Saltar para:
Logótipo
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Logótipo
Você está em: Início > P211

Perceção e Atenção

Código: P211     Sigla: PA

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Psicologia

Ocorrência: 2020/2021 - 2S Ícone do Moodle

Ativa? Sim
Página Web: https://sigarra.up.pt/fpceup/pt/ucurr_geral.ficha_uc_view?pv_ocorrencia_id=351749
Unidade Responsável: Psicologia
Curso/CE Responsável: Mestrado Integrado em Psicologia

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
MIPSI 203 Plano Oficial 1 - 3 30 81

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Maria Selene Henriques da Graça Vicente Regente

Docência - Horas

Teórica: 1,50
Teorico-Prática: 0,50
Tipo Docente Turmas Horas
Teórica Totais 1 1,50
Ana Sofia Ribeiro Gonçalves 1,50
Maria Selene Henriques da Graça Vicente 0,00
Teorico-Prática Totais 1 0,50
Ana Sofia Ribeiro Gonçalves 0,50
Maria Selene Henriques da Graça Vicente 0,00

Língua de trabalho

Português - Suitable for English-speaking students

Objetivos

As aulas têm por objectivo expor e discutir os modelos e teorias actuais da percepção e atenção. Além do enquadramento teórico serão também abordadas as metodologias de investigação empírica da percepção e atenção no domínio da psicologia cognitiva experimental bem como as respectivas implicações e as aplicações em múltiplos domínios.

Resultados de aprendizagem e competências

A disciplina visa permitir que os alunos sejam capazes de compreender os temas de percepção e atenção abordados, descrever as teorias mais representativas e as respectivas implicações teóricas e práticas (por exemplo, publicidade e marketing, segurança rodoviária, aprendizagem escolar, psicopatologia, etc.)

 

Modo de trabalho

Presencial

Programa

INTRODUÇÃO: 1. Conceitos gerais de Percepção e de Atenção. 2. O problema da detecção e medida da sensação. Métodos da psicofísica e teoria de detecção do sinal. PERCEPÇÃO 1. Percepção Visual. Fenómenos básicos: Identificação e localização de objectos; Cor; Orientação; Movimento e forma. A conjugação de diferentes propriedades na percepção (binding). A percepção da profundidade. 1.1. Teorias da percepção (Gestaltismo, construtivismo, a teoria ecológica da percepção visual, abordagens computacionais e conexionistas). 1.2. Modelos de reconhecimento de objectos. 1.3. Reconhecimento de faces. 1.4. Percepção visual e a arte: pintura (e.g., desenvolvimento da perspectiva) e cinema (e.g. planos e percepção de cenas). 2. Percepção Auditiva. O sistema sensorial auditivo; fenómenos básicos da percepção auditiva; localização da origem do som; percepção e memória auditiva. 3. Percepção táctil; O sistema sensorial cutâneo; fenómenos básicos da percepção táctil; memória táctil; Braille e ilusão textura – peso; 4. A dor: percepção nociceptiva. Membro fantasma e tratamento da dor fantasma. ATENÇÃO 1. Definições e tipos de atenção. A) Atenção visual, atenção auditiva e atenção inter-modal. B) Atenção focal, Atenção selectiva. 1.1. Modelos de atenção selectiva 1.2. Modelos de filtro (Broadbent, Treisman); 1.3. Modelos de capacidade (Kahneman); 2. Limites absolutos e relativos de atenção selectiva. 2.1. Técnicas de investigação da atenção. 2.1.1. Tarefas de busca visual e modelos de atenção. 2.1.2. Percepção taquitoscópica e memória icónica (memória sensorial visual). 3. Controlo da atenção: 3.1. A importância do controlo da atenção (das desatenções quotidianas às doenças do controlo da atenção). 3.2. Distinção entre controlo voluntário e automático. 3.3. Atenção para intenções: memória prospectiva. 4. Avaliação da atenção. Medidas de atenção focal, atenção dividida e de manutenção da atenção ou atenção sustentada. Aplicações nos contextos da selecção de recursos humanos, da avaliação de dificuldades de aprendizagem e avaliação neuropsicológica. PERCEPÇÃO E ATENÇÃO 1. O fenómeno de “cegueira para a mudança”. 2. Percepção sem atenção. Falhas totais da percepção em condições de desatenção Inattentional blindness (Mack e Rock, 1998). Atenção e memória implícita. 3. Percepção e atenção inter-modais. 4. Ouvir e ver: fenómenos básicos da integração de modalidades.

Bibliografia Obrigatória

Eysenck Michael W.; Cognitive psychology. ISBN: 978-1-84872-416-7
Styles Elizabeth A.; Attention, perception and memory. ISBN: 0-86377-659-0
Broadbent, D. E.; Perception and communication, Oxford University Press, 1987
Gibson James J.; The ecological approach to visual perception. ISBN: ISBN 0-395-270-49-9
Goldstein E. Bruce 730; Blackwell handbook of sensation and perception. ISBN: 0-631-20684-1
James, W.; The principles of psychology, H. Holt and company, 1890 (Disponível em http://psychclassics.yorku.ca)
Kahneman Daniel; Attention and effort. ISBN: 0-13-050518-8
Mack Arien; Inattentional blindness. ISBN: ISBN 0-262-13339-3
Parasurman Raja ed. lit.; The attentive brain. ISBN: ISBN 0-262-16172-9 (((o nome do editor é PARASURAMAN)))
Pashler Harold E.; The psychology of attention. ISBN: ISBN 0-262-16165-6

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

As aulas são teórico-práticas. Recorrer-se-á a diversas demonstrações audio-visuais e à realização de pequenas recolhas de dados para demonstração experimental de fenómenos no domínio da percepção e da atenção.

Palavras Chave

Ciências Sociais > Ciências psicológicas > Ciências cognitivas
Ciências Sociais > Ciências psicológicas > Psicologia > Psicologia experimental

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída sem exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Teste 100,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Estudo autónomo 53,00
Frequência das aulas 28,00
Total: 81,00

Obtenção de frequência

Os alunos têm que assistir a pelo menos 75% das aulas.

Fórmula de cálculo da classificação final

A nota final corresponde à média da classificação nos dois testes.

Avaliação especial (TE, DA, ...)

Os trabalhadores estudantes, dirigentes associativos, etc. beneficiam dos direitos inerentes ao respectivo estatuto. Alunos com necessidades educativas especiais devem contactar o docente de forma a poderem ser realizadas as adaptações necessárias.

Melhoria de classificação

- Está prevista a melhoria de classificação de exame realizado, uma única vez, até à época de recurso do ano letivo subsequente àquele em que obtiveram aprovação e em que a unidade curricular tenha exame previsto.

- A classificação final na unidade curricular é a mais elevada, entre aquela que havia sido obtida inicialmente e a que resultar da melhoria de classificação efetuada.

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2021 © Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2021-10-18 às 20:41:42 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais