Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
FMUP
Você está em: Início » MSP12_4
Autenticação




Esqueceu-se da senha?

Ética em Epidemiologia e Saúde Pública

Código: MSP12_4     Sigla: MSP12_4

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Ética

Ocorrência: 2017/2018 - 1S Ícone do Moodle

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Ciências da Saúde Pública e Forenses, e Educação Médica
Curso/CE Responsável: Mestrado em Saúde Pública

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
MSP 17 Mestrado em Saúde Pública - Plano Oficial a partir 2012 1 - 4 36 108
Plano Oficial do ano letivo 2017 1 - 4 36 108

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
José Henrique Dias Pinto de Barros Regente
Susana Manuela Ribeiro Dias da Silva Docente
Elisabete Cristina Macedo Alves Docente

Docência - Horas

Teórica: 1,28
Teorico-Prática: 1,28
Tipo Docente Turmas Horas
Teórica Totais 1 1,28
José Henrique Dias Pinto de Barros 0,32
Elisabete Cristina Macedo Alves 0,32
Teorico-Prática Totais 1 1,28
Susana Manuela Ribeiro Dias da Silva 0,32
Elisabete Cristina Macedo Alves 0,32

Língua de trabalho

Inglês

Objetivos

- Dotar os estudantes duma base sólida de conhecimentos no que respeita à ética e à filosofia da ciência, em particular no que respeita ao objeto da saúde pública.

- Enquadrar historicamente a emergência e a epistemologia da ética e da filosofia da saúde pública.

Resultados de aprendizagem e competências

- Identificar os princípios éticos que enquadram a investigação em saúde pública.

- Compreender a evolução do pensamento ético ao longo das fases paradigmáticas da investigação em saúde.

- Compreender os fundamentos da filosofia da ciência presentes na produção de conhecimento em saúde pública.

Modo de trabalho

Presencial

Programa


  1. O progresso e a ciência.

  2. Evolução histórica dos marcos epistemológicos.

  3. A filosofia Popperiana e a epidemiologia.

  4. Os desafios éticos.

  5. A principiologia de Beauchamp e Childress: o princípio do respeito pela autonomia, beneficiência, não-maleficência e justiça.

  6. Direitos humanos e ética. As grandes lições da experimentação humana. Os casos exemplares.      

Bibliografia Obrigatória

Buchanan, D.R. ; An Ethic for Health Promotion, New York OUP, 2000
Coughlin, S.S. ; Ethics in Epidemiology and Public Health Practice (2nd ed), American Public Health Association, 2009

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

Estima-se um total de 108 horas de trabalho do estudante, das quais 36 são de contacto, distribuídas da seguinte forma:

- Uma aula teórica semanal de 180 min (total: 6 sessões teóricas)

- Uma aula teórico-prática semanal de 180 min (total: 6 sessões teórico-práticas)

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída sem exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Participação presencial 5,00
Trabalho escrito 95,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Estudo autónomo 12,00
Frequência das aulas 36,00
Trabalho de investigação 60,00
Total: 108,00

Obtenção de frequência

Assistência a pelo menos 75% de todas as aulas.

Fórmula de cálculo da classificação final

O processo de avaliação da aprendizagem incluirá um ensaio escrito sobre um tópico do curso.
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2019 © Faculdade de Medicina da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2019-04-23 às 02:08:36 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais