Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
FMUP
Você está em: Início » MI622
Autenticação




Esqueceu-se da senha?

Dissertação/Projeto

Código: MI622     Sigla: D/P

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Medicina

Ocorrência: 2019/2020 - SP (de 09-09-2019 a 31-07-2020) Ícone do Moodle

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Departamento Medicina da Comunidade, Informação e Decisão em Saúde
Curso/CE Responsável: Mestrado Integrado em Medicina

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
MIMED 279 Mestrado Integrado em Medicina- Plano oficial 2013 (Reforma Curricular) 6 - 9 86 243

Docência - Horas

Orientação Tutorial: 2,25
Seminário: 0,82
Tipo Docente Turmas Horas
Orientação Tutorial Totais 55 123,75
Pedro Filipe Vieira Pimentel Nunes 0,443
António Manuel Domingues da Costa Ferreira 0,886
Valdemar de Jesus Conde Máximo 0,443
Cláudia Raquel Ferrão de Melo 0,443
Roberto Liberal Fernandes Roncon Albuquerque 0,886
Fernando Manuel Ferreira Araújo 0,443
Ana Reynolds Magalhães Abreu Coutinho Castro Saraiva 0,443
Ricardo Morais Pereira Neto 0,443
Rui Pedro Rodrigues Gonçalves Veiga 1,329
José Carlos de Magalhães Silva Cardoso 0,886
Maria Antónia Moreira Nunes da Costa 0,443
Alberto Paulo Campos Freitas Costa 0,443
Carla Maria de Almeida Ramalho 1,772
Carlos Manuel Pires Martins da Silva 0,443
Maria do Bom Sucesso dos Santos Cardoso 0,443
José Alberto da Silva Freitas 0,443
Joana Oliveira Miranda 0,443
Ricardo João Cruz Correia 0,443
Hugo Miguel Teixeira Ferraz Santos Sousa 1,772
Manuel Jesus Falcão Pestana Vasconcelos 0,886
André Pedro Leite Martins Lourenço 0,443
Pedro Santos Silva 0,443
João Filipe Barbosa Breda 0,443
Luis Pedro Caldas Figueira 0,443
Maria Inês Ferreira Agueda de Azevedo 0,443
Luis Alberto Guimarães Pereira 0,443
Manuel António Pereira Gutierres 1,772
Célia Maria Amorim Costa 0,443
João Miguel Machado Dória Frazão 0,443
Armando Amilcar Pires Mansilha Rodrigues de Almeida 2,658
Filipe Nuno Alves dos Santos Almeida 0,443
Joana Irene de Barros Mourão 0,886
Ines Passos e Castro Neto Ferreira 0,886
Amélia Assunção Beira Ricon Ferraz 4,873
Marina Felicidade Dias Neto 0,443
Rui Miguel Correia de Almeida Pinto 0,443
Ana Mafalda van Zeller Macedo Basto Goncalves 0,443
Nuno Teodoro V. Reis Bettencourt Sousa 0,443
Joaquim Adelino Correia Ferreira Leite Moreira 0,886
João Pedro Pinto de Almeida Freitas 0,443
Hélder Novais e Bastos 0,886
Luis Carlos Pereira Braz 0,443
João Manuel Palmeira Rocha Neves 1,772
André Miguel Afonso Sousa Moreira 0,443
Daniel José Dias Gonçalves 1,329
PAULO DE CASTRO AGUIAR 0,443
João Carlos Pinheiro Costa 1,772
Manuel Alberto de Almeida e Sousa Falcão 1,772
Margarida Maria Carvalho de Figueiredo Ferreira Braga 2,215
Venceslau José Coelho Pinto Espanhol 1,772
João Fernando Alturas da Silva 0,443
Luís Alexandre de Castilho Silva Coentrão 1,329
Renato José Barroso Bessa Melo 0,443
José Luís Silva Borges Costa 0,443
Joana Cruz Guimarães Ferreira Almeida 1,329
Ana Margarida Antunes Póvoa Ferreira 1,329
Manuel Celestino Silva Neves 1,329
Ricardo Jorge Silva Assunção Torres Moreira 0,443
José Paulo Alves Vieira de Andrade 0,443
Manuel Belchior Campelo 0,886
Pedro Miguel Araújo Campos Castro 2,215
Laura Elisabete Ribeiro Barbosa 4,873
Susana Gomes dos Santos Barber 0,443
João Paulo Meireles de Araújo Teixeira 0,443
Ricardo Jose Moreira Horta Oliveira 2,658
Nuno Miguel Rocha Pereira 0,443
Maria Rita Baldaque Sousa Soares da Silva Negrão 0,443
Miguel Bernardo Ricou da Costa Macedo 1,329
Carmen Dulce da Silveira Brás Silva Ribeiro 0,886
Elsa Irene Peixoto Azevedo Silva 0,443
Bruno Tiago Santos Guimaraes 0,886
Paulo Manuel Barreiros de Castro Chaves 0,443
Rui Manuel Moreira Araújo 0,443
Joana Cancela de Amorim Falcão Paredes 0,443
Carlos Jorge Cabral Vaz 0,443
José Manuel Pedrosa Baptista Lopes 0,443
Miguel Ângelo Marques Bragança 5,316
Susy Cabral Costa 0,443
João Luís Freire Neves Barreira 0,443
Luís Miguel Marta Lima Monteiro 0,886
Amândio António Rocha Dias de Sousa 0,443
Luísa Maria Barbosa Sá 0,443
João Manuel Costa Ferreira Torres 1,772
Manuel António Fernandez Esteves 2,658
José Adelino Lobarinhas Barbosa 0,886
Carlos Manuel da Silva Martins 0,443
Paulo Alexandre Azevedo Pereira Santos 0,886
André Manuel Costa Pinho 0,443
Pedro Alberto da Graça Pereira 0,443
Elisabete Sofia Peres Ribeiro Grilo Coelho Figueiredo Monteiro 0,443
Mavilde Rodrigues Arantes da Silva Longarito 0,443
Pedro Pereira Rodrigues 0,443
Ricardo Manuel Alves Monteiro Fontes Carvalho 0,886
Nuno Silva de Morais Neves 0,886
Rui Manuel Lopes Nunes 0,886
Luís Filipe Ribeiro de Azevedo 0,443
Paulo Miguel da Silva Pereira 1,329
Ana Paula Soares Dias Ferreira 0,443
Carla Isabel Ferreira Pinto Moura 0,443
Susana Maria Moreira Sampaio Norton 0,443
Carmen Marisa Marques Gonçalves 0,443
Delminda Rosa Gamelas Neves Lopes de Magalhães 0,443
Francisco Fernando da Rocha Gonçalves 0,886
Pedro Miguel Santos Marques 0,443
Maria de Fátima Moreira Martel 1,329
Manuel Joaquim Lopes Vaz da Silva 0,443
Teresa Maria de Jesus Teixeira de Sousa 0,443
Marta João Rodrigues da Silva 1,329
Tiago Vieira Conceicao Antunes Lopes 0,443
Maria Celeste de Sousa Silveira 0,443
Helena Isabel Martins Pópulo 0,443
Luis Filipe Duarte Reino Cobrado 0,443
Isabel Maria Boavista Vieira Marques Brandão 2,658
Luciano Artur Lopes Pereira 0,443
Susana Cristina Alves Moreira 0,443
Iva Humberta Oliveira Brito 0,443
Inês Maria Falcão Sousa Pires Marques 0,443
Ivone Maria Resende Figueiredo Duarte 2,215
Mário Jorge Dinis Ribeiro 1,329
José Manuel Estevão da Costa 0,443
Miguel Jorge Santos O. Ferreira Leao 0,443
Maria Hercília Ferreira Guimarães Pereira Areias 3,544
Maria Celeste Pinheiro Dias Ferreira 0,886
Ricardo Jorge Dinis Oliveira 1,329
Armando José Pimenta de Abreu 0,443
Inês Bastos Correia de Sá 0,443
Sofia Dória Príncipe dos Santos Cerveira 0,443
Maria Augusta Vieira Coelho 0,443
Maria Margarida B. S. Rodrigues Pereira 0,443
Lia Paula Nogueira Sousa Fernandes 1,329
Tiago Manuel Goncalves Orfão 0,443
José Pedro Lopes Nunes 1,772
António Carlos Megre Eugénio Sarmento 0,443
Seminário Totais 10 8,20
João de Almeida Lopes da Fonseca 0,375
Laura Virginia Pereira Teixeira Ribeiro 0,053
Rui António da Cruz de Vasconcelos Guimarães 0,053
Ana Margarida Leite de Almeida Ferreira 0,053
Cristina Isabel Oliveira Jácome 0,053
Ana Margarida Barbosa Ribeiro Pereira 0,053
Mais informaçõesA ficha foi alterada no dia 2019-09-02.

Campos alterados: Fórmula de cálculo da classificação final

Língua de trabalho

Português

Objetivos

Esta UC pretende, com base nos conhecimentos específicos e/ou transversais adquiridos ao longo do curso, conferir competências para desenvolver um trabalho de investigação numa área de interesse.

Resultados de aprendizagem e competências

No final da UC, os estudantes deverão ser capazes de:

  1. Rever conceitos sobre ciência e o método científico
  2. Reconhecer as principais áreas de investigação biomédica: investigação laboratorial, clínica e em serviços de saúde, e de translação
  3. Pesquisar e utilizar informação científica, utilizando as tecnologias de informação
  4. Identificar os principais aspectos metodológicos a ter em conta nas diferentes tipologias de estudos
  5. Recolher, tratar e analisar dados, aplicando conceitos básicos de bioestatística
  6. Desenvolver a capacidade de análise e de síntese
  7. Desenvolver o pensamento crítico e a criatividade
  8. Desenvolver competências de escrita científica e de apresentação de resultados científicos
  9. Demonstrar compreensão efetiva sobre Integridade científica
  10. Reconhecer más condutas científicas e fraude
  11. Preparar uma apresentação pública
  12. Desenvolver competências de apresentação em público
  13. Desenvolver competências de relacionamento interpessoal com os orientadores

Modo de trabalho

B-learning

Programa

Os seminários da Unidade Curricular procuram discutir conceitos nos seguintes âmbitos:

  1. Pensamento crítico em ciência. Integridade académica.
  2. Pesquisa de informação científica; formulação da questão de investigação; desenhos de estudo; dados secundários para investigação.
  3. Métodos de amostragem; cálculo do tamanho amostral; instrumentos de recolha de dados; preparação da colheita de dados.
  4. Aspectos éticos e legais da investigação clínica: Pedido à comissão de ética e ao responsável pelo acesso à informação; privacidade, segurança e proteção de dados.
  5. Estudos de síntese: revisões sistemáticas e meta-análises.
  6. Investigação translacional T1 e T2.
  7. Variáveis; estatística descritiva; intervalos de confiança; testes de hipótese.
  8. Modelação estatística: regressão linear e logística e análise de sobrevivência.
  9. Interpretação e apresentação de resultados.
  10. Redação de um artigo científico original; revisão por pares e processo editorial.
  11. Redação de uma dissertação; comunicação oral de trabalhos científicos.

O estudante tem que estruturar um programa de trabalho individual, que deverá ser coordenado pelo Orientador com o apoio do(s) Coorientador(es) (facultativo). O projeto de tese pode assumir as seguintes tipologias:

- Dissertação: Trabalho original de investigação que envolve recolha e análise de dados primários ou secundários (incluindo revisões sistemáticas), resultando na produção de conhecimento científico. Este critério poderá ser aplicado tanto projetos de investigação de tipo quantitativo quanto qualitativo.  

- Monografia: Trabalho de revisão que não envolva recolha e análise de dados primários ou secundários como revisões não-sistemáticas (e.g., revisões narrativas) ou casos clínicos.

Bibliografia Obrigatória

Liberati A, Altman DG, Tetzlaff J, et al. ; The PRISMA statement for reporting systematic reviews and meta-analyses of studies that evaluate health care interventions: explanation and elaboration, Annals of internal medicine 151:W-65-W-94., 2009
Vandenbroucke JP, Von Elm E, Altman DG, et al; Strengthening the Reporting of Observational Studies in Epidemiology (STROBE): explanation and elaboration, PLoS medicine 4:e297, 2007
Universidade do Porto; Carta de Direitos e deveres da comunidade académica da Universidade do Porto
Martinson BC, Anderson MS, de Vries R ; Scientists behaving badly. , Nature 435:737–8., 2005
Jacinto T, Morais A, Fonseca JA; How to write a scientific paper - Searching and Managing Biomedical information, Rev Port Pneumol. 2011;17(4):190-194, 2011
Stephen B. Hulley, Steven R. Cummings, Warren S. Browner, Deborah Grady Norman Hearst, Thomas B. Newman; Designing Clinical Research, 4th edition, Williams and Wilkins, 2013
Petrie A, Sabin C; Medical Statistics at a Glance, Blackwell Science Inc, 2005
Wasserstein RL et al. ; . ASA Statement on Statistical Significance and p-values, The American Statistician, 2016
Grant R. ; Data Visualization: Charts, Maps and Interactive Graphics, American Statistical Association/CRC Press, 2019
Azevedo LF, Canário-Almeida F, Fonseca JA, Costa-Pereira A, Winck JC, Hespanhol V; How to write a scientific paper – writing the methods section, Rev Port Pneumol, 2011;17(5):232-238, 2011

Bibliografia Complementar

Higgins JPT, Green S. ; Cochrane Handbook for Systematic Reviews of Interventions. Version 5.1.0 , Cochrane , 2011
Sousa-Pinto B, Azevedo LF; Avaliação crítica de uma revisão sistemática e meta-análise, Rev Soc Port Anestesiol, 2019
Wasserstein RL et al. ; Moving to a World Beyond “p < 0.05”, The American Statistician, 2019

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

O trabalho a desenvolver pelo estudante tem um caráter individual. A planificação, a contextualização e o desenvolvimento do projeto de investigação deverão ser acompanhados pelo orientador escolhido pelo estudante.

A formação em competências complementares é concretizada através de seminários temáticos realizados ao longo do ano letivo.

O acompanhamento aos estudantes é feito através de email e da plataforma Moodle e em regime de contacto pessoal em horário definido ou sempre que solicitado.

 

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída com exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Defesa pública de dissertação, de relatório de projeto ou estágio, ou de tese 35,00
Trabalho de campo 12,50
Trabalho escrito 52,50
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Elaboração de projeto 63,00
Estudo autónomo 157,00
Frequência das aulas 23,00
Total: 243,00

Obtenção de frequência

A avaliação é constituída pela presença nos seminários, pela elaboração do projeto, pela apresentação e discussão pública do mesmo e ainda pela publicação de artigo cientifico como 1º ou 2º autor, resultante do trabalho desenvolvido no âmbito da UC.

 
Condições de Aprovação:
As componentes de presença nos seminários, Projeto de Investigação e discussão pública do mesmo são de realização e aprovação obrigatórias.



Fórmula de cálculo da classificação final

O cálculo da classificação final depende da tipologia do trabalho.

1) No caso de dissertação a fórmula de cálculo da avaliação será :

  • Dissertação (documento escrito): 52.5% (105 pontos)
  • Apresentação e discussão pública do projeto de tese: 35.0% (70 pontos)
  • Publicação de artigo científico (aceite para publicação) como 1º ou 2º autor referente ao trabalho desenvolvido no âmbito do projeto de tese, e com data de publicação igual ou inferior a dois anos da data da apresentação : 12.5%* (25 pontos)

* A classificação máxima neste componente apenas pode ser atingida caso se verifique publicação (ou aceitação de publicação) numa revista indexada pela Web of Science e com factor de impacto.
Publicações em revistas indexadas na Scopus ou MEDLINE/PubMed sem factor de impacto receberão 15 pontos.
Apresentações em conferências e congressos receberão 5 pontos.
Outras situações não-previstas não serão pontuadas.


2) No caso das monografias, a fórmula de cálculo da avaliação será :

  • Monografia (documento escrito): 47.5% (95 pontos)
  • Apresentação e discussão pública do projeto de tese: 35.0% (70 pontos)
  • Publicação de artigo científico (aceite para publicação) como 1º ou 2º autor referente ao trabalho desenvolvido no âmbito do projeto de tese, e com data de publicação igual ou inferior a dois anos da data da apresentação : 17.5%** (35 pontos)


** A classificação máxima neste componente apenas pode ser atingida caso se verifique publicação (ou aceitação de publicação) numa revista indexada pela Web of Science e do 1º ou 2º quartil de factor de impacto da respectiva área técnico-científica.
Publicações em revistas indexadas na Web of Science e do 3º ou 4º quartil de factor de impacto da respectiva área técnico-científica receberão 25 pontos. 
Publicações em revistas indexadas na Scopus ou MEDLINE/PubMed sem factor de impacto receberão 15 pontos.
Apresentações em conferências e congressos receberão 5 pontos.
Outras situações não-previstas não serão pontuadas.

Melhoria de classificação

Não Aplicável

Observações

Email: jfonseca@med.up.pt

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2021 © Faculdade de Medicina da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2021-03-08 às 21:52:25 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais