases sócio-políticas;
- Tomar posição argumentada e esclarecida sobre propostas e análises da formação de professores e formadores;
- Valorizar, na análise dos sistemas e práticas de formação, as dimensões pessoal e relacional das mudanças no sentido da inovação;
- Analisar criticamente os diferentes tipos de intencionalidades educativas que se afirmam através dos projectos de formação que se consubstanciam no campo da Animação Sócio-Cultural


Desenvolvimento Local e Formação de Adultos - Gestão da Formação

OP204 - ECTS A Unidade Curricular visa abordar o gestão da formação segundo três vertentes:
- a vertente das organizações e dos programas de formação e educação de adultos;
- a vertente dos procedimentos específicos à formação e educação de adultos;
- a vertente dos processos de interacção em contexto de produção de trabalho formativo.
Elenca assim, em síntese, os seguintes objectivos específicos:
- Compreender a articulação entre a formação e o trabalho no contexto específico da formação e educação de adultos;
- Identificar especificidades do público-alvo da educação de adultos;
- Distinguir distintas abordagens dos processos de negociação na interacção humana.

Educação e Animação Sócio-Cultural

DE302 - ECTS A principal finalidade desta unidade curricular consiste:

a) num primeiro momento, em criar a oportunidade para que as estudantes possam contactar com relatos de experiências de investigação sobre a concepção, a implementação e a avaliação de projectos de intervenção tanto no domínio da educação não-formal, como no domínio das iniciativas relacionadas com o entretenimento, o lazer e a recreação que expressam as potencialidades do processo de afirmação e de participação dos indivíduos como actores no seio das comunidades em que vivem.
b) num segundo momento, em propiciar a criação de momentos de cooperação, de reflexão e de debate que favoreçam:
a apropriação da informação mais significativa, no que às temáticas em apreço diz respeito;
o aprofundamento e contextualização do espaço teórico que essas mesmas temática delimitam;
a produção de leituras interpelativas relacionadas com a temática em causa.
c) num terceiro momento, em estimular o desenvolvimento de pequenos projectos de investigação sobre as temáticas em causa.

Resultados esperados

Através da formulação dos objectivos enunciados pretende-se que os estudantes possam:

a) Participar em debates subsequentes à organização de palestras sobre as temáticas de referência da unidade curricular em questão;
b) Produzir documentos de reflexão pessoal que contribuam quer para uma discussão consequente acerca dos desafios que, do ponto de vista teórico, se colocam a quem aborda estas temáticas, quer para alargar o espaço de reflexão sobre outras problemáticas adjacentes;
c) Desenvolver competências de investigação no domínio que delimita e justifica esta unidade curricular.



Ética e Trabalho em Educação

MED202 - ECTS Objectivo Geral:

Intentar um espaço reflexivo que favoreça o desenvolvimento da consciência ética no exercício em Ciências da Educação.

Objectivos Específicos:

Desenvolver o domínio de conceitos constitutivos da problemática em estudo;
Desenvolver capacidades de análise de situações profissionais numa perspectiva ética.

Investigação sobre as Práticas Profissionais dos Formadores

OP202 - ECTS • Reflectir sobre paradigmas e metodologias de investigação em Educação;
• reflectir sobre a questão da produção do conhecimento científico enquanto actividade humana específica;
• identificar especificidades da investigação em educação, bem como as respectivas consequências no processo de pesquisa;
• analisar criticamente as potencialidades descodificadoras da realidade das diferentes metodologias de pesquisa;
• contribuir para um desenho, metodologicamente informado, dos projectos de investigação.

Juventudes, Sexualidades e Cidadanias

OP201 - ECTS O programa centra a sua atenção na problematização sociológica das relações entre juventude e sexualidades, saúde sexual e educação das juventudes, à luz duma concepção de cidadania alargada, a todas/os sujeitos sociais e esferas da vida dos indivíduos, incluindo a cidadania sexual e da intimidade. Desta forma há a preocupação com a compreensão dos processos educacionais, modelos e politicas de educação sexual da juventude com a produção das culturas e identidades jovens, como os direitos sexuais e reprodutivos; os problemas sócio-educativos relacionados com educação na sexualidade - gravidez adolescente, DST e parentalidade jovem, etc.
Assim, o tema das sexualidades jovens é concentrado numa perspectiva educacional e de cidadania, além de visibilizar «retratos sociais» neste âmbito, busca dialogar com contribuições teóricas presentes no campo, que tanto focam nas relações sócio-históricas para emergir as politicas, como desocultam contextos e processos de construção dos temas e agendas da mudança. Isto é uma forma de considerar analiticamente vários contextos e politicas sociais, de saúde e de educação, tal como os saberes e tecnologias profissionais requeridos, indo além das perspectivas naturalizadas de «risco», «patologia», «moralidade» ou mera saúde num corpo objectivado. Há assim lugar para uma problematização critica tanto dos rumores e pânicos que agem no campo da tradição da heteronorma sobre o amor e a vida como se visibilizam as dinâmicas plurais e os clamores de mudança de quem reclama cidadania e democracia na vida, nas instituições e na sociedade.
A unidade curricular enfatiza particularmente o lugar das diversas instituições educativas formais e não-formais na construção e re/produção de identidades particulares; na legitimação de formas dominantes de conhecimento. Igualmente, toma em atenção as formas dominantes de saber e de agir.
Assim, a reflexão sobre formas alargadas de cidadania sexual procura ser o eixo estruturante do programa e do seu objecto.

Objectivos
- Contribuir para uma conceptualização das perspectivas relevantes para uma sociologia da sexualidade e educação, mobilizando capacidades para reforçar leituras complexas das realidades fortalecendo uma visão holística das problemáticas educacionais.
- Contextualizar, identificar e interpretar problemas e situações sócio-educativas e diferentes perspectivas sobre sexualidades da juventude. São assim relacionadas cidadania sexual, género e poder, com políticas e práticas de inclusão e de direito ao corpo e ao bem-estar sexual.

Competências visadas
Tendo em conta a acção profissional, ou de pesquisa, designadamente no âmbito da formação ao nível do 2º ciclo de Mediadores Sócio-Educativos e da Formação em CE, esta disciplina pretende contribuir para abrir horizontes e suscitar olhares interpretativos de pesquisa ou de intervenção. Visa-se gerar,
- capacidade de compreender e identificar instrumentos de leitura sociológica educacional no campo das sexualidades jovens na sua multidimensionalidade e complexidade -
- capacidade de identificar objectos de pesquisa e de intervenção neste ‘novo’ campo educacional.

Mediação de Conflitos

OP106 - ECTS Esta unidade curricular pretende complementar a formação inicial numa área emergente, proporcionando às/aos estudantes uma compreensão da mediação nas suas diferentes dimensões de prática de cidadania, dispositivo institucional e estratégia de resolução de conflitos. A unidade curricular visa a promoção do exercício da cidadania e o desenvolvimento de um dispositivo de redução da conflitualidade social.
Pretende igualmente identificar e discutir potencialidades e limitações da mediação enquanto mecanismo de gestão da mudança e da conflitualidade sociais, em particular naquilo que se refere aos contextos formativos e do trabalho social.
Objectivos, expressos em termos de learning outcomes:
- identificar da natureza dos conflitos, tendo em conta as características das partes neles envolvidos;
- dominar de técnicas básicas de negociação integrativa e distributiva;
- planificar e conduzir de processos de mediação;
- planear intervenções de mediação em contextos sócio-educativos e de trabalho social.
Competências a adquirir:
- utilizar de técnicas básicas de negociação;
- exercer a função de mediador/a.
- desenhar programas de mediação em contextos sócio-educativos e de trabalho social.

Metodologias de Investigação em Educação

MED200 - ECTS Objectivos gerais
- aprofundar e alargar a reflexão sobre os quadros de referência fundadores da investigação em educação;
- fornecer conhecimentos básicos estruturantes do procedimento de investigação
- permitir o contacto teórico e prático com métodos e técnicas específicas de investigação.

Finalidades e objectivos específicos do módulo Dinâmicas da Investigação em Educação
- informar as escolhas básicas subjacentes ao processo de investigação, procurando equipar estudantes com quadros de referência teórico-metodológicos fundadores da investigação em Educação, que viabilizem uma condição critica para as escolhas metodológicas ajustadas ao objecto de investigação; finalidade a ser cumprida dando relevo central a obras e autores estruturantes;
- aprofundar o conhecimento das abordagens e polémicas que caracterizam a história e a actualidade da problemática da investigação em ciências da educação; finalidade a ser cumprida dando relevo a paradigmas e metateorias estruturantes;
- permitir a partilha com investigadores no que diz respeito, quer aos processos de investigação - a partir da experiência concreta dos próprios - quer no que diz respeito a autores e obras que foram (são) referências na sua investigação; finalidade a ser cumprida a partir de “encontros” com investigadores/as.

- reflectir sobre paradigmas de investigação em Ciências Sociais e em Educação, em função de problemáticas a investigar;
- analisar criticamente questões centrais que atravessam os processos investigativos;
- desenvolver a capacidade de realizar escolhas metodológicas apropriadas a um objecto de estudo;
- debater polémicas que têm atravessado o campo de investigação em Educação.


Questões Aprofundadas em Educação e Diversidade Cultural

DE301 - ECTS Objectivos
(expressos em learning outcomes ? aprendizagem)
Aprofundar conceitos em torno da educação e diversidade cultural;
Analisar criticamente contextos educativos e mecanismos de poder na construção social da educação formal, não formal e informal;
Aprofundar o conhecimento acerca da estrutura social, nas diferentes dimensões do poder e das estruturas de diferença e desigualdade pela classe social, género, etnia, ?
Reflectir sobre a articulação entre as dinâmicas do poder, os movimentos sociais e a mudança social

Competências
(enunciação em termos do agir em situação profissional real)
Posicionar-se criticamente face a diferentes perspectivas teóricas acerca da educação e diversidade cultural;
Desenvolver dispositivos de análise de situações, contextos e mecanismos de produção e reprodução cultural;
Desenvolver competências de investigação em torno das problemáticas centrais deste domínio.

Estágio com Seminário e Supervisão

MED300 - ECTS

Mediação Social e Educativa

MED302 - ECTS

Metodologia de Avaliação de Projectos

MED301 - ECTS Pretende-se que o trabalho a desenvolver nesta UC permita que os estudantes:
Conheçam e confrontem representações pessoais sobre avaliação
Conheçam e compreendam critérios de cientificidade da avaliação
Reflictam sobre princípios subjacentes ao conceito de avaliação
Debatam especificidades de diversos modelos de avaliação
Reflictam sobre características, funções e efeitos de diversos tipos de avaliação, tendo como base os princípios que lhes estão subjacentes
Analisem papéis que incumbem a avaliadores e avaliados em diversos modelos avaliativos.

Pretende-se, assim, promover a aquisição, por parte dos estudantes, das seguintes competências:
Discutir e tomar posição em relação a critérios de cientificidade da avaliação.
Debater especificidades de diversos modelos de avaliação
Analisar características, funções e efeitos de diversos tipos de avaliação, tendo como base os princípios que lhes estão subjacentes.
Analisar papéis de avaliadores e avaliados em diversos modelos avaliativos
Analisar/aplicar modos de avaliar diversos a propósito de projectos e de instituições várias.

Questões Aprofundadas em Metodologia da Investigação (com laboratório)

MED401 - ECTS Objectivos

- Identificar questões pertinentes de pesquisa
- Realizar pesquisa bibliográfica usando os meios electrónicos da actualidade
- Situar a pesquisa no quadro de conhecimentos existente
- Fundamentar as opções metodológicas no que respeita ao desenho da pesquisa, ao campo de estudo e aos meios de recolha e de análise de dados
- Recolher dados tendo em conta o quadro social da pesquisa em educação
- Interrogar os quadros teóricos e epistemológicos subjacentes à pesquisa

Competências

Desenhar e organizar pesquisas autonomamente
Participar em equipas de investigação

Supervisão do Relatório/Dissertação

MED402 - ECTS

Trabalho de Campo e Dissertação

MED400 - ECTS
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2019 © Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Última actualização: 2012-12-06 I  Página gerada em: 2019-02-20 às 05:56:47 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais