Saltar para:
Comuta visibilidade da coluna esquerda
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
Você está em: Início » MI221
Autenticação




Esqueceu-se da senha?

Morfofisiologia do Sistema Cardiovascular e do Sangue

Código: MI221     Sigla: MSCS

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Medicina

Ocorrência: 2020/2021 - 1S (de 14-09-2020 a 07-02-2021) Ícone do Moodle

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Departamento de Cirurgia e Fisiologia
Curso/CE Responsável: Mestrado Integrado em Medicina

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
MIMED 348 Mestrado Integrado em Medicina- Plano oficial 2013 (Reforma Curricular) 2 - 9 85 243

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Joaquim Adelino Correia Ferreira Leite Moreira Regente
Susana Isabel Ferreira da Silva de Sá Regente
Vasco Miguel Clara Lopes Galhardo Regente

Docência - Horas

Teórica: 0,07
Teorico-Prática: 1,86
Práticas Laboratoriais: 3,64
Orientação Tutorial: 0,18
Seminário: 0,10
Outras: 0,21
Tipo Docente Turmas Horas
Teórica Totais 1 0,07
Susana Isabel Ferreira da Silva de Sá 0,035
Vasco Miguel Clara Lopes Galhardo 0,035
Teorico-Prática Totais 20 37,20
João Sérgio de Lima Soares Neves 0,48
Marta Ramos Tavares da Silva 0,75
Susana Isabel Ferreira da Silva de Sá 2,36
Roberto Liberal Fernandes Roncon Albuquerque 0,50
Diogo Alexandre Santos Ferreira 1,13
Mavilde Rodrigues Arantes da Silva Longarito 3,00
Mariana Marques Santos Pintalhão 1,07
Ana Rita Gonçalves Cardoso 0,265
António Álvaro Pereira De Pinho 0,29
Ricardo Luís Castro e Silva Ferreira 0,69
Joana Antunes da Silva Marques 0,57
Rui Miguel Pinheiro Vitorino 0,22
Sílvia Marta Araújo Oliveira 0,51
Mariana Isabel Fragão Rocha Marques 0,48
Rui João Gonçalves Cerqueira 0,014
Joana Oliveira Miranda 0,50
Joaquim Adelino Correia Ferreira Leite Moreira 0,39
Andre Filipe Mendes Leite Moreira 0,32
Rafael Clara Martins 0,01
André Pedro Leite Martins Lourenço 0,20
Paulo Manuel Barreiros de Castro Chaves 0,64
Carla Alexandra Ribeiro dos Santos Araújo 0,48
Francisco Pereira Gonçalves 0,67
Gabriel Faria Da Costa 0,48
Jose Pedro Oliveira Pinto 0,59
Ricardo Manuel Alves Monteiro Fontes Carvalho 0,34
Manuel João Neves Ferreira Pinto 0,35
António Henrique Pereira Neves 2,00
Joana Maria de Pinho Ferreira Gomes 1,21
Vasco Miguel Clara Lopes Galhardo 1,21
Madalena Pereira de Sousa Von Hafe Pérez 0,199
Pedro Filipe Vieira Pimentel Nunes 0,02
Francisco Aguiar Vasques Novoa Faria 0,49
Jennifer Mâncio Silva 0,40
Inês Maria Falcão Sousa Pires Marques 0,42
Tiago Alexandre Ferreira Tuna 2,00
Rodrigo Manuel Robalo Curado de Vilares Morgado 0,265
Marta Borges Canha 0,65
José Paulo Alves Vieira de Andrade 2,36
Ana Filipa Oliveira Moleiro 0,19
Catarina Afonso Couto e Vale 0,20
João Manuel Palmeira Rocha Neves 1,00
Pedro Miguel Gonçalves Teixeira 0,15
Marina Felicidade Dias Neto 0,33
António Avelino Ferreira Saraiva Silva 1,21
Célia da Conceição Duarte Cruz 1,21
Armando Cardoso 2,36
Nuno Teodoro V. Reis Bettencourt Sousa 0,01
Luís Carlos Ferreira Mendonça 1,49
Ricardo José Araújo Ladeiras Lopes 0,36
Práticas Laboratoriais Totais 20 72,80
António Avelino Ferreira Saraiva Silva 2,43
Célia da Conceição Duarte Cruz 2,43
Gabriel Faria Da Costa 0,96
João Manuel Palmeira Rocha Neves 0,57
Diogo Alexandre Santos Ferreira 2,26
António Álvaro Pereira De Pinho 0,57
Armando Cardoso 3,00
José Paulo Alves Vieira de Andrade 3,00
Francisco Pereira Gonçalves 1,34
Inês Maria Falcão Sousa Pires Marques 0,83
Pedro Miguel Gonçalves Teixeira 0,31
Mariana Isabel Fragão Rocha Marques 0,96
Catarina Afonso Couto e Vale 0,40
André Pedro Leite Martins Lourenço 0,40
Ricardo José Araújo Ladeiras Lopes 0,73
Joana Oliveira Miranda 1,01
Mavilde Rodrigues Arantes da Silva Longarito 1,71
Susana Isabel Ferreira da Silva de Sá 3,00
Jennifer Mâncio Silva 0,80
Jose Pedro Oliveira Pinto 1,19
Mariana Marques Santos Pintalhão 2,13
Rui Miguel Pinheiro Vitorino 0,43
Manuel João Neves Ferreira Pinto 0,70
Sílvia Marta Araújo Oliveira 1,02
Marta Borges Canha 1,31
Carla Alexandra Ribeiro dos Santos Araújo 0,97
Ana Filipa Oliveira Moleiro 0,37
Rafael Clara Martins 0,03
Pedro Filipe Vieira Pimentel Nunes 0,04
Rodrigo Manuel Robalo Curado de Vilares Morgado 0,53
António Henrique Pereira Neves 1,14
Tiago Alexandre Ferreira Tuna 1,14
Roberto Liberal Fernandes Roncon Albuquerque 1,01
Nuno Teodoro V. Reis Bettencourt Sousa 0,03
Ricardo Luís Castro e Silva Ferreira 1,38
Ricardo Manuel Alves Monteiro Fontes Carvalho 0,69
Luís Carlos Ferreira Mendonça 2,98
Paulo Manuel Barreiros de Castro Chaves 1,27
Andre Filipe Mendes Leite Moreira 0,65
Madalena Pereira de Sousa Von Hafe Pérez 0,40
Joaquim Adelino Correia Ferreira Leite Moreira 0,77
João Sérgio de Lima Soares Neves 0,95
João Carlos Bettencourt de Medeiros Relvas 1,14
Marta Ramos Tavares da Silva 1,51
Ana Rita Gonçalves Cardoso 0,53
Marina Felicidade Dias Neto 0,67
Francisco Aguiar Vasques Novoa Faria 0,98
Joana Maria de Pinho Ferreira Gomes 2,43
Vasco Miguel Clara Lopes Galhardo 2,43
Rui João Gonçalves Cerqueira 0,03
Orientação Tutorial Totais 1 0,18
Roberto Liberal Fernandes Roncon Albuquerque 0,004
Mariana Marques Santos Pintalhão 0,005
Rui Miguel Pinheiro Vitorino 0,004
Rodrigo Manuel Robalo Curado de Vilares Morgado 0,004
Gabriel Faria Da Costa 0,005
Marta Borges Canha 0,005
João Sérgio de Lima Soares Neves 0,005
Manuel João Neves Ferreira Pinto 0,005
Joaquim Adelino Correia Ferreira Leite Moreira 0,004
André Pedro Leite Martins Lourenço 0,005
Ricardo José Araújo Ladeiras Lopes 0,004
Ricardo Luís Castro e Silva Ferreira 0,004
Francisco Pereira Gonçalves 0,005
Madalena Pereira de Sousa Von Hafe Pérez 0,005
Inês Maria Falcão Sousa Pires Marques 0,005
Jennifer Mâncio Silva 0,005
Mariana Isabel Fragão Rocha Marques 0,005
Marina Felicidade Dias Neto 0,005
Joana Oliveira Miranda 0,005
Ricardo Manuel Alves Monteiro Fontes Carvalho 0,004
Luís Carlos Ferreira Mendonça 0,005
Ana Filipa Oliveira Moleiro 0,005
Sílvia Marta Araújo Oliveira 0,004
Catarina Afonso Couto e Vale 0,005
Ana Rita Gonçalves Cardoso 0,004
Andre Filipe Mendes Leite Moreira 0,005
Diogo Alexandre Santos Ferreira 0,005
Marta Ramos Tavares da Silva 0,005
Nuno Teodoro V. Reis Bettencourt Sousa 0,005
Rui João Gonçalves Cerqueira 0,004
Pedro Filipe Vieira Pimentel Nunes 0,005
Pedro Miguel Gonçalves Teixeira 0,005
Francisco Aguiar Vasques Novoa Faria 0,005
Carla Alexandra Ribeiro dos Santos Araújo 0,005
Paulo Manuel Barreiros de Castro Chaves 0,01
Rafael Clara Martins 0,005
Jose Pedro Oliveira Pinto 0,005
Seminário Totais 1 0,10
Joaquim Adelino Correia Ferreira Leite Moreira 0,10
Outras Totais 5 1,05
Ricardo Manuel Alves Monteiro Fontes Carvalho 0,014
João Sérgio de Lima Soares Neves 0,014
Nuno Teodoro V. Reis Bettencourt Sousa 0,014
Rodrigo Manuel Robalo Curado de Vilares Morgado 0,013
André Pedro Leite Martins Lourenço 0,014
Francisco Aguiar Vasques Novoa Faria 0,014
Isaura Ferreira Tavares 0,034
Ricardo Luís Castro e Silva Ferreira 0,014
Ricardo José Araújo Ladeiras Lopes 0,014
Rafael Clara Martins 0,014
Pedro Miguel Gonçalves Teixeira 0,014
Carla Alexandra Ribeiro dos Santos Araújo 0,014
Gabriel Faria Da Costa 0,014
Joana Oliveira Miranda 0,014
Armando Cardoso 0,034
Diogo Alexandre Santos Ferreira 0,014
Luís Carlos Ferreira Mendonça 0,014
António Avelino Ferreira Saraiva Silva 0,034
Célia da Conceição Duarte Cruz 0,034
Madalena Pereira de Sousa Von Hafe Pérez 0,014
Manuel João Neves Ferreira Pinto 0,014
Pedro Filipe Vieira Pimentel Nunes 0,014
Ana Rita Gonçalves Cardoso 0,014
Antonio Cabral Costa Benevides Melo 0,029
Ana Filipa Oliveira Moleiro 0,014
Jennifer Mâncio Silva 0,014
Roberto Liberal Fernandes Roncon Albuquerque 0,014
António Augusto Santos Pereira 0,029
Daniel Humberto Pozza 0,029
João Carlos Bettencourt de Medeiros Relvas 0,029
Vasco Miguel Clara Lopes Galhardo 0,034
Mariana Marques Santos Pintalhão 0,014
Marta Borges Canha 0,014
Mariana Isabel Fragão Rocha Marques 0,014
Marta Ramos Tavares da Silva 0,014
Sandra Paula da Costa Pinto da Silva Rebelo e Sousa 0,03
Francisco Pereira Gonçalves 0,014
Paulo Manuel Barreiros de Castro Chaves 0,01
Tiago Alexandre Ferreira Tuna 0,034
José Paulo Alves Vieira de Andrade 0,034
Rui João Gonçalves Cerqueira 0,013
Rui Miguel Pinheiro Vitorino 0,013
Joaquim Adelino Correia Ferreira Leite Moreira 0,01
Joana Maria de Pinho Ferreira Gomes 0,029
Andre Filipe Mendes Leite Moreira 0,014
Susana Isabel Ferreira da Silva de Sá 0,034
Inês Maria Falcão Sousa Pires Marques 0,014
Marina Felicidade Dias Neto 0,014
Jose Pedro Oliveira Pinto 0,014
Catarina Afonso Couto e Vale 0,014
João Manuel Palmeira Rocha Neves 0,034
Sílvia Marta Araújo Oliveira 0,013
Mavilde Rodrigues Arantes da Silva Longarito 0,034
Fani Lourença Moreira Neto 0,029

Língua de trabalho

Português - Suitable for English-speaking students
Obs.: Português - Inglês

Objetivos

No final desta unidade curricular o estudante deverá:

- Conhecer os princípios gerais da Anatomia, Histologia e Fisiologia. Familiarizar os alunos com a terminologia anatómica, estimulando a capacidade de observação e dotando-os da técnica de descrição pelo recurso a terminologia adequada;

- Conhecer a normal estrutura macroscópica e microscópica e modo de funcionamento do sistema cardiovascular e sangue.

- Adquirir uma base de conhecimentos que possa ser utilizada nos vários campos da morfofisiologia e aplicada posteriormente noutras unidades curriculares do curso e na futura vivência clínica.



Resultados de aprendizagem e competências

Outras competências a adquirir no decorrer do semestre:

- Capacidade de resolução de problemas;

- Autoaprendizagem;

- Pensamento crítico;

- Capacidade de avaliação prática do funcionamento dos vários aparelhos e sistemas;

- Identificação de problemas morfofisiológicos em casos clínicos selecionados.


Para o efeito adotar-se-á uma abordagem integrada morfofuncional com o envolvimento de Anatomistas, Histologistas e Fisiologistas.

Modo de trabalho

Presencial

Programa

Músculo Cardíaco. Ciclo cardíaco. Atividade elétrica do coração. Eletrocardiograma. Princípios fisiológicos, método de execução e interpretação. Hemodinâmica e hemorreologia. Microcirculação e vasos linfáticos. Génese dos sons cardíacos: significado fisiológico e fisiopatológico. Auscultação cardíaca. Pulsos arteriais e venosos: princípios fisiológicos. Determinantes da função cardíaca sistólica. Determinantes da função cardíaca diastólica. Análise de curvas de função ventricular. Interpretação de gráficos conjugados de fisiologia cardiovascular. Índices ecocardiográficos de função cardíaca: significado fisiológico e interpretação. Fisiologia do endotélio cardíaco e vascular. Regulação da função vascular. Regulação da pressão arterial. Implicações fisiopatológicas. Regulação do débito cardíaco e do retorno venoso. Métodos de avaliação do débito cardíaco. Fisiopatologia e casos problema: insuficiência cardíaca. Fisiologia da circulação coronária e das circulações especiais. Fisiologia do ventrículo direito. Hemóstase primária e secundária. Sistema Fibrinolítico. Avaliação da função hemostática. Casos problema: Hemóstase. 

 

Desenvolvimento Embrionário do Sistema Cardiovascular. Histologia do Coração. Histologia dos Vasos Sanguíneos e Linfáticos. Histologia do Sangue. Hematopoiese.

 

Anatomia geral do sistema vascular. Coração. Pericárdio. Grandes vasos torácicos e seus ramos/tributárias. Vascularização das paredes do tórax. Grandes vasos do abdómen e seus ramos e tributárias. Vascularização das paredes do abdómen. Vascularização das paredes e dos órgãos pélvicos. Vascularização do períneo. Vascularização sanguínea do membro superior. Vascularização sanguínea do membro inferior. Artéria carótida comum. Artéria carótida interna e seus ramos. Artéria carótida carótida externa e seus ramos. Drenagem venosa do encéfalo, da cabeça e do pescoço.

Bibliografia Obrigatória

Walter F. Boron; Emile L. Boulpaep; Medical Physiology, 3rd Edition, 2017 (FISIOLOGIA)
Hall J.E. ; Guyton and Hall Textbook of Medical Physiology, 13th Edition, Saunders Elsevier, 2016
Young, B. Lowe, J.S., Stevens, A., & Heath, J.W.; Wheater's Functional Histology - A Text and Colour Atlas, 5th edition, Churchill Livingstone, 2009 (HISTOLOGIA)
Junqueira & Carneiro; Histologia Básica , 11ª edição, Guanabara Koogan, 2008 (HISTOLOGIA)
Stevens and Lowe; Human Histology , 3rd Edition, Elsevier-Mosby, 2005 (HISTOLOGIA)
Sadler, T.W.; Langman's Medical Embryology , 11ª Ed, Williams and Wilkins, 2009 (HISTOLOGIA)
Gilbert, S.F.; Developmental Biology, 9ª Ed, Sinauer Associates Inc., 2010 (HISTOLOGIA)
Abraham L. Kierszenbaum anda Laura Tres; Histology and Cell Biology - An introduction to Pathology, Elsevier, 2012 (HISTOLOGIA)
Larsen, W.J.; Human Embryology , 4ª Ed., Churchill & Livingston, 2008 (HISTOLOGIA)
R. L. Drake, W. Vogl, A. W. M. Mitchel; GRAY’S ANATOMY FOR STUDENTS, Elsevier Churchill Livingstone, 2010 (ANATOMIA)
S. Standring; GRAY’S ANATOMY , Elsevier Churchill Livingstone, 40ª edição, 2008 (ANATOMIA)

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

Os conteúdos programáticos inserem-se todos no âmbito da morfofisiologia do sistema cardiovascular e sangue, incluindo a resolução de casos-problema e seminários com a participação de especialistas nas diferentes áreas destinados à integração das matérias.

O ensino da Unidade Curricular é distribuído sob a forma de aulas teóricas (1h), seminários (1,5h), aulas teórico-práticas (26h), aulas práticas (51h) e orientação tutorial (2,5h), perfazendo um total de 85 horas de contacto (incluindo 3h para avaliação).

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída com exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Exame 100,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Estudo autónomo 158,00
Frequência das aulas 85,00
Total: 243,00

Obtenção de frequência

De acordo com o regulamento pedagógico em vigor na FMUP.

Fórmula de cálculo da classificação final

METODOLOGIA DE ENSINO

 As aulas teóricas serão lecionadas online (via Zoom) e disponibilizadas para visualização em diferido ao longo do semestre.

Relativamente às aulas práticas de Fisiologia, de forma a permitir a redução do número de estudantes por sala de aula e nos espaços da faculdade, sem comprometer a proximidade e qualidade característica do ensino presencial prático de forma continuada, será mantido o número total de turmas, dividindo cada uma em duas partes: turma x.1 e turma x.2. Irão ser lecionadas aulas práticas na faculdade todas as semanas a cada turma, conforme o calendário disponibilizado, sendo que, numa determinada semana, uma metade da turma (x.1) assiste à aula de forma presencial, enquanto a outra metade (x.2) assiste à mesma aula, via online e em direto, alternando as metades a cada semana.

No que toca às aulas práticas de Anatomia, todas as 20 turmas serão divididas ao meio (Turma N.a e turma N.b); numa dada semana apenas as turmas "a" terão aula, no horário respetivo e, durante as duas horas da aula, serão abordadas as matérias calendarizadas para essa semana e para a seguinte; na semana seguinte todas as turma "b" terão aula, no horário respetivo e, durante as duas horas da aula, serão abordadas as matérias calendarizadas para a semana anterior e para a semana em curso. Ou seja, a cada quinze dias, todos os alunos abordarão as matérias calendarizadas para essas duas semanas; embora com duas "aulas" de cada vez e com uma semana de intervalo. As introduções teóricas (a parte teórica das aulas TP) serão todas feitas de forma assíncrona e disponibilizadas no Moodle, antes das respetivas aulas, para que os alunos se possam preparar com antecedência.

Já as aulas práticas de Histologia e Embriologia serão não-presenciais, via Zoom, com visualização de lâminas através de microscópio virtual através de website em preparação.

 Todas estas informações e metodologias de ensino inserem-se no estado pandémico à data de publicação deste documento, no entanto poderão ser revistas e adaptadas no decorrer do ano letivo consoante a evolução epidemiológica.

METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO

Todas as provas práticas serão classificadas na escala de 0-20 valores. A classificação obtida na prova prática (P) será a média ponderada das classificações obtidas em Anatomia (32,5%), Histologia (20%) e Fisiologia (47,5%).

Os estudantes que tenham de realizar exame prático em época de  recurso serão  avaliados às três componentes (Fisiologia, Anatomia e Histologia e Embriologia) em dia prévio ao do exame teórico

A avaliação prática de Fisiologia consiste num exame composto por 20 perguntas de escolha múltipla. Será realizado, em época normal, a 16 de dezembro e, relativamente à época de recurso, no dia prévio ao respetivo exame teórico.

A prova prática de Anatomia é do tipo “gincana” e consiste na identificação de 14 estruturas anatómicas. Estas estarão colocadas aos pares, tendo os estudantes 1 minuto para identificar cada conjunto de duas estruturas. Esta prova realizar-se-á em dia anterior ao exame teórico. 

A avaliação prática de Histologia e Embriologia resultará de uma avaliação contínua (50%) ao longo das aulas, além de um exame prático (50%). Este último tem a duração de 16 minutos (8 perguntas) e consiste na identificação de estruturas no microscópio ou em fotografias de microscopia eletrónica. Na época normal, esta prova prática realizar-se-á no dia 28 de outubro de 2020; na época de recurso, a prova prática realizar-se-á em dia anterior ao exame teórico. 

Avaliação Teórica Final

Serão admitidos a exame teórico os estudantes que, no conjunto das provas práticas, obtiverem uma classificação média de pelo menos 10 valores. Esta classificação mantém-se válida para as outras épocas de avaliação do mesmo ano letivo caso os estudantes reprovem na prova teórica.

A prova teórica (T) tem a duração de 120 minutos e consta de 80 perguntas (0,25 valores/pergunta), das quais 26 serão de resposta aberta e curta e 54 de escolha múltipla.

Serão considerados aprovados no exame teórico os estudantes que obtiverem a classificação de pelo menos 10 valores.

 Classificação Final

 A classificação final  (CF) dos estudantes que tenham obtido aprovação no  exame  prático  e no exame teórico será calculada através da fórmula: CF = (2T + 1P)/3

Melhoria de classificação

Em caso de melhoria de classificação o aluno deverá repetir quer o exame prático quer o exame teórico.


Na melhoria de classificação, o aluno fica com a nota do conjunto de provas (prática+teórica) de uma só fase.

Observações

A nota do exame prático é valida para a época seguinte em caso de reprovação ou desistência, assim como em caso de não comparência ao exame teórico.
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2021 © Faculdade de Medicina da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2021-08-01 às 06:40:32 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais