Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
FMUP
Você está em: Início » MSP12_30
Autenticação




Esqueceu-se da senha?

Sistemas de Informação Geográfica

Código: MSP12_30     Sigla: MSP12_30

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Saúde Pública

Ocorrência: 2017/2018 - 2S Ícone do Moodle

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Ciências da Saúde Pública e Forenses, e Educação Médica
Curso/CE Responsável: Mestrado em Saúde Pública

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
MSP 9 Mestrado em Saúde Pública - Plano Oficial a partir 2012 1 - 3 27 81
Plano Oficial do ano letivo 2017 1 - 3 27 81

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Ana Isabel Correia Ribeiro Regente

Docência - Horas

Teórica: 0,64
Teorico-Prática: 0,64
Práticas Laboratoriais: 0,64
Tipo Docente Turmas Horas
Teórica Totais 1 0,64
Ana Isabel Correia Ribeiro 0,321
Teorico-Prática Totais 1 0,64
Ana Isabel Correia Ribeiro 0,321
Práticas Laboratoriais Totais 1 0,64
Ana Isabel Correia Ribeiro 0,321

Língua de trabalho

Inglês

Objetivos

Os Sistemas de Informação Geográfica (SIG) são cada vez mais usados em saúde pública para explorar a relação entre a saúde e o ambiente. Nesta unidade curricular abordar-se-ão os métodos e ferramentas SIG mais comumente utilizados em saúde pública e epidemiologia na análise de padrões espaciais de eventos de saúde, no estudo de desigualdades em saúde e de fatores de risco ambientais.

Resultados de aprendizagem e competências

Espera-se que no final da UC os alunos sejam capazes de:

-Entender a importância dos SIG e do pensamento geográfico na saúde pública.

-Compreender conceitos chave de cartografia, cartografia temática e distinguir diferentes tipos de informação geográfica.

-Criar, georreferenciar e gerir informação geográfica para a prática e investigação em saúde pública.

-Integrar dados de saúde e dados ambientais para a realização de estudos epidemiológicos e de impacto ambiental.

-Visualizar e caraterizar padrões geográficos de dados de saúde, populacionais e ambientais.

Modo de trabalho

Presencial

Programa


  • Introdução aos SIG e ao ArcGIS

  • Importância dos SIG na Saúde Pública

  • Dados espaciais (gráficos e não-gráficos, modelos de representação, escala)

  • Medição de localizações (georreferências, sistemas de coordenadas, projecções e transformações)

  • Dados espaciais para Saúde Pública (fontes, mapas, dados populacionais e de saúde, métodos de georreferenciação de moradas, associar dados a mapas)

  • Visualização de dados espaciais (cartografia temática, mapas coropletos, elementos do mapa e design de mapas)

  • Análise espacial (medições, consultas, analise topológica)

Bibliografia Obrigatória

Cromley E, McLafferty S; GIS and Public Health, The Guilford Press, 2012
Longley P, Goodchild M, Rhind D; Geographical Information Systems and Science, John Wiley & Sons Ltd, 2005

Bibliografia Complementar

Kurland KS, Gorr LW; GIS Tutorial for Health, ERSI Press, 2012
Matos J; Fundamentos de Informação Geográfica, LIDEL, 2008

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

Tendo a Unidade curricular 3 ECTs, estima-se um total de 81 horas de trabalho do estudante, das quais 27h são de contacto, distribuídas em 6 sessões teórico-práticas de 4,5 horas cada.

Em todas as sessões será apresentada uma breve introdução teórica seguida de exercícios práticos com recurso ao software ArcGIS 10.4. Em cada sessão será fornecido ao estudante: i) Referências bibliográficas gerais e especializadas; e ii) Dados espaciais.

Em algumas das aulas os alunos irão receber um trabalho prático acerca dos métodos e tópicos abordados em aulas anteriores. Estes trabalhos deverão ser enviados ao docente até à data definida no primeiro dia da unidade curricular. Os trabalhos deverão ser realizados individualmente e representarão 40% da classificação na unidade curricular.

Adicionalmente, os estudantes terão de desenvolver um projeto de investigação em saúde pública usando SIG. O projeto deverá ter o formato de um artigo científico. Os estudantes podem optar por trabalhar em pares ou individualmente. O projeto representará 60% da classificação da unidade curricular.

Software

ArcGIS 10.4

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída sem exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Trabalho laboratorial 40,00
Trabalho prático ou de projeto 60,00
Total: 100,00

Obtenção de frequência

Para obtenção da frequência os alunos deverão assistir a pelo menos 75% de todas as aulas.

Fórmula de cálculo da classificação final

A avaliação constará de trabalhos individuais executados em sala de aula (40%) + trabalho final executado em grupos de 2 a 3 alunos e que deverá ser na forma de artigo científico (60%).
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2019 © Faculdade de Medicina da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2019-04-23 às 02:18:32 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais