Saltar para:
Logótipo
This page in english Ajuda Autenticar-se
FMUP
Você está em: Início » MI101
Autenticação




Esqueceu-se da senha?

Anatomia I

Código: MI101     Sigla: ANAT1

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Medicina

Ocorrência: 2012/2013 - 1S

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Departamento de Anatomia
Curso/CE Responsável: Mestrado Integrado em Medicina

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
MIMED 524 Mestrado Integrado em Medicina - 2007 1 - 10 90 270

Língua de trabalho

Português

Objetivos

Gerais: Ensino da organização geral da estrutura macroscópica do corpo humano que permita a aquisição de bases sólidas para a educação e profissão médicas.
Específicos: (i) ensinar a terminologia anatómica, que constitui a base da linguagem médica; (ii) ensinar a nomenclatura, relações, funções e variações das estruturas que integram o aparelho locomotor; (iii) desenvolver a capacidade de observação e a técnica de descrição pelo recurso a terminologia adequada; (iv) desenvolver a auto-aprendizagem.

Programa

Ensino Teórico: Introdução ao estudo da Anatomia Humana. Terminologia anatómica. Noções de embriologia geral. Anatomia geral dos ossos, das articulações, dos músculos e das fáscias, e dos sistemas vascular e nervoso. Anatomia descritiva, funcional e aplicada da coluna vertebral. Anatomia descritiva, funcional e aplicada da pelve. Anatomia descritiva, funcional e aplicada das paredes torácicas. Anatomia descritiva, funcional e aplicada das paredes abdominais. Anatomia descritiva, funcional e aplicada do membro superior. Anatomia descritiva, funcional e aplicada do membro inferior. Postura e locomoção.
Ensino Prático: Posição anatómica. Planos anatómicos. Coluna vertebral óssea. Osso coxal. Articulações e ligamentos da pelve. Articulações da coluna vertebral. Articulações da coluna vertebral com a cabeça. Músculos das goteiras vertebrais e da nuca. Esterno, costelas e cartilagens costais. Articulações e músculos do tórax. Diafragma. Músculos e fáscias do abdómen, da pelve e do períneo. Ossos, articulações e músculos do membro superior. Artérias e veias do membro superior. Plexo braquial. Ossos, articulações e músculos do membro inferior. Artérias e veias do membro inferior. Plexos lombar e sagrado. Crânio.

Bibliografia Obrigatória

R. L. Drake, W. Vogl, A. W. M. Mitchel; GRAY’S ANATOMY FOR STUDENTS, Elsevier Churchill Livingstone, 2010. ISBN: 9780443069529 (Bom para a primeira abordagem das várias matérias. É suficiente nalguns capítulos, mas muito superficial nos restantes.)
S. Standring; GRAY’S ANATOMY, Elsevier Churchill Livingstone, 40ª edição, 2008 (O Gray´s Anatomy - “The doctor´s bible” – tem sido considerado ao longo das décadas como um livro muito longo e excessivamente detalhado. As duas edições mais recentes foram profundamente reestruturadas, sendo menor o número de páginas de texto e mai)

Bibliografia Complementar

L. M. Ross, E. D. Lamperti. ; Atlas of Anatomy – General Anatomy and Musculoskeletal System, Thieme, 2006
J. W. Rohen, C. Yokochi, E. Lütjen-Drecoll; Color Atlas of Anatomy, Lippincott Williams & Wilkins, ,2006
P. H. Abrahams, S. C. Marks and R.T. Hutchings; - McMINNS - A Colour Atlas of Human Anatomy, 2002
A. M. Gilroy, B. R. MacPherson, L. M. Ross; Atlas of Anatomy, Thieme,, 2008
P. W. Tank, T. R. Gest; Atlas of Anatomy, Lippincott Williams & Wilkins, 2009

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

Aulas teóricas (2 horas/semana); Aulas práticas (4 horas/semana).
Dissecção de material cadavérico (a título voluntário)

Software

N/A

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída com exame final

Componentes de Avaliação

Descrição Tipo Tempo (Horas) Peso (%) Data Conclusão
Participação presencial (estimativa) Participação presencial 0,00
Total: - 0,00

Obtenção de frequência

Segundo as regras definidas pelo Regulamento Pedagógico.

Fórmula de cálculo da classificação final

Para os alunos que no presente ano lectivo estão inscritos no 1º ano do Mestrado Integrado em Medicina, a avaliação inclui uma componente de avaliação distribuída e um exame final.

A AVALIAÇÃO DISTRIBUÍDA (AD) será efectuada através da realização de 4 de testes práticos (ADP 1-4) e de 4 testes teóricos (ADT 1-4). A classificação máxima de cada ADP é de 5 valores, o que corresponde à correcta identificação de 10 estruturas anatómicas. A classificação máxima de cada ADT é de 5 valores e será atribuída aos estudantes que responderem correctamente a 10 perguntas de escolha múltipla. Tanto na ADP como na ADT, as classificações intermediárias serão calculadas em função do número de respostas correctas. A classificação a atribuir, no final do curso, à ADP e à ADT resultará do somatório das classificações obtidas nas 4 ADP e nas 4 ADT.

O EXAME FINAL constará de uma prova prática e de uma prova teórica. A prova prática (P) é do tipo “gincana” e consiste na identificação de um conjunto de 30 estruturas anatómicas. Estas estarão colocadas aos pares, tendo os alunos 1 minuto para identificar cada conjunto de duas estruturas. A classificação de 20 valores corresponde à correcta identificação das 30 estruturas e a classificação de 10 valores à correcta identificação de 18 estruturas. As classificações intermédias serão calculadas proporcionalmente ao número de estruturas identificadas. A classificação prática (CP) será calculada através da fórmula CP = 0,9 P + 0,1 ∑ADP

Serão admitidos a exame teórico os estudantes que, no conjunto da prova prática e da ADP, obtiverem a classificação de 10 valores.

A prova teórica (T) consta de 50 perguntas de resposta curta, subdivididas em duas alíneas. Cada pergunta vale 0,4 valores. A classificação teórica (CT) será calculada através da fórmula CT = 0,9 T + 0,1 ∑ADT

Serão considerados aprovados no exame teórico os estudantes que obtiverem a classificação de 10 valores.

A classificação final (CF) será calculada através da fórmula: CF = 3CT + 1CP/4



A esta classificação adicionar-se-á a obtida nos trabalhos de dissecção. Estes serão classificados numa escala de -1 a 2 valores. A classificação de 2 valores será atribuída aos trabalhos que se destaquem pela sua qualidade e a de -1 valor a todos os que não tenham sido concluídos ou apresentados em tempo útil.

Os alunos que obtiverem classificação final de Muito Bom (18, 19 ou 20 valores) terão de se submeter a exame oral para manter, ou subir, essa classificação. No caso de decidirem não o fazer, ser-lhes-á atribuída a classificação final de 17 valores.

Todos os alunos cuja classificação se situe entre 10 e 17 valores podem requerer exame oral para subida de nota. No entanto, para estes alunos, a classificação com que se candidatam ao exame oral não estará assegurada.

Provas e trabalhos especiais

Trabalhos de dissecção - a título voluntário e em horário extra-curricular.

Avaliação especial (TE, DA, ...)

De acordo com o Regulamento Pedagógico.

Melhoria de classificação

De acordo com o Regulamento Pedagógico.
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2017 © Faculdade de Medicina da Universidade do Porto  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z  I Livro de Visitas
Página gerada em: 2017-07-20 às 19:31:19