Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Logótipo
Você está em: Início > LPSI100
Mapa das Instalações

Métodos de Investigação em Psicologia

Código: LPSI100     Sigla: MIP

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Métodos

Ocorrência: 2021/2022 - 1S Ícone do Moodle

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Psicologia
Curso/CE Responsável: Licenciatura em Psicologia

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
LPSIC 226 Plano Oficial do ano letivo 2021 1 - 6 54 162

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Isabel Maria Rocha Pinto Regente

Docência - Horas

Teórica: 2,00
Teorico-Prática: 1,50
Tipo Docente Turmas Horas
Teórica Totais 1 2,00
Isabel Maria Rocha Pinto 2,00
Teorico-Prática Totais 5 7,50
Samuel Lincoln Bezerra Lins 7,50
Mais informaçõesA ficha foi alterada no dia 2021-12-23.

Campos alterados: Objetivos, Componentes de Avaliação e Ocupação, Programa

Língua de trabalho

Português

Objetivos


  1. corte epistemológico entre o senso-comum e a abordagem científica enquanto formas de conhecimento;

  2. análise do posicionamento do investigador face ao objecto de estudo, quer enquanto perito quer enquanto actor social;

  3. "know-how" relativo às metodologias descritivas e inferenciais de abordagem de fenómenos psicológicos, e à sua articulação na realização de um programa de investigação.

Resultados de aprendizagem e competências

Ver objetivos

Modo de trabalho

Presencial

Programa

1. Senso-comum e conhecimento científico
- Implicações do senso-comum na investigação em Psicologia

- Questões de investigação e hipóteses
- Metodologias quantitativas mais comuns: estudos descritivos, correlacionais e experimentais

2. Metodologias correlacionais
- Natureza das variáveis estudada
- Grau de conhecimento sobre o fenómeno estudado
- Impedimentos deontológicos
- Abordagem correlacional com variáveis nominais, e intervalares

3. Método Experimental
- Variáveis independentes e dependentes
- Planos experimentais inter-sujeitosintra-sujeitos, e mistos
- Efeitos principais
 e interacções
- Estratégias de Eliminação, Uniformização, Balanceamento e ContraBalanceamento: controlo experimental

4. Métodos de amostragem:
- Amostragem probabilística e não-probabilística


5. Qualidade da investigação:
- Critérios de validade teórica
- Critérios de validade interna
- Critérios de validade externa


6.Introdução às metodologias qualitativas
- O papel do investigador
- Métodos de recolha de dados qualitativos
:
Entrevistas; Grupos focais; Observações; Surveys qualitativos; Materiais impressos/ digitais/ documentos; Vídeos/ documentários

7
. Deontologia da investigação em Psicologia
- Em relação aos Participantes não-humanos e humanos
- Em relação à Comunidade Científica
- Em relação à Sociedade

-
Práticas de investigação éticas, não-éticas, e questionáveis




Bibliografia Obrigatória

Alferes, V. R. ; Investigação Científica em Psicologia: Teoria e Prática, Almedina, 1997
D. T. Gilbert, S. T. Craig, J. R. & Metze, L. P; Methods of Psychological Research, McGraw-Hill, 1979
D. T. Gilbert, S. T: Fiske & G. Lindzey ; The Handbook of Social Psychology , Mc-Graw-Hill, 1998
J. Marques; Métodos de Investigação em Psicologia, FPCEUP, 2019
Mook, D. G. ; Psychological Research: Strategy and Tactics, Harper & Row, 1992
Poeschl G. A. ; Análise de Dados na Investigação em Psicologia: Teoria e Prática, Almedina, 2006

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

Método expositivo nas aulas teóricas, em paralelo com método activo nas práticas (prática das noções apresentadas nas aulas teóricas e confronto directo com os seus condicionalismos e utilidade) através da planificação e execução de pequenos planos de investigação.

Avaliação distribuída com avaliação final. A nota final resulta de duas componentes: avaliação das aulas teóricas (exame escrito) e avaliação das aulas práticas (projecto de investigação realizado em grupo). Obrigatoriedade de (a) presença em 75% das aulas práticas, (b) participação num estudo empírico proposto pelo docente, (c) participação num processo de recolha de dados, laboratorial, ou no campo.


Tipo de avaliação

Avaliação distribuída com exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Apresentação/discussão de um trabalho científico 20,00
Exame 80,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Elaboração de projeto 20,00
Elaboração de relatório/dissertação/tese 20,00
Estudo autónomo 20,00
Frequência das aulas 56,00
Trabalho de campo 10,00
Trabalho de investigação 8,00
Trabalho laboratorial 28,00
Total: 162,00

Obtenção de frequência

A frequência das aulas práticas é obrigatória para os estudantes que frequentam a UC pela primeira vez. No caso de repetirem a UC, poderão ser dispensados da frequência das aulas.

Fórmula de cálculo da classificação final

A nota final resultante da soma ponderada das componentes, teórica e prática, de avaliação deve ser igual ou superior a 9.50/20 valores (45%), desde que a nota no exame teórico seja pelo menos de 7.50/20 valores.

Fórmula de cálculo da classificação final:

Exame X .80 + Avaliação das Aulas Práticas X .20

Melhoria de classificação

A nota obtida na componente prática não entrará para o cálculo da nota final para estudantes que se apresentem para melhoria de nota.
A melhoria de classificação do exame realizado será possível, uma única vez, até à época de recurso do ano letivo subsequente àquela em que obtiveram aprovação e em que a unidade curricular tenha exame previsto.
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2022 © Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2022-05-19 às 23:14:43 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais