Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Logótipo
Você está em: Início > Cursos/CE > MIPSI > Informação para Candidatos
Mapa das Instalações

Cursos

Mestrado Integrado em Psicologia

Dados Gerais

Código Oficial: 9555
Sigla: MIPSI

Diplomas

  • Mestrado em Psicologia - Área de Especialização em Psicologia Clínica e da Saúde (300 Créditos ECTS)
  • Mestrado em Psicologia - Área de Especialização em Intervenção Psicológica, Educação e Desenvolvimento Humano (300 Créditos ECTS)
  • Mestrado em Psicologia - Área de Especialização em Psicologia do Comportamento Desviante e da Justiça (300 Créditos ECTS)
  • Mestrado em Psicologia - Área de Especialização em Psicologia das Organizações, Social e do Trabalho (300 Créditos ECTS)
  • Licenciatura em Ciências Psicológicas (180 Créditos ECTS)

Unidades Curriculares

Epistemologia e História da Psicologia

P109 - ECTS

Esta unidade curricular pretende possibilitar aos estudantes:

- conhecer as principais tradições epistemológicas e sua importância na reflexão sobre o conhecimento cientifico.

- conhecer os principais acontecimentos e movimentos teóricos da Psicologia e situa-los no momento/contexto histórico-cultural, nomeadamente no que se refere à ligação Filosofia-Psicologia e ao desenvolvimento da Psicologia como ciência.

- aplicar teorias epistemológicas ao desenvolvimento da Psicologia como ciência.

- recolher, selecionar e interpretar informação relevante na História da Psicologia e na Epistemologia aplicada a esta.

- apresentar capacidade de aprendizagem autónoma e de análise crítica na reflexão sobre a aplicação da Epistemologia à História da Psicologia.

Escrita e Ciência

P108 - ECTS

Esta unidade curricular tem como objectivos: - Valorizar a leitura e a escrita como práticas privilegiadas da comunicação em ciência. - Pensar criticamente sobre temas das ciências sociais e humanas. - Compreender a escrita enquanto utensílio do pensamento. - Usar a escrita como meio de expressão e auxiliar do pensamento. - Conhecer os principais formatos da comunicação científica. - Utilizar eficientemente algumas ferramentas de apoio à produção escrita. - Conhecer e desenvolver estratégias pessoais de escrita. - Monitorizar e regular a escrita de acordo com os princípios da escrita científica.

Estatística I

P107 - ECTS

1. Compreender e aplicar de forma apropriada procedimentos da estística univariada descritiva e inferencial, recorrendo à utilização de um software estatístico como o SPSS (Statistical Package for Social Sciences). 2. Seleccionar e aplicar, de forma crítica e fundamentada, o procedimento estatístico mais apropriado. 3. Apresentar os resultados utilizando tabelas e gráficos e de interpretar os resultados de forma correcta. 4. Realizar estudos simples onde aplicam estes procedimentos. 5. Utilizar a linguagem estatística ao nível da compreensão e da escrita de relatórios de investigação.

Ética e Deontologia em Psicologia

P404 - ECTS
Tornar os estudantes capazes de:

1. Identificar, reconhecer e refletir criticamente sobre as dimensões política, axiológica, ética e deontológica da psicologia, como ciência e profissão, com destaque para as práticas profissionais da psicologia.

2. Diferenciar ética e deontologia enquanto dimensões reguladoras das práticas profissionais em Psicologia.

3. Integrar os elementos estruturantes das dimensões ética e deontológica da cultura profissional dos psicólogos considerando estruturas (princípios) e processos (normas/regras).

4. Compreender e apreciar criticamente documentos normativos da profissão de psicólogo, nomeadamente o Código Deontológico dos Psicólogos Portugueses.

5. Mobilizar princípios e valores éticos e regras e normas deontológicas em situações e contextos específicos do exercício profissional do papel do psicólogo.

6. Reconhecer a importância das aprendizagens realizadas sobre ética e deontologia aplicando-as ao/no contexto imediato da sua formação académica enquanto estudantes de psicologia.

Iniciação aos Sistemas de Regulação Biológica do Comportamento

P111 - ECTS Fornecer as bases dos modelos de explicação biológica do comportamento, iniciando os estudantes à linguagem dos sistemas biológicos e à análise crítica das relações entre o sistema biológico como um conceito global e o meio, por um lado, e o cérebro como o sistema de regulação dos comportamentos de adaptação ao meio, por outro.

Introdução às Ciências Sociais

P100 - ECTS

• Sensibilização para os aspectos biológicos do comportamento social humano. Capacidade de análise das culturas humanas quando comparadas com as culturas primatas não-humanas. • Familiarização com a evolução do pensamento sobre a sociedade e as relações sociais tendo em conta as condições sociais, económicas, políticas e religiosas. 

Métodos de Investigação em Psicologia

P102 - ECTS

1. corte epistemológico entre o senso-comum e a abordagem científica enquanto formas de conhecimento;
2. análise do posicionamento do investigador face ao objecto de estudo, quer enquanto perito quer enquanto actor social;
3. "know-how" relativo às metodologias descritivas e inferenciais de abordagem de fenómenos psicológicos, e à sua articulação na realização de um programa de investigação.

Psicologia da Aprendizagem

P104 - ECTS

(1) Obter conhecimentos básicos sobre os mecanismos de aquisição de comportamentos e conhecimentos;

(2) Saber os principais tipos de aprendizagem e teorias explicativas;

(3) Conhecer e compreender parte da literatura científica mais relevante desta área;

(4) Proporcionar oportunidades de contacto com estudos e investigações clássicos e recentes de alguns tipos representativos de aprendizagem humana.

Estatística II

P207 - ECTS

1. Compreender o racional associado aos procedimentos estatísticos recorrendo ao software estatístico IBM SPSS Statistics; 2. Selecionar e aplicar, de forma crítica e fundamentada, os procedimentos estatísticos mais apropriados aos problemas de investigação apresentados; 3. Interpretar de forma crítica os resultados da investigação; 4. Detetar diferenças entre grupos e entre diferentes medições no tempo; 5. Analisar a relação entre variáveis, bem como identificar os preditores relevantes de um determinado fenómeno; 6. Apresentar os resultados, relevantes para a comunidade científica, utilizando tabelas e gráficos; 7. Realizar estudos simples onde aplicam procedimentos estatísticos; 8. Dominar a linguagem estatística ao nível da compreensão e da escrita de relatórios de investigação; 9. Desenvolver o pensamento crítico sobre a aplicação dos procedimentos estatísticos em publicações científicas.

Introdução à Genética Humana

P110 - ECTS

Habilitar os alunos com conceitos básicos e metodologias de análise em Genética Formal, Populacional, Citogenética e Genética Molecular Humanas, e suas aplicações no campo da Psicologia. Espera-se que o quadro conceptual e as ferramentas adquiridas possam ser úteis nas áreas da psicologia aplicada, ensino, investigação ou noutras de vertente mais aplicada.

Neurociências

P103 - ECTS

O principal objectivo da unidade curricular é que o estudante tome contacto com uma óptica filo-ontogenética, estrutural e funcional, do Sistema Nervoso.
Com este propósito, o programa está concebido partindo do modelo filo-ontogenético como organizador estrutural e funcional do SNC, sendo que para os diferentes componentes programáticos se estruturam em torno de uma perspectiva evolutiva e desenvolvimental daquele Sistema.

Com esta organização do programa, pretende-se que os estudantes apreendam os principais componentes do SN partindo das interacções desenvolvimentais com as influências contextuais, em cada período do desenvolvimento.

Perceção e Atenção

P211 - ECTS

As aulas têm por objectivo expor e discutir os modelos e teorias actuais da percepção e atenção. Além do enquadramento teórico serão também abordadas as metodologias de investigação empírica da percepção e atenção no domínio da psicologia cognitiva experimental bem como as respectivas implicações e as aplicações em múltiplos domínios.

Psicologia da Memória

P201 - ECTS

(1) Expor os grandes temas de investigação na área da memória humana, nomeadamente os modelos e processos de memória e os vários tipos considerados; (2) Conhecer e compreender parte da literatura científica mais relevante desta área; (3) Apresentar e discutir casos neurológicos de défices e excessos de memória e o modo como a análise destes casos contribuiu para o aperfeiçoamento dos modelos de memória mais recentes; (4) Proporcionar aos alunos a oportunidade de participarem em tarefas e experiências de avaliação de alguns dos tipos mais representativos da memória humana.

Psicologia Diferencial da Inteligência e da Personalidade

P203 - ECTS

- Adquirir conhecimentos acerca das principais perspetivas teóricas da inteligência e da personalidade e dos principais resultados empíricos relativos às diferenças intraindiviuais, interindividuais e intergrupais (género, nível socioeconómico NSE, geração, …) e sua origem.

- Reflectir acerca das implicações éticas, sociais e políticas dos conhecimentos adquiridos;

- Argumentar fundamentadamente sobre várias problemáticas relativas às diferenças intelectuais e da personalidade em função do grupo de pertença.

Psicologia do Desenvolvimento da Criança

P209 - ECTS

O primeiro ponto programático do curso pretende promover a aquisição de conhecimentos básicos relativos à compreensão dos processos de desenvolvimento da criança. Daí a ênfase na problematização de temas como a noção de desenvolvimento e na apresentação das grandes perspetivas conceptuais de abordagem do desenvolvimento humano sem esquecer as discussões teóricas acerca da continuidade e descontinuidade dos fenómenos desenvolvimentais. Os três pontos seguintes visam a aquisição de conhecimento acerca dos padrões do funcionamento psicológico em cada grande etapa do desenvolvimento infantil. Finalmente, o quinto ponto, assegurado no âmbito de aulas práticas, está diretamente relacionado com a consecução dos propósitos de promover competências de observação e de investigação em Psicologia do Desenvolvimento.

Dislexia e Discalculia

P829 - ECTS

Este curso visa proporcionar aos estudantes conhecimentos sólidos e cientificamente informados sobre as perturbações do neurodesenvolvimento, em particular sobre a dislexia e a discalculia.

Especificamente, são abordados aspectos ligados à descrição, desenvolvimento, intervenção e avaliação das competências de leitura e cálculo.

É também objectivo melhorar as competências de reflexão crítica e comunicação dos estudantes no campo específico das perturbações do desenvolvimento.  

Estatística III

P406 - ECTS

1. OBJETIVOS GERAIS

- Aprofundar conhecimentos adquiridos nas UCs precedentes (Estatística I e II)

- Compreender a relação entre metodologias de investigação e procedimentos de análise de dados


2. ORIENTAÇÃO CONCEPTUAL DA UC

- É explicitado em cada módulo a medida na qual os conteúdos das Estatísticas I e II estão articulados e são necessários para as aquisições propostas nesta UC.

- Em termos de orientação conceptual, remete-se para o carácter “subsidiário” da análise estatística dos dados relativamente às metodologias de investigação que os sustentam. Remete-se, portanto, para a relação com outras UCs centradas nas metodologias de investigação.

- Na orientação conceptual do “raciocínio estatístico” subjacente aos vários procedimentos abordados, o enfoque é colocado no princípio do contraste variância sistemática vs. variância erro. Este princípio é evidenciado nos modelos ANOVA ou na ACP, mas demonstra-se como está presente em modelos de complexidade crescente desde a Estatística I (testes t, ANOVAs simples e medidas repetidas, r, RM, etc.).

- Forte ênfase e valorização das competências de interpretação e apresentação de resultados estatísticos, sempre sustentados por análises adequadas ao objetivo da investigação.

- Reforço da importância das competências de análise de dados (i.e. uso do SPSS para realização de análise de dados), pela inclusão destas competências nos testes que fazem parte da avaliação da UC (ver Componente de Avaliação adiante).

Modelos Psicanalíticos e Humanistas

P303 - ECTS

Objectivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes) 
Reconhecer, identificar e situar-se perante uma síntese das principais características teorico-metodológicos dos modelos de intervenção psicológica psicanalíticos e humanistas nos contextos culturais, políticos, epistemológicos e cientifico-psicológicos da sua emergência Identificar os seus principais pressupostos ontológicos, epistemológicos e metateóricos Diferenciar, para cada grupo de modelos, as respectivas concepções sobre: o funcionamento psicológico humano a génese da disfuncionalidade psicológica as estratégias, metodologias, recursos e instrumentos de intervenção psicológica os processos de mudança psicológica activados Mobilizar as aquisições teorico-metodológicas no sentido de iniciar uma tentativa de conceptualização de problemas de consulta psicológica a partir de leituras de Freud e Rogers Compreender e integrar conhecimentos, competências e instrumentos destes modelos de intervenção psicológica, com especial incidência nas competências de atendimento inspiradas em Rogers.

 

Psicofisiologia

P200 - ECTS

O principal objectivo é que o/a estudante consiga pensar o comportamento em termos de regulações psicofisiológicas, organizadas numa estrutura tripartida:

1. regulação primária do comportamento;

2. regulação da interacção com o meio;

3. regulação dos processos autopoiéticos.

Para tal, os conteúdos programáticos estão organizados considerando a hierarquia anátomo-fuincional do cérebro e sistema nervoso, atendendo à sua ontogénese e filogénese, expondo-se da seguinte forma:

1. estruturas filogeneticamente conservadas e a regulação primária do comportamento;

2. o papel das estruturas subcorticais nos sistemas de regulação da interacção com o meio;

3. o papel das estruturas corticais na cognição e a regulação autopoiética.

Adicionalmente, ao longo do programa está sempre presente a preocupação em enquadrar esta leitura psicofisiológica do comportamento no plano de estudos do mestrado integrado em Psicologia. 

Psicologia do Desenvolvimento do Adolescente

P409 - ECTS

Esta unidade curricular pretende abordar os conceitos básicos da Psicologia do Desenvolvimento do Adolescente e sensibilizar os estudantes para as caraterísticas específicas da adolescência enquanto etapa do ciclo vital.

Psicologia do Pensamento

P300 - ECTS

1. Conhecer, a nível introdutório, os principais conceitos, descobertas e questões em aberto da psicologia dos processos cognitivos ligados ao pensamento, em particular a resolução de problemas, a tomada de decisão, o julgamento em condições de incerteza, a intuição e o raciocínio.

2. Familiarizar-se com a utilização do método experimental na investigação psicológica e apreciar o alcance, bem como os limites, da metodologia comportamental, usada solo ou em combinação com metodologias de imagem cerebral e electroencefalográficas.

3. Ser capaz de interpretar, analisar e sintetizar textos específicos no domínio, de nível de especialização inicial ou intermédia, e de estabelecer relações entre os conhecimentos adquiridos e situações da vida corrente em que a sua aplicação possa ser relevante.

Psicologia e Diversidade Socio-cultural

P414 - ECTS
 

Espera-se que as/os estudantes: descrevam conceitos chave para compreensão da diversidade humana; identifiquem tipos de opressão e discriminação; discutam estratégias de opressão e discriminação subtil e internalizada; desenvolvam a consciência cultural que lhes permita compreender e respeitar diferenças; desenvolvam auto-reflexão e auto-crítica acerca dos seus valores pessoais e como eles afectam as suas vidas e as suas relações com os outros. No final do curso, os/as estudantes deverão ser capazes de pensar criticamente sobre o modo como a categorização, e as classificações na base de estereótipos podem conduzir a julgamentos indevidos e ou injustos.

 

Psicologia Social

P301 - ECTS

1. conhecimento das macro-teorias estruturantes da Psicologia Social e sua relação com a fenomenologia dos indivíduos e grupos no seio dos contextos sociais (através das secções do programa);

2. assimilação dos conceitos centrais, teorias, modelos e investigação sobre a auto- e hetero-percepção e julgamento (secções 1-4), os determinismos sociais que operam sobre o pensamento e o comportamento (secção 5), os processos subjacentes às tensões sociais (secção 6), os processos intragrupais (secção 7);

3. compreensão da utilidade dessas teorias e modelos como grelhas de leitura de contextos sociais definidos e para a intervenção sobre as problemáticas emergentes nesses contextos;

4. apropriação do discurso metodológico-empírico da investigação em Psicologia Social, permitindo aos estudantes a analisar a produção do conhecimento em psicologia social, motivando-os a participar na construção desse discurso, e a utilizá-lo junto das comunidades científica e não-científica.

Qualificações e Competências nas Organizações e no Trabalho

P734 - ECTS

A uc Qualificações e Competências ns Organizações e no Trabalho tem como objetivo geral caraterizar a problemática do desenvolvimento de competências ao longo da vida profissional. O quadro teórico de referência apoia-se nas contribuições de diferentes disciplinas de forma a fornecer uma compreensão alargada desta problemática. Os principais objetivos são:

- caraterizar suncintamente o contexto social e económico presente na emergência da abordagem das qualificações competências nas Organizações

- clarificar conceitos e noções associados à competência através das contribuições da Psicologia, Ergonomia e Sociologia

- caracterizar algumas abordagens teóricas sobre o desenvolvimento de competências

Trabalhos Práticos em Psicologia Social

P310 - ECTS

. Introdução à Psicologia Social Experimental pelo contacto e reflexão sobre experiências clássicas versando fenómenos psicossociais nucleares no desenvolvimento da disciplina

. Aquisição de competências metodológicas básicas para a planificação e execução de estudos experimentais em Psicologia Social

. Reflexão sobre a diferenciação da abordagem experimental na investigação psicológica relativamente a outras abordagens

. Contacto com os constrangimentos próprios da execução de estudos experimentais em laboratório

. Reflexão sobre as características da experimentação: inferência causal, realismo mundano e realismo experimental, validade de constructo, validade interna e externa, definições operacionais, etc

. Reflexão sobre as implicações éticas inerentes à investigação psicológica, nomeadamente no domínio da Psicologia Social Experimental

. Contribuir para a valorização da investigação junto dos estudantes, enquanto componente importante para a sua formação.

Avaliação da Qualidade de Contextos Educativos

P741 - ECTS

- Enquadrar num racional ecológico-sistémico o processo de desenvolvimento e de aprendizagem;
- Conhecer modelos de avaliação da qualidade de contextos educativos;
- Identificar dimensões críticas dos contextos educativos na promoção do desenvolvimento e da aprendizagem;
- Conhecer estratégias de intervenção para promover o desenvolvimento e a aprendizagem em contexto educativo.

Dinâmica de Grupo

P306 - ECTS

Esta unidade curricular (UC) assume-se como uma introdução à Psicoterapia de Grupos. Os estudantes têm a experiência de integrar um grupo de desenvolvimento enquanto membros participantes, permitindo que as noções teóricas necessárias sejam assimiladas pela prática. Genericamente pretende-se que os estudantes desenvolvam competências ao nível da intervenção psicológica em grupos. Para tal, são abordados os critérios subjacentes à formação de um grupo, bem como os principais fenómenos grupais decorrentes do seu funcionamento, interligando a exposição teórica com a análise de situações práticas que se geram na sala de aula.

Modelos Comportamentalistas e Cognitivistas

P410 - ECTS

No final desta unidade curricular o estudante deve:

 

1 - Conhecer a pluralidade de discursos e de propostas de técnicas de intervenção psicológica no âmbito das perspectivas comportamentalistas e cognitivistas.

 2 - Saber analisar criticamente as diferentes conceptualizações de: (a) funcionamento e desenvolvimento psicológicos; (b) teoria da disfuncionalidade e (c) estratégias de mudança psicológica no âmbito do behaviorismo e cognitivismo clássico;

 3 - Ter adquirido conceitos referentes aos procedimentos de intervenção psicológica nos modelos teóricos considerados;

 4 - Ser capaz de reflectir sobre os diferentes modelos de intervenção apresentados, tendo em consideração o seu racional e as técnicas que dele derivam.

5- Compreender as implicações para a prática psicológica da decisão acerca do Modelo ou perspectiva epistemológica em que se insere

Psicologia da Educação

P601 - ECTS

Conhecer o contributo da Psicologia da Educação para o estudo e compreensão do comportamento e desenvolvimento do ser humano em contextos educativos.  
Desenvolver uma perspectiva integrada sobre a Psicologia da Educação e as suas relações com outros domínios e áreas da psicologia, ao nível teórico e aplicado.
Adquirir conhecimentos sobre o processo de ensino e aprendizagem, nos diferentes contextos educativos e em diferentes períodos do desenvolvimento, e conhecer/identificar teorias e modelos relevantes para a sua compreensão.
Relacionar a psicologia da educação com outras áreas do saber e com áreas de intervenção. Conhecer investigação relevante neste dominio.

Psicologia da Linguagem

P400 - ECTS

1. Conhecer, a nível introdutório, os principais conceitos, problemas e métodos da psicologia da linguagem, enquanto pilar de formação básica em psicologia cognitiva.

2. Conhecer as principais fases da realização de um estudo experimental em resultado de participar enquanto sujeito em investigações em curso no Laboratório de Fala, e ser capaz de sobre essa participação exercer reflexão avaliativa.

3. Conhecer e ser capaz de explicar ou produzir demonstrações de efeitos psicológicos selecionados relativos à linguagem (e.g., integracão audio visual, perceção categorial, os problemas da segmentação e falta de invariância).

4. Ser capaz de interpretar, analisar e sintetizar textos específicos no domínio, de nível de especialização inicial ou intermédia, e de estabelecer relações entre os conhecimentos adquiridos e situações da vida corrente em que a sua aplicação possa ser relevante.

5. Conhecer as principais convenções da escrita científica em psicologia e ser capaz de as utilizar, no todo ou em parte.

Psicologia da Motivação

P402 - ECTS

No final desta unidade curricular os estudantes devem ser capazes de:

- Identificar os principais conceitos e construtos motivacionais;

- Conhecer as grandes correntes teóricas no domínio da motivação e a sua evolução em função das mudanças de perspetiva que as sustentam;

- Compreender a importância da motivação na orientação do comportamento e na dinâmica da ação humana;

- Analisar os conhecimentos de forma crítica, sistematizá-los e estruturá-los em função dos seus níveis de generalidade e de importância;

- Utilizar os quadros teóricos para analisar problemáticas frequentes em diversos contextos de vida – escolar, profissional, familiar, de lazer e desportivo –, e para apreciar propostas de intervenção no domínio da motivação;

- Integrar nas suas conceções pessoais sobre a dinâmica da ação, aspetos relevantes das diversas perspetivas abordadas.

Psicologia do Desenvolvimento do Adulto e do Idoso

P500 - ECTS

 

 

São objetivos da UC: . promover a reflexão sobre o desenvolvimento na idade adulta e no idoso, à luz das perspetivas e dos conceitos abordados na unidade curricular; . capacitar os estudantes para a identificação dos contextos de vida mais significativos do adulto e do idoso, os processos que aí que decorrem e as principais mudanças que aí se operam, bem como o impacto na reorganização desenvolvimental do indivíduo e /ou dos sistemas em que participa; . consciencializar os estudantes para importância dos sentidos psicológicos, sociais e culturais da noção de envelhecimento; . conhecer e enquadrar numa perspetiva multissistémica o papel do psicólogo na promoção do desenvolvimento psicológico do adulto e do idoso.

 

 

Psicologia Social da Inclusão e da Exclusão

P309 - ECTS

No final do semestre os estudantes devem ter obtido uma perspectiva integrada sobre os fenómenos de inclusão e exclusão em diversos contextos da vida social, nomeadamente, dos pequenos grupos interactivos, das relações nas comunidades ou na sociedade em geral. 

Stress, Trauma e Burnout

P415 - ECTS

Esta disciplina pretende possibilitar aos estudantes:

- conhecer os mecanismos bio-psico-fisiológicos de stress e identificar sintomas de stress.

- diferenciar os conceitos de stress, de stress pós-traumático e de burnout como resposta ao stress ocupacional crónico e conhecer a sua aplicabilidade no contexto académico e laboral.

- conhecer estudos relevantes a nível internacional e nacional sobre stress, stress pós-traumático e burnout.

- conhecer formas de prevenção e de tratamento a nível individual e institucional.

- através de exercícios práticos conhecer estratégias de gestão de stress, diferenciar stress/ansiedade e saber avalia/identificar sintomas de stress, PTSD e burnout em estudantes e trabalhadores.

- apresentar capacidade de aprendizagem autónoma e de análise crítica na reflexão sobre a pertinência destes três conceitos no contexto atual.

Avaliação Psicológica I

P509 - ECTS Aquisição de competências para compreender o processo da avaliação psicológica, através da elaboração de estratégias de avaliação, utilização de metodologias e instrumentos, conceptualização dos resultados obtidos e elaboração de relatórios de avaliação em articulação com as aulas práticas. O processo de aprendizagem deverá ser realizado numa perspectiva crítica, tendo em linha de conta, as potencialidades e limites de cada metodologia, os contextos multiculturais, sociais e as implicações éticas das diferentes situações de avaliação psicológica.

Aquisição de conhecimentos de psicometria fundamentais e reflexão sobre metodologias de construção de testes psicológicos, nomeadamente aspetos relacionados com estandardização, fidelidade, validade e estudos normativos, de modo a percecionar as potencialidades e limites de cada instrumento e a sua influência na eficácia do processo de avaliação psicológica.

Demonstrar compreensão das relações entre as teorias de inteligência e as metodologias de avaliação cognitiva e de capacidades.

Contextos de Proteção da Criança

P512 - ECTS

Esta unidade curricular pretende abordar os conceitos básicos da Psicologia aplicada aos contextos de proteção da criança

Introdução à Sexologia

P610 - ECTS

 

A Unidade curricular de Introdução à Sexologia visa promover o conhecimento na área da sexologia enquanto ciência multidisciplinar da sexualidade.

 

Daremos a conhecer alguns dos mais proeminentes autores da história da sexologia e suas teorias, bem como os diversos paradigmas científicos mais globais que lhes serviram de contexto: O paradigma médico-biológico, o paradigma psicanalítico, o paradigma empírico-comportamentalista, o paradigma médico-farmacológico e o paradigma cognitivista.

 

Abordaremos ainda a resposta sexual, seus princípios psicofisiológicos e principais modelos de resposta sexual: Modelos clássicos (e.g., Ellis, Reich, Masters & Johnson e Helen Kaplan);  Modelos contemporâneos (Basson, 2000;Bancroft e Janssen, 2000).

 

Faremos também uma revisão da investigação sobre o papel de diferentes variáveis psicológicas na resposta e funcionamento sexual (e . g., personalidade, crenças, esquemas cognitivos, atribuições causais, expectativas, foco da atenção, emoções, etc.).

 

Por último abordaremos alguns temas relevantes em psicologia da sexualidade (e.g., neurociências e sexualidade, disfunções sexuais, sexualidade e incapacidade, agressão e compulsividade sexual).

 

Modelos Construtivistas e Sistémicos

P502 - ECTS

Através da confrontação com a pluralidade de discursos e de propostas de estratégias de intervenção no âmbito das perspetivas sistémicas e construtivistas  espera-se que o/a estudante: (a) adquira e analise criticamente diferentes conceptualizações (i) do funcionamento e desenvolvimento psicológicos, (ii) da teoria da disfuncionalidade psicológica, (iii) de estratégias de intervenção psicológica e (iv) dos processos de mudança psicológica; (b) adquira conceitos relativamente aos procedimentos e estratégias de intervenção psicológica nestes contextos teóricos; (c) apresente e discuta a pluralidade de discursos e de propostas de intervenção destas perspetivas; (d) analise criticamente as diferentes perspetivas, identificando as suas principais potencialidades e limitações; (e) se situar perante a diversidade de modelos de intervenção psicológica explorados ao longo da sua formação no primeiro ciclo (e.g., behavioristas, cognitivistas, psicanalíticos, humanistas, construtivistas, sistémicos)

Psicologia do Trabalho

P501 - ECTS

1. Conhecimento dos fundamentos históricos do quadro teórico e do projeto de intervenção da psicologia do trabalho contemporânea: premissas e desenvolvimento da sociedade industrial; sociedade industrial, ciências sociais, psicologia e psicologia do trabalho; evolução das formas e processos de trabalho;

2. Conhecimento e compreensão de um projeto específico de desenvolvimento da psicologia do trabalho; dos seus fundamentos epistemológicos; das suas relações com a ergonomia;

3. Compreensão dos conceitos fundamentais ao nível da intervenção em psicologia do trabalho;

4. Capacidade de compreender e situar teórica e epistemologicamente diferentes pontos de vista sobre a “mesma realidade”, enquanto elemento essencial à comunicação eficaz e à ação coerente no seio de equipas multidisciplinares.

Psicologia e Espaço(s)

P412 - 3 ECTS

 

Esta UC pretende sensibilizar e consolidar conhecimentos por parte dos estudantes numa área relativamente recente da psicologia, atendendo especialmente à sua articulação com outros domínios do saber. Referimo-nos a questões referentes ao ambiente edificado e construído pelo homem, às questões do urbanismo e suas influências/consequências na promoção ou não no desenvolvimento humano e no seu bem estar psicológico. A possibilidade de observar, refletir e discutir situações reais, quer sejam acerca de situações de vivências em espaço unifamiliares, espaços institucionais, ou a participação e vivência na construção e usufruto de espaços públicos permite ao estudante capacitar-se para a sensibilização (e eventual intervenção) neste domínio específico, aprofundando uma temática central na vida dos indivíduos – os seus espaços íntimos, sociais, públicos e comunitários – em que necessária e obrigatoriamente, habita, convive,  e vivencia ao longo da vida.

 

Psicologia Social Aplicada

P510 - ECTS

Introduzir a Psicologia Social Aplicada pelo contacto e reflexão sobre estudos realizados e sobre as estratégias de intervenção decorrentes dos mesmos, em contextos específicos. Contactar com áreas e contextos de aplicação da psicologia social. Conhecer os conceitos teóricos de base para a compreensão do impacto da psicologia social aplicada nos contextos abordados. Analisar e reflectir sobre estratégias sociais de intervenção acerca dos problemas apresentados e processos estudados.

Psicopatologia da Criança e do Adolescente

P503 - ECTS

1-Conhecimento das características das perturbações psicológicas mais frequentes das crianças e dos adolescentes
2-Domínio da diferenciaçãop entre elas
3-Conhecimento da dinâmica biopsicosocial envolvida em cada uma delas
4-Aquisição de competências gerais de avaliação da psicopatologia incluindo o contacto com alguns instrumentos de avaliação da psicopatologia especificamente utilizados com crianças e adolescentes e familiarização com o sistema de classificação do DSM
5-Reflexão sobre as implicações éticas e deontológicas da identificação e classificação das perturbações psicológicas

Rorschach Sistema Integrativo I

P308 - ECTS

Compreender a especificidade conceptual e metodológica do teste de Rorschach. Competências de aplicação do teste, incluindo a preparação do sujeito e a técnica de registo de respostas. Codificação das respostas com a centena de variáveis de codificação do sistema integrativo de Rorschach.

Trabalhos Práticos de Investigação Qualitativa

P603 - ECTS

• Conhecer as tradições epistemológicas, as características fundamentais e as diferentes fases da investigação qualitativa;

• Desenvolver competências de planeamento de investigação qualitativa em ciências sociais;

• Conhecer e aplicar métodos e técnicas de investigação qualitativa a diferentes níveis: recolha, análise e interpretação dos dados;

• Ser capaz de realizar um trabalho de investigação qualitativa, implementando as suas diferentes fases: definição do problema, planificação, desenho da investigação, elaboração das questões de investigação, selecção do (s) método (s) de recolha de dados, recolha de dados, análise e interpretação de dados.

• Adquirir competências para escrever um artigo científico sobre uma investigação qualitativa;

• Dominar procedimentos para garantir a qualidade e a validade dos dados e das interpretações em investigação qualitativa.

Avaliação Psicológica II

P609 - ECTS

Aprofundamento das competências sobre o processo de avaliação psicológica, adquiridas na UC Avaliação Psicológica I. Compreensão das relações existentes entre as teorias de personalidade e as metodologias de avaliação psicológica, as suas difernças, complementaridades e integração gradual. O racional teórico dos inventários de personalidade, escalas de auto-relato e técnicas projectivas ou baseadas no desempenho. As polémicas sobre as diferenças entre conceptualização e metodologia. Competências de aplicação, cotação e interpretação de testes de avaliação da personalidade, nomeadamente inventários e técnicas projectivas. Desenvolver competências de relacionamento com os clientes, domínio das técnicas operacionais e conceptualização integrativa dos diferentes resultados permitindo a compreensão do caso e apontar as caracteristicas susceptiveis de mudança.

Prática Psicológica com Crianças

P505 - ECTS

No final do semestre os estudantes devem ser capazes de: Dominar os conceitos chave do desenvolvimento e da comunicação e aplicá-los à prática psicológica com crianças e adolescentes. Aplicar técnicas de comunicação para o estabelecimento de uma relação empática e não avaliativa com crianças. Aplicar técnicas de comunicação facilitadoras da autoexpressão das crianças no contexto de uma entrevista. Elaborar questões abertas, precisas, simples e com linguagem adequada ao nível de desenvolvimento das crianças. Realizar entrevistas semiestruturadas com crianças visando a recolha de informação. Aplicar estratégias de distanciamento adequadas em função do nível de desenvolvimento proximal das crianças. Refletir sobre a informação recolhida e as competências de interação utilizadas durante as interações com as crianças, tomando como pano de fundo perspetivas teóricas acerca do desenvolvimento da criança e do processo comunicacional.

Práticas Laboratoriais de Neuropsicofisiologia

P205 - ECTS

Esta UC tem como objectivos dotar os estudantes da capacidade para:

1. demonstrar noções chave da investigação psicofisiológica e neuropsicofisiológica

2. descrever as características gerais dos estudos psicofisiológicos e neuropsicofisiológicos, bem como as fases de recolha dos respectivos índices;

3. definir as noções de técnica psicofisiológica e neurofisiológica, índice psicofisiológico e neuropsicofisiológico, captação, amplificação, modulação, filtragem, registo e análise;

4. reconhecer as variáveis investigáveis a partir das respostas e níveis de actividade fisiológica e neurofisiológica, assim como as bases (neuro)fisiológicas dos sinais em questão;

5. conhecer e exercitar os procedimentos de registo poligráfico, de eletroencefalografia (EEG), potenciais evocados (PE) e mapeamento da actividade eléctrica cerebral (BEAM), manipulando Variáveis Independentes, procedendo a registos, à sua análise e respectiva interpretação segundo modelos próprios das neurociências.

Psicologia Comunitária

P604 - ECTS

Objetivo geral da UC é promover a construção de quadros concetuais e metodológicos no domínio da Psicologia Comunitária

Especificamente, visa promover nos estudantes:

(a) Adquirir conhecimentos sobre projetos de intervenção comunitária e posicionar-se criticamente face aos mesmos;

(b) Analisar e questionar, de forma crítica e criteriosa, com base na investigação recente, objetivos, métodos e estratégias de cada uma das modalidades de intervenção nos sistemas pessoais e contextuais, relativamente a uma diversidade de problemas, populações e contextos;

(c) Desenhar projetos comunitários nos sistemas pessoais e contextuais: escola, família, organizações e comunidades;

(d) Apresentar e debater, oralmente e por escrito, investigações recentes de projetos de intervenção comunitária.

 

.

Psicologia das Organizações

P302 - ECTS

No final desta Unidade Curricular (UC) pretende-se que os estudantes desenvolvam (a) conhecimento geral sobre a Psicologia das Organizações enquanto disciplina e campo profissional; (b) conhecimento sobre os fenómenos psicológicos relacionados com o funcionamento das organizações, e teorias que lhes permitem compreender e explicar tais fenómenos; e, (c) meta-conhecimento das diferentes abordagens, das relações entre teorias e do seu enquadramento.

Psicologia do Comportamento Desviante

P403 - ECTS

- Conhecer e compreender o que é um comportamento desviante, designadamente ser capaz de distinguir esta noção de outras e compreender a sua relativização sócio-cultural e temporal;
- Conhecer os grandes temas do comportamento desviante, compreender a sua complexidade e ser capaz de os explicar, compreender ou interpretar tendo em conta os contributos das diferentes áreas disciplinares;
- Conhecer as principais explicações e teorias da Psicologia do Comportamento desviante e desenvolver competências para as aplicar a contextos e comportamentos específicos;
- Conhecer especificidades e contextos de intervenção do psicólogo nesta área

Psicologia do Consumidor

P611 - ECTS

- Conhecer a história da psicologia do consumidor

- Distinguir as principais abordagens psicológicas no estudo do comportamento do consumidor

- Reconhecer as etapas e influências no processo de decisão da compra

- Caracterizar as diferenças e semelhanças entre a compra planeada, impulsiva e compulsiva

- Conhecer os métodos de investigação no estudo comportamento do consumidor

- Reflectir sobre aspectos éticos relativos à investigação no campo da psicologia do consumidor

Psicopatologia do Adulto e do Idoso

P600 - ECTS Competências e Conteúdos
a. Competências a adquirir (learning outcomes)

• Perceber a relação da psicopatologia com as diversas ciências incluindo a psicologia. Compreender a lógica do plano curricular e o interesse da disciplina na formação em psicologia.
• Sustentando-se nos métodos clínico e fenomenológico, perceba o desvio da norma comportamental e desenvolva competências que permitam a aplicação do conhecimento, designadamente em contextos de investigação.
• Compreender e/ou explicar a dinâmica do adoecer. A compreensão psicopatológica aproxima-nos sempre do Homem Total.

b. Conteúdos programáticos (temas) (completar: máximo 10 linhas)
• Bases filosóficas para a compreensão dos métodos clínico e fenomenológico
• O “normal” e o “anormal” em clínica, em psicologia e em psicopatologia
• Dinâmica da personalidade e diálogo desta com o mundo
• Psicopatologia geral (afectividade, senso-percepção, pensamento, consciência, motórica e iniciativa, memória, comunicação)
• Psicopatologia especial: as neuroses, psicoses, síndromes demenciais.

Rorschach Sistema Integrativo II

P411 - ECTS

Dominar a técnica de interpretação e análise dos resultados obtidos através de protocolos do Teste de Rorschach – Sistema Integrativo.
Demonstrar o dominio das metodologias de aplicação e codificação de respostas e análise dos resultados.
Integrar os resultados do Rorschach com os de outros testes no âmbito do processo de avaliação psicológica.

Trabalhos Práticos de Investigação Quantitativa

P206 - ECTS

Avaliar criticamente os conhecimentos produzidos em Psicologia, como resultado da experiência de participação numa pesquisa em meio natural;


Melhorar aptidões de pesquisa e revisão bibliográfica e de comunicação oral e escrita de conceitos teóricos e resultados empíricos revistos que permitam a formulação e fundamentação de hipóteses viáveis;

Aprofundar competências de recolha de dados através de administração de instrumentos de medida, avaliação das as suas qualidades psicométricas, tratamento de dados estatísticos e interpretação e discussão de resultados. 


Avaliação Clínica de Crianças e Adolescentes


P804 - ECTS

O objetivo essencial desta UC é a aprender a conduzir uma avaliação clínica de crianças e adolescentes. Os estudantes deverão:
 Conhecer os quadros teóricos de referência a um conjunto de instrumentos e técnicas de avaliação usadas na avaliação clínica de crianças e adolescentes;
Selecionar a ou as medidas de avaliação a usar numa situação e contexto específicos de avaliação clínica de crianças ou adolescentes;
Proceder à administração, cotação e interpretação dos resultados de instrumentos formais utilizados na avaliação clínica de crianças e adolescentes;
Recorrer a estratégias não-formais de avaliação clínica, dominando a técnica de aplicação e de atribuição de significado aos resultados obtidos;
Elaborar um relatório de avaliação, tendo em conta o interlocutor a que se destina e dominar competências de transmissão oral dos resultados da avaliação;
Tomar consciência dos princípios éticos e deontológicos que regem a avaliação psicológica.


Avaliação Neuropsicológica


P720 - ECTS
No final desta unidade curricular os estudantes devem ser capazes de:

- Compreender e aplicar os princípios da avaliação neuropsicológica, bem como os modelos que sustentam essa mesma avaliação.

- Conhecer aprofundadamente défices neuropsicológicos seleccionados, integrando os aspectos cognitivos com os neurofuncionais.


- Descrever os indicadores de precisão e de taxa de erro inerentes à avaliação neuropsicológica.

- Demonstrar perícias compatíveis com a execução de uma história neuropsicológica e com a administração de baterias de testes neuropsicológicos.

- Planificar uma bateria de avaliação neuropsicológica em função dos défices presumidos e elaborar um relatório interpretativo do desempenho de sujeitos nessas baterias.

- Dar indicações sobre a aplicação prática (em termos clínicos e de reabilitação) dos resultados da avaliação neuropsicológica.

Contextos Familiares do Desenvolvimento


P728 - ECTS

Esta unidade curricular pretende contribuir para a formação dos futuros psicólogos, permitindo-lhes contactar com perspectivas teóricas e estudos empíricos no âmbito da família e da parentalidade.

Os objectivos desta unidade curricular são de dois tipos. Por um lado os estudantes devem apropriar-se das perspectivas teóricas e dos conceitos e, por outro, devem ser capazes de ler e interpretar artigos que relatem investigações, na área da parentalidade e das interações familiares.

Para cumprir o primeiro tipo de objectivo são apresentados e discutidos os modelos teóricos, bem como as sínteses da investigação organizadas pela docente. A análise aprofundada de artigos teóricos e empíricos contribui também para esta finalidade.

O segundo tipo de objectivo, relativo à organização de um artigo empírico, é trabalhado recorrendo-se, entre outros, aos guias editados por Sternberg (2000, 2010), às normas da APA e à checklist do PRISMA. Os estudantes devem apreender: (1) as variadas opções que subjazem à escrita científica (2) a existência de uma linha argumentativa consistente e orientadora da redação científica e (3) a articulação coerente entre as diferentes partes componentes de um artigo científico.

 


Educação Parental


P749 - ECTS

Esta unidade curricular pretende contribuir para promover os conhecimentos dos futuros profissionais na área de intervenção na parentalidade.


Intervenção nas Transições e Perturbações do Desenvolvimento


P744 - ECTS

 

 

Esta UC pretende dotar os estudantes de conhecimentos e competências que lhes permitam intervir com jovens e adultos, atendendo não só à especificidade das problemáticas em causa, mas também à natureza das tarefas e transições desenvolvimentais em curso e à singularidade dos percursos e trajetórias de vida. Tendo por base a teoria da vinculação como paradigma integrador do desenvolvimento humano, pretende-se discutir as implicações e aplicações para (a) o conhecimento das condições e dos processos desenvolvimentais que deram origem e/ou mantêm determinadas perturbações clínicas; e (b)  a problematização das condições envolvidas na construção da relação terapêutica e na potenciação dos processos de mudança.

 


Intervenção nos Sistemas Familiares


P746 - ECTS

 A intervenção psicológica nos sistemas familiares não é só o aconselhamento psicológico, a psicoterapia e a educação psicológica, mas também a formação e consultoria  junto de pessoas, grupos, instituições e comunidades que constituem o ambiente psicossocial dos indivíduos. Trata-se da aquisição de competências de intervenção em situação de crise (ou não), contribuindo para que os indivíduos, casais ou famílias possam lidar, construtivamente, com as tarefas com que se vão confrontando ao longo da vida ou para melhorar a qualidade da sua vida psicológica. Os conteúdos programáticos mostram a continuidade entre a psicologia individual, familiar e contextual. Isto é, formam os estudantes para analisar o individuo na sua singularidade numa perspectiva multissitémica nos seus diferentes níveis. Não é objetivo desta UC formar terapeutas familiares, mas sensibilizar os estudantes para a necessidade de desenvolver uma perspetiva desenvolvimental, dialética, circular e contextual de intervenção.


Intervenções Sistémicas em Contextos Clínicos e Não-Clínicos


P756 - ECTS

Esta UC pretende contribuir para a formação de futuros psicólogos capazes de uma compreensão sistémica das situações com as quais trabalham, e com flexibilidade de adequação da sua intervenção a diferentes contextos, de acordo com o enquadramento institucional da sua função. 


Psicologia da Saúde


P808 - ECTS

O principal objetivo desta disciplina é dar competências aos estudantes para serem capazes de estruturar e implementar uma intervenção psicológica devidamente fundamentada quer dirigida à prevenção primária e promotora de saúde, quer à prevenção secundária e terciária no caso da doença instalada. Este resultado final pressupõe que os estudantes compreendam o enquadramento teórico da Psicologia da Saúde, numa perspetiva crítica sobre a história das “Revoluções da Saúde” desde o modelo biomédico aos dias de hoje, e domínio dos principais modelos teóricos especialmente desenvolvidos no âmbito da Psicologia da Saúde. Terão ainda que adquirir conhecimentos e competências interventivas em temas centrais transversais à doença. Numa perspetiva de integração serão adquiridos conhecimentos sobre as especificidades de algumas doenças com maior prevalência em Portugal com o domínio de estratégias para a intervenção psicológica dirigida aos seus problemas específicos.

 

 

 

 

 

 


Psicologia Pediátrica


P747 - ECTS

1.Conhecer as principais áreas de intervenção, objectivos e metodologias, dirigidos às diferentes fases da infância e adolescência, na gestão dos problemas de saúde comuns e na adaptação à doença e reabilitação. 2. Relacionar e distinguir os principais paradigmas de intervenção da psicologia pediátrica. 3. Compreender os principais problemas de saúde na infância e adolescência e apreender as implicações psicológicas dos mesmos 4. Aplicar os princípios desenvolvimentistas à análise dos problemas psicológicos associados à doença e disfunção, e aos programas de intervenção. 5. Conhecer, seleccionar e delinear metodologias de avaliação-intervenção dirigidas aos diferentes problemas de adaptação, vivência e tratamento, em situações de doença aguda e crónica. 6. Compreender a importância das intervenções nos contextos educativos (escola e família) em psicologia pediátrica e saber aplicar as metodologias de intervenção a estes contextos. 7. Analisar criticamente a investigação neste domínio


Psicologia Política e Educação Política


OP123 - ECTS
O objectivo desta UC é dotar os estudantes de conhecimentos na área da psicologia política e da educação política, nomeadamente da investigação neste domínio, e de competências de análise de situações políticas a partir dos contributos da psicologia e de desenho de projetos de intervenção educacional.

Terapia Sexual


P853 - ECTS
A Unidade Curricular em Terapia Sexual visa promover o conhecimento na área dos problemas e dificuldades sexuais e desenvolver competências de avaliação, diagnóstico e intervenção nas diversas perturbações sexuais. Trata-se de uma área de conhecimento e intervenção de relevância central para a saúde biopsicossocial, tendo em conta, não só a prevalência de dificuldades sexuais na população (estudos epidemiológicos indicam valores significativas), como sobretudo as suas consequências para o bem-estar psicológico daqueles que delas sofrem. 

Desenvolvimento da Prática Psicoterapêutica


P855 - ECTS

A presente UC pretende desenvolver nos estudantes:

a) um sentido crítico, eclético e integrativo dos processos psicoterapêuticos tendo por base uma abordagem sistémica e construtivista; e

b) o treino de competências e técnicas transversais e específicas para aplicação prática em terapia individual, de casal, familiar ou comunitária.


Formação e Treino em Intervenção Psicológica (individual e grupal)


P754 - ECTS

Partindo da “Theory of Attachment Based Exploratory Interest Sharing” (TABEIS) (Heard, Lake and McCluskey, 2009) e do modelo de psicoterapia individual e de grupo ‘Goal-Corrected Exploratory Psychotherapy’ ( McCluskey, 2005) que explora as dinâmicas de vinculação na vida adulta, pretende-se com esta unidade curricular criar um contexto pedagógico suficientemente seguro que permita aos estudantes

  • num primeiro momento, apreender os modelos conceptuais e respectivos conceitos bem como explorá-los (a partir da sua vida pessoal e/ou profissional) através das experiencias vivenciais que serão desenvolvidas nas aulas e ;
  • num segundo momento, explorar as relações de cuidador / cuidado em contexto laboratorial

Pretendemos assim para além de fornecer aos alunos um quadro teórico suficientemente adaptado para os apoiar nas suas diferentes áreas de intervenção, sensibilizá-los para terem em conta, no seu desenvolvimento pessoal e profissional ,a dinâmica “saber cuidar-me para poder cuidar dos outros”.
Sendo uma UC de opção é fundamental que os alunos que se inscreverem nesta UC tenham a consciência que ela tem como metodologia de base a sua participação directa nas actividades de exploração das suas experiências em cada um dos sistemas do "self" abordados.


Intervenção Clínica em Crianças e Adolescentes


P703 - ECTS

• Obter um conhecimento holistico das diversas dimensões teóricas e práticas que determinam uma intervenção clínica de qualidade com crianças e adolescentes. • Compreender a importância de grerir a comunicação entre os vários sistemas e subsistemas envolvidos no atendimento clínico de crianças e adolescentes. • Elaborar entrevistas clínicas para os diversos intervenientes no processo de consulta com crianças e adolescentes. • Contactar com meios de mediação da comunicação com a criança no contexto da consulta, nomeadamente através de estratégias lúdicas, de modo a garantir a optimização do seu envolvimento. • Conhecer aprofundadamente o modelo avaliação compreensiva com crianças e adolescentes.  • Conhecer os objectivos e técnicas de intervenção do modelo cognitivo comportamental na análise de problemáticas de crianças e adolescentes. • Planear a intervenção clínica em casos de crianças e adolescentes. • Contatar com outros modelos de intervenção clínica.


Intervenção em Grupo em Contextos de Saúde


P848 - ECTS

Nesta UC pretende-se essencialmente que os estudantes adquiram conhecimentos teórico-praticos sobre a dinamização de grupos em problemáticas de prevenção e adaptação à doença física e mental. De acordo com os conteúdos abordados nas aulas os estudantes deverão aprofundar os seus conhecimentos em relação aos diferentes modelos teóricos com aplicabilidade na intervenção grupal. Pretende-se ainda que os estudantes adquiram competências de liderança, estabeleçam objetivos e programem estratégias de intervenção adequadas às fases de desenvolvimento do grupo.


Intervenção nos Sistemas Sexual e Conjugal


P847 - ECTS

 

É esperado que o estudante seja capaz de:

- integrar diversos conceitos e diferentes modelos teóricos que contribuem para a análise das relações conjugais;

- perceber a relação do subsistema conjugal com os restantes subsistemas familiares;

- integrar os diversos fatores (individuais, relacionais e contextuais) na analise de  situações  especificas, numa perspectiva desenvolvimental, ecológica e sistémica;

- conhecer diferentes técnicas de avaliação e estratégias de intervenção, inserindo-as em processos de intervenção psicoterapêutica coerentes e  justificados face à diversidade de problemáticas emergentes no domínio da conjugalidade;

-  refletir criticamente acerca de diferentes propostas de intervenção;

- reconhecer a relevância do trabalho multidisciplinar e de equipa, atendendo às questões éticas, legais e sociais que atravessam a ação do trabalho psicoterapêutico.

- reconhecer, no exercício da pratica clínica, a necessidade continua de questionamento, busca e partilha de conhecimento.

 


Modalidades Diretas e Indiretas de Intervenção Psicológica Vocacional


P841 - ECTS
6.2.1. Fichas das unidades curriculares / Curricular unit’s file
6.2.1.1. Unidade curricular / Curricular unit
Modalidades Diretas e Indiretas de Intervenção Psicológica Vocacional
6.2.1.2. Docente responsável e respectiva carga lectiva na unidade curricular (preencher o nome completo) / Staff member 
 
 José Manuel Almeida de Castro
 
 
 

6.2.1.4. Objectivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)
máximo 1000, MIL, caracteres incluindo espaços


Os principais resultados de aprendizagem desta disciplina (que correspondem aos objetivos) são os seguintes capacidades para
(a) fazer aprendizagens relevantes do papel de psicólogo em situações de role-taking
(b) elaborar, implementar e avaliar projetos de intervenção psicológica vocacional
(c) analisar e tomar decisões sobre o processo de intervenção
Além disso, e especificamente, procura desenvolver as capacidades para
(a) fundamentar teoricamente o discurso sobre o agir em situações e contextos de intervenção
(b) diferenciar as várias modalidades, nomeadamente diretas e indiretas de consulta psicológica vocacional e a sua articulação com a diversidade de objetivos, alvos, estratégias e contextos
(c) adaptar estratégias, metodologias, técnicas, meios, recursos e competências aos objetivos, situação, contexto e modalidade de intervenção
(d) elaborar relatórios, descritivos e interpretativos, das sessões/consultas/unidades de trabalho realizadas e para planear as sessões/consultas/unidades de trabalho seguintes

Modelos Específicos de Intervenção Clínica com Crianças e Adolescentes


P805 - ECTS

1. Contactar com aspectos práticos e específicos nos processos de intervenção clínica, especificamente em casos de crianças e adolescentes; 2. Abordar e conhecer os pressupostos centrais e os principais Modelos Narrativos em Psicoterapia; 3. Aprofundar o Modelo Narrativo da Reautoria de M. White e D. Epston; 4. Conhecer um modelo de abordagem clínica às dificuldades de aprendizagem; 5. Obter alguma experiência em intervenção psicológica com crianças e adolescentes: análise e leitura clínica de casos e desenho uma intervenção defnida em função das especificidades do caso; 6. Treinar a redação de relatórios das sessões; 7. Planear sessões de trabalho com crianças e com pais das crianças e, eventualmente, professores; 8. Abordar a importância da supervisão clínica e os seus diversos modelos; 9. Reflectir criticamente sobre processos de consulta psicológica com crianças adolescentes.

 


Neuropsicologia


P743 - ECTS

1. Ser capaz de reconhecer a abordagem neuropsicológica ao estudo do funcionamento do sistema mente-cérebro e comportamento humanos, e de identificar as suas principais características.

2. Conhecer síndromes neuropsicológicas selecionadas, e saber interpretá-las através de análise cognitiva e de observação comportamental.

3. Compreender as formas e o impacto da lesão cerebral no indivíduo, na família e meio social, numa perspectiva de ciclo vital.

4. Ser capaz de interpretar, analisar, e sintetizar literatura especializada (artigos científicos) no domínio da neuropsicologia.

5. Ser capaz de estabelecer relações entre os conhecimentos adquiridos e o exercício profissional da neuropsicologia.


Reabilitação Neuropsicológica


P811 - ECTS

No final desta unidade curricular os estudantes devem ser capazes de: Compreender e explicar os princípios da dinâmica neuronal que justificam a intervenção reabilitativa e justificá-la com base na evidência clínica. Descrever os princípios fundamentais da reabilitação neuropsicológica. Conceber e implementar programas de reabilitação neuropsicológica, seleccionando e aplicando uma diversidade de estratégias e técnicas, ajustadas aos quadros clínicos e especificidades individuais Intervir de forma holística no indivíduo, tendo em conta o contexto. Monitorizar e ajustar os programas reabilitativos com base na avaliação dos seus resultados. Conhecer e aplicar os princípios da gestão de casos.


Seminário de Projeto


P851 - ECTS
Esta UC tem como objetivo apoiar o/a estudante no desenvolvimento de um projeto de dissertação de mestrado, sendo que no final desta UC os/as estudantes deverão ser capazes de:
1. Definir um tema ou questão de investigação original em Psicologia;
2. Conduzir pesquisas sistemáticas de bibliografia sobre uma temática;
3. Efetuar uma leitura crítica de textos científicos e proceder à sua síntese;
4. Desenhar um projeto de investigação orientado para as questões a responder e fundamentado na literatura.

Dissertação


P917 - ECTS
- Apoiar o estudante na realização dos trabalhos de investigação aprovados em Seminário de Projeto e acompanhar a redação da dissertação de mestrado.

Estágio Supervisionado


P916 - ECTS

É esperado que o/a estudante seja capaz de:

. desenvolver os recursos necessários, pessoais e relacionais, a uma adaptação bem sucedida ao contexto de estágio e ao trabalho em equipa com diversos profissionais;

. aplicar os conhecimentos e competências adquiridas na formação académica para apoiar a resolução de problemas e dificuldades diversas atinentes ao estágio realizado;

. responder de forma competente, flexível e criativa às exigências e obstáculos que possam advir das especificidades dos contextos de trabalho, desenvolvendo progressivamente uma autonomia responsável;

. desenvolver uma reflexão fundamentada, que decorra da articulação entre a prática e os conhecimentos adquiridos ao longo do mestrado, sobre as potencialidades e as limitações de diferentes modos do exercício profissional da psicologia;

. atuar no cumprimento estrito do código deontológico, reconhecendo as implicações éticas e sociais das ações.


Avaliação do Desenvolvimento em Contextos Educativos


P745 - ECTS

1- Relacionar as orientações e as práticas dominantes no âmbito da avaliação da criança e dos seus contextos de desenvolvimento com os grandes constructos teóricos acerca do desenvolvimento infantil.

2- Valorizar o entendimento das práticas de avaliação como componente crucial dos processos de habilitação e inclusão das crianças com limitações da actividade e restrições ao nível da participação. 

 

3- Adquirir competências de participação em equipas de avaliação transdisciplinares.

 

4- Desenvolver capacidades de utilização de estratégias de resolução de problemas relacionados com o planeamento e implementação das melhores práticas de avaliação do desenvolvimento infantil.

 


Consulta Psicológica Educacional


P822 - ECTS

1 Descrever as dimensões académicas, pessoais e sociais da (des)adaptação escolar 2 Compreender as interseções entre a escola e o desenvolvimento normal e perturbado 3 Conhecer a expressão das principais problemáticas de crianças e adolescentes em contexto escolar 4 Conhecer objetivos e técnicas de avaliação-intervenção, formulação de casos, relação terapêutica e intervenção nas principais problemáticas dos estudantes, aplicar princípios de avaliação-intervenção empiricamente baseados e compreender a investigação de que derivam 5 Planear os objetivos e estratégias de intervenção nas problemáticas comportamentais, emocionais, sociais e motivacionais dos estudantes 6 Reconhecer as implicações éticas e deontológicas da consulta psicológica em diferentes idades


Contextos Familiares do Desenvolvimento


P728 - ECTS

Esta unidade curricular pretende contribuir para a formação dos futuros psicólogos, permitindo-lhes contactar com perspectivas teóricas e estudos empíricos no âmbito da família e da parentalidade.

Os objectivos desta unidade curricular são de dois tipos. Por um lado os estudantes devem apropriar-se das perspectivas teóricas e dos conceitos e, por outro, devem ser capazes de ler e interpretar artigos que relatem investigações, na área da parentalidade e das interações familiares.

Para cumprir o primeiro tipo de objectivo são apresentados e discutidos os modelos teóricos, bem como as sínteses da investigação organizadas pela docente. A análise aprofundada de artigos teóricos e empíricos contribui também para esta finalidade.

O segundo tipo de objectivo, relativo à organização de um artigo empírico, é trabalhado recorrendo-se, entre outros, aos guias editados por Sternberg (2000, 2010), às normas da APA e à checklist do PRISMA. Os estudantes devem apreender: (1) as variadas opções que subjazem à escrita científica (2) a existência de uma linha argumentativa consistente e orientadora da redação científica e (3) a articulação coerente entre as diferentes partes componentes de um artigo científico.

 


Dificuldades de Aprendizagem


P830 - ECTS
  1. Conhecer modelos teóricos explicativos do processo de aprendizagem da leitura, escrita e matemática.
  2. Definir e caracterizar as dificuldades de aprendizagem (DA).
  3. Identificar dimensões críticas do processo de ensino na promoção da aprendizagem e na prevenção das DA.
  4. Ser capaz de planear e implementar estratégias de intervenção nas DA.
  5. Ser capaz de colaborar com profissionais de educação e outros intervenientes na organização de planos de intervenção integrados.

Educação Parental


P749 - ECTS

Esta unidade curricular pretende contribuir para promover os conhecimentos dos futuros profissionais na área de intervenção na parentalidade.


Intervenção nas Transições e Perturbações do Desenvolvimento


P744 - ECTS

 

 

Esta UC pretende dotar os estudantes de conhecimentos e competências que lhes permitam intervir com jovens e adultos, atendendo não só à especificidade das problemáticas em causa, mas também à natureza das tarefas e transições desenvolvimentais em curso e à singularidade dos percursos e trajetórias de vida. Tendo por base a teoria da vinculação como paradigma integrador do desenvolvimento humano, pretende-se discutir as implicações e aplicações para (a) o conhecimento das condições e dos processos desenvolvimentais que deram origem e/ou mantêm determinadas perturbações clínicas; e (b)  a problematização das condições envolvidas na construção da relação terapêutica e na potenciação dos processos de mudança.

 


Intervenção Psicológica em Contextos Educativos


P700 - ECTS

Conhecer e analisar criticamente conceitos e modelos teóricos que enquadram a intervenção psicológica nos contextos educativos.
Conhecer o sistema educativo  e os principais desafios para os vários envolvidos, bem como documentos legais que enquadram a prática da psicologia em contextos educativos.
Elaborar planos de atividades na área da psicologia escolar.
Identificar boas práticas e dimensões de qualidade dos sistemas educativos
Conhecer e utilizar instrumentos de avaliação psicológica em contextos educativos formais e informais para recolher informação relevante em termos psico-educacionais, respeitando os princípios éticos subjacentes.
Identificar diferentes alvos e objetivos da intervenção psico-educacional.
Planear intervenções psico-educacionais em diferentes níveis e contextos.
Desenvolver competências de cariz pessoal, social e ético adequadas à prática da Intervenção psicológica em contextos educacionais.



Intervenções Sistémicas em Contextos Clínicos e Não-Clínicos


P756 - ECTS

Esta UC pretende contribuir para a formação de futuros psicólogos capazes de uma compreensão sistémica das situações com as quais trabalham, e com flexibilidade de adequação da sua intervenção a diferentes contextos, de acordo com o enquadramento institucional da sua função. 


Psicologia Política e Educação Política


OP123 - ECTS
O objectivo desta UC é dotar os estudantes de conhecimentos na área da psicologia política e da educação política, nomeadamente da investigação neste domínio, e de competências de análise de situações políticas a partir dos contributos da psicologia e de desenho de projetos de intervenção educacional.

Terapia Sexual


P853 - ECTS
A Unidade Curricular em Terapia Sexual visa promover o conhecimento na área dos problemas e dificuldades sexuais e desenvolver competências de avaliação, diagnóstico e intervenção nas diversas perturbações sexuais. Trata-se de uma área de conhecimento e intervenção de relevância central para a saúde biopsicossocial, tendo em conta, não só a prevalência de dificuldades sexuais na população (estudos epidemiológicos indicam valores significativas), como sobretudo as suas consequências para o bem-estar psicológico daqueles que delas sofrem. 

Adoção e Institucionalização


P755 - ECTS

Esta UC pretende preparar os estudantes para a intervenção na área do acolhimento de crianças e jovens em perigo e da adoção.

Pretende-se que os estudantes:

  1. Conheçam o quadro legal que regula o Sistema de Promoção dos Direitos e Proteção de Crianças e Jovens em Perigo, com particular incidência nas medidas de colocação extrafamiliar (acolhimento familiar e residencial) e na adoção;
  1. Compreendam o impacto de fatores culturais e históricos no sistema de proteção e reconheçam os princípios éticos e deontológicos que devem nortear a intervenção nesta área;
  1. Conheçam os principais modelos teóricos e os resultados da investigação recente, nacional e internacional, na área do acolhimento residencial, familiar e da adoção;
  1. Identifiquem indicadores de qualidade do acolhimento residencial;
  1. Tenham contactado com estratégias positivas cientificamente validadas de intervenção em contexto de acolhimento de crianças e jovens em perigo;
  1. Sejam capazes de intervir nos diferentes momentos do processo de adoção, junto dos pais, desde a avaliação de capacidades e preparação à parentalidade adotiva, até ao acompanhamento e intervenção especializada em pré-adoção e pós-adoção;
  1. Conheçam as especificidades do processo desenvolvimento e da história de vida típica de crianças que chegam à adoção, identifiquem as necessidades e características próprias destas crianças e dominem estratégias de intervenção ao longo de todo o processo de adoção, desde a preparação para a filiação adotiva até ao acompanhamento na integração e pertença à família e em resposta a necessidades específicas que vão emergindo ao longo do desenvolvimento nos diferentes contextos de vida da pessoa adotada.

 




Consulta Psicológica de Orientação Vocacional


P702 - ECTS

Unidade curricular Consulta Psicológica de Orientação Vocacional.
Objectivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes):
Capacidade de questionamento de concepções de senso comum sobre orientação vocacional.
Fazer a leitura interpretativa e crítica da produção teórica e empírica para o planeamento de intervenções psicológicas neste domínio.
Caracterizar e fundamentar uma perspectiva desenvolvimentista, ecológica e construtivista da orientação.
Idem para uma metodologia de intervenção de exploração reconstrutiva, por recurso à estratégia de ação-reflexão,comparando-a criticamente com outras.
Seleccionar,adaptar ou desenvolver instrumentos e actividades estrategicamente articulados com os problemas vocacionais identificados e com as mudanças a promover,tendo em conta as respectivas vantagens, limitações e eficácia diferencial Ter adquirido competências de elaboração,implementação e avaliação de projectos de intervenção vocacional Construir uma síntese pessoal integradora das aprendizagens,organizando-as numa estrutura que possa constituir,no futuro,referencial, em permanente reconstrução,para a prática profissional


Desenvolvimento da Prática Psicoterapêutica


P855 - ECTS

A presente UC pretende desenvolver nos estudantes:

a) um sentido crítico, eclético e integrativo dos processos psicoterapêuticos tendo por base uma abordagem sistémica e construtivista; e

b) o treino de competências e técnicas transversais e específicas para aplicação prática em terapia individual, de casal, familiar ou comunitária.


Formação e Treino em Intervenção Psicológica (individual e grupal)


P754 - ECTS

Partindo da “Theory of Attachment Based Exploratory Interest Sharing” (TABEIS) (Heard, Lake and McCluskey, 2009) e do modelo de psicoterapia individual e de grupo ‘Goal-Corrected Exploratory Psychotherapy’ ( McCluskey, 2005) que explora as dinâmicas de vinculação na vida adulta, pretende-se com esta unidade curricular criar um contexto pedagógico suficientemente seguro que permita aos estudantes

  • num primeiro momento, apreender os modelos conceptuais e respectivos conceitos bem como explorá-los (a partir da sua vida pessoal e/ou profissional) através das experiencias vivenciais que serão desenvolvidas nas aulas e ;
  • num segundo momento, explorar as relações de cuidador / cuidado em contexto laboratorial

Pretendemos assim para além de fornecer aos alunos um quadro teórico suficientemente adaptado para os apoiar nas suas diferentes áreas de intervenção, sensibilizá-los para terem em conta, no seu desenvolvimento pessoal e profissional ,a dinâmica “saber cuidar-me para poder cuidar dos outros”.
Sendo uma UC de opção é fundamental que os alunos que se inscreverem nesta UC tenham a consciência que ela tem como metodologia de base a sua participação directa nas actividades de exploração das suas experiências em cada um dos sistemas do "self" abordados.


Intervenção Precoce


P832 - ECTS

1- Apresentar os principais constructos teóricos que orientam as práticas atuais em Intervenção Precoce (IP).

2- Clarificar a importância de se inscreverem as práticas de IP numa lógica inclusiva segundo abordagens centradas na família e nos restantes cenários de participação da criança.

3- Conhecer as linhas de orientação fundamentais adotadas na elaboração e implementação dos planos de intervenção.

4- Conhecer os princípios de funcionamento e as competências de participação necessárias ao desenvolvimento de atividades em equipas transdisciplinares de intervenção em IP.

5- Conhecer os princípios da consultoria colaborativa no trabalho com os pais e com os profissionais da equipa.


Modalidades Diretas e Indiretas de Intervenção Psicológica Vocacional


P841 - ECTS
6.2.1. Fichas das unidades curriculares / Curricular unit’s file
6.2.1.1. Unidade curricular / Curricular unit
Modalidades Diretas e Indiretas de Intervenção Psicológica Vocacional
6.2.1.2. Docente responsável e respectiva carga lectiva na unidade curricular (preencher o nome completo) / Staff member 
 
 José Manuel Almeida de Castro
 
 
 

6.2.1.4. Objectivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)
máximo 1000, MIL, caracteres incluindo espaços


Os principais resultados de aprendizagem desta disciplina (que correspondem aos objetivos) são os seguintes capacidades para
(a) fazer aprendizagens relevantes do papel de psicólogo em situações de role-taking
(b) elaborar, implementar e avaliar projetos de intervenção psicológica vocacional
(c) analisar e tomar decisões sobre o processo de intervenção
Além disso, e especificamente, procura desenvolver as capacidades para
(a) fundamentar teoricamente o discurso sobre o agir em situações e contextos de intervenção
(b) diferenciar as várias modalidades, nomeadamente diretas e indiretas de consulta psicológica vocacional e a sua articulação com a diversidade de objetivos, alvos, estratégias e contextos
(c) adaptar estratégias, metodologias, técnicas, meios, recursos e competências aos objetivos, situação, contexto e modalidade de intervenção
(d) elaborar relatórios, descritivos e interpretativos, das sessões/consultas/unidades de trabalho realizadas e para planear as sessões/consultas/unidades de trabalho seguintes

Necessidades Específicas de Educação


P701 - ECTS
  1. Conhecer conceitos, legislação e organização de respostas à diversidade dos alunos ao longo do percurso escolar e na transição para a vida pós-escolar
  2. Conhecer os princípios da educação inclusiva
  3. Caracterizar as necessidades académicas, comportamentais, sociais e emocionais dos alunos ao longo do percurso escolar e na transição para a vida pós-escolar
  4. Identificar dimensões críticas dos contextos na promoção da aprendizagem e da inclusão
  5. Planear estratégias de intervenção integradas que respondam à diversidade dos alunos
  6. Ser capaz de preparar a transição de todos os alunos para a vida pós-escolar
  7. Colaborar com alunos, com as suas famílias, com profissionais de educação, e com a comunidade na organização de medidas de suporte à aprendizagem e à inclusão.

Psicologia da Formação Profissional e Educação de Adultos


P717 - ECTS

Conhecer o modo como se organiza a formação profissional e a educação e formação de adultos que se realiza em Portugal, compreendendo como funciona, saber descrevê-la, inseri-la no conjunto do sistema social e analisá-la criticamente;

Aprofundar as temáticas da psicologia da formação profissional e educação de adultos no quadro conceptual mais amplo das dimensões da intervenção psicológica no domínio da aprendizagem ao longo da vida.

Conhecer as diversas dimensões da intervenção dos profissionais de psicologia nos domínios da formação profissional e educação de adultos

 


Seminário de Projeto


P851 - ECTS
Esta UC tem como objetivo apoiar o/a estudante no desenvolvimento de um projeto de dissertação de mestrado, sendo que no final desta UC os/as estudantes deverão ser capazes de:
1. Definir um tema ou questão de investigação original em Psicologia;
2. Conduzir pesquisas sistemáticas de bibliografia sobre uma temática;
3. Efetuar uma leitura crítica de textos científicos e proceder à sua síntese;
4. Desenhar um projeto de investigação orientado para as questões a responder e fundamentado na literatura.

Dissertação


P917 - ECTS
- Apoiar o estudante na realização dos trabalhos de investigação aprovados em Seminário de Projeto e acompanhar a redação da dissertação de mestrado.

Estágio Supervisionado


P916 - ECTS

É esperado que o/a estudante seja capaz de:

. desenvolver os recursos necessários, pessoais e relacionais, a uma adaptação bem sucedida ao contexto de estágio e ao trabalho em equipa com diversos profissionais;

. aplicar os conhecimentos e competências adquiridas na formação académica para apoiar a resolução de problemas e dificuldades diversas atinentes ao estágio realizado;

. responder de forma competente, flexível e criativa às exigências e obstáculos que possam advir das especificidades dos contextos de trabalho, desenvolvendo progressivamente uma autonomia responsável;

. desenvolver uma reflexão fundamentada, que decorra da articulação entre a prática e os conhecimentos adquiridos ao longo do mestrado, sobre as potencialidades e as limitações de diferentes modos do exercício profissional da psicologia;

. atuar no cumprimento estrito do código deontológico, reconhecendo as implicações éticas e sociais das ações.


Análise do Trabalho e Formação Profissional


P818 - ECTS

1. Compreender a importância do conhecimento da evolução dos sistemas de educação e formação de adultos na UE e em Portugal para a intervenção do psicólogo do trabalho, nomeadamente enquanto promotor de desenvolvimento humano e de intervenção nas condições de trabalho;

2. Conhecimento e compreensão de diferentes formas de articular a análise do trabalho com a formação profissional, demonstrando capacidade de integração dos diferentes contributos teóricos e metodológicos explanados nas aulas teóricas, nos trabalhos de campo e nos exercícios teórico práticos, bem como nos momentos formais de avaliação.

3. Capacidade de produzir reflexões e processos originais de abordagem às questões em análise.

4. Capacidade de auto-crítica e de compreensão do ponto de vista dos seus interlocutores (clientes, parceiros, alvos da intervenção).


Contextos Familiares do Desenvolvimento


P728 - ECTS

Esta unidade curricular pretende contribuir para a formação dos futuros psicólogos, permitindo-lhes contactar com perspectivas teóricas e estudos empíricos no âmbito da família e da parentalidade.

Os objectivos desta unidade curricular são de dois tipos. Por um lado os estudantes devem apropriar-se das perspectivas teóricas e dos conceitos e, por outro, devem ser capazes de ler e interpretar artigos que relatem investigações, na área da parentalidade e das interações familiares.

Para cumprir o primeiro tipo de objectivo são apresentados e discutidos os modelos teóricos, bem como as sínteses da investigação organizadas pela docente. A análise aprofundada de artigos teóricos e empíricos contribui também para esta finalidade.

O segundo tipo de objectivo, relativo à organização de um artigo empírico, é trabalhado recorrendo-se, entre outros, aos guias editados por Sternberg (2000, 2010), às normas da APA e à checklist do PRISMA. Os estudantes devem apreender: (1) as variadas opções que subjazem à escrita científica (2) a existência de uma linha argumentativa consistente e orientadora da redação científica e (3) a articulação coerente entre as diferentes partes componentes de um artigo científico.

 


Educação Parental


P749 - ECTS

Esta unidade curricular pretende contribuir para promover os conhecimentos dos futuros profissionais na área de intervenção na parentalidade.


Intervenção e Avaliação Psicológica no Desenvolvimento dos Recursos Humanos


P815 - ECTS

Pretende-se que os estudantes desenvolvam conhecimento e adquiram competências sobre os principais sistemas de recursos humanos nos quais o Psicólogo organizacional intervém em contexto laboral.


Intervenção Psicológica e Transformação do Trabalho


P711 - ECTS

A unidade curricular tem como principal objetivo desenvolver nos estudantes as competências necessárias à intervenção do psicólogo do trabalho. Neste sentido, procura-se que os estudantes sejam capazes de: 1. Compreender e integrar numa abordagem a uma situação concreta conceitos fundamentais para a intervenção em Psicologia do Trabalho. 2. Compreender o carácter desenvolvimental e o potencial transformador da ação do psicólogo do trabalho, integrado numa abordagem interdisciplinar do trabalho real. 3. Desenvolver competências de análise crítica e tomada de decisão sobre os recursos técnicos e metodológicos adequados às diferentes necessidades de intervenção; suas virtudes e limitações; responsabilidades éticas e sociais em jogo.


Intervenções Sistémicas em Contextos Clínicos e Não-Clínicos


P756 - ECTS

Esta UC pretende contribuir para a formação de futuros psicólogos capazes de uma compreensão sistémica das situações com as quais trabalham, e com flexibilidade de adequação da sua intervenção a diferentes contextos, de acordo com o enquadramento institucional da sua função. 


Psicologia Política e Educação Política


OP123 - ECTS
O objectivo desta UC é dotar os estudantes de conhecimentos na área da psicologia política e da educação política, nomeadamente da investigação neste domínio, e de competências de análise de situações políticas a partir dos contributos da psicologia e de desenho de projetos de intervenção educacional.

Psicologia Social dos Grupos


P750 - ECTS

Conhecimento das principais teorias desenvolvidas em Psicologia Social acerca dos processos intergrupos e intragrupo.

Desenvolvimento de competências de análise, investigação e intervenção sobre processos intergrupos e intragrupo.


Temas Especiais em Psicologia Social


P751 - ECTS
Estudo de casos. Análise de fenómenos sociais à luz de teorias e investigações actuais em Psicologia Social

Terapia Sexual


P853 - ECTS
A Unidade Curricular em Terapia Sexual visa promover o conhecimento na área dos problemas e dificuldades sexuais e desenvolver competências de avaliação, diagnóstico e intervenção nas diversas perturbações sexuais. Trata-se de uma área de conhecimento e intervenção de relevância central para a saúde biopsicossocial, tendo em conta, não só a prevalência de dificuldades sexuais na população (estudos epidemiológicos indicam valores significativas), como sobretudo as suas consequências para o bem-estar psicológico daqueles que delas sofrem. 

Comportamento Organizacional


P709 - ECTS

Pretende-se que os estudantes desenvolvam conhecimento e adquiram competências necessárias à compreensão, explicação e previsão do comportamento humano em contexto organizacional. Concretamente, pretende-se que os estudantes construam conhecimento atualizado sobre as temáticas abordadas e desenvolvam competências que lhes permitam conceber e desenvolver um projeto de investigação ou uma revisão de literatura no âmbito do Comportamento Organizacional.


Desenvolvimento da Prática Psicoterapêutica


P855 - ECTS

A presente UC pretende desenvolver nos estudantes:

a) um sentido crítico, eclético e integrativo dos processos psicoterapêuticos tendo por base uma abordagem sistémica e construtivista; e

b) o treino de competências e técnicas transversais e específicas para aplicação prática em terapia individual, de casal, familiar ou comunitária.


Formação e Treino em Intervenção Psicológica (individual e grupal)


P754 - ECTS

Partindo da “Theory of Attachment Based Exploratory Interest Sharing” (TABEIS) (Heard, Lake and McCluskey, 2009) e do modelo de psicoterapia individual e de grupo ‘Goal-Corrected Exploratory Psychotherapy’ ( McCluskey, 2005) que explora as dinâmicas de vinculação na vida adulta, pretende-se com esta unidade curricular criar um contexto pedagógico suficientemente seguro que permita aos estudantes

  • num primeiro momento, apreender os modelos conceptuais e respectivos conceitos bem como explorá-los (a partir da sua vida pessoal e/ou profissional) através das experiencias vivenciais que serão desenvolvidas nas aulas e ;
  • num segundo momento, explorar as relações de cuidador / cuidado em contexto laboratorial

Pretendemos assim para além de fornecer aos alunos um quadro teórico suficientemente adaptado para os apoiar nas suas diferentes áreas de intervenção, sensibilizá-los para terem em conta, no seu desenvolvimento pessoal e profissional ,a dinâmica “saber cuidar-me para poder cuidar dos outros”.
Sendo uma UC de opção é fundamental que os alunos que se inscreverem nesta UC tenham a consciência que ela tem como metodologia de base a sua participação directa nas actividades de exploração das suas experiências em cada um dos sistemas do "self" abordados.


Idade e Saúde nos Sistemas de Emprego


P753 - ECTS

No final desta unidade curricular os estudantes devem ser capazes de:
- Conhecer e compreender as inter-relações dinâmicas entre saúde, idade e emprego, demonstrando capacidade de integração dos diferentes contributos teóricos e metodológicos explanados nos momentos de exposição teórica e nos exercícios teórico-práticos, bem como nos momentos formais de avaliação;
- Compreender a importância do conhecimento da evolução dos sistemas e subsistemas de emprego para a intervenção do psicólogo do trabalho, enquanto promotor de desenvolvimento local e regional, nomeadamente em matéria de envelhecimento no e pelo trabalho;
– Organizar com clareza, precisão e coerência a sua argumentação e a justificação das opções teóricas e metodológicas assumidas em diferentes situações;
- Produzir reflexões e processos originais de abordagem às questões em análise;
- Salvaguardar a capacidade de auto-crítica e a compreensão do ponto de vista dos seus interlocutores.


Intervenção nas Organizações


P849 - ECTS

Pretende-se que os estudantes adquiram competências a nível da Intervenção e desenvolvimento Organizacional (mudança planeada) e compreendam como esse processo promove o desenvolvimento dos indivíduos, dos grupos e das organizações. 


Métodos de Investigação em Psicologia nas Organizações, Social e do Trabalho


P846 - ECTS

Pretende-se com esta unidade curricular fornecer aos estudantes instrumentos conceptuais e operacionais relativos aos diferentes tipos e objetos de investigação nos domínios da psicologia das organizações, da psicologia social e da psicologia do trabalho, assim como nos das suas interfaces, partindo dos conhecimentos anteriores no âmbito das metodologias de investigação qualitativas e quantitativas. No imediato, estes instrumentos deverão facilitar a planificação e a realização efetiva dos projetos dos estudantes no quadro da realização das suas dissertações e/ou dos relatórios de estágio.


Modalidades Diretas e Indiretas de Intervenção Psicológica Vocacional


P841 - ECTS
6.2.1. Fichas das unidades curriculares / Curricular unit’s file
6.2.1.1. Unidade curricular / Curricular unit
Modalidades Diretas e Indiretas de Intervenção Psicológica Vocacional
6.2.1.2. Docente responsável e respectiva carga lectiva na unidade curricular (preencher o nome completo) / Staff member 
 
 José Manuel Almeida de Castro
 
 
 

6.2.1.4. Objectivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)
máximo 1000, MIL, caracteres incluindo espaços


Os principais resultados de aprendizagem desta disciplina (que correspondem aos objetivos) são os seguintes capacidades para
(a) fazer aprendizagens relevantes do papel de psicólogo em situações de role-taking
(b) elaborar, implementar e avaliar projetos de intervenção psicológica vocacional
(c) analisar e tomar decisões sobre o processo de intervenção
Além disso, e especificamente, procura desenvolver as capacidades para
(a) fundamentar teoricamente o discurso sobre o agir em situações e contextos de intervenção
(b) diferenciar as várias modalidades, nomeadamente diretas e indiretas de consulta psicológica vocacional e a sua articulação com a diversidade de objetivos, alvos, estratégias e contextos
(c) adaptar estratégias, metodologias, técnicas, meios, recursos e competências aos objetivos, situação, contexto e modalidade de intervenção
(d) elaborar relatórios, descritivos e interpretativos, das sessões/consultas/unidades de trabalho realizadas e para planear as sessões/consultas/unidades de trabalho seguintes

Representações Sociais e Processos de Influência Social


P752 - ECTS

Apresentar as principais teorias desenvolvidas sobre as atitudes, as normas sociais e as representações sociais assim como as diferentes perspectivas sobre a persuasão e a influência social. Discutir as diferentes estratégias de persuasão e influência social susceptíveis de conduzir a uma mudança de atitudes e de comportamentos em vários contextos, nomeadamente na publicidade, no marketing, nas campanhas de comunicação ou nas campanhas políticas.


Seminário de Projeto


P851 - ECTS
Esta UC tem como objetivo apoiar o/a estudante no desenvolvimento de um projeto de dissertação de mestrado, sendo que no final desta UC os/as estudantes deverão ser capazes de:
1. Definir um tema ou questão de investigação original em Psicologia;
2. Conduzir pesquisas sistemáticas de bibliografia sobre uma temática;
3. Efetuar uma leitura crítica de textos científicos e proceder à sua síntese;
4. Desenhar um projeto de investigação orientado para as questões a responder e fundamentado na literatura.

Dissertação


P917 - ECTS
- Apoiar o estudante na realização dos trabalhos de investigação aprovados em Seminário de Projeto e acompanhar a redação da dissertação de mestrado.

Estágio Supervisionado


P916 - ECTS

É esperado que o/a estudante seja capaz de:

. desenvolver os recursos necessários, pessoais e relacionais, a uma adaptação bem sucedida ao contexto de estágio e ao trabalho em equipa com diversos profissionais;

. aplicar os conhecimentos e competências adquiridas na formação académica para apoiar a resolução de problemas e dificuldades diversas atinentes ao estágio realizado;

. responder de forma competente, flexível e criativa às exigências e obstáculos que possam advir das especificidades dos contextos de trabalho, desenvolvendo progressivamente uma autonomia responsável;

. desenvolver uma reflexão fundamentada, que decorra da articulação entre a prática e os conhecimentos adquiridos ao longo do mestrado, sobre as potencialidades e as limitações de diferentes modos do exercício profissional da psicologia;

. atuar no cumprimento estrito do código deontológico, reconhecendo as implicações éticas e sociais das ações.


Contextos Familiares do Desenvolvimento


P728 - ECTS

Esta unidade curricular pretende contribuir para a formação dos futuros psicólogos, permitindo-lhes contactar com perspectivas teóricas e estudos empíricos no âmbito da família e da parentalidade.

Os objectivos desta unidade curricular são de dois tipos. Por um lado os estudantes devem apropriar-se das perspectivas teóricas e dos conceitos e, por outro, devem ser capazes de ler e interpretar artigos que relatem investigações, na área da parentalidade e das interações familiares.

Para cumprir o primeiro tipo de objectivo são apresentados e discutidos os modelos teóricos, bem como as sínteses da investigação organizadas pela docente. A análise aprofundada de artigos teóricos e empíricos contribui também para esta finalidade.

O segundo tipo de objectivo, relativo à organização de um artigo empírico, é trabalhado recorrendo-se, entre outros, aos guias editados por Sternberg (2000, 2010), às normas da APA e à checklist do PRISMA. Os estudantes devem apreender: (1) as variadas opções que subjazem à escrita científica (2) a existência de uma linha argumentativa consistente e orientadora da redação científica e (3) a articulação coerente entre as diferentes partes componentes de um artigo científico.

 


Educação Parental


P749 - ECTS

Esta unidade curricular pretende contribuir para promover os conhecimentos dos futuros profissionais na área de intervenção na parentalidade.


Intervenção em Vítimas


P812 - ECTS

No final do semestre, o/a estudante deverá:

- Conhecer as principais teorias explicativas, as dimensões interacionais, as causas, dinâmicas e consequências da violência e da vitimação que lhe permitam compreender, avaliar e intervir junto de vítimas (crianças, jovens e adultos).

- Compreender as dinâmicas específicas da violência, em particular da violência intrafamiliar.

- Dominar alguns conhecimentos em áreas conexas (e.g., Direito, Criminologia, Medicina Legal).

- Dominar os conhecimentos e estratégias mínimos necessários à avaliação e à intervenção psicológica e psicossocial junto de vítimas de violência e/ou crime.

- Compreender a inter-relação entre a intervenção em vítimas e a intervenção em agressores.


Intervenção nos Comportamentos Aditivos


P721 - ECTS
No final desta UC, os estudantes deverão:
  1. Efetuar uma análise crítica dos conceitos e estratégias gerais de intervenção no álcool e drogas e nas adicções comportamentais;
  2. Proceder a uma despistagem e avaliação dos problemas relacionados com o consumo de substâncias psicoativas e adicções comportamentais;

  3. Planear e desenvolver estratégias de prevenção do consumo de substâncias psicoativas;

  4. Planear e desenvolver intervenções motivacionais adequadas ao estádio de mudança do indivíduo;

  5. Planear e desenvolver estratégias baseadas no modelo das Intervenções Breves;

  6. Desenvolver estratégias de intervenção nos comportamentos adictivos baseadas no modelo cognitivo-comportamental.


Intervenção Social e Redução de Riscos


P813 - ECTS

1. Conhecer e compreender o que é a redução de riscos (RR) e a sua importância.
2. Distinguir a intervenção social e a RR em relação a formas de intervenção próximas (intervenção comunitária, educação para a saúde, …).
3. Conhecer as áreas de intervenção e os métodos e as estratégias da redução de riscos associada ao consumo de drogas e ao trabalho sexual.
4. A partir de alguns exemplos de boas práticas identificar, caracterizar e discutir criticamente outros programas e projectos. 5. Aplicar os conhecimentos adquiridos a situações e contextos concretos.


Intervenções Sistémicas em Contextos Clínicos e Não-Clínicos


P756 - ECTS

Esta UC pretende contribuir para a formação de futuros psicólogos capazes de uma compreensão sistémica das situações com as quais trabalham, e com flexibilidade de adequação da sua intervenção a diferentes contextos, de acordo com o enquadramento institucional da sua função. 


Neurociências e Comportamento Desviante


P706 - ECTS

No final desta unidade curricular pretende-se que os estudantes sejam capazes de:

1. identificar os principais factores psicobiológicos do comportamento desviante e compreender as suas interacções com factores da mesma e de outra natureza;

2. deter uma visão global e crítica da principal literatura sobre comportamento desviante no domínio das neurociências;

3. seleccionar, aplicar, interpretar e comunicar os resultados decorrentes dos dispositivos avaliativos de factores psicobiológicos envolvidos no comportamento desviante.


Psicologia Política e Educação Política


OP123 - ECTS
O objectivo desta UC é dotar os estudantes de conhecimentos na área da psicologia política e da educação política, nomeadamente da investigação neste domínio, e de competências de análise de situações políticas a partir dos contributos da psicologia e de desenho de projetos de intervenção educacional.

Questões Aprofundadas de Psicologia do Comportamento Desviante


P707 - ECTS

-Ter uma compreensão aprofundada dos desenvolvimentos teóricos e empíricos sobre a natureza e o significado de comportamentos desviantes.
-Evidenciar conhecimento sobre as teorias aplicadas à compreensão e intervenção em diferentes tipos de comportamentos desviantes, nomeadamente a violência e a criminalidade, a prostituição, a delinquência juvenil e os comportamentos antissociais, crimes de colarinho branco e crimes corporativos, bem como o consumo de drogas e a toxicodependência.
-Desenvolver competências ao nível das leituras e intervenções multidisciplinares, sobretudo das que dizem respeito às aplicações da psicologia nos campos da justiça, psicologia forense, vitimologia, criminologia, direito penal.


Terapia Sexual


P853 - ECTS
A Unidade Curricular em Terapia Sexual visa promover o conhecimento na área dos problemas e dificuldades sexuais e desenvolver competências de avaliação, diagnóstico e intervenção nas diversas perturbações sexuais. Trata-se de uma área de conhecimento e intervenção de relevância central para a saúde biopsicossocial, tendo em conta, não só a prevalência de dificuldades sexuais na população (estudos epidemiológicos indicam valores significativas), como sobretudo as suas consequências para o bem-estar psicológico daqueles que delas sofrem. 

Desenvolvimento da Prática Psicoterapêutica


P855 - ECTS

A presente UC pretende desenvolver nos estudantes:

a) um sentido crítico, eclético e integrativo dos processos psicoterapêuticos tendo por base uma abordagem sistémica e construtivista; e

b) o treino de competências e técnicas transversais e específicas para aplicação prática em terapia individual, de casal, familiar ou comunitária.


Formação e Treino em Intervenção Psicológica (individual e grupal)


P754 - ECTS

Partindo da “Theory of Attachment Based Exploratory Interest Sharing” (TABEIS) (Heard, Lake and McCluskey, 2009) e do modelo de psicoterapia individual e de grupo ‘Goal-Corrected Exploratory Psychotherapy’ ( McCluskey, 2005) que explora as dinâmicas de vinculação na vida adulta, pretende-se com esta unidade curricular criar um contexto pedagógico suficientemente seguro que permita aos estudantes

  • num primeiro momento, apreender os modelos conceptuais e respectivos conceitos bem como explorá-los (a partir da sua vida pessoal e/ou profissional) através das experiencias vivenciais que serão desenvolvidas nas aulas e ;
  • num segundo momento, explorar as relações de cuidador / cuidado em contexto laboratorial

Pretendemos assim para além de fornecer aos alunos um quadro teórico suficientemente adaptado para os apoiar nas suas diferentes áreas de intervenção, sensibilizá-los para terem em conta, no seu desenvolvimento pessoal e profissional ,a dinâmica “saber cuidar-me para poder cuidar dos outros”.
Sendo uma UC de opção é fundamental que os alunos que se inscreverem nesta UC tenham a consciência que ela tem como metodologia de base a sua participação directa nas actividades de exploração das suas experiências em cada um dos sistemas do "self" abordados.


Intervenção em Agressores


P712 - ECTS

No final do semestre, o/a estudante deverá:

- Conhecer as principais teorias explicativas, as dimensões interacionais, as causas, dinâmicas e consequências da violência e da vitimação que lhe permitam compreender, avaliar e intervir junto de agressores (jovens e adultos), seja ao nível da intervenção psicoeducacional e psicossocial, seja ao nível da psicoterapia.

- Compreender as dinâmicas específicas da violência, particularmente da violência intrafamiliar.

- Dominar alguns conhecimentos em áreas conexas (e.g., Direito, Medicina Legal).

- Dominar os conhecimentos e estratégias básicos necessários para a intervenção psicológica e psicossocial junto de agressores de violência física, psicológica e sexual. Aplicá-los quer em casos de violência intrafamiliar quer em casos de violência extrafamiliar.

- Compreender a inter-relação entre a intervenção em agressores e a intervenção em vítimas.


Intervenção nos Comportamentos Antissociais e Delinquentes


P814 - ECTS

No final desta UC os estudantes deverão:

1) Compreender o fenómeno da delinquência juvenil nas diferentes dimensões de avaliação e de intervenção;
2 Caracterizar os diferentes indicadores da criminalidade e as questões específicas da avaliação forense de jovens;
3) Analisar os fundamentos dos atuais sistemas de justiça juvenis e as práticas vigentes em relação às políticas criminais face à delinquência;
4) Desenvolver os conhecimentos e competências básicas ao nível da conceção e implementação de intervenções preventivas e de tratamento na delinquência juvenil.


Modalidades Diretas e Indiretas de Intervenção Psicológica Vocacional


P841 - ECTS
6.2.1. Fichas das unidades curriculares / Curricular unit’s file
6.2.1.1. Unidade curricular / Curricular unit
Modalidades Diretas e Indiretas de Intervenção Psicológica Vocacional
6.2.1.2. Docente responsável e respectiva carga lectiva na unidade curricular (preencher o nome completo) / Staff member 
 
 José Manuel Almeida de Castro
 
 
 

6.2.1.4. Objectivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)
máximo 1000, MIL, caracteres incluindo espaços


Os principais resultados de aprendizagem desta disciplina (que correspondem aos objetivos) são os seguintes capacidades para
(a) fazer aprendizagens relevantes do papel de psicólogo em situações de role-taking
(b) elaborar, implementar e avaliar projetos de intervenção psicológica vocacional
(c) analisar e tomar decisões sobre o processo de intervenção
Além disso, e especificamente, procura desenvolver as capacidades para
(a) fundamentar teoricamente o discurso sobre o agir em situações e contextos de intervenção
(b) diferenciar as várias modalidades, nomeadamente diretas e indiretas de consulta psicológica vocacional e a sua articulação com a diversidade de objetivos, alvos, estratégias e contextos
(c) adaptar estratégias, metodologias, técnicas, meios, recursos e competências aos objetivos, situação, contexto e modalidade de intervenção
(d) elaborar relatórios, descritivos e interpretativos, das sessões/consultas/unidades de trabalho realizadas e para planear as sessões/consultas/unidades de trabalho seguintes

Psicologia e Sistema de Justiça


P723 - ECTS

- Aprofundar conhecimentos sobre as áreas da Psicologia Forense, Psicologia da Justiça, Psicologia do Testemunho, entre outras.

- Aprofundar o conhecimento sobre as relações entre Psicologia e Sistema de Justiça.

- Conhecer o Sistema de Justiça/Sistema Legal e Penal Português e compará-lo com outros sistemas de justiça.

- Compreender o papel do psicólogo no Sistema de Justiça e desenvolver competências ao nível da intervenção dos psicólogos nos vários subsistemas do sistema de justiça.

- Aprofundar conhecimentos sobre a avaliação psicológica forense.

- Compreender o papel do psicólogo no Sistema de Justiça e desenvolver competências básicas de intervenção dos psicólogos nos vários subsistemas do sistema de justiça (e.g., ao nível da avaliação psicológica forense, intervenção em prisões, reeducação, combate à exclusão social).


Seminário de Projeto


P851 - ECTS
Esta UC tem como objetivo apoiar o/a estudante no desenvolvimento de um projeto de dissertação de mestrado, sendo que no final desta UC os/as estudantes deverão ser capazes de:
1. Definir um tema ou questão de investigação original em Psicologia;
2. Conduzir pesquisas sistemáticas de bibliografia sobre uma temática;
3. Efetuar uma leitura crítica de textos científicos e proceder à sua síntese;
4. Desenhar um projeto de investigação orientado para as questões a responder e fundamentado na literatura.

Sistema Social e Comportamento Desviante


P708 - ECTS

 Compreensão das determinantes sociais do desvio;
 Conhecimento das principais linhas teóricas, traçadas no cruzamento da psicologia social, da sociologia, da antropologia e da etnografia, que propõem grelhas explicativas da desviância e do crime;
 Capacidade de relacionar dinâmicas socio-culturais em curso com manifestações de desordem e com comportamentos desviantes



Teorias do Controlo Social


P722 - ECTS

- ter uma visão geral do processo sócio-histórico de desenvolvimento da individualidade e do controle social na modernidade;
- identificar os principais dispositivos de controle e o trabalho que exercem sobre o indivíduo;
- reconhecer os sinais de crise actual na eficácia das estratégias de controle social;
- ter desenvolvido capacidade de leitura do campo institucional enquanto resultado da articulação de estratégias de poder e formas de saber.




Dissertação


P917 - ECTS
- Apoiar o estudante na realização dos trabalhos de investigação aprovados em Seminário de Projeto e acompanhar a redação da dissertação de mestrado.

Estágio Supervisionado


P916 - ECTS

É esperado que o/a estudante seja capaz de:

. desenvolver os recursos necessários, pessoais e relacionais, a uma adaptação bem sucedida ao contexto de estágio e ao trabalho em equipa com diversos profissionais;

. aplicar os conhecimentos e competências adquiridas na formação académica para apoiar a resolução de problemas e dificuldades diversas atinentes ao estágio realizado;

. responder de forma competente, flexível e criativa às exigências e obstáculos que possam advir das especificidades dos contextos de trabalho, desenvolvendo progressivamente uma autonomia responsável;

. desenvolver uma reflexão fundamentada, que decorra da articulação entre a prática e os conhecimentos adquiridos ao longo do mestrado, sobre as potencialidades e as limitações de diferentes modos do exercício profissional da psicologia;

. atuar no cumprimento estrito do código deontológico, reconhecendo as implicações éticas e sociais das ações.


Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2022 © Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Última actualização: 2012-12-06 I  Página gerada em: 2022-12-05 às 20:45:11 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais | Denúncias