Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Logótipo
Você está em: Início > LPSI104
Mapa das Instalações

Ética e Deontologia

Código: LPSI104     Sigla: ED

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Psicologia

Ocorrência: 2021/2022 - 2S Ícone do Moodle

Ativa? Sim
Página Web: http://moodle.up.pt/course/view.php?id=808
Unidade Responsável: Psicologia
Curso/CE Responsável: Licenciatura em Psicologia

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
LPSIC 228 Plano Oficial do ano letivo 2021 1 - 3 27 81

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Inês Maria Guimarães Nascimento Regente

Docência - Horas

Teórica: 2,00
Tipo Docente Turmas Horas
Teórica Totais 1 2,00
Inês Maria Guimarães Nascimento 2,00
Mais informaçõesA ficha foi alterada no dia 2022-01-26.

Campos alterados: Métodos de ensino e atividades de aprendizagem, Fórmula de cálculo da classificação final, Obtenção de frequência, Observações, Componentes de Avaliação e Ocupação, Componentes de Avaliação e Ocupação, Fórmula de cálculo da classificação final, Obtenção de frequência, Observações, Modo de trabalho, Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

Língua de trabalho

Português - Suitable for English-speaking students

Objetivos

Tornar os estudantes capazes de:

1. Compreender a centralidade e funções da Ética enquanto modo de autorregulação do comportamento na relação, (con)vivência e trabalho com Outros

2. Reconhecer a importância das aprendizagens realizadas sobre ética aplicando-as ao contexto  imediato da formação em Psicologia, para uma cultura de integridade académica

3. Identificar e refletir criticamente sobre as dimensões política, axiológica, ética e deontológica da Psicologia, enquanto ciência e profissão

4. Distinguir ética e deontologia enquanto dimensões reguladoras das práticas profissionais em Psicologia que, articuladamente, constituem elementos estruturantes da identidade profissional dos/as psicólogos/as

5. Conhecer e aplicar situacionalmente referenciais documentais da profissão de psicólogo, nomeadamente o CDPP e orientações específicas

6. Mobilizar princípios éticos e normas deontológicas em processos de pensamento crítico e raciocínio ético relacionados com situações/contextos particulares da Psicologia

 

Resultados de aprendizagem e competências

No final desta UC os estudantes devem ser capazes de:



1. Compreender a centralidade e funções da Ética enquanto modo de autorregulação do comportamento na relação, (con)vivência e trabalho com Outros

2. Reconhecer a importância das aprendizagens realizadas sobre ética aplicando-as ao contexto  imediato da formação em Psicologia, para uma cultura de integridade académica

3. Identificar e refletir criticamente sobre as dimensões política, axiológica, ética e deontológica da Psicologia, enquanto ciência e profissão

4. Distinguir ética e deontologia enquanto dimensões reguladoras das práticas profissionais em Psicologia que, articuladamente, constituem elementos estruturantes da identidade profissional dos/as psicólogos/as

5. Conhecer e aplicar situacionalmente referenciais documentais da profissão de psicólogo, nomeadamente o CDPP e orientações específicas

6. Mobilizar princípios éticos e normas deontológicas em processos de pensamento crítico e raciocínio ético relacionados com situações/contextos particulares da Psicologia

Modo de trabalho

Presencial

Programa

1. Enquadramento filosófico e psicológico da dimensão ética da ação humana. Infraestrutura reguladora do comportamento - bases e motivações para a escolha de um modo de agir. Função da Ética. Ética Geral e Ética aplicada

2. Ética e integridade académica. Fraude Académica - tipologias e expressões. Código Ético de Conduta Académica da UPorto

3. Ética e integridade profissional. Caracterização da profissão de Psicólogo/a: O objeto da Psicologia e identidade profissional. Implicações éticas e deontológicas. Problemáticas e públicos especialmente relevantes para uma aprendizagem reflexiva das características de uma prática profissional éticamente competente

4. Código Deontológico dos Psicólogos Portugueses - estrutura e funções. Outras orientações e documentos de referência

5. Importância do pensamento crítico e do raciocínio ético: Proposta operativa de estruturação do Raciocínio Ético em situações mais sensíveis e/ou complexas do exercício da Psicologia

Bibliografia Obrigatória

Almeida, F., Seixas, A., Gama, P., Peixoto, P. & Esteves, D., (Coord.); Fraude e plágio na Universidade: A urgência de uma cultura de integridade no Ensino Superior. , Imprensa da Universidade de Coimbra. , 2016
Comissão de Ética da Universidade do Porto ; Código Ético de Conduta Académica, Porto: Universidade do Porto.
Esteves, T., Ricou, M., Franco, A. , Campina, A. & Costa-Lobo, C.; Identidade da Psicologia:Revisão sistemática de uma década de literatura, 2017
Fernandes Luís 570; Conhecimento de si na sociedade do conhecimento. ISBN: 978-989-99751-3-2
Knapp, S. J., VandeCreek, L. D. & Fingerhut, R. ; Practical Ethics for Psychologists: A Positive Approach (Third ed.), American Psychological Association, 2017
Miguel Ricou; Ética e Deontologia no Exercício Profissional da Psicologia, OPP, 2014
Nascimento, I. & Neto, P. S.; Ensaios sobre Ética na investigação em Psicologia e em Educação , Legis, 2020
Ordem dos Psicólogos Portugueses ; Código deontológico, Ordem dos Psicólogos Portugueses , 2011
Ricou, M.; Ética e Psicologia: Uma prática integrada, , Coimbra: Gráfica de Coimbra, 2004
O.Donohue William ed.; Handbook of professional ethics for psychologists. ISBN: ISBN 0-7619-1189-8
Sternberg, R. J. ; A model for ethical reasoning. , Review of General Psychology, 16, 319-326, 2012

Bibliografia Complementar

American Psychological Association ; Ethical Principles of Psychologists and Code of Conduct, American Psychological Association , 2002
Bhola, P. , Sinha, A., Sonkar, S. & Raguram, A.; Ethical Dilemmas experienced by clinical psychology trainee therapists, 2015
Federação Europeia de Associações de Psicólogos; Código geral de ética para psicólogos. , Federação Europeia de Associações de Psicólogos, 1995
Lowman, Rodney L. (Ed). ; The ethical practice of psychology in organizations., APA, 1998
Mendes, S. A., Nascimento, I., Abreu Lima, I.M.P. & Almeida, L. S.; A study of the ethical dilemmas experienced by school psychologists in Portugal, 2015
Prilleltensky, I. ; The Morals and Politics of Psychology: Psychological Discourse and the Status Quo , State University of New York Press, 1994
Rangi, S. & Stoffel, D. (UNESCO); Ethics assessment in different fields- Psychology, 2015
Sequeira, J.; Universidade, Ciência e Sociedade: desafios e fronteiras éticas. , 2014
Taborda, M. (Coord.); Ética em Psiquiatria, Ordem dos Médicos: Colégio de Psiquiatria, 1992
Bersoff, D.; Ethical conflicts in Psychology (2nd Edition), Washington: American Psychological Association , 1999
Fisher Celia B.; Decoding the ethics code. ISBN: ISBN 0-7619-2619-4
Francis, R., D.; Ética para psicólogos, Lisboa: Instituto Piaget, 2004

Observações Bibliográficas

Serão disponibilizadas na página da UC no Moodle referências bibliográficas mais específicas.

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

1.ª metade do semestre: abordagem exploratória dos conteúdos programáticos. Sessões síncronas com momentos de interação com os/as estudantes para aceder/reconfigurar às suas teorias pessoais sobre os conceitos abordados.

2.ª metade do semestre: Resolução de exercícios de raciocínio ético – e.g.,  questões e dilemas éticos da prática da intervenção/investigação psicológica em diferentes domínios, com recurso ao CDPP. 

Final do semestre: entrega de todos os produtos que evidenciem as aprendizagens feitas na Unidade Curricular, no formato de portefólio.

Bases do E-learning na UC:

- Atividades de Aprendizagem semanais: Temas focais específicos; orientações detalhadas;  identificação/disponibilização de recursos de apoio; submissão individual de produtos

- Uso da plataforma Moodle na gestão das atividades de aprendizagem

- Comunicação ativa contínua entre docente e estudantes (email e/ou outros meios) para prestação de apoio e feedback personalizado

- Sessões síncronas no horário definido para a UC para efeito de intervisão e de feedback

- Subdivisão da turma em subgrupos menores, temporalmente desfasados, se e quando necessário

Software

Não aplicável

Palavras Chave

Ciências Sociais > Ciências psicológicas > Psicologia

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída sem exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Trabalho escrito 20,00
Trabalho prático ou de projeto 60,00
Apresentação/discussão de um trabalho científico 20,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Estudo autónomo 22,00
Frequência das aulas 28,00
Trabalho escrito 5,00
Apresentação/discussão de um trabalho científico 6,00
Elaboração de projeto 20,00
Total: 81,00

Obtenção de frequência

A avaliação dos estudantes será efetuada de modo distribuido com base em portefolios de aprendizagem

A aprovação na UC requer: 

1) A organização de um portefólio INDIVIDUAL de aprendizagens contendo os produtos da realização de, pelo menos, três das AA’s propostas

- 1 AA de escolha livre (individual)

- 1 AA atribuída pela docente (pares/trios) – apresentação/discussão na sessão síncrona dos resultados/conclusões/aprendizagens decorrentes da AA atribuída

- 1 AA obrigatória e universal para tod@s @s estudantes (individual)

2) a submissão dos produtos relacionados cumprindo os prazos estabelecidos

3) a obtenção de classificação não inferior a 10 valores nos três produtos que integrem esse portefólio




Fórmula de cálculo da classificação final

A classificação final de cada estudante será estimada a partir das seguintes componentes:

- Qualidade dos produtos das três AA’s que são requisito mínimo para aprovação na UC: 70% (20%; 20%; 30%) – máx. 14 valores

- Número e qualidade dos produtos incluídos no portefólio individual de aprendizagens correspondentes a outras AA’s: 20% - máx. 4 valores

- Outros produtos com que os estudantes procurem enriquecer o seu portefólio individual de aprendizagens: 10% - máx. 2 valores

 

Provas e trabalhos especiais

Não aplicável

Avaliação especial (TE, DA, ...)

Os estudantes nesta condição estão sujeitos ao mesmo plano de atividades, regime de avaliação e sistema de recurso/melhoria de classificação dos restantes estudantes. 

NOTA: Os estudantes com estatuto de TE devem, obrigatoriamente, contactar presencialmente a docente na primeira aula do semestre mesmo que ainda se encontrem a aguardar o deferimento de pedidos de equivalência ou a atribuição formal do estatuto de TE.

Melhoria de classificação

Para recurso ou melhoria de classificação, o/a estudante deverá realizar um trabalho escrito individual acerca de um tema a definir pela docente, a partir do qual lhe será atribuída uma nova classificação global. 

Observações

Dado o atual período pandémico a UC decorrerá integralmente à distância, na modalidade de e-learning, exclusivamente com momentos de comunicação síncrona, fazendo uso de meios telemáticos.
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2022 © Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2022-05-26 às 03:55:55 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais