Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
FMUP
Você está em: Início » MFC27
Autenticação




Esqueceu-se da senha?

Avaliação Invasiva da Função Cardíaca in vivo II

Código: MFC27     Sigla: AvInvCarII

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Medicina

Ocorrência: 2015/2016 - 2S Ícone do Moodle

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Departamento de Fisiologia e Cirurgia Cardiotorácica
Curso/CE Responsável: Mestrado em Fisiopatologia Cardiovascular

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
MFC 8 Mestrado em Fisiopatologia Cardiovascular_2013 1 - 3 27 81

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
André Pedro Leite Martins Lourenço Regente

Língua de trabalho

Português - Suitable for English-speaking students

Objetivos

Transmitir as principais metodologias de avaliação, incluindo avaliação simples de pressão ventricular e avaliação conjunta de pressão e volume, salientando-se as vantagens e desvantagens de cada uma delas.

Resultados de aprendizagem e competências

No final da UC os estudantes devem: Conhecer as principais metodologias de avaliação da função ventricular in vivo, bem como os índices de funçãoventricular sistólica e diastólica.Compreender a representação do ciclo cardíaco enquanto ansa de pressãovolume e interpretar o papel dasvariações naprécarga,póscarga,contractilidade e complacência.Compreender a caracterização das propriedades sistólicas e diastólicas ventriculares a partir das relações pressãovolumetelessistólicas e telediastólicas. Conhecer e interpretar as alterações na patologia cardiovascular. Interpretar casos clínicos.

Modo de trabalho

Presencial

Programa

Metodologias para avaliação de volumes ventriculares em tempo real: sonomicrometria, condutância e admitância. Vantagens e desvantagens de cada uma. Índices de função sistólica e diastólica obtidos por análise do traçado de pressão. Índices de relaxamento: várias metodologias para cálculo da constante de tempo do relaxamento isovolumetrico (tau). Dependência da carga. Análise conjunta de variações de pressão e volume ventricular ao longo do ciclo cardíaco. Influência da carga, contratilidade e complacência ventricular. Variações transitórias de carga na obtenção de índices de contratilidade e capacidade de preenchimento robustos e independentes. Alterações na patologia cardiovascular: insuficiência cardíaca com fração de ejeção comprometida e com fração de ejeção preservada. Apresentação e análise de casos clínicos.

Bibliografia Obrigatória

Pacher, P., Nagayama, T., Mukhopadhyay, P., Batkai, S., & Kass, D. A. ; Measurement of cardiac function using pressure-volume conductance catheter technique in mice and rats. , Nat Protoc, 3(9), 1422-1434. doi: 10.1038/nprot.2008.138, 2008
Kottam, A. T., Porterfield, J., Raghavan, K., Fernandez, D., Feldman, M. D., Valvano, J. W., & Pearce, J. A. ; Real time pressure-volume loops in mice using complex admittance: measurement and implications. , Conf Proc IEEE En, 2006
Lourenço, A., Falcão-Pires, I., & Leite-Moreira, A. ; In Vivo Experimental Assessment of Cardiac Function. In D. V. Cokkinos (Ed.), Introduction to Translational Cardiovascular Research, Springer International Publishing (pp. 389-411), 2014
Tulner, S. A., et al.; Perioperative assessment of left ventricular function by pressure-volume loops using the conductance catheter method. , Anesth Analg, 97(4), 950-957, 2003

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

Sessões teóricas em que os conteúdos serão explanado. Sessões teórico-práticas e práticas em que os alunos poderão praticar em modelos animais a aquisição de registos de pressão e volume ventricular e, posteriormente, analisar os registos obtidos. Serão discutidos casos de patologia obtidos registos em modelos animais de doença correspondentes, nomeadamente, insuficiência cardíaca com fração de ejeção preservada e comprometida.

 

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída com exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Exame 50,00
Trabalho laboratorial 50,00
Total: 100,00

Fórmula de cálculo da classificação final

Avaliação teórica de conteúdos (50%) e avaliação da participação nas sessões práticas (50%).
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2019 © Faculdade de Medicina da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2019-03-23 às 05:34:48 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais