Saltar para:
Logótipo
Você está em: Início » OPT130

Gestão de eventos críticos e trabalho em equipa

Código: OPT130     Sigla: GEC

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Medicina

Ocorrência: 2017/2018 - 2S (de 05-02-2018 a 13-07-2018) Ícone do Moodle

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Departamento de Ciências da Saúde Pública e Forenses, e Educação Médica
Curso/CE Responsável: Mestrado Integrado em Medicina

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
MIMED 40 Mestrado Integrado em Medicina- Plano oficial 2013 (Reforma Curricular) 4 - 1,5 14 40,5
5

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Carla Dolores Rodrigues Carvalho de Sá Couto Regente

Docência - Horas

Práticas Laboratoriais: 0,50
Seminário: 0,43
Outras: 0,07
Tipo Docente Turmas Horas
Práticas Laboratoriais Totais 4 2,00
Carla Dolores Rodrigues Carvalho de Sá Couto 2,00
Seminário Totais 4 1,72
Carla Dolores Rodrigues Carvalho de Sá Couto 1,72
Outras Totais 4 0,28
Carla Dolores Rodrigues Carvalho de Sá Couto 0,28

Língua de trabalho

Português - Suitable for English-speaking students

Objetivos

A gestão de eventos críticos (Crisis Resources Management – CRM) tem por base um conjunto de competências não-técnicas fundamentais à performance otimizada das equipas de saúde. A CRM explora fatores psicológicos, interpessoais e ambientais que influenciam os cuidados de saúde, em particular em situações inesperadas, de risco e onde o tempo é um fator chave. 

Os objetivos principais são:

  • Compreender a influência dos fatores humanos nos erros
  • Identificar e compreender as competências não-técnicas básicas da gestão de eventos críticos e da segurança do doente
  • Identificar e compreender os elementos chave de uma equipa eficaz
  • Desenvolver e aplicar estratégias para uma correta gestão de eventos críticos e trabalho de equipa eficaz

Resultados de aprendizagem e competências

Após completar esta unidade curricular, os estudantes serão capazes de:
1. Compreender os principios básicos de um trabalho de equipa  eficaz
2. Aplicar estratégias e competências não-técnicas na resolução adequada de situações clínicas emergentes

Modo de trabalho

Presencial

Programa


  1. Contextualização


    1. Fatores humanos e os erros: definições e contextualização; competências e tipos erros; estratégias de prevenção.

    2. Cultura de segurança do doente: definição e princípios base.


  2. Equipas eficazes: características fundamentais;

  3. Competências não-técnicas na gestão de eventos críticos


    1. Consciência situacional

    2. Trabalho de equipa e liderança

    3. Comunicação

    4. Tomada de Decisão


Bibliografia Obrigatória

Rhona Flin, Paul O'Connor, Margaret Crichton; Safety at the sharp end - A guide to non-technical skills, Ashgate Publishing Limited, 2012. ISBN: 978-0-7546-4598-6

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

Aulas teórico-práticas expositivas e com exercícios de consolidação de aprendizagem

Aulas práticas – exercícios em equipa; atuação em cenários clínicos (em ambiente de simulação) com focus na aplicação de competências não-técnicas e trabalho de equipa; discussões reflexivas


Tipo de avaliação

Avaliação distribuída com exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Exame 50,00
Participação presencial 10,00
Trabalho escrito 40,00
Total: 100,00

Fórmula de cálculo da classificação final

Componentes de avaliação

A avaliação da UC é constituída pelo Trabalho Escrito (TE), Exame Final (EF) e Participação na Aula (PA).

  • Trabalho Escrito (TE)

Trabalho invidual de reflexão sobre um tema/conteúdo abordado nas aulas. A nota do TE será cotada para 20 valores.

  • Exame final (EF)

Atuação em equipa num cenário de simulação, com o objetivo de aplicar as competências não-técnicas e estratégias discutidas nas aulas. A nota EF será cotada para 20 valores.

  • Participação ativa nas aulas (PA)

Intervenção ativa nas aulas práticas, com colaboração proativa nos exercícios, cenários e discussões. Será ainda avaliada a postura na sala de aula. Serão atribuidos 0 (fraco), 10 (aceitável) ou 20 (adequado) valores, mediante o desempenho ao longo do semestre. 

 

Classificação final

A classificação final (CF) obtém-se do seguinte modo:

CF = 40%xTE + 50%xEF + 10%xPA

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2022 © Faculdade de Medicina da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2022-05-28 às 09:46:52 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais