Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
FMUP
Você está em: Início » MI112
Autenticação




Esqueceu-se da senha?

Bioestatistica, Informação e Decisão em Saúde I

Código: MI112     Sigla: BIDS

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Medicina

Ocorrência: 2019/2020 - 1S (de 09-09-2019 a 09-02-2020) Ícone do Moodle

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Departamento Medicina da Comunidade, Informação e Decisão em Saúde
Curso/CE Responsável: Mestrado Integrado em Medicina

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
MIMED 300 Mestrado Integrado em Medicina- Plano oficial 2013 (Reforma Curricular) 1 - 6 54 162

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
José Alberto da Silva Freitas Regente
Cristina Maria Nogueira da Costa Santos Regente

Língua de trabalho

Português

Objetivos

As ciências da informação e da decisão em saúde são, tradicionalmente, suportadas pelas áreas científicas de Bioestatística e Informática Médica pelo que são objetivos da UC que o estudante:

    • Adquira noções e treino sobre probabilidade e distribuições, estatística descritiva, estatística inferencial e modelação de dados, tamanho amostral;
    • Conheça os conceitos e aplicações dos sistemas de informação (SI) em saúde, codificação e classificação, registos clínicos eletrónicos, sistemas de apoio à decisão, processamento de sinal biológico e de imagem médica, eSaúde e telemedicina;
    • Adquira aptidões sobre preparação de dados; construção de gráficos de probabilidade, pesquisa e gestão de referências bibliográficas e sobre modelação, implementação e consultas bases de dados;
    • Compreenda a organização de informação em saúde e como é aplicada análise estatística à investigação em saúde.

Resultados de aprendizagem e competências

Esta unidade curricular deverá desenvolver nos seus estudantes as seguintes competências:

  • classificar, armazenar e processar dados para análise estatística;
  • aplicar técnicas de análise descritiva e inferencial de dados;
  • interpretar resultados de inferência e modelação estatística;  
  • pesquisar e gerir literatura científica;
  • modelar e integrar  dados e informação;
  • utilizar de forma eficiente e segura sistemas de informação em saúde;
  • estruturar e implementar algoritmos e normas de orientação clínicas.

Os estudantes deverão ainda desenvolver as aptidões necessárias à correta aplicação e interpretação das metodologias estatísticas e informáticas ensinadas nesta UC utilizando software adequado.

Modo de trabalho

Presencial

Programa

Introdução à Bioestatística; noções de probabilidade e distribuições.

Preparação de dados; modelos gráficos de probabilidade; estatística descritiva.

Estatística inferencial e modelação de dados: intervalos de confiança, testes de hipóteses paramétricos e não-paramétricos; análise de dados categóricos; correlação; regressão linear.

Análise de poder e cálculo do tamanho da amostra.

Noções sobre métodos avançados de análise e modelação de dados.

Aplicação da análise estatística à investigação em saúde.

Pesquisa e gestão de referências bibliográficas.

Sistemas de informação (SI) em saúde.

Sistemas de codificação e classificação.

Registos clínicos eletrónicos.

Modelação, implementação e consultas a bases de dados.

Normalização da comunicação de dados; processamento de sinal biológico e de imagem médica; eSaúde e telemedicina.

Noções básicas de sistemas de apoio à decisão.

Organização de informação em saúde: algoritmos e normas de orientação clínica.

Bibliografia Obrigatória

Petrie A, Sabin C. ; Medical Statistics at a Glance, 3rd edition , Blackwell Science Inc
Bland JM. ; An Introduction to Medical Statistics 4th Revised ed. Edition , Oxford Medical Publications
Shortliffe EH, Cimino JJ; Biomedical Informatics: Computer Applications in Health Care and Biomedicine 4th ed, Edition Springer
Michelle A. Green, Mary Jo Bowie. ; Essentials of Health Information Management: Principles and Practices 3rd Edition, Cengage Learning
Cruz-Correia RJ et al; Information Discovery on Electronic Health Records, Chapman and Hall, 2009 (Cruz-Correia RJ et al. Data Quality and Integration Issues in Electronic Health Records. p.55-95), Hristidis V (ed.); , 2009

Observações Bibliográficas

A maior parte do material didático, incluindo material de ensino assistido por computador e diversos textos de apoio desenvolvidos pelos docentes da UC, estará disponível através de uma plataforma de e-learning.

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

Aulas teóricas, teórico-práticas e seminários com apresentação e discussão de temas (incluindo exemplos de aplicação em saúde), exercícios em grupo e individuais, para resolução de problemas práticos em cenários de saúde, com utilização de software específico para desenvolvimento de competências. 

 

Software

IBM SPSS statistics

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída com exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Exame 70,00
Participação presencial 10,00
Teste 20,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Estudo autónomo 108,00
Frequência das aulas 54,00
Total: 162,00

Obtenção de frequência

A obtenção de frequência será a definida no regulamento da FMUP, ou seja 75% das aulas.

Fórmula de cálculo da classificação final

Avaliação distribuída - AD (30%): incidirá na avaliação da participação dos estudantes no processo de ensino/aprendizagem da unidade curricular ao longo do semestre nas aulas práticas e será baseada nos resultados de uma ou mais provas práticas (com ponderação de 20% na nota final), e na avaliação contínua pelo(s) docente(s) envolvido(s) no processo de ensino/aprendizagem de cada estudante (com ponderação de 10% na nota final). Para fazer esta avaliação contínua os docentes terão em conta a participação ativa dos estudantes durante as aulas práticas e o seu envolvimento na realização dos exercícios e trabalhos propostos. A prova prática pretende aferir as competências práticas de pesquisa bibliográfica, gestão e análise de dados adquiridas na Unidade Curricular. Para tal, os estudantes deverão, durante a prova, usar o software adequado no computador para responder às questões práticas colocadas. Nem a prova prática, nem a avaliação distribuída têm caracter eliminatório (não há classificação mínima necessária para poder realizar o exame final)

Avaliação final ou exame teórico - ET (70%): o exame versará o conteúdo teórico do programa da unidade curricular sendo constituído por questões de resposta fechada, simples e múltipla, questões abertas de resposta breve, questões de desenvolvimento e/ou exercícios numéricos. Em relação ao exame teórico, só serão aprovados os estudantes que obtiverem uma classificação igual ou superior a 9,50 valores (em 20 valores).

A classificação final à unidade curricular será calculada, apenas para os estudantes que obtiverem a nota mínima no exame teórico (9,50 valores em 20 valores), da seguinte forma:

classificação final = (AD*30+ET*70)/100

Provas e trabalhos especiais

Não estão previstas provas ou trabalhos especiais.

Trabalho de estágio/projeto

Não se aplica

Avaliação especial (TE, DA, ...)

Não está prevista nenhuma forma de avaliação especial para além da definida no regulamento da FMUP.

Melhoria de classificação

Não está prevista nenhuma forma de melhoria da classificação final para além da definida no regulamento da FMUP.
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2021 © Faculdade de Medicina da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2021-03-08 às 22:16:05 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais