Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
FMUP
Você está em: Início » PDCCV_3
Autenticação




Esqueceu-se da senha?

Métodos Estatísticos em Saúde

Código: PDCCV_3     Sigla: PDCCV_3

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Saúde Pública

Ocorrência: 2015/2016 - 1S Ícone do Moodle

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Departamento de Fisiologia e Cirurgia Cardiotorácica
Curso/CE Responsável: Ciências Cardiovasculares

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
PDCCV 10 Ciências Cardiovasculares_13 1 - 4 18 108

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Milton Severo Barros da Silva Regente

Docência - Horas

Teórica: 0,93
Práticas Laboratoriais: 0,36
Tipo Docente Turmas Horas
Teórica Totais 1 0,93
Milton Severo Barros da Silva 0,93
Práticas Laboratoriais Totais 1 0,36
Milton Severo Barros da Silva 0,36

Língua de trabalho

Português - Suitable for English-speaking students

Objetivos

Aquisição de conhecimentos no que se refere aos primeiros conceitos teóricos, modelos e técnicas mais usados na análise estatística de estudos em Saúde. Aprendizagem sobre a escolha e aplicação adequada das metodologias estatísticas em diferentes contextos. Desenvolvimento de espírito crítico na interpretação dos resultados obtidos das análises estatísticas (quer em trabalhos próprios, quer em trabalhos de outrém). De forma sumária, pretende-se que o estudante seja autónomo no que diz respeito às análises estatísticas usuais. 

 

Resultados de aprendizagem e competências

O estudante deverá: adquirir capacidades para seleccionar o tipo de análise estatística mais adequada a cada estudo; efectuar as análises estatísticas com recurso ao SPSS e compreender o modelo matemático/estatístico/probabilístico em causa; interpretar os resultados obtidos com espírito crítico. 

Modo de trabalho

Presencial

Programa

Probabilidades, probabilidades condiconadas e modelos probabilísticos usuais (Uniforme, Binomial, Poisson, Multinomial, Normal, t, F e Qui-Quadrado).Estatística descritiva: medidas estatísticas numéricas e representação gráfica de dados. Lei dos grandes números e teorema do limite central. Estatísticas amostrais e intervalos de confiança, para uma e duas amostras. Testes de hipóteses (paramétricos e não paramétricos) para uma amostra e duas amostras, para dados contínuos e categóricos. Correlação linear e correlação de Spearman. Regressão linear múltipla: o modelo e os seus pressupostos, testes de hipóteses e intervalos de confiança para os coeficientes, intervalos de confiança para a predição média e intervalos de predição, coeficiente de determinação, multicolinearidade, comparação de modelos e alguns métodos de diagnósticos.

Bibliografia Obrigatória

A. Rita Gaio; apontamentos escritos preparados pela professora
B. Rosner; Fundamentals of Biostatistics, Brooks Cole, 2005

Bibliografia Complementar

M.Bland and D. Altman; An Introduction to Medical Statistics, Oxford University Press, 2000. ISBN: 0 19 262428 8
G. van Belle, P.J. Heagerty, L.D. Fisher, T.S. Lumley; Biostatistics: A Methodology for the Health Sciences, John Wiley & Sons Inc, 2004

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

Estima-se um total de 108 horas de trabalho do estudante, das quais 36 são de contacto, distribuídas da seguinte forma:

Uma sessão teórica semanal de 90 min (total: 9 sessões – 13,5h)

Uma sessão teórico-prática semanal de 150 min (total: 9 sessões– 22,5h)

Software

SPSS

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída com exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Exame 75,00
Trabalho escrito 25,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Estudo autónomo 72,00
Frequência das aulas 36,00
Total: 108,00

Obtenção de frequência

Assistência a pelo menos 75% de todas as aulas.

 

Fórmula de cálculo da classificação final

Classificação final (em 20 valores) = classificação obtida no exame (15 valores) + classificação obtida no trabalho (em 5 valores).


A fórmula acima só se aplica caso o aluno tenha obtido uma classificação igual ou superior a 4.5 valores (em 15) no exame; caso contrário o aluno fica reprovado, independentemente da nota obtida no trabalho. 

O trabalho pode ser realizado independentemente ou num grupo de dois elementos.

 

Melhoria de classificação

A nota do exame pode ser melhorada em época de recurso. A nota obtida no trabalho não pode ser melhorada.

Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2019 © Faculdade de Medicina da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2019-02-19 às 01:29:25 | Política de Utilização Aceitável | Política de Proteção de Dados Pessoais